Esse site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você concorda com suas condições.

< Artigos

Economia

Bitcoin é mais escasso do que o ouro

10/07/2024

Bitcoin é mais escasso do que o ouro

Bitcoin é frequentemente comparado ao ouro devido a atributos semelhantes, como escassez, durabilidade e fungibilidade (1 BTC = 1 BTC, 1 g ouro = 1 g ouro).

Bitcoin x Ouro x Moeda governamental. Fonte: Ascen Cripto

 

O ouro é valorizado por sua escassez, durabilidade e utilidade em diversos produtos. Segundo o World Gold Council, em 2023, a oferta total de ouro extraído era de cerca de 208.874 toneladas, com um crescimento anual de 2%, sem previsão de limite total de oferta.

No que se trata de manipulação, ataques frequentes são feitos ao BTC em termos de manipulação de mercado, mas poucos compreendem que isso é uma realidade no mercado de ouro.

Há poucas empresas mineradoras de ouro e elas podem manipular a oferta para alterar o preço do ouro, e instituições financeiras podem criar notas de ouro que não representam ouro físico em proporção perfeita.

O Bitcoin tem uma oferta total limitada a 21 milhões de unidades, que será alcançada por volta de 2140 através de um processo computacional chamado Proof-of-Work - PoW (prova de trabalho, em português).

O termo “mineração” é uma analogia ao processo que ocorre com o ouro, e vem justamente do trabalho de validar transações através do PoW e ganhar bitcoins com isso.

Atualmente, 19,7 milhões de bitcoins foram criados, com uma taxa de emissão controlada pelo protocolo, que diminui ao longo do tempo. O crescimento da oferta de Bitcoin já é menor que o do ouro, com menos de 2%, visando uma taxa terminal de crescimento de 0%.

Enquanto o ouro tem uma oferta teoricamente limitada, na prática isso não ocorre da mesma maneira.

Assim, Bitcoin tem uma oferta fixa que não mudará com o tempo, a menos que a rede decida reduzir seu valor através de um processo inflacionário, o que é muito improvável. Por outro lado, embora o ouro teoricamente também tenha uma oferta limitada, isso não acontece na prática.

A escassez, de fato, é um fator determinante do valor de um ativo, mas outros fatores, como utilidade, demanda e adoção, também são importantes. Mas se a escassez for o atributo mais importante para se tornar uma reserva de valor, o Bitcoin será a principal no futuro.

No entanto, o ouro já provou ser uma boa reserva de valor devido à sua escassez durante milhares de anos, o que gerou confiança a milhões de agentes econômicos. Bitcoin ainda precisa passar pelo teste do tempo.

_____________________________________________

Nota: as visões expressas no artigo não são necessariamente aquelas do Instituto Mises Brasil.

Sobre o autor

Daniel Ascen

É economista pela Universidade Federal do Ceará e fundador e analista da Ascen Cripto.

Comentários (8)

Deixe seu comentário

Há campos obrigatórios a serem preenchidos!