clube   |   doar   |   idiomas
O politicamente correto ataca um direito humano básico: a liberdade de pensamento e de expressão
A liberdade de expressão é o mecanismo por meio do qual a sociedade evoluiu

O ser humano é um animal dotado da capacidade de raciocinar, imitar e imaginar. Mas não só. Ele é também um animal dotado da capacidade de verbalizar e comunicar suas idéias com o propósito de persuadir seus interlocutores, trocar informações com eles ou, simplesmente, expressar suas emoções.

A capacidade de se expressar de maneira complexa e argumentada constitui um traço distintivamente humano — o qual, ademais, é em grande medida responsável pelo nosso progresso civilizatório.

Mais ainda: a capacidade de se expressar livremente é o mecanismo por meio do qual o ser humano mantém a sociedade funcionando.

É em decorrência da liberdade de expressão e da capacidade de articular idéias que as pessoas conseguem apontar problemas, explicá-los, solucioná-los e tentar chegar a um consenso.

Mas há o outro lado: a transmissão de idéias também representa um foco potencial de conflitos entre os seres humanos. Um determinado conjunto de idéias — sobretudo quando estas não fazem parte de nossa identidade cultural — pode nos parecer rechaçáveis, criticáveis ou mesmo repugnantes. Ou seja, as idéias não só nos seduzem, como também podem nos molestar. E, em ocasiões, podem nos molestar sobejamente.

E isso é inevitável: por ser capaz de pensar e de se expressar, o ser humano sempre poderá soar ofensivo a terceiros.

A evolução se deu por meio do debate aberto

Durante séculos, os indivíduos chegaram ao ponto de se enfrentar mutuamente, até o extremo de se aniquilarem, por causa das idéias. As guerras religiosas foram, em última instância, guerras sobre idéias: sobre concepções heterogêneas (e contrapostas), acerca da transcendência, pelas quais muitos estavam dispostos a morrer e a matar.

A forma que socialmente descobrimos para evitar nos enfrentarmos e nos agredirmos por causa de nossas idéias díspares foi a tolerância mútua: um programa ideológico que politicamente se cristalizou naquilo que hoje chamamos de 'liberalismo' — "uma tecnologia para evitar a guerra civil", como, de maneira clarividente, definiu o filósofo Scott Alexander.

As idéias liberais nos ensinaram o segredo para podermos conviver em paz: aceitarmos tolerar mutuamente as idéias díspares e incorrermos em argumentações racionais para resolver nossas discordâncias. Foi assim que a civilização evoluiu.

A censura estimula a intolerância

Obviamente, nosso desafio sempre foi tolerar aquelas idéias ou expressões alheias que nos ofendem, e não aquelas que nos agradam e entusiasmam. Somos tolerantes quando respeitamos o dissenso, e não quando recriamos o consenso. E somos mais propensos a tolerar as idéias alheias quando os demais toleram as nossas: se um grupo de pessoas vê suas idéias sendo silenciadas e censuradas, ele perde toda a razão estratégica para tolerar as idéias alheias.

Consequentemente, quando um grupo politicamente influente consegue instituir a censura sobre aquelas idéias alheias que consideram ofensivas, essa ação bem-sucedida começa a atrair imitadores: a tendência natural é que outros indivíduos que também se sentem ofendidos por outras idéias passem a exigir a censura dessas idéias. Como consequência, o debate vai se tornando cada vez mais manietado.

Pior: quando um grupo vê suas idéias sendo censuradas, a tendência é que ele redobre a aposta em suas idéias, tornando-as ainda mais agressivas, podendo se degenerar em violência física.

Assim, qualquer sociedade que opte pela censura, ainda que branda, está continuamente colocando em xeque a resistência de seus pactos implícitos em torno da liberdade de expressão.

Em última instância, a tolerância mútua é, em certa medida, um equilíbrio potencialmente muito frágil: quando um grupo sente que suas idéias já são suficientemente toleradas pelos demais, ele pode, de um lado, se limitar a tolerar as idéias alheias; mas, de outro, pode também cair na tentação oportunista de tentar censurar marginalmente aquelas idéias ou expressões de terceiros que lhes ofendem, causando ainda mais distúrbios.

Esse tem sido o caminho escolhido pelos adeptos do politicamente correto.

O politicamente correto como ferramenta de controle

O adjetivo 'politicamente correto' é usado para descrever linguagens ou ações que devem ser evitadas por serem vistas como 'excludentes' ou 'ofensivas'.

Em tese, o politicamente correto defende a censura de idéias que marginalizam ou insultam grupos de pessoas tidos como desfavorecidos ou discriminados, especialmente grupos definidos por gênero, raça ou preferências sexuais.

No entanto, ao defender a censura de idéias consideradas "ofensivas", o politicamente correto nada mais é do que uma ferramenta criada para intimidar e restringir a liberdade de expressão. Ao proibir a livre manifestação de idéias a respeito de uma miríade de assuntos, o politicamente correto funciona como uma linha de montagem mecanizada, cujo objetivo é padronizar e homogeneizar as ideias dos indivíduos, fazendo-os pensar e agir sempre de modo uniforme.

Para o politicamente correto, um debate aberto e sem censura, além de ofensivo para as minorias, é também subversivo, inflamatório e gerador de discórdias, devendo por isso ser censurado. Mas isso atenta contra a lógica básica. O debate aberto é algo que, por definição, estimula a análise crítica e impede a uniformidade (e a hegemonia) intelectual. O debate aberto e sem censura evita a predominância do chamado "pensamento de manada", garantindo assim uma voz exatamente para os grupos mais marginalizados e excluídos — os quais, em tese, são o alvo da preocupação do politicamente correto.

Se o indivíduo não mais tiver a liberdade de falar o que pensa, ele não mais será capaz de pensar. Como bem disse o psicólogo Jordan Peterson, a liberdade de expressão é suprema e está acima do "direito" de alguém de não se sentir ofendido. Com efeito, não há o "direito de não ser ofendido" simplesmente porque isso, caso realmente fosse impingido, levaria à extinção do próprio pensamento: o ser humano, por ser capaz de pensar, sempre poderá soar ofensivo a alguém. Querer proibir a expressão do pensamento significa proibir o próprio ato de pensar.

Conclusão (e um teste)

No final, o que temos hoje é apenas uma defesa simétrica da liberdade de expressão: só é lícito aquilo que me agrada. Aquilo que me ofende deve ser proibido.

Só que defender a liberdade de expressão de minhas idéias não é mérito nenhum. Tampouco representa qualquer utilidade social. O verdadeiro mérito está em defender a liberdade de expressão daqueles que nos ofendem profundamente, e então vencê-los no debate por meio da razão. A censura prévia é simplesmente o método a que recorrem os intelectualmente incapazes.

No geral, se você é de esquerda e defende censura e punição àquilo que você considera "discurso de ódio da direita", você está apenas defendendo o privilégio da sua seita de abolir a expressão das idéias alheias. E vice-versa. A universalidade da liberdade de expressão não existe para proteger aquilo que nos agrada, mas sim para proteger da censura aquilo que nos ofende.

Caso cedamos ao encanto de censurar aquilo que nos desagrada, em vez de criarmos uma plataforma que estimule o desenvolvimento do indivíduo por meio do raciocínio lógico, do questionamento e dos diálogos estimulantes, estaremos apenas criando robôs com pensamentos padronizados e homogeneizados.

Abrir a Caixa de Pandora da censura pode acabar estimulando outros grupos a fazerem exatamente o mesmo, acabando assim com a liberdade geral de expressão e com toda a nossa capacidade de debate baseado na razão. Com efeito, estaremos atacando a nossa própria capacidade de raciocínio.

Não há mágica: o livre intercâmbio de informações e idéias é crucial para o progresso de uma sociedade livre. Por isso, toda a forma de "polícia do pensamento" deve ser abolida.

Por fim, um teste: alguns países europeus, como a Alemanha, transformaram em crime o "discurso de ódio" (hate speech) na internet. Na prática, as mídias sociais (Google, Facebook e Twitter) serão severamente multadas caso permitam que seus usuários façam "discursos de ódio" em suas plataformas.

Por uma questão de lógica, isso implica que agora é ilegal odiar Hitler e o Holocausto na internet. Também significa que o marxismo — que fomenta o ódio dos assalariados aos capitalistas, estimulando o assassinato de capitalistas — se tornou ilegal. Você apóia?



autor

Julian Adorney
é diretor de marketing da Peacekeeper, um aplicativo de smartphone que oferece uma alternativa para serviços de emergência.  É também historiador econômico, tendo como base a economia austríaca.  Já publicou nos sites do Ludwig von Mises Institute do EUA, Townhall, e The Hill.


  • Felipe Lange  29/03/2018 16:50
    E pensar que, sem o aparato estatal, todos esses grupos que pedem por controle sobre a liberdade de expressão não existiriam... neoconservadores e esquerdistas são ambos inimigos da liberdade. Os primeiros vão birrar se você zombar da religião cristã e os segundos vão birrar se você zombar deles de outra forma.
  • D. Zulen  20/08/2018 18:25
    TODAS as sociedades que tu consideras de primeiro mundo se organizaram via Estado, chapa.

    Se não gosta da existência de minorias sócio-econômicas, adivinhe quem é o maior responsável pela existência destas?


  • Constatação  01/01/2019 01:51
    Dê exemplo de uma. Detalhado
  • Revoltado  01/01/2019 15:12
    Felipe Lange

    É bem isso mesmo! Antigamente as minorias apenas queriam que o Estado não as incomodasse (gays, por exemplo). Hoje, querem desenvolver um cordão umbilical cada vez maior com este mesmo Estado, de modo que sejam protegidos como crianças indefesas pelo papai onipresente.
    Lembro-me há cerca de dois anos, quando discuti com um parente (cujo irmão é homossexual) que este queria "proteger seu irmão". Lhe respondi de maneira sucinta: "Fulano, o Estado já o protege e muito bem. Aliás, ele está mais protegido pelo Estado do que tu e eu, inclusive".
  • junior  14/04/2019 20:23
    como o tal irmão homossexual pode estar mais bem protegido?
  • L Fernando  15/04/2019 02:48
    Unico desprotegido no mundo atual é o branco de meia idade, solteiro e hétero.
    Esse é o mal encarnado segundo a agenda politicamente correta
  • Capital Imoral  29/03/2018 16:57
    Marielle, presente!

    A grande mídia está se perguntando: Quem matou Marielle? pois eu respondo: foram os neoliberais, e seu discurso de ódio, que matou Marielle.

    O Brasil está virando um grande hospício ideológico no qual conservadores e neoliberais estão induzindo pessoas comuns a matar inocentes de esquerda. No Brasil ocorre uma corrupção da inteligência, liderada principalmente por intelectuais neoliberais; eles perderam qualquer noção do seja a realidade objetiva, racional, humana; para eles, existe somente uma loucura ideológica com o objetivo de implementar a doutrina neoliberal. São psicopatas.

    É muito importante entender a violência do discurso neoliberal, porque foi esse discurso que matou Marielle. Todo mundo sabe que foi a polícia que matou Marielle (alias, eu tenho certeza). Mas devemos nos perguntar: aquele soldado da polícia militar, que provavelmente está cego de ódio ideológico por Marielle; porque ele cometeu tamanha barbaridade? Isso só aconteceu porque o discurso neoliberal acabou com o humanismo que a esquerda irradiava pelas ruas do Brasil. Aquele soldado foi induzido por um discurso de violência que só pode advir do conservadorismo. Aquele policial era para ser gay; era para ele estar segurando um pinto de borracha em vez segurar um revólver que tirou a vida de uma inocente. Mas por culpa de vocês, neoliberais, ele decidiu seguir pela via do discurso de ódio; ele decidiu brincar com revólver de brinquedo em vez de ler poemas e conversar com plantas. Tudo isso é culpa de vocês, seus canalhas! Era para nós cuidarmos da alma daquele policial, mas ele foi tão vítima quanto Marielle: Ele foi vítima da religião, ele foi vítima da indução mental controlada pelas Igrejas e pelo grande Capital.

    Mas depois que ele se tornou um monstro, não há mais volta. Porque com monstro se dialoga na ponta do fuzil. Sim! a polícia matou uma semideusa no Brasil; e para isso deverá haver uma resposta das organizações internacionais. Enquanto isso não ocorrer, devemos cultuar a alma da Marielle em todos templos (Starbucks, Universidades, Botecos) e liturgias (Escolas, Jornais, Revistas) da esquerda brasileira. Não nos esqueçamos nunca de Marielle. Ela é a nova virgem Maria do Brasil.

    Que nunca nos esqueçamos de Marielle. Que sempre que fomos no Starbucks, que usemos o nome Marielle, e quanto a atendente evangélica chamar: "Marielle", possamos dizer: "Presente!".

    Capital Imoral é filósofo, escritor, e já refutou Mises
  • Edson  29/03/2018 17:04
    Haha, essa foi disparada a melhor participação do Capital Imoral!

    Ri demais aqui:

    "aquele policial era para ser gay; era para ele estar segurando um pinto de borracha em vez segurar um revólver que tirou a vida de uma inocente. Mas por culpa de vocês, neoliberais, ele decidiu seguir pela via do discurso de ódio; ele decidiu brincar com revólver de brinquedo em vez de ler poemas e conversar com plantas. [...]

    Era para nós cuidarmos da alma daquele policial, mas ele foi tão vítima quanto Marielle: Ele foi vítima da religião, ele foi vítima da indução mental controlada pelas Igrejas e pelo grande Capital. [...]

    "devemos cultuar a alma da Marielle em todos templos (Starbucks, Universidades, Botecos) e liturgias (Escolas, Jornais, Revistas) da esquerda brasileira. [...]

    Que sempre que fomos no Starbucks, que usemos o nome Marielle, e quanto a atendente evangélica chamar: "Marielle", possamos dizer: "Presente!"."


    Esse cara tinha que ter uma coluna fixa aqui no IMB, na seção "zoeira com a esquerda".
  • ohmega  30/03/2018 11:30
    O pior, para meu espanto e receio, é que muitos pensam assim!
  • Revoltado  01/01/2019 15:23
    Jesus amado!

    De fato, tem quem realmente pense desse modo...
    Estava almoçando com um parente certa vez, passava na TV uma reportagem sobre a Marielle (Jornal Hoje), bastou eu suspirar de saco-cheísse por isto para que um parente me chamasse (mesmo brincando) de "direitista de merda". É o típico PC que compra quase qualquer pauta esquerdista, vivendo, claro, como um bom esquerdista-caviar...
  • Justiniano Stein  06/01/2019 10:41
    --
    Esqueceram do passado da sra. Marielle, aliás, de santa não tinha nada, inclusive era comprovadamente associada direta e indiretamente a facções criminosas... Aí toma uns tiros, vira uma mártir...
  • Burguês irônico  29/03/2018 21:58
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... que discursozinho patético!nossa, mataram uma mulher negra, lésbica e de esquerda...e daí?o que morreu foi só mais um ser humano. Nem mais importante e nem menos que os demais. Quando vejo um grupo bancando de revoltadinho devido à morte de um único vejo que o discurso coletivista realmente tá cagando pra individualidade. Aparentemente todos são humanos, mas uns são bem mais humanos que outros. Para cretinos que usam a morte de uma pessoa para se promover pouco importa a criminalidade em si. Querem no máximo usar alguns como mártires e bandeiras para a própria causa. Junto dessa mulher morreu também um homem que estava trabalhando, mas ele não importa( não se encaixa no perfil de negro, pobre,homossexual e de esquerda) é apenas mais um número. Sinceramente, se quer promover um debate honesto, pare de conversinha fiada e ideologia barata e trabalhe com o que efetivamente existe: indivíduos.
  • Revoltado  02/01/2019 14:41
    Revolta seletiva. Pura e simples...

    No mundo só existe o segmento deles próprios e ninguém mais.
  • Berto  30/03/2018 13:55
    Vc é bobo? Acorda pra vida
  • Pacífico  30/03/2018 18:27
    Com todo respeito a tuas idéias: Vai cagar, vai!
  • Gustavo  31/03/2018 06:23
    kkkkkk .... Concordo totalmente Edson!! ..... não ria tanto assim a muito tempo!!! ...... esse tal Capital Imoral deve ser de fato o maior dos capitalistas! Acho na verdade, que ele odeia tanto a esquerda, o socialismo e toda essa mentira delirante que esses malucos acreditam por ai, que ele se passa por um socialista maluco, só pra ridicularizar profundamente a esquerda, como ele alias tem feito como ninguém! O cara é um gênio em sua estratégia de se passar por um "socialista, filosofo e escritor", e um representante legitimo da especie Acephalous Socialoidis!! .. É a segunda vez que leio um texto do Capital Imoral aqui, e fica difícil saber qual é mais risível!! ..... Nestes dois textos que vi dele, o "Gênio" trouxe uns termos e uns pensamentos surreais, como:

    ..... "padeiro com cara de professor", "inocentes de esquerda", "policial era para ser gay; era para ele estar segurando um pinto de borracha em vez segurar um revólver", "cultuar a alma da Marielle em todos templos (Starbucks, Universidades, Botecos) e liturgias (Escolas, Jornais, Revistas) da esquerda brasileira", "a nova Virgem Maria do Brasil", ...... kkkkkkkkkk putz!! ... as vezes tinha que parar de escrever, de tanto dar risada aqui!!! ... era de doer a barriga!!! .... conseguia até enxergar de tempos em tempos, os templos esquerdistas nos Starbucks no Brasil inteiro parando pra rezar uma missa pra Marielle, ou todos os bebuns aos fins de tarde nos botecos "copo sujo"do pais, levantando os copos de cachaça ou cerveja, e gritando: Marielle, Presente!!! ... e é claro, policiais do lado de fora, policiando as ruas com pintos de borracha em punho, e em alguns casos apontando as suas armas eróticas de plástico para bandidos e os ameaçando: Mãos para cima, ou arremessaremos esperma sintético em vocês! ..... Agora, tudo bem os templos esquerdistas serem botecos!! Combina totalmente com a profundidade de pensamentos etílicos que guiam a vida dessas pessoas, mas quem diria hein?! Templos Starbucks esquerdistas kkkkkk !!! Logo dentro de uma companhia de origem nos USA (o Imperialista do mal), listada em Bolsa de Valores, "exploradora de produtores rurais em países do terceiro mundo", e que ajuda promover esse "capitalismo atrasado"!!!! ... ai ai!! ... kkkkk esse tal Capital Imoral é de matar qualquer um de rir!!

    Eu particularmente nem desejava a morte da "semideusa" Marielle!! Afinal, ela tinha pais, filha, etc ... .e dar tanta risada assim, pode até parecer desrespeito com a morte de alguém, apesar de não ser o caso!! Mas se assim alguém considerar; desrespeito maior o Capital Imoral já fez, contando tanta piada como ele fez neste texto!! Pra mim, a despeito de todas as crenças, e lutas da "semideusa", só desta pessoa ter se envolvido com o partido, com as pessoas e com os projetos que se envolveu, e só dela pensar e acreditar nas mentiras que acredita, já a desqualifica totalmente como pessoa, então imaginemos como "semideusa"!!!

    Enfim, tomando emprestado a fala do Obama direcionada ao Lula (frase esta, que o infeliz incrivelmente acreditou e leva a sério até hoje): O Capital Imoral "é o CARA" .. só pode ser muito capitalista! Diria eu, um capitalista nato!!! ... de raiz, corpo e de alma, e com um senso de humor sem igual!!! Só pode ser isto, porque somente isto explica alguém se autoridicularizar assim e levar junto todos os outros socialistas!

    Acho que a partir de agora, vou começar a selecionar os textos e artigos a serem lidos, em função da existência ou não de comentários que o Capital Imoral deixar abaixo dos textos/artigos!
  • Francisco Ferreira  31/03/2018 06:44
    ABISMADO com o raciocínio desta pessoa! Um perfeito discípulo de Foucalt!...
    Mas... todo o direito de pensar assim! Aliás, a criatura se vê como Deus, pois tem CERTEZA de que foi a polícia que matou a "semideusa"... a maconha devia estar mesmo muito estragada!
  • Airton  02/04/2018 09:07
    JÁ TOMOU SEUS REMÉDIOS HOJE ?
  • Gilson L.  02/04/2018 13:32
    Pessoal, por favor! Me sinto até meio estúpido de falar essa obviedade aqui: esse texto, como outros do Capital Imoral, é apenas uma piada, é sarcasmo, é levar o discurso esquerdista ao extremo para mostrar como é ridículo. É incrível que várias pessoas que leem os artigos do Mises Brasil não são familiarizados com leitura ficcional, satírica, sarcástica e artifícios de escrita. Estou impressionado! Mas enfim, não é a toa que alguns defendem aqui candidatos que se dizem liberais, mas são nacionalistas, militaristas e políticos profissionais. Convido aos que têm bom humor e conta no Facebook a acessar os textos da Jessicão (antigo Jessicão, a Feminista).
  • Jailma Viana  23/06/2018 03:41
    Caro Gilson L.,
    Deixa assim que está bom! A gente pode rir tanto de um quanto dos outros. Por favor, não estrague!
    Abraços
  • Luiz Carlos  17/05/2018 21:07
    Capital imoral é idiota, fdp, covarde. Bota a cara palhaço!
    Mariele era uma piranha vagabunda subversiva que já morreu tarde e está lá no inferno esperando Freixo.
    Chupa comunista. Minha arma já está carregada para você
  • Joao Gouveia  17/10/2018 05:05
    senhor Luiz Carlos,
    você até tem razão, mas não acha que perde a razão toda na sua ultima frase?
    eu assumo que sou de extrema direita moderna ou seja sem ódio e/mas não sou Brasileiro!
    Bem haja
  • Caco  02/09/2018 12:51
    Legal! A sinples postagem do excremento ideológico acima referenda, por si só, o teor do artigo!
    Perfeito.
  • Sergio  31/12/2018 15:26
    Quem mandou matar Bolsonaro?
    Inocentes sempre morrem pelas mãos da esquerda, a própria Mariele foi vítima de gente da esquerda, corruptos como sempre. Agora o desafio é descobrir quem mandou matar Bolsonaro.
  • Revoltado  04/01/2019 16:02
    Poderiam aproveitar também e descobrir quem é que está bancando os quatro advogados caríssimos do distinto, sendo que este é um desempregado, fora demais bens um tanto difíceis de ser adquiridos para quem momentaneamente sofre dificuldades financeiras...
  • Jorge  01/01/2019 23:48
    Filósofo? kkkkkkkkkk
  • Mai Oliveira  02/01/2019 13:54
    Esse cara é um gênio msm kkkkk!!! 1º vez que leio um comentário dele aqui, inicialmente pensei "esse cara escreveu isso msm?" depois fica totalmente claro o sarcasmo, achei estranho muitos não terem entendido isso.

    Precisamos desse tipo de comentário sempre por mais que seja zuera ou não, o debate é muito importante e rir desses argumentos é melhor ainda ^^
  • Marcio  03/01/2019 00:52
    "Refutou Mises" ????????

    Além de imoral és um psicopata como a grande maioria dos esquerdistas.
  • Rafael  03/01/2019 18:37
    E o motorista que foi assassinado ao lado da Marielle? E as vítimas do João de Deus? Para os que você chama de "neoliberais" apenas há pessoas de bem e bandidos, independente de gênero, cor e religião. Delitos merecem punição seja o infrator de direita, esquerda, branco, negro, gay, hetero. A lei é pra todos, sem privilégios. Vítimas da sociedade são os que arriscaram tudo para gerar milhares de emprego hoje, são os que não encontram uma oportunidade porque o dinheiro público vai para o lixo com militância, greve de aula e programa social que torna os beneficiários refens do Estado.
  • Revoltado  04/01/2019 16:09
    E o motorista que foi assassinado ao lado da Marielle?

    ====E por quê seria ele relevante? Era apenas um branco hétero, talvez cristão. Não serve para estandarte de proselitismo vermelho.
  • Marcelo Ferreira  29/03/2018 17:00
    Tenha uma dúvida: uma ofensa verbal pode ser considerada liberdade de expressão do ponto de vista libertário?
  • Marcos  29/03/2018 17:05
    Sim, totalmente. Não há crime nenhum em ofender verbalmente. O que você não pode fazer é ofender fisicamente, pois aí você já está atentando contra a propriedade (corpo) da vítima.

    P.S.: obviamente, estou levando em conta apenas a agressão física a alguém que não lhe agrediu fisicamente. A partir do momento em que alguém lhe agride fisicamente, este alguém perde o direito de não ser também agredido fisicamente, podendo você então agredi-lo.
  • Henderson Ogando  03/04/2018 12:49
    Desculpe-me, mas, sim, há crime em se ofender verbalmente alguém! Apenas a título de informação, dentre outros, a legislação brasileira tipifica (descreve como crime) as condutas de calúnia (imputação falsa de um crime a alguém, por exemplo: "vc é o assassino de Fulano"), difamação (ofensa à honra objetiva de alguém, por exemplo:" vc é um corrupto") e também a injúria (que ofende a honra subjetiva, por exemplo: "vc não passa de um viadinho escroto"). Com algumas variáveis e pontualidades, as condutas acima, tipificadas no código penal brasileiro, decorrem, principalmente, de ofensas verbais a alguém, podendo ser praticadas direta (quando a ofensa é proferida à vítima) ou indiretamente (quando proferida a terceiros e chega ao conhecimento da vítima). Como fiz questão de destacar, existem particularidades penais e processuais penais, mas, em tese, há, sim, crime em se ofender verbalmente alguém.
  • Jailma Viana  23/06/2018 09:19
    Caro Dr Henderson Ogando,
    Necessito um conselho seu.
    Meu marido sempre me ofende me chamando de: "criatura fútil", "mulher perdulária", e ainda me deixa deprimida quando diz que sou "empiriquitada". O que eu faço com ele?
    Antecipo agradecimentos
    Abraços
  • Alexandre  04/01/2019 17:08
    Se separe dele!
  • Thomas  29/03/2018 17:10
    Existem apenas três direitos naturais, e todos eles são negativos, no sentido de que eles denotam coisas que não podem ser feitas contra você:

    1) Você tem o direito de que não tirem a sua vida;

    2) Você tem o direito de que não confisquem sua propriedade honestamente adquirida; e

    3) Você tem o direito de que não impeçam a sua liberdade de empreender e agir (desde que você também não infrinja a mesma liberdade alheia).

    Em lugar nenhum há o direito de não ser xingado ou ofendido. Ser xingado e ofendido não atenta contra nenhum direito natural seu. Mais ainda: ao ser xingado e ofendido, você pode perfeitamente contra-atacar por meio da razão, mostrando por que seu interlocutor está errado. Esta mesma liberdade você não possui ao ser morto, roubado ou impedido de agir.
  • Emerson Luis  22/04/2018 12:51

    A boa reputação de uma pessoa ou organização não é uma propriedade da mesma?

    A boa reputação demora anos de trabalho duro para ser construída (e ainda mais para ser reconstruída) e afeta profundamente a forma como as outras pessoas interagem com a pessoa ou organização. Quem difama uma pessoa ou organização pode estar prejudicando-a tanto ou mais do quem rouba suas propriedades materiais.

    O "nome" (marca) "Coca-Cola" vale mais do que todas as fábricas, sistemas de logística, etc. da empresa; seria preferível para essa empresa perder todas as suas propriedades materiais, mas manter o "nome", do que o inverso.

    * * *
  • Dane-se o estado  31/12/2018 14:46
    Boa reputação não é propriedade de ninguém, pois depende da perspectiva dos outros, e ninguém tem obrigação de ter uma opinião positiva sobre você! Não, o trabalho que a pessoa teve em toda a vida para criar isso não importa, as interações entre as pessoas são idênticas ao mercado, o valor é subjetivo e depende do outro, não depende do trabalho. se a sociedade se alguém quiser desmerecê-lo o fará e o resto do mundo tem o direito de escolher se vai acatar ou não a qualificação negativa. Crime só haveria se alguém o acusasse de cometer atos objetivos da qual você não cometeu ou falsificando provas, pois constituiria fraude, e mesmo assim como bem se sabe, mesmo ao provar a inocência de alguém, muitas vezes a reputação dela estará manchada goste ou não, pois são as pessoas que decidem sempre.
  • anônimo  29/03/2018 17:12
    Se ofensa verbal fosse crime, juízes de futebol e políticos teriam direitos a indenizações milionárias (e diárias).
  • Desconhecido  29/03/2018 17:18
    Uma dúvida, qual a posição do libertário em relação ao discurso quando voltado a estimular uma agressão física a um grupo de pessoas ou a uma única pessoa?
  • Realista  29/03/2018 17:44
    Essa é fácil.

    Se você me jura de morte ou promete me agredir fisicamente, você está, de livre e espontânea vontade, deixando explícito que irá ou retirar a sua vida ou atentar contra minha propriedade (meu corpo). Você, o agressor, está de livre e espontânea vontade confessando sua intenção de me matar ou me agredir.

    Consequentemente, em legítima defesa, estou liberado para me antecipar e fazer o mesmo com você.

    Agressão física ou ameaça explícita de agressão física violam o Princípio de Não Agressão (PNA).

    Se o MST chega à porteira de uma fazenda e promete invadir e matar o dono, isso não mais é uma questão de liberdade de expressão. O MST está espontaneamente dizendo que irá invadir e matar. Consequentemente, em legítima defesa, o proprietário está liberado para se antecipar e, em legítima defesa, terminar a vida desses terroristas. Afinal, se ele não o fizer, farão com ele.

    Igualmente, se um bandido invade sua casa e diz que irá matar você e estuprar sua mulher, isso não é mais uma questão de liberdade de expressão. Ele está espontaneamente dizendo que irá matar você e agredir sua mulher. Consequentemente, em legítima defesa, você está liberado para se antecipar e terminar a vida dele. Se não o fizer, ele irá acabar com a sua (pois foi isso o que ele prometeu).


    P.S.: nada disso tem a ver com o tema do artigo, que fala sobre a proibição da divulgação de ideias consideradas "ofensivas".
  • Fernando  01/04/2018 20:03
    Existe mais uma situação aí não abordada. A falsa acusação formal de um crime. Como acusar formalmente um inocente de ser estuprador ou pedofilo á justiça. Isso também sai do campo da liberdade de expressão, pois seria o mesmo que terceirizar a força contra um inocente.
  • Paul Kersey  29/03/2018 17:57
    A partir do momento em que eu afirmo explicitamente que irei lhe agredir e até matar, você automaticamente adquire o direito à autodefesa. O direito à autodefesa é um direito natural. É o pilar básico do libertarianismo.

    Pessoas que afirmam claramente que irão lhe agredir e matar estão em perfeito juízo de sua consciência. Logo, se elas estão falando que irão atentar contra sua integridade física (seu corpo é sua propriedade privada), você tem todo o direito à autodefesa.

    Quem afirma que irá atentar contra a propriedade de terceiros (inclusive o corpo), imediatamente perde o direito de não ser agredido. Quem agride está abrindo mão do direito de não ser agredido.
  • Matheus  29/03/2018 19:27
    Toda ameaça (desconsiderando a bravata) é uma violência agressiva em potencial, e se enquadra em coação. Por tanto sujeito a autodefesa dentro sempre de suas proporcionalidades. O próprio Rothbard dizia que a proporcionalidade é inerente ao PNA.
  • keila lopez  29/03/2018 17:19
    esse artigo se encaixa bem com o que está acontecendo no Brasil atualmente. Por exemplo a caravana que o lula estava fazendo para divulgar suas ideias tem sido atacada por liberais de direita que não aceitam ideias contrarias as suas. A gente saabe onde isso começa, mas nao sabe onde pode terminar. Muito medo dessa gente...
  • Guilherme  29/03/2018 17:29
    Foram "liberais de direita"? Por favor, comprove sua acusação, estou interessado. Você não conseguiria nem mesmo comprovar que foram bolsonaristas (nacionalistas de direita), muito menos que foram liberais.

    Ah, sim: eu sou veementemente contra mandarem bala em ônibus de Lula (mesmo porque inocentes poderiam ter sido feridos). Mas, ao contrário de você, não saio distribuindo acusações a grupos contrários. A propósito, o que você acha da tese de que os disparos foram feitos a mando do próprio PT, para poderem se vitimar ainda mais? Você consegue refutar esta acusação? Pois é, e ela é tão grave quanto esta que você fez.
  • keila lopez  29/03/2018 21:26
    disparos feitos pelo proprio PT pra se vitimizar? meu deus, vcs estao doentes. Td isso é medo de encarar o Lula em uma eleição democratica.
  • Guilherme  29/03/2018 21:33
    "Disparos feitos por liberais de direita que não aceitam idéias contrarias às suas? Meu Deus, você está doente. Tudo isso é medo de encarar o Lula dentro de um xilindró!"

    Gostou? Pois é, a lógica é absolutamente mesma. (Só não é igual o analfabetismo funcional, pois eu nunca afirmei que os disparos foram feitos pelo PT; ao contrário, ironizei essa ideia. Mas você, cérebro de ameba, não pescou. Por isso é petista)
  • keila lopez  29/03/2018 21:59
    vai la se juntar aos agroboys que estavam bloqueando estradas com suas caminhonetes importadas. Mas cuidado, se nao estiver no mesmo nivel que eles, vao te tratar igual tratam o povo sofrido desse país: como reles serviçais.
  • Rodrigo   31/03/2018 21:03
    Sim. Da mesma forma com que o pt trata a nos brasileiros. Como meros servos, prontos para bancar a elite do governo com seus luxos e sua arrogancia de príncipes.
  • Lee Bertharian  29/03/2018 22:33
    Calma... Nem politicamente correto, nem malcriação com a moça.
    Tá certo que esquerdistas não são exatamente brilhantes, mas basta mostrar os fatos:
    www.oparana.com.br/noticia/exclusivointeligencia-do-parana-investiga-articulacao-de-falso-atentado-a-lula
    Pode-se até questionar o artigo, mas algo DIVULGADO EM JANEIRO transcende a clarividência...
  • Karna  29/03/2018 22:32
    Não, imagina, o Lula é um santo incorruptível, é O Ungido, libertador de trezentos trilhões de nordestinos negros transsexuais da miséria. Não, claro que ele e sua corja NUNCA pensariam em se vitimizar para criar uma comoção.
  • Revoltado  01/01/2019 15:25
    Karna

    A fé dos petistas voltada a ele é admirável. Se os cristãos tivessem metade dessa intensidade, o Brasil seria transformado de dentro para fora. É até triste constatar isto.
  • Richard Gladstone de Jouvenel  30/03/2018 16:58
    Posso aceitar que o PT não tenha feito isso pra se vitimizar se a dona keila me explicar uma coisa:

    Se o ônibus estava em movimento, segundo os relatos, já que supostamente não haveria nada de anormal antes da partida,como uma bala de calibre intermediário entrou num ângulo preciso de 90 graus na lataria?

    Qualquer atirador meia boca, e eu atiro há 26 anos, vendo as fotos não precisa pensar dez segundos pra ver que aquele tiro foi dado com calibre médio e à curta distância, talvez média se o atirador for bom, com o alvo parado.

    Um excelente atirador, com uma arma longa em tese poderia fazê-lo, mas o cidadão teria de ser muito bom, e o buraco seria maior.

    E pra finalizar, uma especulação: eu nunca duvido da imaginação de uma organização que, a partir do Celso Daniel, tem oito cadáveres (nove se, já que estamos estamos no terreno da especulação, considerarmos que a morte do Sergio "Sombra" não foi de causas naturais), que aliado a incompetência ou conivência da polícia, além de não conseguir explicar,empurra a história pra baixo do tapete. Teria de ser o primeiro a exigir uma apuração criteriosa dos fatos, e aceitou passivamente a conclusão policial, sem fazer o barulho de costume.

    E ainda quer me dizer que não é possível...
  • keila lopez  31/03/2018 12:56
    para sua tese ser válida, os "forjadores" dos tiros teriam que ter pego os onibus, levado para local ermo, e entao feito os disparos longe quaisquer testemunhas. Por que senão, inúmeras pessoas (jornalistas e convidados) teriam presenciado o fato e seriam, segundo a sua tese, cumplices de tal farsa. Cara, isso é pior que teoria da conspiração. Sejam menos ingenuos, por favor. Nao queiram forçar uma situação improvável.
  • Richard Gladstone de Jouvenel  02/04/2018 12:57
    Não acredito em teoria da conspiração. Se eu acreditasse nesse tipo de bobagem, não estaria no ponto a vida em que estou.

    E quanto a como foi feito, essa é a sua opinião, não necessariamente os fatos. Instado por sua maneira de ver, consegui imaginar mais cinco formas da coisa ter sido feita , com testemunhas ou sem. O que não muda é o fato de que ou o atirador era excepcional, ou os tiros foram feitos com o veículo parado, mesmo respeitando a opinião do presidente da Associação Nacional dos Peritos, que disse que coisas muito sensatas a respeito.

    E que fique registrado: sou contra qualquer tipo de agressão, seja contra quem quer que seja. Pode me chamar de ingênuo se quiser, mas se assim for, me chame assim pelo motivo correto:eu não meço as pessoas com a régua da política. Antes de ver um esquerdista, petista,bolsonarista, tucano ou qualquer que seja o rótulo usado, eu vejo um brasileiro como eu. Nesse ponto sim,sou ingênuo, e com gosto. No mais, respeito, mas não concordo com sua visão.

  • 4lex5andro  03/04/2018 14:45
    Quando é a operação lava-jato as provas são questionáveis, mas quando aparecem buracos de bala nos ônibus de vagabundos, já se sabe origem, autor e cpf de quem disparou.

    É engraçado essa "lógica" se é que pode chamar desse jeito.
  • L Fernando  30/03/2018 00:33
    Muito medo de você e da sua ignorância
    Disparos foram feitos sim pelo MST
    Até parece que não conhece o método da esquerda de auto vitimar
  • Walter  29/03/2018 17:23
    O verdadeiro compromisso com a liberdade de expressão não está em permitir que as pessoas sejam livres para expressar apenas aquelas idéias com as quais concordamos. O verdadeiro compromisso está em permitir que outras pessoas digam coisas que consideramos profundamente ofensivas, seja sobre raça, gênero ou religião.

    Ou a liberdade de expressão é absoluta ou ela não existe.

    Aliás, o mesmo é válido para a liberdade de associação. Todo mundo diz defender, mas poucos realmente a aceitam.

    Para mim, um estabelecimento que proíbe a entrada de negros é tão válido quanto um que proíbe a entrada de brancos. Um estabelecimento que proíbe a entrada de homossexuais é tão válido quanto um que proíbe a entrada de heterossexuais. Um estabelecimento que proíbe a entrada de judeus é tão válido quanto um que proíbe a entrada de neonazistas.

    Nos EUA, empreendedores cristãos têm sido perseguidos por se recusarem a fornecer serviços de bufê para casamentos de pessoas do mesmo sexo. As pessoas que apóiam esse tipo de coerção deveriam se perguntar se elas também defenderiam ataques ao judeu proprietário de uma loja de iguarias que se recusasse a fornecer serviços para o casamento de simpatizantes neonazistas.

    O negro dono de um bufê ou mesmo o negro que é garçom deste bufe deveriam ser forçados a prestar serviços para supremacistas brancos? ONGs que defendem políticas de ação afirmativa em prol dos negros deveriam ser obrigadas a aceitar em seus quadros skinheads racistas? O chef homossexual de um restaurante deve ser obrigado a cozinhar e servir um cliente avesso a gays? A cozinheira feminista deve ser obrigada a atender um cliente machista?

    Associação forçada não é liberdade de associação.
  • Leandro C  12/06/2018 13:35
    Mas acho que todos teriam direito a serem cientificados previamente na porta do estabelecimento, como aqueles avisos de se aceitar cheque ou cartão de crédito, senão a prestação seria obrigatória.
  • Joao Gouveia  17/10/2018 05:21
    amigo Water,
    cito: Ou a liberdade de expressão é absoluta ou ela não existe
    assim como a verdade o absoluto também não existe!
    há limites para tudo, até legais, a meu ver a liberdade de expressão pode e deve existir e não ser absoluta!
    senti a necessidade de lhe dizer isto!
    bem haja e tudo de bom para si, para os seus e para o povo Brasileiro, que considero irmão!
  • Joao Gouveia  17/10/2018 05:24
    perdão Walter, acho que escrevi mal o seu nome no meu comentário!
  • Walter  29/03/2018 19:18
    Relativamente dentro desta questão da liberdade de expressão, um caso interessante é o do "direito de chantagem", defendido por Walter Block como superior à fofoca.

    Exemplo: alguém presencia em local público um determinado evento, como, por exemplo, uma modelo famosa fazendo sexo em plena praia. Por que ele deveria ser impedido de divulgar esta informação? Isso é um atentado à liberdade. A fofoca representa apenas o exercício desse direito.

    Mas, ainda assim, podemo dizer que ela é imoral, pois atenta contra a privacidade da "vítima".

    Sendo assim, e supondo que o ato testemunhado seja bastante constrangedor para quem o praticou, será que o silêncio não teria maior valor para a vítima do que a fofoca? É claro que teria. Mas como saber? A chantagem é uma oferta de troca. Costuma ser a proposta de trocar uma coisa, normalmente o silêncio, por outra coisa, normalmente o dinheiro. Se a chantagem é aceita, o chantagista mantém seu silêncio, em forma de segredo, e recebe por isso. Se a chantagem não é aceita, o chantagista apenas exerce seu direito de liberdade de expressão, relatando um dado que é de seu conhecimento legítimo.

    A diferença entre a fofoca e a chantagem é que, na última, a pessoa ao menos oferece uma possibilidade da vítima pagar pelo silêncio. A fofoca expõe o segredo sem alerta, sem chance de qualquer negociação, e por este prisma pode ser vista como muito pior que a chantagem.

    Walter Block defende que a legalização da chantagem é desejável pela ótica utilitarista também. Por ser ilegal, a chantagem costuma envolver atos violentos e criminosos, uma verdadeira máfia. Caso fosse legalizada, deixaria de ser crime, e a taxa de violência cairia bastante. As chantagens iriam aumentar, e as partes envolvidas poderiam escolher pagar ou não pelo silêncio, sem apelar para soluções criminosas. Seria uma negociação normal, como qualquer outra.

    Com a legalização da chantagem, as revistas de fofoca perderiam completamente seu mercado.
  • Rodrigo  29/03/2018 19:20
    O cerceamento da liberdade de expressão talvez serja hoje o maior risco ao nosso progresso. Pense em como estaria o mundo se as idéias controversas do passado tivessem sido caladas pelo "politicamente correto", pela defesa do status quo vigente. Darwin, Einstein, Galileu, Newton e vários outros não teriam tido a oportunidade de levantar suas teorias, as quais ajudaram a mudar o mundo, mas contrariavam o consenso da época.

    É imperativo que os inimigos da liberdade de expressão sejam vistos exatamente como são: oponentes do progresso da civilização.
  • marcela  29/03/2018 20:03
    Extremamente bacana pisar no politicamente correto e expressar livremente nossas opniões sem se preocupar em pisar em ovos para não afetar a sensibilidade alheia.Porém, isso por si só é totalmente irrelevante.A prova disso é o zé ruela do "Trâmpi"que não respeita a classe artística,ambientalistas,feministas,imigração muçulmana e nem a imprensa,mas só faz merda no seu governo medíocre.A bola da vez é a Amazon que ele acusa de fazer concorrência desleal com varejistas tradicionais e não pagar impostos.Tudo bem que nada na vida é perfeito mas esse defeito do Trump não é o tipo da coisa que dá para sacrificar no altar.O mais lamentável é saber que os americanos podem eleger a Oprah Winfrey em 2020 para sucedê-lo.É praticamente trocar seis por meia dúzia com leve vantagem para a Dilma topetuda.
  • L Fernando  30/03/2018 00:37
    Os muçulmamos respeitam muito os direitos, alias todos aos acima citados respeitam muito os contrários.
    Se Trump é um zé ruela e bilionário , imagina o que sobra par os criticos
  • tropante  29/03/2018 21:59
    Fui vítima de uma academia de musculação: paguei adiantado, ela faliu e fugiu com o meu dinheiro.
  • danir  30/03/2018 00:32
    Eu tenho percebido que ultimamente os comentários por estas plaga estão delirantes. como não sou politicamente correto, fico me perguntando se são robôs, esquerdistas fanáticos, direitistas fanáticos, ignorantes, burros, ou simplesmente idiotas que não têm mais o que fazer. O nível do debate em tempos passados era mais alto. Lembrando que o direito em si de falar bobagem deve ser respeitado. Existe um ditado que diz: Ignorância tem cura, já a burrice é um patrimônio inalienável do indivíduo. Considerando a quantidade de ignorantes, (que podem trabalhar para superar esta deficiência, mas não se esforçam para tal) e o número incontável de pessoas burras em vários graus, só resta aos de bom senso assistir e aceitar a diversidade. Considerar-se de bom censo já é um juízo de valor, pessoal e qualquer atitude de agressão física contra o outro lado, seria dar murros em ponta de faca e comprar uma briga que não pode ser vencida a curto prazo. Mas, por favor, senhores "donos da verdade", não nos mandem calar a boca em nome de direitos indefensáveis ou moralidade ideológica.
  • Jucimar  30/03/2018 14:05
    Essa briga é antiga ,tudo faz parte de um projeto esquerdista mundial para alcançar o poder em diversos países principalmente no Brasil , temos sim que defender e respeitar a liberdade de expressão e lutar com afinco pelo que acreditamos e achamos certos , mas discordo que gay lebisca ONGs feministas ,queiram ter mais direitos que pessoas de bem. Trabalhadores ,héteros ,país de família. Defendo respeito e igualdade de tratamento pra todos .
  • Felipe Lange  30/03/2018 14:44
    Fora do assunto do artigo mas continua dentro do assunto de economia...

    Hoje passaram essa imagem para mim num grupo de alunos da Unesp onde estou.

    Aí eu vejo um ar de sadismo por parte do estado: ele quebra suas pernas com financiamentos privados à pesquisas praticamente proibidos e depois te dá muleta com essas migalhas.

    Se eu vou assinar? Não. Resulta nisso confiar em parasitas que na primeira oportunidade vão te ferrar.

    Ah, e se fosse a universidade fosse minha eu provavelmente venderia tudo e investiria em outra coisa.

    O que vocês pensam sobre?
  • Pobre Paulista  30/03/2018 23:15
    Você vai ganhar um diploma "de graça", pare de reclamar. Quando as aulas voltarem vc volta às aulas.
  • Zé da Moita  30/03/2018 16:26
    só ler 1984, limitando a fala limitam-se as ideias e por fim limita-se a inteligência

    agora uma situação corriqueira: um ex funcionário é mandado embora e passa a falar mal da empresa para a qual trabalhava antes, inventando mentiras que possam fazer com que consumidores e investidores desconfiem da empresa e acaba impactando nas receitas, neste caso a empresa não poderia retalhar contra o ex funcionário?
  • Pobre Paulista  30/03/2018 23:14
    Pra retalhar o ex funcionário é só usar uma serra elétrica bastante potente.

    Quanto à retaliar o referido, não creio que seja esperto da parte da empresa, pois pode passar uma imagem ruim. Mas vai da estratégia de cada um. Eu, pessoalmente, se fosse dono da empresa, viria a público esclarecer as mentiras, sem citá-lo nominalmente.
  • Pobre Mineiro  01/04/2018 14:53
    Dependendo da repercussão, caso fosse irrelevante, eu fingiria que não é comigo.
    Vir a público dar explicações devido à acusações feitas por um "zé ruela", pode chamar a atenção para o fato e aumentar a audiência.
  • RAFAEL  02/04/2018 19:07
    Não se aplica a CRASE aí professor! Bons estudos
  • Pobre Paulista  12/04/2019 12:55
    Ouch. Obrigado ;-)
  • Dane-se o estado  13/04/2019 18:31
    Quando chegarmos no nível onde clientes ou ex funcionários falarem mal de uma empresa se tornar um ato punível como crime, já podemos desistir da civilização!
  • SANDRA  30/03/2018 16:56
    Briga antiga. www.istoeinteressante.com.br/
  • Felipe Lange  30/03/2018 19:34
    Pessoal, hoje num vídeo que estava vendo do Pirula ele disse que o que ajudou os esturjões a entrarem em extinção foi o mercado pois, segundo ele, mesmo que uma oferta menor dos ovos que servem para o caviar caia e aumente o preço, sempre haverá ricos que demandarão esses bens e que haverá pessoas que se sacrificarão muito mais para consegui-los. Mas qual a lógica disso, afinal?
  • Alberto  31/03/2018 15:19
    Nenhuma. Como um bom socialista, ele quer culpar o mercado pelo desaparecimento espontâneo de animais. Antes do homem sequer aparecer, a maioria das espécies de peixes do planeta já tinham aparecido e desaparecido.

    Só sendo muito burro para achar que capitalistas não iriam querer mais peixes que produzam caviar. Ele deve ter lido num livro de história do Ensino Médio que na década de 30 os brilhantes políticos oligarcas brasileiros compraram e queimaram café para manter os preços e acha que isso é uma política normal de países capitalistas. Alguém avise para ele que você deixar seus produtos num galpão é muito melhor e mais inteligente do que destruir seus produtos.
  • anônimo  01/04/2018 01:37
    Prezado amigo Alberto,

    Permita-me discordar. Para mim, a questão da "superexploração" de áreas de pesca tem tudo a ver com o mercado. É o famoso caso da "tragédia dos comuns". A exploração do esturjão, do marfim de elefantes, do chifre de rinoceronte, todos funcionam pela ausência de propriedade privada.

    Explico, inicialmente sem fazer juízo de valor: Existe uma demanda, por exemplo, por marfim de elefantes. Para atender a demanda, caçadores exploram áreas em busca de elefantes, matam e extraem o marfim para vender. Acontece que, conforme existem cada vez menos elefantes em decorrência da caça, a oferta de marfim diminui e começa a existir demanda não atendida. O preço começa a subir. Isso estimula novos caçadores a entrar no mercado, já que agora cada marfim vale mais do que antes. Desta forma, a caça fica mais intensa e ameaça uma quantidade maior de elefantes, algo contrário ao que ambientalistas desejam.

    Qual seria uma solução? Uma possibilidade seria a permissão para criação de elefantes para extração de marfim. Isso aumentaria a oferta de marfim, o que reduziria o preço e desestimularia a caça. Além disso, com a criação, haveria preservação da espécie. Alguém consegue imaginar a extinção das galinhas, com tantas granjas por aí?

    A mesma lógica vale para o esturjão: a aquicultura ou a piscicultura podem atender a demanda por ovas, reduzindo a pressão da pesca. Além disso, se houvesse propriedade privada das áreas de pesca, o dono teria interesse em preservar as espécies, para que assim ele conseguisse pescar maiores quantidades no longo prazo. Ninguém em sã consciência vai explorar seus próprios recursos até a exaustão se a propriedade privada deles for permanente (uma concessão temporária não funciona).

    Espero ter ajudado no debate.

    Grande abraço.
  • Dane-se o estado  31/12/2018 14:58
    "Qual seria uma solução? Uma possibilidade seria a permissão para criação de elefantes para extração de marfim. Isso aumentaria a oferta de marfim, o que reduziria o preço e desestimularia a caça. Além disso, com a criação, haveria preservação da espécie. Alguém consegue imaginar a extinção das galinhas, com tantas granjas por aí?"

    você parte do pressuposto de que não há permissão para a criação e que ela deveria ser garantida? Se sim, já pensou o que impede esta permissão?
  • servidor p%C3%83%C2%BAblico  25/06/2018 16:01
    Estou lendo Darwin e vendo o quanto o seu pensamento tem uma base "libertária", da auto-organização inteligente. Muito interessante. É o caso das espécies, por exemplo, que surgem, se adaptam, se extinguem, de forma natural. Em várias passagens, ele faz referência ao termo "economia", como em "a economia da natureza...".
  • Claudinei Pereira  30/03/2018 20:45
    Desculpe, "Capital Imoral", mas quanta bobagem reunida em tão poucas linhas. Nem dá para comentar todas, mas vale uma reflexão simples: por que a Esquerda tanto teima em enxovalhar a Polícia Militar? Simples, porque é o último bastião entre a ordem e o caos social que as vítimas (pateticamente iludidas) de Marx, Gramsci e do Foro de São Paulo, entre outros do mesmo naipe, desejam ver no Brasil, como forma de desestabilização de todo um sistema de liberdades essencial para o desenvolvimento de qualquer sociedade minimamente organizada. Mas vocês não vão conseguir esse intento demoníaco (em homenagem à sua crítica sobre religião).
    A PM não é o braço armado das elites para controle da plebe, como propaga a Esquerda, baseada na Teoria Social Crítica, que vê bandidos como revolucionários, mas simplesmente um órgão que luta cotidianamente para salvar vidas e preservar a integridade física e o patrimônio das pessoas, inclusive o seu. Afinal, como estaria a Starbucks, que você tem tanto desejo de frequentar fisicamente, embora o faça em seus pensamentos, se não houvesse um corpo de homens e mulheres prontos a empenhar suas próprias vidas para preservação daquelas que não só a frequentam, mas trabalham no local?....
  • Antônio Galdiano  13/04/2018 12:19
    Sem trollagem, a pergunta é séria: Qual o limite da liberdade de expressão?

    Certa vez assisti a um vídeo do Paulo Kogos em que ele defendia como limite da liberdade de expressão a falsa atribuição de crimes a outras pessoas. Minha interpretação livre sobre esse pensamento é o de que ele defende um tipo de honra muito específica. E vocês? Concordam? Eu concordo com ele. Atribuir falsamente crime deveria ser objeto de punição.
  • Andre  13/04/2018 15:15
    Essa a moral judaico cristã já resolveu há 5000 anos:

    "Não dirás falso testemunho contra o teu próximo."

  • Lando  11/05/2018 11:47
    Países Saxônicos já foram por muito tempo exemplo de lugares livres, mas países como o Brasil nunca tiveram liberdade de expressão e de pensamento.

    Liberdade de Expressão nunca foi permitida no Brasil sem poder ir pros porões do Dops, pagar indenizações que acabam com sua vida, ou ser preso por alguma frescura que o juíz determinou. Antes as desculpas para censura eram subversão ou difamação. Hoje é "discurso de ódio" e politicamente correto.

    A direita brasileira precisa aprender a jogar o jogo das leis estúpidas dessa latrina. Qualquer coisa pode ser enquadrada sob a acusação do que for, só depende da habilidade de retórica do promotor e da índole do juíz.
  • Aspone  11/05/2018 15:46
    Eu acho extremamente cômico quando uma pessoa bem intencionada no Brasil fala que apoia a liberdade de expressão, mas fala que apoia também o combate ao "discurso de ódio". A cabecinha da coitada não percebe que isso é uma contradição de termos. Ela não consegue ver nas próprias notícias que existem pessoas louquinhas para enquadrarem tudo o que discordam no tal "discurso de ódio" (e muitas vezes tendo sucesso). Estão apoiando a censura sem se darem conta.

    Mas é óbvio que essa aberração politicamente correta seria rapidamente abraçada pelo nossos políticos e juízes com louvor. Como você bem disse, o Brasil sempre teve pavor da liberdade de expressão e de pensamento, ideias totalitárias como essa fazem nossos burocratas salivarem de tesão.
  • Ricardo  07/01/2019 17:47
    A liberdade de expressão não é absoluta, tanto é, que existem crimes tipificados, quais sejam, calúnia, difamação e injúria, que se concretizam pela manifestação do indivíduo e sua publicidade nos casos de calúnia e difamação. A liberdade sua não pode ofender a liberdade, dignidade, do outro, não se trata de censura, mas limite ao exercício do direito. Não se pode confundir liberdade de expressão com banalização.

    "A liberdade de expressão deve respeitar os limites éticos, morais, sociais e familiares, deixando de lado, e não confundindo com a imoralidade, palavras de baixo calão, ou qualquer forma e pensamento destrutivo de conceitos como o respeito, a dignidade humana, as opções das pessoas, não tornando, portanto, um meio prejudicial e danoso."

    É tão simples entender essa limitação, que nada tem a ver com censura. Me assusta ver que pessoas que parecem ter uma boa educação e formação não conseguirem compreender o óbvio!
  • Tulio  07/01/2019 18:17
    "A liberdade de expressão deve respeitar os limites éticos, morais, sociais e familiares"

    Dentro deste seu conceito extremamente abrangente, qualquer coisa pode ser censurada. Afinal, quais seriam "os limites éticos, morais, sociais e familiares"? Apresente sua lista e podemos conversar.

    É tão simples entender que essa sua limitação tem tudo a ver com censura, bastando para isso enquadrar qualquer opinião como sendo transgressora destes "limites" que você impôs. Me assusta ver que pessoas que parecem ter uma boa educação e formação não conseguirem compreender o óbvio.
  • Ricardo   07/01/2019 20:24
    Não há como elencar um rol taxativo, não há como prever todas as possibilidades, não há receita para tudo, aqui entra o pensar, a formação do cidadão para que tenha consciência social, de que se vive em sociedade. Realmente não tenho como lhe apresentar uma lista de atos que seriam considerados moralmente, eticamente, etc..aceitos.

    Não há censura, o que há é o exercício do polo passivo de também exercer seu direito liberdade de expressão, pois se você expressa algo pode ser contestado, questionado. Se você pronuncia algo que ofenda alguém ou algum grupo de pessoas, será criticado, o que me parece é que estão confundido censura com o fato do seu ato ter sido reprovado por parte da sociedade!





  • Ricardo  13/01/2019 00:55
    E tem outra, a censura acontece antes da publicidade, se você teve a liberdade de proferir não se trata se censura!! Quanta bobagem!!! Me parece que você acha q tem o direito de falar tudo que quer sem que seja reprovado ou que responda pelas suas palavras!!


  • anônimo  31/12/2018 21:17
    Brasil é uma espécie de manicômio.
  • Mayara Borges  24/07/2018 23:50
    Eu perdôo as pessoas que caíram neste texto, pois só caiu minha ficha no último parágrafo hahahahaha
    O texto está tão idiota, que personifica completamente bem um esquerdista.
  • João Pedro Meirelles  09/08/2018 11:43
    "Mais ainda: a capacidade de se expressar livremente é o mecanismo por meio do qual o ser humano mantém a sociedade funcionando. ", By: Jordan Peterson ahahahah

    essa frase dele ficou famosa dps q o Canada tentou impedir a livre expressão e ele foi contra
  • Descrente  03/09/2018 14:48
    Tem muita gente praticando [b]calúnia, difamação, fake news com desculpa de liberdade de expressão. Uma coisa é vc criticar idéias, vitimismos, mas xingar, acusar alguém de crime sem provas, e coisas do tipo, não é liberdade de expressão. Com coisas como essa só serve evidências e não opinião.

    Ex: Imagina alguém acusar publicamente outro de pedofilia sem provas e essa pessoa é ameaçada de morte e morta pela sociedade. Quem e como vai se reparar isso?
  • L Fernando  03/09/2018 21:20
    Hoje em dia o que ta na moda é acusar alguém de estupro.
    E mais na moda ainda, é depois de muitos anos de atraso
  • Marcos  07/11/2018 19:47
    Ao meu ver tais crimes são apenas demagogias da constituição, logo a linha de ferir a liberdade se denomina entre: opnião considerada imoral (ofensas raciais, boatos.) Essas sendo mera opiniões sem claro efeito de violação do PNA e os mais sérios com implicação imediata tais como falsa comunicação de crimes, ameaças e boatos de cometimento de crimes abomináveis que pode-se levar a boicotes e até agressão física, sendo estes violações do indivíduo e do PNA.
  • O que é esquerda?  03/09/2018 19:18
    Estar a favor de minorias é ser esquerda?
  • Vladimir  03/09/2018 19:28
    Estar a favor de "minorias" (plural) é coletivismo. Estar a favor da menor minoria que existe, o indivíduo, é libertarianismo. O indivíduo é a única minoria que pode, coerentemente, ser defendida.

    Eu defendo o indivíduo -- que é a menor minoria que existe --, e não essas construções amorfas e mutantes que atendem pelo nome de "minorias", as quais ninguém sabe definir (e que, no final, querem apenas privilégios bancados pelos pagadores de impostos).

    Aliás, no Brasil, loiros ricos e de olhos azuis são uma ínfima minoria. Pela sua lógica, são oprimidos e precisam ser defendidos. O mesmo se pode dizer de fumantes. Aliás, carai, bilionários no Brasil também são uma ínfima minoria, logo, oprimida. Como fazer? Se a questão é simplesmente "defender minorias", então você tem de estar do lado de todos estes. Se não estiver, você é incoerente.
  • Revoltado  04/01/2019 16:27
    Se somar a porcentagem das "minorias" só no Brasil, já temos uma quase maioria absoluta. Se contabilizarmos as mulheres "cis" e "trans" (usando a linguagem atual), temos tranquilamente 51,5% da população brasileira, ou seja, uma relativa maioria.
  • João  04/01/2019 18:14
    Só se você for tolo o bastante pra achar que minoria é algo quantitativo, quando na verdade não se tem nada em comum com essa etimologia. Se você desse uma pesquisada de um minuto veria que minoria se refere a grupos com algum tipo de desvantagem social .
  • anônimo  05/01/2019 03:08
    Ou seja, aquela parte da população que é roubada pelo estado.
  • Revoltado  05/01/2019 17:05
    Estar a favor de "minorias" (plural) é coletivismo. Estar a favor da menor minoria que existe, o indivíduo, é libertarianismo. O indivíduo é a única minoria que pode, coerentemente, ser defendida.

    Eu defendo o indivíduo -- que é a menor minoria que existe --, e não essas construções amorfas e mutantes que atendem pelo nome de "minorias", as quais ninguém sabe definir (e que, no final, querem apenas privilégios bancados pelos pagadores de impostos).

    Aliás, no Brasil, loiros ricos e de olhos azuis são uma ínfima minoria. Pela sua lógica, são oprimidos e precisam ser defendidos. O mesmo se pode dizer de fumantes. Aliás, carai, bilionários no Brasil também são uma ínfima minoria, logo, oprimida. Como fazer? Se a questão é simplesmente "defender minorias", então você tem de estar do lado de todos estes. Se não estiver, você é incoerente.

    ==== Travequeiros como eu são minoria! Também quero meus direitos! Quero um bolsa-travequeiro de pelo menos R$ 1.500 por mês. Assim todo final de semana posso pegar uma transex diferente quando me der na telha! (ironic mode on)

    O grito das tais "minorias" é para abocanhar o dinheiro do trabalhador mediano! Enxergam apenas a si próprios! "Venha a nós o vosso Reino" do começo ao fim...

  • Lucas  03/09/2018 20:06
    Os liberais/libertários brasileiros são em grande parte,ingênuos.Acreditam mesmo existir feminismo libertário,minorias(no plural mesmo) e esquerdista bem intencionado.
  • Leigo  31/12/2018 13:32
    ?
  • joao  31/12/2018 14:26
    Ótimo texto.
    Dentro do mesmo tema, qual a visão libertária do paradoxo da tolerância, de Karl Popper?

    (Desde já peço desculpas por ter postado essa mesma pergunta em um outro artigo do site sem relação com o assunto. A intenção era postá-la aqui, mas cometi um engano).
  • Pérsio  01/01/2019 21:10
    Pelo jeito, além de combater o comunismo, o fascismo, o socialismo e o fanatismo religioso, aqueles que acreditam na liberdade devem pegar em armas contra o Politicamente Correto também.
  • Marcos A Ferreira.'.  02/01/2019 12:43
    Bom dia...
    Não me parece correto que haja pensamento "politicamente correto ou incorreto"... na verdade, parece-me que há sim livre pensamento e respeito... tudo mais é completa ideologia...
    Abraço fraterno...
    Marcos A Ferreira
  • Pérsio   03/01/2019 14:08
    Prezado,
    Sugiro entrar no Google com os termos "os exageros do Politicamente Correto". Você verá situaçoes SURREAIS
  • Felipe Lange  11/04/2019 21:05
    Pessoal, preciso da ajuda de vocês para responder um comentário de um membro do grupo no qual eu sou moderador, e é este:

    "Pensando em composição da divida (débito em % do PIB, déficit, prazos de pagamento e a média, juros, interna ou externa...), produtividade, etc. e presença de bolhas de mercado que influenciam até na % de empregabilidade, por que o Japão mesmo com 257% de divida em PIB ainda não faliu? Qual o critério completo pra saber a ruína de uma economia?"

    Eu respondi-o então, falando que a população japonesa é produtiva (e pode sustentar essa dívida) e o governo japonês tem uma certa credibilidade. Mas ele então pediu para que eu mostrasse dados e números. Uma coisa que eu me lembrei agora é que o iene é uma moeda forte, no sentido de manter o seu poder de compra durante um período de tempo (pelo menos é o que chequei em um gráfico do FRED, este). Onde eu poderia encontrar estes dados? E quais dados?

    Falando nisso, há algum artigo aqui no Mises Brasil explicando o que seriam os agregados monetários M0, M1, M2 e M3?
  • Julio Cesar   11/04/2019 22:21
    Não entendi sua lógica. Por que o fato de o governo japonês ser endividado implica uma "quebra do país"? As empresas japonesas continuam funcionando e os japoneses continuam trabalhando (muito). Por que o país sumiria?

    Quanto aos Ms, eu mesmo já vi você sendo respondido umas três vezes. Seria bom você ao menos manter o controle de suas postagens.
  • Felipe Lange  11/04/2019 23:44
    "Quanto aos Ms, eu mesmo já vi você sendo respondido umas três vezes. Seria bom você ao menos manter o controle de suas postagens."

    Não, sobre os agregados ainda não fui respondido. Seria bom se o mecanismo de pesquisa para achar comentários antigos fosse bom (um dos pontos fracos do IMB), porque mesmo seguindo as sugestões já feitas aqui, nunca encontrei o que desejava, e sabia que havia postado.
  • Leandro  12/04/2019 14:43
    Base Monetária = papel-moeda emitido (todas as cédulas de papel e moedinhas metálicas impressas e cunhadas pela casa da moeda) + reservas bancárias (depósitos compulsórios que os bancos mantém junto ao Banco Central).

    M1 = papel-moeda em poder do público + depósitos em conta-corrente

    M2 = M1 + depósitos em caderneta de poupança + depósitos a prazo + CDBs + LCIs + LCAs + LCs

    M3 = M2 + quotas de fundos de investimentos + operações compromissadas registradas no Selic

    M4 = M3 + títulos federais (inclui títulos do Banco Central do Brasil e do Tesouro Nacional em poder do público) + títulos estaduais e municipais em poder do público.


    De início, parece bastante confuso. Mas você deve se preocupar apenas com a BM e o M1, pelos motivos explicados aqui:

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=2694

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=2852
  • Tetsuo  11/04/2019 22:24
    1) Os déficits do Japão são bem menores. Ao passo que aqui no Brasil eles estão girando em torno de 9% do PIB (uma insanidade), no Japão eles são de 4,5% do PIB (metade do Brasil), e com tendência de queda.

    2) Mais importante: a população japonesa é muito mais rica e muito mais produtiva que a brasileira. Assim, quem investe em títulos japoneses sabe que tais títulos estão lastreados na riqueza, no trabalho, na produtividade e na capacidade de pagamento do povo japonês. Acima de tudo, estão lastreados em um povo cuja cultura é confiável e responsável, e que nunca deu calote. Infelizmente, o mesmo não pode ser dito do Brasil.

    3) Os títulos japoneses pagam juros ínfimos, tamanha é a demanda por eles. Um título de 10 anos paga o ridículo juro negativo de -0,05%ao ano. No Brasil, o mesmo título paga quase 10% ao ano.

    4) Tendo dito isso, vale ressaltar que a situação japonesa está longe de ser tranquila, e o país não cresce há duas décadas (exatamente quando sua dívida começou a se tornar explosiva). Se com o Japão a juro zero foi assim, imagine com o Brasil.
  • Rafael isaacs  11/04/2019 22:02
    Ficou feio Helio Beltrão ter participado do documentário da Brasil Paralelo..
  • Silvio  11/04/2019 22:18
    Ué, por quê? Importa-se em elaborar?
  • Rdnazev  11/04/2019 22:18
    Politicamente correto é coisa de esquerdista. Não dou a mínima. Minha cultura minha regra. Não cederei 1 centímetro de politicamente correto para esses canalhas, que chorem que nem crianças mimadas até morrerem. E se ver gente desse tipo ainda vou fazer passar vergonha.

    Tentativa de mordaçar as pessoas e tentá-la serem iguais, ou seja, virarem comunista na marra mesmo.

    Ninguém tem mais que baixar a guardar para esses delinquentes, temos que devolver a resposta na medida ou em dobro, e os faze-los nunca mais saírem do esgoto da qual vieram.

    Façam isso que o politicamente correto vai para o espaço. Esquerdista tem que ser humilhado, expostos, e receber o que é merecido na medida certa.

    Somos nós, ou eles.

    Abraços.
  • Rdnazev  11/04/2019 22:23
    Democracia = Autoritarismo = Cavalo de Tróia

    Dê liberdade e poder à um delinquente para ele falar o que bem entender dos outros, e cercear tudo que for contrário à sua ideologia, através do politicamente coreto.

    Eis a ditadura de um delinquente. Temos que esfolar esses caras, ir pra cima.

    Se Bolsonaro e Danilo Gentili, e muitos outros, tivessem feito isso com a Maria do Xuxu, ela jamais andaria de nariz empinado.

    Não pode bobear. Tem que cair em cima desses caras metendo milhões de processos se for necessário.

    Tornar o socialismo e o comunismo crime é necessário.

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1287
  • Revoltado  11/04/2019 22:28
    Politicamente correto é coisa de esquerdista. Não dou a mínima. Minha cultura minha regra. Não cederei 1 centímetro de politicamente correto para esses canalhas, que chorem que nem crianças mimadas até morrerem. E se ver gente desse tipo ainda vou fazer passar vergonha.

    Tentativa de mordaçar as pessoas e tentá-la serem iguais, ou seja, virarem comunista na marra mesmo.

    ==== Vide o que se tem feito com o humorista Danilo Gentili. Qualquer coisa dita por quem pertença ao "lado vermelho da Força" é toleradíssima e mesmo endossada quando a situação demanda. Todavia, a mesma deputada que não vê perigo em indivíduos que violentam mulheres, excusando-os sempre, quer restrição de liberdade a um mero comediante. Quem aqui aposta que o Gregório Duvivier, tão engraçado quanto um filme polonês dos anos 70, receberá a mesma pena por chamar o juíz Sérgio Moro de burro?

  • Rdnazev  12/04/2019 02:32
    Para você ver o que dá pessoas como Maria do Rosário fazer o que bem entende. Se o posicionamento de muitos fosse outro, ela não só teria que indenizar muitas famílias e pessoas, ou quem sabe também já teria partido para trás das grades.

    Fora outros que nem ela, que ameaçam o povo brasileiro e outros político de morte, guerra, sangue, que vão tocar fogo no país e etc..

    Não sei como esse tipo de gente ainda pode estar andando por aí tranquilamente.
  • Revoltado  11/04/2019 22:33
    Não pode bobear. Tem que cair em cima desses caras metendo milhões de processos se for necessário.

    ====Às vezes compartilho desta mesma visão. Nada que uma dorzinha no bolso para que um soça fique quietinho e pense 40 vezes antes de defecar pela boca. Se há um ser cujo bolso sempre dores lancinantes, este é o socialista. Finge-se de desprendido materialmente, mas quando é encurralado por uma circunstância sobre a qual não pode escapar politicamente/economicamente, revela-se mesquinho e ganancioso, semelhantemente aos bilionários capitalistas com cara de porco usando fraque e cartola de suas imaginações pueris...
  • Rdnazev  11/04/2019 22:35
    Aos que querem nos impor uma mordaça através do politicamente correto, só tenho uma coisa a dizer:

    Saiam do MEU país. Não queremos a vossa cultura. Não queremos a vossa ideologia. Não queremos o vosso jeito de viver. Não queremos viver igual à vocês. São vocês que não suportam conviver conosco, seus haters, intolerantes de uma figa, criminosos de ódio do que não se enquadrada aos vossos conceitos torpes e medíocres.

    Não passam de vagabundos. E vagabundos, que não querem produzir, e tomar tudo dos outros, até o direito à vida, não passam de criminosos.

    A Ucrânia está certa. A República Tcheca igualmente. A Eslávia também. Principalmente a Polônia.

    Vamos mostrar tomar tudo que foi tomado e aparelhado por esse tipinho de gente, nem que tenhamos que confrontá-los da forma que for necessária.

    Está na hora de uma faxina, pois esses caras tornaram nosso país em um puteiro à céu aberto.

    Acabou para vocês. Espero que a lava jato chegue no dinheiro irrigado para vocês militantes. Não vejo a hora de ver as cadeias entupidas com vocês, um em cima do outro.

    Vocês tem mais é que se .....


    Isto é a Polônia.

    www.youtube.com/watch?v=_z9mn3grm4k

    Aprendamos Senhores. Esses caras querem apagar nossa identidade e mudar nossa percepção de como vemos as coisas. Acordem e reajam. Tenham orgulho de vocês. Vocês não estão errado em ir para cima desses caras. Eles tentam nos domesticar e tirar nossa vontade de lutar através do politicamente correto.

    www.youtube.com/watch?v=GrjnfraJb_0

    A vida vai ser melhor sem eles. Vamos pra cima.

    Isso é guerra.

    E eu sou vosso inimigo, socialista, esquerdista, comunista, e politicamente correto. Vocês querem me silenciar, me mutar, acabar com a minha liberdade, e me ver morto, não é?!

    Pois bem. Está na hora do revide. Lhe darei o dobro tudo o que me desejas.

    Prefiro ver sua mãe chorando que a minha.

    Brasil! Aço!

  • Revoltado  11/04/2019 22:48
    Poloneses, ucranianos, georgianos e os habitantes da costa do Mar Báltico são inteligentes. Aprenderam e com louvor quão nociva e asquerosa é a vida sob o jugo da foice e do martelo. Acho que os que odeiam a ideologia comunista com mais fervor, são os habitantes da Polônia. Este país merece, a meu ver, a medalha dourada do repudio a esse excremento político. Fico imaginando a estupefação, para não dizer a ânsia de vômito, que um polonês teria caso conhecesse nossas universidades e ali ficasse por uma semana. Sairia do Brasil traumatizado para sempre!
  • Rdnazev  12/04/2019 21:59
    São muito inteligentes mesmo. Eles não se renderam. Entenderam que o preço da liberdade é a eterna vigilância, e como a verdadeira paz é forjada.

    Eles reagiram como nunca se viu na história moderna.

    www.youtube.com/watch?v=FWBjW7z06yU

    A Polônia sabe como ninguém o que está acontecendo e quem está por trás dessas políticas esfarrapadas que tentam impor praticamente no mundo inteiro, e qual a sua real intenção.

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1807
  • Estado o Defensor do Povo  12/04/2019 14:12
    Danilo Gentili foi condenado por causa dessa bosta, político não aceita ser zuado.
  • Revoltado  12/04/2019 18:11
    O Estado é o Sugar-Daddy das proclamadas "minorias", enquanto coage, ao mesmo tempo, ser o Sugar Baby da detestada "maioria".
  • Sérgio  12/04/2019 16:10
    'Piadas de Gentili são sim violência contra mulher'

    Violência contra a mulher é defender que um delinquente como o Champinha permaneça solto, como fez a referida deputada. Violência contra a mulher é desarmar as mulheres e assim deixá-las a mercê de agressores, estupradores.

    Mas não, para as feministas nada disso é violência contra a mulher. Nada disso degrada a mulher. Violência contra a mulher é uma piadinha do Gentili. Isto sim é imperdoável.
  • Revoltado  12/04/2019 18:09
    Violência contra a mulher é defender que um delinquente como o Champinha permaneça solto, como fez a referida deputada. Violência contra a mulher é desarmar as mulheres e assim deixá-las a mercê de agressores, estupradores.

    ==== Vindo do tal Yahoo, não é surpreendente nem um pouco. O portal em tela hoje em dia nada mais é que uma revista Contigo virtual, pois até para abrir-se os e-mails é uma Via Crucis.


    Mas não, para as feministas nada disso é violência contra a mulher. Nada disso degrada a mulher. Violência contra a mulher é uma piadinha do Gentili. Isto sim é imperdoável.

    ==== Assim como não se indignaram com a cusparada feita pelo autoproclamado presidente Zé de Abreu ou quando o macho-alpha da esquerda nacional chamou as próprias subordinadas políticas de "grelo duro", sem contar a zombaria promovida por Érica Kokay (mulher) do PT em relação à ministra Damares Alves.
  • Capital Imoral  12/04/2019 18:30
    Danilo Gentili e o homem moderno

    Danilo Gentili, apresentador e humorista de extrema-direita, foi condenado a seis meses e 28 dias de detenção pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT). No artigo de hoje vamos entender o porquê esta condenação é justificável e conhecer os aspectos ideológicos que sustentam essa decisão.

    O Brasil é um país extremamente violento e preconceituoso, ainda impera nesta terra um pensamento conservador, religioso, pró-liberalismo, que volta e meia mantém minorias reféns de uma cultura de ódio. O mundo moderno evolui com o Iluminismo Marxista, que gerou prosperidade sem-fim; porém, continuamos parados no tempo quando a discussão gira em torno da cultura e a relação do homem-hétero-branco-normativo-cristão com a sociedade {1}. Somente agora, após décadas de feminicídio, algumas mulheres evoluídas - como a Kéfera e a gordinha do PSOL - começaram a lutar pelo espaço da mulher no debate nacional.

    Somente agora pudemos aprender, graças ao tal do mansplaining tupiniquim, que quando uma mulher estiver falando, você cala a boca. É o direito natural da vagina. Ó grandiosa vagina, que está em todos sacrários da mentalidade masculina. Perdoe-nos, nós, míseros homens, que ainda não decoramos à doutrina feminista e não puxamos sacos, digo, vaginas, perante os movimentos sociais e Twitter.

    Mas voltemos ao assunto: a república levou década para modelar a mentalidade do homem moderno, para torná-lo fraco, e, finalmente, após longo processo de movimento cultural voluntário, mudou-se o pensamento reinante no qual a mulher é sempre a que deve estar abaixo do homem. Era um sacrifício necessário pois não conhecíamos a sacralidade da mulher e dos grupos minoritários {2}.

    O lugar de fala do homem moderno
    Atualmente, o Iluminismo Marxista e a evolução das ciências sociais permitiu afirmar que o homem moderno não é somente igual a mulher, mas um ser inferior, que deve sempre pedir perdão por sua existência; também há a alternativa de mudar o gênero ofensivo - no caso, masculino - e aderir aos grupos minoritários. É o direito natural da vagina. As repúblicas modernas já reconheceram esta superioridade; a ONU já reconheceu esta superioridade; o Livres já reconheceu esta superioridade. Por que ainda temos que nos deparar com casos lamentáveis, como o que ocorreu com Danilo Gentili e a nobre deputada Maria do Rosário? Por que um machista, como Danilo Gentili, pode agir de maneira a ofender a visão, olfato e até mesmo os sentimentos de uma pobre deputada? Estamos em pleno século 21, seus animais! A humanidade evoluiu, o passado foi apagado, e agora palavras, sentimentos e visões ofensivas são crime; e quem não se adequar tem que ir para a cadeia mesmo!

    O sexo masculino está fadado ao fracasso.

    O homem atual precisa assumir sua condição no mundo moderno. Desculpe, meu amigo, você nasceu com o gênero errado. Infelizmente, existe uma tendência ruim no gênero masculino, como uma doença, e é necessário tratamento químico e psicológico para reverter os erros da biologia. Mas essa realidade, que já é presente na Europa, ainda está engatinhando no Brasil. Ainda não podemos fazer tratamento químico nos brasileiros, mas podemos empoderar. E aí entra o trabalho fundamental dos juízes e funcionários públicos; pois são eles, em contato com a nave mãe, ONU, que devem modelar o imaginário da população. Por isso é tão importante que Danilo Gentili vá para a cadeia, sua prisão representa, antes de tudo, um aviso ao homem moderno: quer agir como macho escroto? Ok. Mas você vai pagar criminalmente por isso! Sua natureza não te pertence.

    {1} Quando falo sociedade, estou me referindo aos representantes progressistas da humanidade. Como você sabe, a humanidade evoluiu tanto, graças ao Iluminismo Marxista, que certas ideias devem ser suprimidas pelo Politicamente Correto e deve imperar, sempre, ideias progressistas através de seus representantes; é uma maneira de precaver-se contra o retrocesso intelectual.

    {2} Existe toda uma ciência em torno dos grupos minoritários. O caso da mulher é pouco delicado porque está dentro da relação mulher-hétero-branca-normativa-cristã, e isso é um problema. No futuro, embora ela ainda esteja nos grupos minoritários, será necessário modelar este gênero também.

    Capital Imoral é filósofo, escritor e já refutou Mises.
  • Daniel  12/04/2019 18:59
    Haha, um dos melhores posts seus até hoje. Não some, não.
  • Rdnazev  12/04/2019 22:22
    O que ele escreve realmente é genial. Ironia na medida certa. Deve ser uma pessoa inteligente, que teve uma ótima educação. Uma pessoa que vale à pena bater um bom papo.
  • Danilo Velero  13/04/2019 14:11
    Alguém devia fazer um apanhado das teses que esse cara publica aqui kkkkkkkkkkkkk
  • Caio Márcio  15/04/2019 20:09
    Nave mãe ONU é de chorar de rir.
    Só esta parte já vale a pena ler duas vezes o texto.
    Infelizmente para quem lá no ensino fundamental, faltou à aula justamente na explicação sobre figuras de linguagem, continuara muito irritado com Capital Imoral.
  • Pérsio  13/04/2019 10:11
    Pois é.
    O Politicamente Correto deve estar rindo até agora com a prisão de Danilo Gentili. Que foi uma resposta exagerada.
    O humorista exagerou na piada? Multa nele e algumas horas de serviço comunitário. Prisão já é demais. Mas, pelo menos, CAIU A MÁSCARA e ninguém mais pode ser idiota, para acreditar que o movimento Politicamente Correto é coerente com a liberdade de expressão. São meros capachos da esquerda...
  • anônimo  14/04/2019 00:22
    Você também parece ser capacho da esquerda: "Multa nele e algumas horas de serviço comunitário".
  • Pérsio  14/04/2019 22:52
    Anônimo,

    Em primeiro lugar, capacho é sua mãe.
    Em segundo lugar, se ele foi julgado e condenado, fazer o quê?
  • anônimo  15/04/2019 21:58
    Oi?! Não estou falando do que aconteceu com ele ou deixou de acontecer, eu me referi ao fato de você DEFENDER que ele fosse multado e forçado a fazer serviços comunitários.
  • Luciane Campos  13/04/2019 18:08
    Isto é relativo, pois se considerarmos a Constituição em Direitos e Deveres, o Politicamente correto acaba conceituando uma forma de expressar o ideal para uma Sociedade.

    Não acho certo pessoas divulgarem besteiras e bobagens simplesmente pelo fato da Liberdade de Expressão.

    Uma laranja podre sempre contamina as outras e constrói essa Sociedade que temos hoje.
  • Pérsio   14/04/2019 11:18
    Não concordo, Luciane.
    Os norte americanos que defendem o Politicamente Correto querem banir Mark Twain e H.P. Lovecraft. Aqui no Brasil, eles estão implicando com Monteiro Lobato. Devemos, então, simplesmente cruzar os braços e deixar isso pra lá?
    Danilo Gentili exagerou? Sim. Merece punição? Concordo. Multa, trabalho voluntário, suspensão do programa... pena de prisão me parece um pouco exagerado. Se não pegarmos em armas contra o Politicamente Correto, a coisa só vai piorar.
  • anônimo  14/04/2019 11:26
    A constituição brasileira é totalmente contraditória logo no começo dela.
  • Andre Fernandes  15/04/2019 14:57
    "Isto é relativo, pois se considerarmos a Constituição em Direitos e Deveres, o Politicamente correto acaba conceituando uma forma de expressar o ideal para uma Sociedade. "

    E quem vai ser o responsável por definir o que é "o ideal para uma sociedade"? Quais são os pontos de vista que se encaixam nesse conceito?

    O que fazer com quem não concorda com eles?

    "Não acho certo pessoas divulgarem besteiras e bobagens simplesmente pelo fato da Liberdade de Expressão. "

    Como a gente espera que o ser humano amadureça se ele não pode fazer escolhas e arcar com as consequências dessas escolhas?

    Se o tempo todo a gente disser o que ele pode ou não fazer, nem precisamos nos preocupar em sermos substituídos por robôs. Não haverá distinção entre um e outro.

    Se você acha que algum amigo/parente/conhecido está compartilhando informações incorretas ou agindo de uma forma que você não considera correta, você tem todo o direito de conversar com essa pessoa e apresentar o seu ponto de vista. E aí depende muito da nossa capacidade argumentativa, da qualidade da nossa informação e da forma de falar com a pessoa.
  • Pérsio  13/04/2019 21:43
    Capital Imoral é 10, rio muito com os posts dele.
  • Ezenilda Ferreira  14/04/2019 01:44
    Espero um futuro próximo sem mordaças!!! Espero poder falar sobre inúmeras ideias sem ser criminalizada. Este instrumento (politicamente correto) utilizado para nos transformar em zumbis, mutilados intelectualmente... Não se pode negar que há possibilidade de debater grandes ideias (prols e contras) de uma forma que todos saem ganhando. Eu acredito que o respeito impera nos mais inteligentes que conseguem transformar qualquer insulto em um grande e desafiador debate.
  • Pérsio   15/04/2019 13:53
    Concordo!
    O debate construtivo e produtivo só traz benefícios aos participantes. Contudo, alguns confundem liberdade de EXPRESSÃO com liberdade de AGRESSÃO. Mas a sociedade só tem a ganhar, quando pontos de vista divergentes são apresentados de forma imparcial e madura.
  • An%C3%83%C2%B4nimo  17/04/2019 16:27
    Deixo um link no meio do texto sobre essa história de crime contra honra para esclarecer algumas coisas dos últimos dias.

    A questão sobre Gentili é que ele se diz defensor da "liberdade de expressão", leia-se de ser misógino, grosseiro e incivilizado ao extremo, mas essa "liberdade" é só pra ele. E ele ainda posou de mártir injustiçado quando recebeu a pena de prisão. O liberalismo tem assuntos importantíssimos para discutir. A censura do STF era algo que valia a pena, mas perderam tempo, infelizmente, defendo a estupidez do Gentili, mascarando isso como defesa da liberdade de expressão quando o Gentili é um cara extremamente hipócrita que não quer saber de liberdade de expressão para os outros. "Liberdade de expressão" é só para ele.

    Deixo aqui o link de uma reportagem mostrando que o Gentili já processou 4 pessoas por crime contra a honra, algumas criminalmente, ou seja os processados poderiam ir parar na cadeia. Como uma pessoa que se diz defensora da liberdade de expressão tenta mandar alguém pra cadeia por não gostar do que ela disse?

    theintercept.com/2019/04/15/danilo-gentili-processa-criticos/

    Por isso não me importo com o Gentili. Além de misógino é falso. Sobre a Michele Maximino, mesmo a tendo prejudicado, ele tentou fazê-la pagar uma indenização para ele. A mulher é pobre. Pobre. Ele não precisava do dinheiro dela. Diante da bagunça que este país está é melhor eliminar possibilidades de prisões desnecessárias. Danilo tem dinheiro e influência para escapar da condenação a prisão. Mas e as pessoas comuns que poderiam ser presas por "crime de opinião" seja contra quem for?
  • Luciano  07/05/2019 13:16
    A liberdade de expressão é fundamental, mas como disse o Pérsio, muitos confundem com liberdade de agressão

    aprenda tudo sobre energia solar
  • Revoltado  07/05/2019 20:08
    Luciano

    Quem mais necessita aprender noções sobre a "liberdade de agressão" (preferencialmente como aderir à mesma) é exatamente a Esquerda. Quem cuspiu numa mulher num restaurante no RJ? Quem tentou cuspir no então deputado e atual chefe do Executivo, quando do impeachment de Dilma Roussef? Quem acusou o mesmo sujeito de praticar estupro em 2003? Quem esfaqueou este mesmo homem, enquanto corria a campanha presidencial de 2018, que, não fosse o imediato socorro, poderia nem estar mais entre os vivos? Nenhum dos protagonistas das tristes situações acima mencionadas pertence à Direita. Quando se pertence ao lado vermelho da "Força", ganha-se aval para fazer/dizer barbaridades com vista grossa do "beautiful people".
  • Revoltado  07/05/2019 20:09
    Errata: quis dizer entre parênteses como "não" aderir à mesma. Desculpem-me pelo lapso...
  • Revoltado  08/05/2019 17:47
    www.caneta.org/noticias/cafeteria-feminista-que-cobrava-18-a-mais-dos-homens-lacra-as-portas/

    Exemplo de como nem o mercado poupa mimimis. A realidade sempre dá uma voadora cedo ou tarde.
  • Pérsio   13/07/2019 11:33
    Prezados,

    Fico preocupado ao ver os linchamentos virtuais. Não faz tanto tempo assim, massacraram o cientista Watson, um dos que descobriram a estrutura da molécula do DNA. Ganhador de Prêmio Nobel. O homem tem 90 anos de idade, fez alguns comentários racistas. Perdeu títulos, o emprego e o acesso ao laboratório Cold Harbor. Alguém que foi ofendido diretamente por ele registrou queixa na polícia? Ele foi processado e condenado por um juiz? Ou o tribunal de justiça virtual da internet foi o promotor, juiz, júri e carrasco? Se o que importava era fazer justiça? Ou humilhar o cientista? Talvez o politicamente correto devesse flagelar um idoso em praça pública? Triste mundo esse, em que o senso de justiça está de pernas para o ar. Onde será que isso vai parar, se é que vai parar?


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.