segunda-feira, 25 jun 2012
A função do estado na sociedade - Debate entre Stefan Molyneux e Vladimir Safatle



cartaz-debate2.jpg

A FUNÇÃO DO ESTADO NA SOCIEDADE

Debate em inglês, sem tradução

 

Com: Stefan Molyneux e Vladimir Safatle

Dia: 13 de junho, quarta-feira, das 17h às 19h

Vagas limitadas. Inscrições Gratuitas pelo telefone (11) 3707-8900.

 

A Casa do Saber, o Instituto Ludwig von Mises Brasil e do Instituto de Formação de Líderes convidam para o debate entre os filósofos Stefan Molyneux e Vladimir Safatle, em inglês, sem tradução.

 

No encontro, os filósofos discutem alguns temas que estão na pauta do dia, quando os limites entre público e privado estão cada vez mais difusos. Ao questionar o que deve ser delegado à iniciativa privada e o que deve ser responsabilidade do Estado, questiona-se, por fim, as justificativas para a existência do Estado e para a existência da propriedade privada. Afinal, existem limites para a soberania do indivíduo?

 

Stefan Molyneux é o anfitrião da Freedomain Radio, o maior programa de filosofia do mundo, com mais de 25 milhões de downloads.  Estudou literatura, história, economia e filosofia na Universidade de York e obteve sua pós-graduação em história e filosofia na Universidade de Toronto. Já foi empreendedor de sucesso na área de softwares e é o autor de 10 livros.

 

Vladimir Safatle é professor do Departamento de Filosofia da USP, professor visitante das universidades de Paris 7, Paris 8, Toulouse e Louvain. É autor de "A paixão do negativo: Lacan e a dialética" (Edunesp, 2006), "Lacan" (Publifolha, 2007) e "Cinismo e Falência da crítica" (Boitempo, 2008).



  • Gustavo Sauer  28/06/2012 21:28
    Stefan sempre claro e bem humorado. O esquerdista parece não ter o conhecimento básico de economia pra entender o que é um livre mercado e confunde grotescamente a natureza coercitiva do estado, fazendo uma comparação descabida com a instituição da família.
  • Mohamed Attcka Todomundo  19/02/2014 22:49
  • Alexandre M. R. Filho  05/08/2012 11:16
    O cara tem dificuldades com o inglês. Por isso acho que ele teve dificuldades em apresentar seu ponto.\r
    \r
    Mas, claramente, o grande problema dele (e da maioria das pessoas) é entender a noção de "coerção" e de "liberdade". É uma pena...
  • Rafael  06/08/2012 23:19
    Debate fraco, foi mais uma aula do Stefan que um debate propriamente dito. Agora eu gostaria de ver uma conferência com Stefan Molyneux e Luis Felipe Pondé, essa sim prometeria!


  • Rafael  07/08/2012 14:16
    www.youtube.com/watch?v=b72bTrH_PNE
  • Jose  01/01/2013 18:50
    Nesse caso não haveria um debate, porque os dois são de direita e neoliberais. Haveria uma conversa apenas. É que nem falar em debate entre Mises e Hayek.
  • Eduardo Bellani  01/01/2013 23:43
    Nesse caso não haveria um debate, porque os dois são de direita e neoliberais.

    Por favor, apresente citação para embasar essa afirmação.
  • anônimo  02/01/2013 16:43
    Pra esquerda, tudo que não é exatamente igual a eles mesmos = neoliberal
  • Pedro  07/10/2013 14:51
    É incompatível colocar "neoliberal" e "direita" como iguais.
    Crasso erro lógico.
  • mcmoraes  08/08/2012 16:51
    Vocês têm certeza de que isso foi um debate? Pareceu mais uma entrevista.
  • anônimo  02/01/2013 16:34
    Na verdade, eu gostaria de ver um debate de Stefan com Bresser-Pereira, aí sim, veríamos se ele é bom mesmo.
  • anônimo  02/01/2013 17:00
    O Molineux viaja muito.Se fosse um debate bem técnico, só sobre economia, ele não ia se sair muito bem não.
  • Davs Orlandi  12/02/2013 14:43
    O Safatle tentou colocar o Stefan na defensiva mas não teve capacidade para isso. O "debate" acabou sendo apenas uma descrição das lindezas da futura sociedade anarco-capitalista.

    Tudo muito bonito, mas acaba por ser um infortúnio ter um conhecido comunista no palanque e não desmascará-lo.

    "Meus amigos comunistas diriam...", quem não sabe que o cidadão comum no brasil já é por default socialista, quanto mais um apologista da esquerda como esse Vladimir. Era para ter pedido para ele explicar como funciona a sociedade que ele quer ver no Brasil e demostrar o seu aspecto autoritário. Qualquer coisa abaixo disso seria um desserviço.

    Fora isso, achei engraçado o Safatle ter chamado ele de "liberal" em inglês. O Stefan deve ter se perguntado: "esquerdista, eu?".. Serve para mostrar como certas palavras agora significam seu inverso. Alguém precisa avisar os brasileiros..

    Esse debate acabou por ser apenas um papinho de comadres.
  • Rafael  24/03/2013 01:11
  • Levi de davi  26/04/2013 01:16
    Neste debate, fiquei muito orgulhoso com o desempenho do nosso brasileiro! Mandou bem! Principalmente quando ficou calado! Que olhos enigmáticos da nossa
    Ofélia comunista!

  • Paulo Campos  30/05/2013 22:56
    Infelizmente o formato de debate sem um moderador e recurso de tradução simultânea deixa muito a desejar, pois perde-se muito o conteúdo das discussões.
    Não conhecia o Molyneux, ele não é relevante academicamente, mas os argumentos dele são de um Anarquista, não liberal. A pergunta do marxista Safatle sobre o ensino fundamental e sistema de saúde é importante, e demonstra que muito além das visões estatistas ou de mercado, temos a questão gerencial e de eficiência e ninguém na Inglaterra ou Canadá tem coragem de mexer nisso, pois eles funcionam e isso causaria uma guerra civil.
    Ainda que o Molyneux tenha dominado mais o tempo, provavelmente pelo debate ter sido em inglês, as questões colocadas pelo Safatle são muito pertinentes.
    Outro fator complicador, o Molyneux nitidamente não conhece o Brasil, onde as elites econômicas ainda praticam trabalho escravo em fazendas no interior de São Paulo.
  • Marcelo  14/06/2013 18:43
    Amigos,

    Eu lamento que o debate tenha sido em inglês sem legenda. Digo isso porque, apesar de ler e falar inglês o suficiente para acompanhar a conversa, a legenda me ajudaria a "ouvir" melhor os professores. Além do que ainda há muita gente no País que não fala inglês e o Instituto Ludwig von Mises Brasil poderia ampliar o rol de ouvintes desses debates tão ricos.

    Marcelo Henrique
    João Pessoa-PB
  • PC  30/07/2013 01:20
    Preocupa-me o pífio desempenho do aclamado filósofo brasileiro; oxalá a barreira lingüística tenha sido a causa do infortúnio. Argumentos frágeis e sempre defensivos.
  • Blah  30/07/2013 11:47
    Você ficou preocupado com o desempenho do Safatle? Não deveria. Ele é fraco mesmo.
  • Carlos Nigro  10/02/2014 17:25
    Safatle:
    "não acredito na democracia parlamentar, mas na democracia plebiscitária q reflete a opinião pública"
    "o problema do livre-mercado são os trustes".
    "não gostaria de viver nos países comunistas, mas o socialismo/comunismo é uma ideia que precisamos desenvolver"
    "as pessoas se tornam melhores e mais felizes" em Estados assistencialistas e intervencionistas.
    "suspeito muito da ideia de indivíduo"… "a parte do indivíduo que não é do indivíduo"… "é uma ideia que precisamos desenvolver"

    Molyneux:
    "Quanto mais perto chegamos do comunismo, mais pobreza, genocídio e escravidão ocorrem.
    Quanto mais perto do Livre-mercado, mais riqueza e liberdade."
  • Hay  10/02/2014 18:52
    "não gostaria de viver nos países comunistas, mas o socialismo/comunismo é uma ideia que precisamos desenvolver"

    Sim, porque o fato de absolutamente TODOS os países comunistas terem gerado fome, miséria, estagnação e destruição de riquezas quer dizer somente que "precisamos desenvolver" a ideia. E pensar que um cara desses é levado a sério por alguém....


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.