clube   |   doar   |   idiomas
A OMS, a carne vermelha, as mudanças climáticas e o controle estatal: a conexão é explícita

O cada vez mais poderoso complexo verde-industrial, cujo quartel-general está nos EUA, está se revelando extremamente eficaz em utilizar a ONU, suas trinta e duas instituições "irmãs" (como o Banco Mundial, a UNESCO e vários "tribunais") e centenas de centros de pesquisa e treinamento.  Esta enorme e continuamente crescente máquina burocrática já emprega mais de um milhão de "servidores públicos internacionais" para administrar aquilo que nossos visionários socialistas sonham se tornar o governo mundial do futuro.

Uma "instituição irmã" da ONU que está se tornando cada vez mais importante é o altamente politizado "Departamento Mundial de Saúde", também conhecido como a Organização Mundial da Saúde (OMS), a qual, como parte de sua nova campanha do medo, emitiu recentemente a declaração de que bacon, presunto, salsicha são cancerígenos.  E complementou dizendo que todas as carnes vermelhas são "provavelmente cancerígenas".

[N. do E.: vale ressaltar que a OMS não mostrou o relatório científico final e também omitiu o fato de que sete dos vinte e dois cientistas que participaram das pesquisas não aprovaram o relatório desconhecido.  Até mesmo o politicamente corretíssimo doutor Dráuzio Varella achou isso muito estranho.  Diz ele: "[...] não existe consenso entre os epidemiologistas. Não houve unanimidade sequer entre os 22 especialistas do painel da Iarc: sete deles se abstiveram de votar a favor das conclusões por não estarem convencidos da qualidade das evidências apresentadas ou por não concordarem com elas."]

Essa nova campanha anti-carne, no entanto, nada tem a ver com a sua saúde, mas sim com a "saúde do planeta".  O ataque da OMS à carne ocorreu, coincidentemente, antes da Conferência do Clima em Paris, que ocorrerá no final do ano e que irá discutir "soluções governamentais" para se controlar o clima, e faz parte da lenta, porém progressiva, revolução socialista envolta no lema de "conscientização sobre as mudanças climáticas".  Para essa gente, todo o necessário para fazer com que tudo fique bem é entregar o controle da economia mundial para os planejadores centrais dos governos. Na mente deles, basta o governo acionar suas engrenagens e elas automaticamente farão tudo com assombrosa precisão para preservar o status quo climatológico.  Como sempre, políticas socialistas atuais são justificadas como sendo uma "necessidade para as gerações futuras". 

O famoso Nobel de física, o Dr. Ivar Giaever, que já foi um ardoroso apoiador de Obama, mudou de lado e hoje está contra o presidente americano na questão do aquecimento global.  "Eu diria que, basicamente, o aquecimento global é um problema inexistente".  Giaever escarneceu Obama por este ter declarado que "nenhum desafio é mais ameaçador para as gerações futuras do que as mudanças climáticas".  O físico disse que essa era uma "declaração ridícula" e complementou dizendo que Obama "está sendo mal assessorado" na questão do aquecimento global.  

Já eu estou certo de que Obama e outros políticos estão impondo a agenda do aquecimento global não por causa de "má assessoria", mas sim porque os defensores dessa tese, inadvertidamente ou não, lhes fornecem todas as justificativas necessárias para adotar políticas de planejamento central e para restringir as liberdades individuais.

A Conferência de Mudanças Climáticas das Nações Unidas 2015, que será realizada em Paris de 30 de novembro a 11 de dezembro, está sendo propagandeada pelo governo Obama como um grande passo adiante rumo a um governo mundial e a um planejamento centralizado.  Será a vigésima primeira sessão anual da Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, criada em 1992, e a décima primeira sessão do Encontro das Partes (a primeira ocorreu no Protocolo de Kyoto, em 1997).  O objetivo da conferência é alcançar um acordo universal e legalmente compulsório a respeito do clima, para todos os países.

Todos os globalistas se mobilizaram em preparação para este evento.  O papa Francisco, por exemplo, publicou uma encíclica chamada Laudato Si' para ajudar a garantir o sucesso dessa conferência.  A encíclica clama por uma ação imediata contra as "mudanças climáticas causadas pelo homem".  Já a Confederação Sindical Internacional, que tem suas origens na Primeira Internacional fundada por Karl Marx, exortou o objetivo de "carbono zero, pobreza zero", e seu secretário-geral, Sharan Burrow, proclamou que "não há empregos em um planeta morto".

A guerra contra a carne faz parte dessa ofensiva das relações públicas.  Lord Stern, do Reino Unido, que já foi economista-chefe do Banco Mundial, afirmou que "a carne é um grande desperdício de água, e cria muitos gases geradores do efeito estufa.  Ela causa uma enorme pressão sobre os recursos naturais do mundo.  Uma dieta vegetariana é muito melhor."

Já o embaixador americano Todd Stern, nomeado por Obama emissário especial dos EUA para assuntos climáticos, cuja função será assegurar um rígido acordo climático na conferência de Paris, está hoje viajando para Brasil e Cuba com o intuito de conseguir o apoio destes dois corruptos governos socialistas contra "a ameaça global representada pelas mudanças climáticas"

Nos EUA, socialistas fanáticos e seus parceiros "capitalistas" já conseguiram destruir a indústria do carvão.  Todo o setor energético está sob inclemente ataque há um bom tempo.  Agora, eles estão indo atrás da indústria de carnes, a qual é, de acordo com eles, "insustentável".  A esquerdista Union of Concerned Scientists (União dos Cientistas Preocupados) listou o hábito de comer carne como sendo a segunda maior ameaça ambiental para o planeta (a ameaça número um são os veículos movidos por combustíveis fósseis).

Na União Soviética, de onde fugi, quando havia carne, esta era disponível para o alto escalão do Partido Comunista.  O cidadão comum, com muita sorte, encontrava um pouco no mercado negro.  O Partido "explicava" para as massas que comer carne era nocivo para a saúde.  Em Cuba, você dificilmente encontra carne nas mercearias.  Bife (normalmente misturado com soja), frango, salsicha e presunto são racionados pelo governo cubano à quantia de 225 gramas por pessoa para cada 15 dias.  Meus amigos cubanos, no entanto, se queixam de que nem mesmo este racionamento é respeitado pelo governo, e que frequentemente as rações de carne são "canceladas" sem qualquer explicação.

Nos EUA, o Comitê Conselheiro de Diretrizes Alimentares (Dietary Guidelines Advisory Committee) publicou, neste ano, um relatório de 571 páginas de "evidências" pseudo-científicas para estimular os americanos a não comerem carne vermelha.  O Departamento de Agricultura dos EUA utilizará essa ciência fajuta como base para sua política federal de nutrição, incluindo um programa de US$ 16 bilhões para financiar almoços em escolas.

E tudo isso está sendo bancado pelos pagadores de impostos.  Os EUA estão financiando a ONU e suas instituições "irmãs", incluindo a OMS, em um montante que vai de 25 a 35% do orçamento da organização.  A única esperança para o mundo é que as pessoas não recebam todo o governo pelo qual estão pagando.


0 votos

autor

Yuri N. Maltsev
é membro sênior do Mises Institute e foi um dos economistas da equipe de reforma econômica de Mikhail Gorbachev antes de desertar para os Estados Unidos.  Foi o editor de Requiem for Marx e leciona economia no Carthage College.


  • Anderson S  05/11/2015 14:03
    E ainda dizem que o mundo está melhorando... Está, só que, ironicamente, piora ao mesmo tempo.

    Não quero nem pensar em como será o mundo nas próximas duas décadas... Quando lá chegar, clamarei por dias passados (o hoje) como se fossem tempos de ouro.
  • cmr  05/11/2015 14:14
    O nosso mundo é uma grande farsa, estamos de fato dentro da "Matrix".
  • Romulo  05/11/2015 14:32
    Bom, a comunidade científica como um todo (da qual eu faço parte) concorda que o aquecimento global é um problema real. Acho muito improvável que biólogos, que não se beneficiam em nada desse tipo de exploração do governo, estejam mentindo. Se o governo deve ou não deve atuar para evitar emissões de gases é uma coisa, agora negar que nos estamos esquentando o planeta é outra.
    Acho que se é assim que decidimos viver, pois bem que sofremos as consequencias. Mas acho que não há nada de errado em propagar os conceitos de energia menos poluente e coisas do gênero (sem subdisio estatal nem nada..digo apenas sugerir). Muitas tecnologias impressionantes advem deste tipo de iniciativa. Vide os novos motores da Fórmula 1 atual, que conseguem gerar quase 900 cavalos de potência e são parcialmente elétricos e tem um consumo em torno de 40% menor do que os motores de 2 anos atrás.
  • Eduardo Maal  05/11/2015 15:25
    Ja o "dado" de que ha um consenso de 97% dos cientistas foi desbancado. Voce é cientista aonde??
  • Cigarro do olavo  05/11/2015 16:06
    Então toma essa Eduardo.

    Aquecimento Global e a Comunidade Científica
    https://www.youtube.com/watch?v=ts1F_c39tHo
    -----------------

    Acabou não há mais o que discutir, o aquecimento global existe e acabou.
    Lutar contra esse fato é sujar o nome do instituto mises e dos libertários.
  • Charuto do Fidel  05/11/2015 16:49
    Sabe como você reconhece um desesperado totalitário? Quando ele diz que "acabou o debate" e que "há um consenso sobre isso".

    Quer coisa mais coletivista e imbecil do que recorrer a uma suposta maioria (aliás, que maioria?) como prova de validação de algo?

    Aliás, sempre me espanto quando vejo alguém dizendo que "o debate acabou" e a "ciência já está definida". Como assim? Estamos falando de previsão! E nenhuma previsão, e muito menos uma multi-causal, caótica e pouco entendida como o clima global, jamais pode ser tratada como um evangelho.

    Com a exceção de eclipses, não há absolutamente nada que cientistas possam dizer com absoluta certeza sobre o futuro. É surreal dizer que ninguém pode discordar de uma previsão. Se o Banco Central disser que a inflação do ano que vem será de 4,5%, o debate acabou? Por quê?

    Dizer que "o debate acabou" significa apenas que você, desesperadamente, já abriu mão de sua humildade, de sua curiosidade, e de sua disposição para se envolver em um debate, preferindo tapar os ouvidos a ter de incorrer em argumentações trabalhosas.

    No que mais, por essa lógica de que "a maioria" (que maioria?) está sempre certa, os governos do PT no Brasil (eleitos e reeleitos pela maioria durante 12 anos) são indiscutivelmente ótimos, pois foram chancelados pela "maioria".

    Pronto, o debate sobre a superior qualidade do PT "acabou, não há mais o que discutir. Falar que o PT é ruim só serve para queimar o filme de eventuais oposicionistas".

    Dizer que "o debate acabou" é o "argumento" favorito de Al Gore, o defensor do controle populacional.

    "Lutar contra esse fato é sujar o nome do instituto mises e dos libertários."

    Um tiete de Al Gore repetindo lugares-comuns vergonhosos (achando que está abafando) e falando mal do Instituto Mises apenas mostra como este Instituto está no caminho certo em não ceder a esta gente obtusa e autoritária.

    Ah, e se é pra postar link de YouTube, eu também sei fazer:

    A Grande Farsa do Aquecimento Global



    Ganhei, hein?
  • Cigarro do olavo  05/11/2015 17:20
    È ignorância, comparar cientistas que dedicam a vida em sua grande maioria em busca da verdade, da razão, com uma massa politica, econômica, que tem uma clara ideologia, por mais nobre que seja, porem acima da razão e da busca pela verdade.

    Só um adendo, Assim como no livre mercado, na comunidade cientifica existe concorrência, existe cientistas que dedicam grande parte do dia, para tentar refutar idéias que já são tomadas como verdade. você realmente acha que alguém não gostaria de refutar algo que já era tomado como verdade histórica? Cientista adora fama.

    Com relação ao aquecimento global, é o mesmo que haver gente,que, diante das provas, afirma: "o HOmem não foi para lua". pode até não ser um verdade incontestável, mas diante das provas não faz mais sentido, ficar afirmando que o homem não foi para lua.

    Quando o instituto mises, afirma que não existe aquecimento global, mesmo diante das provas, e da ampla aceitação da comunidade cientifica, ele aproxima-se de sites como nova ordem mundial, midia sem mascara, olavão e etc. O aquecimento global, pode até não ser incontestável, mas diante da provas e da ampla aceitação dos cientistas, não faz mais sentido contestar, a menos que queira parecer um lunático.

    Volto a afirmar, veja está video: Aquecimento Global e a Comunidade Científica
    https://www.youtube.com/watch?v=ts1F_c39tHo

    Tomou papudo? Na sua cara!
  • Juan Domingues  06/11/2015 14:37
    O seu apelo a autoridade é ridículo.
    Cadê sua capacidade de questionamento? Se epidemiologistas da OMS descobrirem baseados em muitos estudos que comer cocô faz bem, você iria correndo para o vaso sanitário e guardaria o produto para consumo futuro? Você demandaria do governo que ele tornasse obrigatório o consumo de duas porções de cocô por dia?
    Ao se discutir climatologia é preciso primeiro entender de que ciência estamos falando. Climatologia não é uma ciência exata, longe disso. O número de variáveis é enorme, e eles trabalham sempre com HIPÓTESES baseadas em modelos. Climatologia não é igual a física mecânica ou matemática nas quais os resultados são necessariamente iguais e reproduzíveis. Por isso que é especialmente grave tentar usar uma ciência como essa para afirmar, de forma categórica, que uma catástrofe vai acontecer.
    E sobre os "97% que concordam" é um número falso e heterogêneo, repetido à exaustão apenas por fazer parte da agenda, veja esse vídeo:
    https://www.youtube.com/watch?v=yTTaXqVEGkU
  • Duda  07/11/2015 22:12
    Velho,
    Eu não posso simplesmente acreditar em acusações de conspirações, se existem experimentos empíricos comprovando uma provável relação de causalidade entre a intervenção humana e mudanças climáticas. Para mim, que tenho acesso apenas aos estudos publicados em revistas científicas, é bem evidente que os experimentos feitos para descrever os efeitos do aquecimento global são mais verificáveis que os que procuram refutar (em geral através de métodos não-empíricos). E eu não posso me basear em opiniões para obter conhecimento conclusivo, eu posso afirmar que na opinião de tal sujeito que é titulado de tal forma, as coisas são ou não são de determinado jeito. Mas para afirmar que EU acredito em algo, eu preciso verificar, ao menos por alto, como foram obtidas as informações e se a metodologia utilizada é válida.
    Para finalizar, uma pesquisa com dados empíricos abaixo sobre a ingestão de carne:
    www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24898235
    É sempre possível que hajam mais variáveis envolvidas (por exemplo: se existir uma correlação entre o comportamento alimentar e o hábito de fumar), que possam distorcer este tipo de estudo, mas se você quiser discutir, apresente uma análise empírica e objetiva com dados, e não apenas a sua opinião. E por favor não ataque NINGUEM de forma pessoal, tanto eu como você devemos entender que a qualquer momento uma pessoa pode apresentar um argumento válido e que pode contribuir para o nosso próprio conhecimento.
    Espero que todos aqui continuem estudando, e nunca deixem de questionar, principalmente sentenças e afirmações com apelo opinativo.
  • Pentelho do Firula  06/11/2015 16:23
    Depois de ler esse último comentário do "cigarro do Olavo", estou achando seriamente de que trata apenas de um troll no mesmo estilo do Típico Filósofo.
  • Gabriel  07/11/2015 00:40
    Lamento informar meu amigo, mas está redondamente enganado. Sou geocientista e posso lhe garantir com convicção que CO2 não é um gás controlador de clima e nunca foi (0,039% em massa na atmosfera contra 4,00% de H2O, este com quase 10 vezes mais capacidade térmica do que o CO2). Engraçado que isso é quase uma unanimidade no meio científico o qual tenho contato diário. A fonte que todos os veículos de comunicação se utiliza para informar essas inverdades sempre é o IPCC, que faz parte da ONU. Ontem mesmo li mais uma pesquisa da NASA (instituiçao com muito mais credibilidade que o IPCC)de que a Antártica está em acreção,ou seja, aumentando seu voume de gelo, e não o contrário. Não entendo por que isso não foi mais divulgado na mídia. https://www.nasa.gov/feature/goddard/nasa-study-mass-gains-of-antarctic-ice-sheet-greater-than-losses/
  • Patrick Wiens  09/11/2015 19:03
    Eu enquanto engenheiro também conheço este fato, de que a influência do vapor de água é muito maior do que a do CO2. O pessoal continuou discutindo o "fulano diz isso" "ciclano diz aquilo" mas ninguém se deu ao trabalho de explicar por que isso não procede, nem o fudidão de Oxford.
  • Romulo  07/11/2015 16:57
    Sou cientista da universidade de Oxford colega. Te garanto que a galera daqui sabe mais sobre clima que você.
  • anônimo  08/11/2015 04:24
    'Sou cientista da universidade de Oxford colega. Te garanto que a galera daqui sabe mais sobre clima que você.'

    Você é um cientista muito bom mesmo! Tão bom que usa como argumento a falácia do apelo à autoridade.
  • Romulo  08/11/2015 13:30
    Apelo autoridade so é considerado uma falácia dependendo do contexto garoto inteligente. Ou vc busca opinião sobre medicina com o seu porteiro? Se os detentores de um certo saber tem uma opinião generalizada sobre um certo tema, a probabilidade deles estarem corretos é maior do que a probabilidade de uma galera leiga estar. Isso não é falácia, vai estudar filho. Falácia do apelo a autoridade é você dizer que porque o Lula falou, tá certo. Ou dizer que um unico cientista X afirmou, ele esta certo. Nego aprende o que q é falacia no primeiro semestre de direito e sai cospindo besteira por onde passa.
  • Arantes  08/11/2015 14:20
    O cara é de Oxford mas tem esse nível de português?

    "dependendo do contexto garoto inteligente."

    "Isso não é falácia, vai estudar filho."

    "Nego aprende o que q é falacia no primeiro semestre de direito e sai cospindo besteira por onde passa."

    Rapaz, o ensino superior está decadente em nível universal, mesmo.
  • Romulo  08/11/2015 14:42
    kkk mano, eu me preocupo com portugues quando vou escrever artigo e nao quando comento num blog. Já que voces adoram falacias, isso q vc acabou de fazer eh uma falacia ad hominem. A maneira que eu escrevo é irrelevante pra discussao. Ja falei la embaixo, até a NASA confirma as evidencias e usa a regra dos 97 porcento que um doidao aqui nos comentarios falou q eh lorota.
    Se voce acha que uma organizacao cientifica do calibre da nasa esta conspirando junto com o resto da galera excelente vei. leia ai um resumo das evidencias e se divirta mantendo sua opiniao enviezada
    climate.nasa.gov/evidence/
  • anônimo  09/11/2015 21:37
    'Apelo autoridade so é considerado uma falácia dependendo do contexto garoto inteligente.'
    Nope, sempre é uma falácia.Mas agora sua lógica me deixou curioso, vamos ver até onde ela vai...
    Ou vc busca opinião sobre medicina com o seu porteiro?[i]
    Quando eu estou doente procuro um médico que vai dar um diagnóstico baseado em EVIDÊNCIAS sr oxford, uma afirmação baseada em evidências não tem nada a ver com acreditar em algo só porque fulando falou. Então, o que a gente vê aqui é que vc já não entende do que está falando e começa a falar de uma coisa diferente...

    [i] Se os detentores de um certo saber tem uma opinião generalizada sobre um certo tema, a probabilidade deles estarem corretos é maior do que a probabilidade de uma galera leiga estar.Isso não é falácia

    Isso é falácia sim.Todos os cientistas do mundo podem pensar a mesma coisa num assunto, se um novato falar algo diferente não é o fato de ter ou não 'autoridade' que vai julgar se ele está certo ou errado, mas as evidências.Quando Einstein ganhou o nóbel dele pelo efeito fotoelétrico da luz ele era um mísero funcionário público da alfândega.É brincadeira, o sr oxford não sabe como a ciência de verdade funciona.

  • Romulo  10/11/2015 21:10
    Sr. Sarcasmo, aceita que você falou besteira que você amadurece mais. Até uma simples pesquisadinha no google vc confirma o q eu aprendi nas aulas de lógica:
    Not Always a Fallacy
    It is not always a fallacy to say that "So-and-so says that X is true, therefore X is probably true." For this discussion, it is necessary to distinguish between an expert and an authority.
    If a famous astronomer says that the universe is expanding, then it is very likely that the universe really is expanding. If a qualified doctor says that a patient is suffering from Parkinson's disease, that's most likely the case. In these examples, the astronomer and the doctor are experts in a field, and are addressing topics within their area of expertise. As experts, they have studied their respective fields, are familiar with the state of the art, have studied how to recognize certain events, features or conditions, know how to recognize many problems that might lead a layman astray and how to work around them, and so forth. When we take an expert's word for something, we are saying, in effect, that if we had the time to learn as much about the field as the expert has, we would be able to examine the evidence and reach the same conclusion.
    Naturally, this applies only to experts speaking within their field of expertise: there is no a priori reason to take an astronomer more seriously than anyone else on the subject of foreign policy or theology.

    Seja intelectualmente honesto filhote. Ou vc vai fingir que le 50 artigos de cada tema cientifico antes de afirmar que aquele topico é provavelmente realista?
    Cara tenta ser bonitão mas a arrogancia eh a unica coisa q sai pelos seus cotovelos.
  • anônimo  12/11/2015 10:18
    'Até uma simples pesquisadinha no google vc confirma o q eu aprendi '
    Ah tá, o cara se mata pra justificar a falácia do apelo à autoridade...usando pra isso a autoridade de uma pesquisadinha no google.
    JÊNIO
  • Gabriel  08/11/2015 14:05
    Legal que você seja de Oxford, mas qual argumento você apresentou? nenhum né... Não interessa de onde você é, mas o que você fala. Se não encontrou nenhum argumento, aposto que não tem tanta autoridade assim para comentar o assunto. Eu estudei o assunto e ouvi muitas opiniões e artigos a respeito, não saio por aí falando quaiquer coisa que invento ou que vejo na TV.
  • Romulo  08/11/2015 14:48
    gabriel, climate.nasa.gov/evidence/
    nesse link ai tem as evidencias q vc quer e as referencias tb. abraco
  • anônimo  12/11/2015 12:12
    AG pode até existir, agora achar que a nasa, uma agência que vive de parasitar o taxpayer americano, não vai ter viés estatal é dose...
  • anônimo  05/11/2015 15:26
    O aquecimento global é real.

    Não sei qual área da ciência você trabalha, mas o que as pessoas não dizem o que realmente causa o aquecimento.

    O que a mídia não diz é quem manda no clima é o sol e não os gases estufa como dizem.

    https://sandcarioca.wordpress.com/

    https://sandcarioca.wordpress.com/2011/11/29/o-sol-manda-no-clima/

    noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1348481-EI299,00.html

    https://www.youtube.com/watch?v=3_GPLlJv6x0
  • Leon Palma  05/11/2015 15:53
    Isso que estão fazendo se assemelha a quando se utilizaram da "pesquisa" do Ancel Keys pra espalhar o mito da associação entre consumo de gordura saturada com infarto do miocárdio. O Estado se utiliza de qualquer coisa que leve a denominação "pesquisa" pra fazer valer seus interesses e o de seus patrocinadores.
  • André Souza  05/11/2015 17:15
    Eu acho que, nesse caso, o site Mises.org.br está apenas ajudando a propagar o obscurantismo.
    Será que depois vão dizer que vacinação causa altismo ou são parte de alguma conspiração governamental?

    Por favor, o Aquecimento global existe! Claro que existem também estudos que comprovam que a terra já passou por periodos parecidos, mas NUNCA na velocidade que está acontecendo hoje! Ações humanas tem sim impacto no clima global.

    O nosso planeta é um recurso compartilhado e interliga todos os paises de forma complexa (ventos, correntes maritimas, frentes frias etc). Quem quiser proteger sua propriedade do que o mundo pode ser tornar tem que começar a pensar nas ações de outros países!
  • Rhyan  05/11/2015 19:35
    Aquecimento Global Antropogênico é fato!

    O que realmente está causando o aquecimento global? Revisando a evidência
    libertarianismoedarwinismo.wordpress.com/2015/06/27/o-que-realmente-esta-causando-o-aquecimento-global-revisando-a-evidencia/

    Pode negar a realidade, que a teoria da evolução é falsa, que o Homem não foi á Lua, que homeopatia é remédio, que ufologia é séria, que a atividade humana desequilibra a temperatuda mundial... continue negando a realidade com pseudociência, conspiracionismo e ignorância científica, não vai adiantar nada, a realidade continua existindo.
  • anônimo  06/11/2015 01:25
    Aquecimento Global causado pelo Homem é uma completa farsa.

    É tão mentira que os próprios defensores totalitários não usam mais o termo "aquecimento global" e sim "mudanças climáticas". Assim, independente do que aconteça, eles sempre estão certos.

    "Mudanças climáticas causadas pelo homem" é apenas mais uma mentira criada pelos socialistas da ONU para ter uma desculpa para controlar tudo.

    São tão desonestos que sempre usam a falácia de apelo à autoridade de "consenso científico" para não entrar em um debate honesto e sério.

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=529

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=324

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=137

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1782

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=676

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=573

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1493

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1605
  • Thiago Teixeira  05/11/2015 20:37
    É aUtismo.

    E ciência de verdade inclui contestação. Ainda mais sobre um tema em que não há evidências tão clara.

    O que é anti-científico é ficar contrariadinho quando se lê um ponto discordante.
  • Rafael Nascimento  06/11/2015 01:20
    Pesquise sobre Luiz Carlos Molion, cujo currículo é um dos mais renomados do mundo nas ciências metereológicas. Ele não só desconstrói a tese do aquecimento global, como afirma que está chegando uma era de resfriamento global!
  • Halysson  06/11/2015 18:28
    Molion além de fazer parte de uma infímia minoria que contesta o aquecimento global, tem fortes ligações com bancadas ruralistas e o setor agropecuário.
  • Guilherme  06/11/2015 19:29
    Coloca aí as fontes que comprovem de maneira irrefutável essa sua acusação. Caso contrário, você é apenas um mero fofoqueiro de internet.

    Ah, sim, é refute o Molion.
  • Juan Domingues  06/11/2015 14:28
    Já começou errado.
    "A comunidade científica como um todo" vírgula.
    Há muita gente de renome que não concorda com o aquecimento global antropogênico. E mesmo entre os que concordam há diferentes graus de aceitação (alguns acham que existe mas que é ínfimo se comparado a outras fontes de CO2 e o valor de CO2 que já existe).
    Então seja honesto: você pode concordar, mas não coloque todos no mesmo barco.
  • Romulo  07/11/2015 16:56
    Gênios. Falei no meu comentário que não aprovo medidas do governo pra lidar com aquecimento nem porcaria nenhuma. Se aquecer o planeta é uma consequencia das atitudes humanas que paguemos o pato. Acho inclusive que o governo acaba por estimular essa porcaria, ja que não permite a livre concorrencia entre empresas (tipo o monopolio do petroleo..ja deveria ter muito mais carro eletrico circulando por ai).

    Quanto ao aquecimento...teve um doidao ai que citou a nasa dizendo q eles afirmam que a antartica ta é aumentando..bom a propria NASA defende o conceito de aquecimento global..basta 2segundos de procura no google climate.nasa.gov/evidence/

    Quando disse "todos" foi de fato uma generalização, erro de digitação ou o q quiser chamar.
    E aprendam logo de uma vez que a falácia do apelo à autoridade deixa de ser falácia em diversas circunstancias. Vcs safados concordam com a ciencia quando eh conveniente e agora metem pau na ciencia? Nao me lembro de vcs usarem o termo apelo a autoridade pra reclamar das tecnologias que te dizem respeito.
    Parem de serem desonestos e vao estudar. Eu sou biologo e não dou a mínima pra aquecimento global, mas negar que o planeta esta esquentando mais rapido do que deveria é ser um tapado. Até onde isso vai chegar e as consequencias, são especulações.

    Essa galera adora teoria da conspiração
  • Pesquisador  13/11/2015 15:14
    Romulo Alves? Fraco.
  • carlos  09/11/2015 16:32
    Então, sem quaisquer desculpas, o Sr. é um néscio.

    Falácia ad populum - falha argumentativa na qual a veracidade de uma proposição é função do apelo às multidões e não a provas que podem ser refutadas.

    97% de concordância não significa nada em termos científicos. Não significa nada dizer que 97% dos cientistas concordam com alguma coisa. Igualmente beócio é afirmar que 99,99% da população mundial concorda com a lei da gravitação universal. Concordar, discordar, tocar bumbo ou ser torcedor do flamengo são irrelevantes diante do fato de que ela existe.

    A "ciência" que diz que existe aquecimento global é feita com base em modelos que se parecem uma torre de babel econométrica, tal a idiotice - ou a húbris daqueles que as fazem - das premissas adotadas. Como já disseram, é uma ciência que se assemelha a um jogo de videogame: aperte um botão e a verdade se revelará! Pouco importa que quem tenha feito o programa é um analfabeto funcional.

    Enfim, é o argumento "maria-vai-com-as-outras". "A galerinha esquerdista "cool" tá indo pra esse lado, então eu vou também."

    Se o sr. é de fato um cientista e não um troll, então... I weep for the species.

  • Romulo  10/11/2015 21:19
    "Falácia ad populum - falha argumentativa na qual a veracidade de uma proposição é função do apelo às multidões e não a provas que podem ser refutadas.
    97% de concordância não significa nada em termos científicos. Não significa nada dizer que 97% dos cientistas concordam com alguma coisa. Igualmente beócio é afirmar que 99,99% da população mundial concorda com a lei da gravitação universal. Concordar, discordar, tocar bumbo ou ser torcedor do flamengo são irrelevantes diante do fato de que ela existe.
    Enfim, é o argumento "maria-vai-com-as-outras". "A galerinha esquerdista "cool" tá indo pra esse lado, então eu vou também."
    Se o sr. é de fato um cientista e não um troll, então... I weep for the species."


    O senhor carlitos se acha um mestre intelectual. Cientista não é massa coleguinha. Dizer que quase a totalidade dos cientistas concorda q o planeta esta aquecendo não é falacia. Quando as autoridades são ESPECIALISTAS na área, vc ta assumindo que eles detem as evidencias. Seu exemplo foi burro, desonesto e mostra sua ignorancia completa.
    Vc n precisa ser biologo pra aceitar q a evolucao eh um bom modelo biologico. Vc esta confiando com os milhares de cientistas que estudam essa parada, e os 200mil artigos publicados no tema devem estar corretos. Eh diferente de um bando de religioso dizer q evolucao nao ocorre..eles nao sao ESPECIALISTAS no tema. Obvio q os cientistas podem estar errados, mas eh assim q a ciencia funciona. Agora, o Sr. Sarcasmo achar q concordar com a grande maioria dos especialistas do assunto é uma falacia, entao vc precisa ler uma wikipedia da vida e ter aulas de lógica.
    E vc eh tao pobre coitado q termina seu argumento com um ad hominem deslavado e INGLES.
    Pra manter o padrão vou fazer igual.
    Coitado, vc ta usando seu ingles aonde ai no Brasil? No Cultura Inglesa?
  • Maria Aparecida Nery  05/11/2015 14:37
    Dráuzio Varella é um "artista" da Globo, que tem entre seus maiores anunciantes grandes empresas processadoras de carnes vermelhas... como a Globo é da máfia globalista, ela pode relativizar alguns temas para salvar receitas.
  • Cigarro do olavo  05/11/2015 15:24
    È de uma ignorância sem tamanho, afirmar que o aquecimento Global não existe. E vocês fazem essa afirmação (na verdade vocês não, os americanos do mises institute, e depois vocês copiam) por um motivo óbvio de ideologia.

    Eu peço pelo amor de deus, se existe algum resquício de inteligencia entre vocês, que vejam essa refutação, na verdade é quase um documentário, que prova que o aquecimento global existe.

    Todos argumentos que você leu neste instituto contra o aquecimento global, já foi refutado neste video.

    Video do pílula: https://www.youtube.com/watch?v=qAc5d_8MpTc

    --------------
    Antes de começar qualquer tipo de refutação, veja o video primeiro. não vou argumentar com quem não viu.
  • legdf  05/11/2015 16:58
    Aonde você viu a afirmação dizendo que o aquecimento global não existe?

    O aquecimento global é real. O que não procede é a teoria de que a atividade humana, através da economia de mercado e do consumo, é o que provoca o aquecimento do planeta.

    Essa idéia absurda só é, principalmente, defendida pelos comunistas; que acham que podem controlar até o clima do planeta.
  • Cachimbo de Stalin  05/11/2015 18:25
    O cara vem aqui ficar citando porra de vídeo de Pilula, que nem climatologista é e está crente que está abafando. Ah, vá catar coquinho! Se for pra ficar jogando vídeo do YouTube, pelo menos que poste de alguém que trabalhe na área: www.youtube.com/watch?v=pjFc2EwXzZo
  • Halysson  06/11/2015 18:32
    Pirula pode não ser Climatologista, mas é Doutor na área de ciências Biológicas, costuma estudar muito antes de falar, e quando erra, retifica os erros.

    Poucos youtubers são tão sérios e dignos de credibilidade como ele.
  • RafaD  05/11/2015 18:59
    Essa galera linkando Eu, Ciência e Pilula me tira do sério e acabo gargalhando por bons 5 minutos.
  • Jarzembowski  05/11/2015 19:23
    Nesse próprio video do Pirula, o mais novo herói da molecada progressista, tem um Jaldomir da Silva Filho que questionou exatamente o que se está questionando aqui:

    " Pra ser mais exato, não existe absolutamente nenhuma comprobabilidade, nenhum cientista sério afirmaria com certeza que "existe aquecimento global causado pelo homem". E lhe desafio a procurar isso: me mostre UMA, SÓ UMA TESE que diga isso com todas as palavras.
    O baseado em fé aqui é você, não eu."

    Não houve nenhuma resposta do "senhor doutor".
  • Pirulla  05/11/2015 23:40
    E olha que a Veja é crente fervorosa do "aquecimento global". Para ela ter publicado isso é porque a coisa tá mais do que feia:

    veja.abril.com.br/noticia/ciencia/congresso-americano-investiga-manipulacao-de-dados-para-provar-o-aquecimento-global
  • anônimo  06/11/2015 01:33
    QUALQUER site de notícias grande é defensor do aquecimento global.

    Acham que "consenso" quer dizer alguma coisa. Consenso é apenas uma falácia de apelo à autoridade.
  • anônimo  06/11/2015 09:29
    Esse 'eu ciência' é o mesmo gordo daquele vídeo 'anarco capitalismo, uma fantasia'.
  • Leopoldo Poldo  10/11/2015 17:20
    Quando o artigo no Mises é sobre qualquer coisa relacionada ao clima, eu nem leio.
    A desonestidade argumentativa é medonha.
    O sujeito cita a Nasa como fonte ou a esmagadora maioria dos especialistas e a resposta dos negacionistas é "falácia do apelo à autoridade".
    Por outro lado, o cidadão apresenta um vídeo com argumentação sólida e a resposta é "nossa, não acredito que você postou um vídeo desse cara!".
    Assim fica difícil.
    Não misturem ideologia política e econômica com climatologia, química, biologia e física.
    Já disse isso aqui e vou repetir:
    Não vejo químico dando pitaco em teoria do Estado, macroeconomia e etc. Seria de bom grado que economistas não fizessem o mesmo com temas que, por mais que reflitam na economia e no Estado, pertencem a um outro cosmos. A menos que o façam respeitando os preceitos e evidências presentes em cada esfera do saber. O que não é aceitável é esse argumento chapéu-de-papel-alumínio de que tudo não passa de uma conspiração esquerdista.
  • Haroldo Roldo  10/11/2015 18:02
    "Não misturem ideologia política e econômica com climatologia, química, biologia e física. [...] Não vejo químico dando pitaco em teoria do Estado, macroeconomia e etc. Seria de bom grado que economistas não fizessem o mesmo"

    Até concordo. Mas a grande ironia é que não há reciprocidade.

    Você, muito corretamente, pede para que economistas fiquem longe da meteorologia. Beleza.

    Falta agora você dizer que os climatologistas também não devem se meter na economia. No entanto, é justamente isso o que eles fazem!

    Utilizando o clima como justificativa, eles querem controlar a estrutura de produção, o modo de produção, os insumos utilizados, os bens produzidos, as horas trabalhadas, e até mesmo o crescimento máximo da economia.

    Aí eu pergunto: por que climatologistas devem ter carta branca para mandar na economia, e economistas nem sequer podem falar o que pensam?

    Um tantinho quanto tendencioso, não?
  • Típico Universitário  05/11/2015 15:43
    Quando a OMS proibir os coxinhas é que eu vou ficar satisfeito.
  • Welington Grisante  05/11/2015 15:45
    Estava pensando em ir embora do país. mas penso: para onde? É difícil...
  • Emerson Luis  22/03/2016 11:03

    ..."a carne é um grande desperdício de água..."

    Utilizar água para produzir alimento é desperdício? Verde é o novo vermelho!

    * * *
  • anônimo  05/11/2015 16:24
    O termo mais adequado é mudanças climáticas. "Aquecimento global" é um termo mais político que científico, utilizado para dar a ideia de ação antropogênica catastrófica na temperatura do planeta. Aquecimento global, se levado a cabo pela ciência, nada mais é que uma oscilação natural do planeta entre períodos interglaciais, relacionados a balanço energético (sol) e movimentos do planeta no espaço sideral.
    Não existem dados que comprovem o "aquecimento global" político, pelo contrário, isso é cada vez mais refutado. Existem indícios de mudanças climáticas naturais de um período entre glaciações.
  • alex  05/11/2015 17:04
    O aquecimento global existe, o resfriamento global também existe, são cíclicos. Agora querer colocar o homem como responsável é muita soberba, não temos poder para isto, basta um grande vulcão entrar em erupção que muda tudo por exemplo. Sabe do que se trata o aquecimento provocado pelo homem? Poder e o bom e velho vil metal. Só isto.Continuarei comendo meus bifes enquanto for permitido para plebeus.
  • Fellipe  05/11/2015 17:44
    Exato.

    Mudanças climáticas existem e estão relacionadas a atividade solar, ciclos dos oceanos e outros fenômenos da natureza. Não são man made.

    Achar que o homem é o responsável pelas mudanças climáticas cíclicas do planeta é uma mistura de ignorância e ingenuidade.
  • Chato  05/11/2015 18:58
    Felipe, você se esqueceu de acrescentar a arrogância.
  • Rhyan  05/11/2015 19:40
    Como vc entende mais desse assunto que os cientistas da área? Os cientistas são retardados que não sabem isolar variáveis? Eles nunca ouviram falaram em atividade solar e tudo mais? Por favor né.

    O consenso científico da área é: Mudanças climáticas são causadas pela atividade humana. Esse consenso é baseado em evidências claras. Caso esteja errado (tudo na ciência pode estar errado) que se apresente as evidências contrária. Mas, a produção científica dos negacionistas é pífia, é ridícula, é minúscula. Então o ônus da prova está com quem nega.
  • Gosling  05/11/2015 20:28
    "Como vc entende mais desse assunto que os cientistas da área? Os cientistas são retardados que não sabem isolar variáveis? Eles nunca ouviram falaram em atividade solar e tudo mais? Por favor né."

    Nossa! Pela lógica sensacional desse Rhyan, apenas economistas diplomados podem falar sobre economia. Ninguém mais que não tenha diploma pode falar sobre o assunto.

    Mises?! Quem é esse tal que não tem diploma econômico? Eu só acredito nos saberes de Dilma e Mantega, formadíssimos em economia!

    "O consenso científico da área é: Mudanças climáticas são causadas pela atividade humana. Esse consenso é baseado em evidências claras."

    O consenso no meio acadêmico econômico é: o keynesianismo é o que funciona! Há evidências claras disso!

    E quem discorda desse consenso é negacionista-olavista.

    É cada gênio argumentativo que despenca por aqui...
  • Rhyan  05/11/2015 20:39
    Economia não é ciência natural, coisas fora do mainstream em ciências naturais são piadas ou se tornam ciência com boa dose de evidências.
  • Juan Domingues  06/11/2015 14:50
    "Como vc entende mais desse assunto que os cientistas da área?"

    Apelo a autoridade. Se a OMS me mandar comer cocô afirmando que faz bem para a saúde eu não vou comer, vou questionar a afirmação e ir verificar o embasamento. A mesma atitude deveria ser tomada quando governos demandam bilhões de dólares para acabar com um problema baseado em uma ciência complexa (e frequentemente falha) como a climatologia.

    "O consenso científico da área é: Mudanças climáticas são causadas pela atividade humana."

    Não. O consenso da área é que a temperatura global passa por ciclos (por isso trocaram o nome para mudanças climáticas). A relação causa x consequência entre aquecimento global e atividade humana está longe, muito longe, de ser um consenso.

    "Esse consenso é baseado em evidências claras. Caso esteja errado (tudo na ciência pode estar errado) que se apresente as evidências contrária."

    Não são os negacionistas que tem que apresentar a evidência contrária, são os que AFIRMAM que existe aquecimento global antropogênico que precisam apresentar a evidência, pois eles que estão fazendo a afirmação ora bolas. É como eu dizer que a terra é hexagonal e te pedir para dar a evidência, quando a afirmação foi na verdade minha.

    Abra os olhos e reveja suas "evidências claras".
  • Arthur Gomes  05/11/2015 17:06
    Veja esta noticia na site da Veja:
    Congresso americano investiga manipulação de dados para "provar" o aquecimento global
    veja.abril.com.br/noticia/ciencia/congresso-americano-investiga-manipulacao-de-dados-para-provar-o-aquecimento-global

    A história é mesma: Café, ovos, carne vermelha. Isso é luta contra os pobres. Os ricos podem comer carne a vontade e para os pobres devem comer soja, insetos e tudo mais.
  • Fellipe  05/11/2015 17:21
    Vendo os comentários desse artigo, só posso chegar uma conclusão chocante: junto com o estado, a ciência é a nova religião global. É uma fé cega, não se pode questionar os dogmas mainstream. Assim como os governantes, os cientistas são seres abnegados que só agem pelo bem comum e pela verdade. Patético.

    Outro ponto que é difícil ver alguém tocar é que todas essas previsões alarmistas são baseadas em modelos - e modelos são modelos, não necessariamente refletem a realidade. Quem é leitor desse site já deveria saber beeeem disso.....

    Sugestões:

    '97% Of Climate Scientists Agree' Is 100% Wrong
    Climate chaos? Don't believe it
    A Real Climate Scientist Demolishes Bill Nye's Global Warming Alarmism
    Jo Nova finds the Medieval Warm Period
    Weather Channel Founder Explains the History of the Global Warming Hoax
    Updated NASA Data: Global Warming Not Causing Any Polar Ice Retreat
    Not Since 1968 !! WHERE IS YOUR global warming
    NASA Study Shows Antarctic Gaining More Ice Than It Loses: Is It End Of Global Warming?
    mitos refutados

    Follow the money
    Climate Alarmist Caught in 'Largest Science Scandal in U.S. History'
    Global Warming Activists Don't Like When Someone Follows The Money

    Videos:

    Procurem outros vídeos desse cara

    Essa palestra é ótima (tirando que o diagnóstico é culpa do "capitalismo") Procurem outros vídeos desse cara

    Prager U tem outros bons vídeos detonando ambientalismo
  • anônimo  05/11/2015 17:47
    Correto !

    Td na mão do estado vira instrumento para dominação e manipulação !

    O problema é o estado
  • Pedro  05/11/2015 17:48
    Cuidado para não confundir a ciência com o que muitos dos chamados "cientistas" fazem. A ciência não tem culpa nenhuma quando usam seu nome para dar autoridade a estudos que passam bem longe de serem, de fato, científicos. É preciso separar o joio do trigo, por mais que o estado tente estragar a ciência, a verdadeira ciência permanece intacta. Quando temas como aquecimento global, impactos de tal alimento na saúde, etc são politizados e usados para se atingir uma determinada meta autoritária que só aumenta o poder do estado, não temos mais ciência, mas sim, uma farsa.
  • a  05/11/2015 18:16
    28oa9i1t08037ue3m1l0i861.wpengine.netdna-cdn.com/wp-content/uploads/2015/05/co2_variations.png

    28oa9i1t08037ue3m1l0i861.wpengine.netdna-cdn.com/wp-content/uploads/2015/06/temp-graph.png


    Contra fatos não há argumentos
  • Tannhauser  06/11/2015 12:59
    Prezado a,

    note, pelo segundo link enviado por você, que a correlação entre aumento de CO2 e Aumento da Temperatura acaba ao final do gráfico.

    O aumento de CO2 naquele período não resultou em um aumento na temperatura, concluímos que a causa não é a emissão de CO2.


    Obrigado por enviar o gráfico!

  • a  06/11/2015 16:33
    Han? Está se fazendo de louco????

    O gráfico de variação de temperatura temperatura é acompanhado quase que perfeitamente pelo gráfico de ppmv de dióxido de carbono. A Correlação não acaba em nenhum momento.

    O primeiro gráfico mostra PERFEITAMENTE o AUMENTO ABSURDO de concentração de CO2 após a revolução industrial. O primeiro gráfico é o "zoom' do segundo na parte mais recente da história.

    O final do segundo gráfico mostra exatamente que a temperatura tendeu a ficar alta após esse grande aumento de CO2. Como pode se fazer de tão CEGO diante de fatos TÃO claros?
  • Fernando  05/11/2015 17:51
    Não vejo nenhum problema em militarem contra o consumo da carne. Se ninguém está tomando atitude, eles tiveram que tomar. Por acaso Obama é um monstro pronto a devorar as liberdades individuais por causa disso? Utiliza a NSA para voyerismo ou para segurança nacional?
    Se a indústria verde pode faz pressão nos governos, por que não também a indústria da carne pode fazer o mesmo? Por que não fizeram antes?
    Vocês também tem que se perguntar: quem é o autor deste texto? Ele por acaso não tem ligações/é acionista de frigoríficos? Ou vocês acham que revistas, institutos, fundações são financiados pelas próprias pessoas que os compõem?
    Uma pessoa aqui falou de matriz. Mas mesmo as opiniões que elas leem aqui também pode ser uma prisão de outra matriz. Tem que abrir o olho e serem mais críticos!!
    Vocês também tem que filtrar o que leem.
  • Felix  06/11/2015 01:04
    O problema é proibir as pessoas de ingerir coisas,
    o leite de vaca natural é proibido nos EUA!!!
    vão proibir a carne também?
    https://mises.org/library/legalize-milk-real-milk
  • anônimo  05/11/2015 18:03
    Quem aqui se lembra da época em que os desodorantes aerosol, as geladeiras velhas e os aviões a jato estavam abrindo um buraco na camada de ozônio que fritaria a população até a o ano 2000?
  • Mateus Menezes  05/11/2015 18:15
    1) De onde esses dados vêm
    O padrão ouro de evidência é uma meta-análise de estudosrandomizados controlados - agrupamento em conjunto de estudos onde uma intervenção foi comparada contra um grupo de controle para ver qual o impacto que A teve sobre B. Até onde sei, não há estudos de intervenção já feitos para testar o impacto de 50 gramas de carne processada por dia, como uma intervenção isolada, ou qualquer quantidade de carne processada ou vermelha como uma única intervenção para esse assunto.

    Estamos olhando, assim, para estudos observacionais. Isto é, onde um grande grupo de pessoas (por exemplo, Estudo de Saúde das Enfermeiras ou e o Estudo de Acompanhamento dos Profissionais de Saúde) são submetidas a muitas perguntas e testes de saúde (pressão arterial, peso, altura, colesterol, etc) no início do estudo. Isto é chamado de linha de base. Essas pessoas são, então, seguidas por anos para ver que condições elas passam a desenvolver.

    Os pesquisadores então examinam os dados para tentar ver os padrões. Sem padrão = sem artigo publicado em revista científica, então precisa procurar bastante! Eles podem então observar um padrão entre as pessoas que consomem carne processada e as pessoas que passam a desenvolver câncer de intestino. Então este padrão é relatado em um artigo científico, e é assim com todos esses artigos que foram revisados pela Organização Mundial de Saúde.

    O primeiro ponto a destacar, portanto, é que tudo isso é baseado em questionários dietéticos notoriamente não confiáveis. Muitos perguntam o que você comeu ontem ou nos últimos 7 dias. Aqui está um questionário da Investigação Prospectiva Europeia sobre Câncer, um dos melhores questionários possíveis, que pergunta, por exemplo, sobre a ingestão de alimentos durante o ano passado. Qual a precisão que você acha que suas respostas teriam?

    2) Uma dieta versus um alimento
    Ao destacar a carne vermelha / carne processadas deste modo, toda a dieta e estilo de vida de uma pessoa não é levada em conta. Há um mundo de diferença entre a saúde de um comedor sedentário de hambúrguer / cachorro-quente / ketchup / pão branco / refrigerante e uma pessoa que segue uma alimentação à base de carnes de animais criados a pasto / faz CrossFit / tem abdômen tipo tanquinho / segue Paleo.

    Como mostrei nesta postagem, a linha de base para os comedores de carne processada mostrou que eles eram muito menos ativos, tinham um IMC mais elevado, eram três vezes mais propensos a fumar e tinham quase duas vezes mais probabilidade de ter diabetes. Isso faz com que a carne processada seja um marcador de uma pessoa não saudável, não um causador de uma pessoa não saudável.

    Mesmo que todos os fumantes / praticantes de exercício / outros fatores de condições de base sejam matematicamente ajustados, não há possibilidade de ajuste para todos os fatores dietéticos que caracterizam a pessoa tipicamente sedentária versus o fã sarado de páleo. A dieta inteira não é ajustada quando uma linha única (carne) é traçada.

    3) Alimentos reais versus alimentos processados
    Eu sou uma verdadeira fã de comida. Eu praticamente passo a minha vida escrevendo e falando sobre comida de verdade e os nutrientes que ela contém. Eu sou a primeira a dizer "COMA comida de verdade. Não coma alimentos processados. E eu considero carne processada como alimento processado - algo a ser evitado". No entanto, este relatório da OMS descreve carne processada como "carne que tenha sido transformada através de salga, cura, fermentação, defumação ou outro processo para realçar o sabor ou melhorar a preservação".

    Como Peter Cleave, Cirurgião capitão, (1906-1983) disse: "Associar uma doença moderna à uma comida antiga é uma das coisas mais ridículas que eu já ouvi na minha vida." E pensar que a carne real, ou as formas naturais de conservar a carne de, sejam ruins para nós é ridícula. 1) Você teria que explicar como é que sobrevivemos os últimos 3,5 milhões de anos, desde Australopithecus Lucy, o primeiro que andava ereto; especialmente como sobrevivemos à Era do gelo. 2) Você teria que explicar por que todos os nutrientes que precisamos para viver (gorduras essenciais, todas as proteínas, vitaminas e minerais) são encontrados na carne se ela estivesse tentando nos matar ao mesmo tempo.

    A Carne precisava ser preservada naturalmente com a salga, cura, secagem, defumada, etc. ou você teria que devorar tudo o que caçou e correr o risco morrer de fome antes da próxima matança. O relatório da OMS deveria ter separado as formas tradicionais de conservação da carne daquelas fabricadas sob o processamento moderno (onde açúcares e produtos químicos são adicionados - basta ler o rótulo). Da mesma forma - se houver algum mal na carne vermelha, será porque os produtores têm alimentados os pobres animais com grãos que eles não conseguem digerir e, em seguida os bombardeiam com drogas para medicar a doença resultante. (Chris Kresser apresenta o ponto de vista sobre nitratos aqui, se você estiver interessado).

    Esta deve ser uma chamada à ação para voltar ao seu açougueiro, conhecê-lo pelo nome, saber a procedência de sua carne, saber como ele prepara o bacon e salsichas artesanais e desfrutar dos benefícios de saúde da comida de verdade apoiando os produtores que a fornecem.

    4) Associação versus causa
    Mesmo levando em conta a fraqueza de estudos observacionais, a falta de confiabilidade dos questionários alimentares, a noção de que o consumo de alimentos pode ser um marcador não um promotor de saúde, e toda a ingestão dietética que não tenha sido levado em conta e a ignorância do abismo entre comida de verdade e processados, isso ainda é uma associação, não uma causa.
    Eu sempre desejei que estes grandes e caros estudos questionassem até a cor das meias que o participante está usando. Eu aposto que eu poderia encontrar uma associação entre usar meias vermelhas um tipo de câncer se eu procurasse o suficiente. Será que o título seria meias vermelhas causam câncer?!

    5) Risco relativo vs. risco absoluto
    Os artigos com manchetes "cada porção de 50 gramas de carne processada comida diariamente aumenta o risco de câncer colorretal em 18%." Caramba. 18%! Jogue o toucinho fora (veja - não culpe o bacon pelo que o pão branco e ketchup fazem!). Isso, no entanto, é o jogo que todos estes boletins de imprensa de pesquisas de estudo observacionais/epidemiológicos jogam, e é um alarmismo infame.

    Vamos olhar para o risco absoluto?
    Organização de Pesquisas sobre o Câncer do Reino Unido tem ótimas estatísticas em todos os tipos de câncer. Eu apenas analisei o Reino Unido. Eles têm dados de outros países, se você quiser fazer sua própria busca minuciosa. A taxa de incidência para todas as pessoas no Reino Unido, padronizada por idade (você praticamente não verá o cancer do intestino antes dos 50 anos - procure os dados de idade), em 2011 foi de 47 por 100.000 pessoas.

    47 por 100.000 pessoas.

    Você precisa conhecer 2.128 pessoas, incluindo as pessoas mais velhas o suficiente, para conhecer uma pessoa que desenvolveu câncer de intestino no Reino Unido em 2011.

    Agora - vamos fazer essa coisa de risco relativo vs. risco absoluto.
    Partindo do princípio de que tudo o que a OMS fez tenha sido perfeito e que realmente havia uma diferença relativa de 18% entre os que comeram 50g de carne processada por dia e aqueles que não (e assumindo que nada mais estava impactando este estudo), o risco absoluto seria 51 pessoas por 100.000 vs. 43 pessoas por 100.000.
    Agora, onde está o bacon e ovo antes da minha sessão de CrossFit ?! (P.S.: leia aqui sobre risco relativo versus absoluto)

    O dano provável deste relatório:
    O artigo do Lancet ao menos teve a decência de mencionar o valor nutricional da carne vermelha: "A carne vermelha contém proteínas de alto valor biológico e micronutrientes importantes como vitaminas do complexo B, ferro (ferro livre e ferro heme), e zinco".

    Isso ainda é um pouco de eufemismo. Tente ambas as gorduras essenciais; proteína completa; e as vitaminas e minerais necessários para a vida e saúde.

    Quais serão as consequências deste relatório assustando as pessoas para que mantenham distância da carne real? São necessários aproximadamente 250g de bife do lombo para obter 10 mg por dia de zinco; mais de um quilo da mesma carne para satisfazer as necessidades diária de ferro - e na forma correta para o corpo. Que tal de mais de 20 ovos para ter a mesma ingestão de ferro? Ainda numa forma útil para o corpo. Ou 4,5 quilos de arroz integral para obter ferro na forma errada para o corpo?

    O que eu levo deste informe? Há um monte de má ciência saindo da Organização Mundial de Saúde, uma organização que deveria ser referência, mas já demonstrou nem sempre saber o que diz.


    Nada mudou da minha crença fundamental de que os seres humanos devem comer comida de verdade (especialmente carne de animais criados naturalmente alimentados com pasto, e carne preservada naturalmente). Evite alimentos processados, incluindo carne processada por empresas de alimentos falsificados. E tome cada estudo observacional que não considera estes cinco pontos acima com uma boa pitada de sal."
  • Rhyan  05/11/2015 19:27
    Nossa, quanta bobagem.... o anúncio da OMS foi uma revisão de mais de 800 estudos sobre o câncer. Já se tinha noção disso sobre as carnes processadas faz mais de 10 anos mas não havia certeza.

    Todo meu esforço de mostrar para as pessoas que esse site aqui é sério é destruído com esses artigos. Lamentável.

    Menos olavismo cultural, por favor.
  • Leandro  05/11/2015 20:16
    É mesmo, Rhyan?

    Então me explica por que a própria OMS recuou desse estudo e desmentiu a si própria? Onde está a certeza científica?

    g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/10/oms-esclarece-que-nao-pede-que-pessoas-parem-de-comer-carne.html

    Se esse gente não sabe nem quais os efeitos da carne no organismo humano (algo supostamente simples de ser pesquisado), que dirá então algo milhões de vezes mais complexo, como as variáveis que afetam o clima da terra?

    Você é mais crente na infalibilidade da OMS e das organizações estatais internacionais do que elas próprias! Não deixa de ser curioso ver um sedizente anarcocapitalista crente na infalibilidade de um órgão estatal! Comparado a isso, qualquer otário criacionista é muito mais sério.
  • Leandro Roque  05/11/2015 20:30
    A quem interessar possa, este acima não sou eu (vou ter de escrever agora com meu nome e sobrenome). E única e exclusivamente porque não concordo com a adjetivação dele sobre os criacionistas.
  • brunoalex4  06/11/2015 11:58
    Ainda bem!!!

    Tinha levado um susto pensando que era o senhor quem tinha escrito o comentário.


    Abraços.
  • Rhyan  05/11/2015 20:46
    Ela não recuou, ela disse que o consumo pode existir desde que moderado. Eles ainda confirmaram que comer carne é fundamental para o desespero dos vegans. Se você não consegue entender uma notícia como vai entender um estudo de meta-análise? Há muito tempo que é recomendado variação nos tipos de carne, e a vermelha sempre foi a mais gordurosa. A ciência não diz como as pessoas vão se alimentar, só diz como deveriam para ter mais saúde.

    Não tem nada a ver com estado, para de ser libertário jihadista.
  • Guilherme  05/11/2015 21:20
    "Há muito tempo que é recomendado variação nos tipos de carne, e a vermelha sempre foi a mais gordurosa."

    Ué, mas há vários cientistas que dizem que a gordura saturada não só é imprescindível, como também a humanidade evoluiu comendo gordura saturada. E que o problema são os carboidratos, e a gordura saturada é a solução.

    E aí? Qual grupo de cientistas está correto? Ambos não podem estar simultaneamente corretos.
  • Rhyan  06/11/2015 02:57
    Naquele que tiver mais evidências. Pra quem não é da área é recomendado se basear em publicações de peer review de respeito e boa pontuação de Impact Factor.

    Lembrando que a OMS não fez nenhum estudo, só revisou.

    Mais informações:
    www.who.int/features/qa/cancer-red-meat/en/

    Se sua opinião sobre um assunto científico coincide com a dos conservadores, é melhor você rever suas ideias porque eles nunca acertaram nada sobre esse tema, se é que já acertaram em alguma coisa.
  • Robson  05/11/2015 19:39
    Li aí o biólogo falando que está tudo dominado, aquecimento global é um fato e quem contesta é obscurantista e etc. Lembro ao amiguinho que até outro dia, todas as teorias e modelos científicos descartavam a existência de um buraco negro supermassivo, no entanto descobriram um esse ano. Pela cabecinha dos cientistas ele não existiria e essa era a teoria mainstream que perdurou por décadas. Então me fale, biólogo, você tem 100% de certeza de que existe aquecimento global, e pior ainda, que se existe o tal aquecimento, ele é provocado pelo homem? Qual o horizonte de dados que os cientistas tem sobre o clima e qual a idade da Terra? Já pegou para ver a escala de comparação entre os dados e a idade da Terra? É uma base de dados ridiculamente pequena que alimenta modelos que, caso o biólogo tenha esquecido, não reflete todos os parâmetros da natureza, escala e muito menos a realidade. Esqueceu dos furos no relatório do IPCC sobre o clima a alguns anos atrás? E que tal Lovelock assumindo que foi "alarmista demais" por quase 40 anos? Ou ainda a constante desmoralização de teorias em relação ao aquecimento global e previsões quando confrontadas com a realidade, como o aumento do gelo nas calotas polares (que teriam derretido, segundo All Gore, em 2014) ou o inverno mais frio em décadas no hemisfério norte a alguns anos? Ciência não é dogma e você deveria saber disso. Muito do avanço científico se deu alheio ao Estado (e quando falamos de clima, sempre temos a ONU como referência)e só vieram através de questionamento de teorias "mainstream" e de inconformismo com pesquisas de outros.
    Lembro ao biólogo que muita pesquisa científica é publicada se prova fato "A" mas não é publicada e perde financiamento de a equipe científica não prova o fato "A" e pior ainda se provam o contrário de "A". Interessa a ONU financiar pesquisas e publicações de cientistas não crentes no aquecimento global causado por humanos? Sempre lembro dos vídeos do Ben Goldacre que, embora fale de pesquisas médicas e farmacêuticas, o que ele diz se aplica perfeitamente a indústria do ecológico e do antrocatastrofismo: https://www.youtube.com/watch?v=h4MhbkWJzKk https://www.youtube.com/watch?v=RKmxL8VYy0M
  • Paulo Henrique  05/11/2015 20:08
    Eu sou libertário, mas acredito em aquecimento global, não vejo problemas nisso, e entendo que o capitalismo, com seu desenvolvimento tecnológico e uma melhor eficiência em alocal recursos escassos é muito melhor para o meio ambiente que o planejamento central.
    Vejam que países socialistas foram de longe os que mais devastaram sua natureza.. Pergunte se esses mesmos burocratas ambientalistas querem acabar com as barreiras de impostos e burocracias para outros tipos de fontes de energia. Pergunte a eles se eles querem retirar o subsídio sobre os combustíveis fósseis. Distorcem todo o sistema de preços das fontes de energia, criam carteis petroliferos (OPEP), e depois saem culpando o "capitalismo"
  • Felipe  05/11/2015 20:41
    Comemorarei esse anúncio da ONU com um belo contra-filé, acompanhado de uma Eisenbahn trincando de gelada. Aparentemente, a liberdade para tal prática estará com os dias contados num futuro não tão distante...
  • Ricardo  05/11/2015 21:10
    Exato, Felipe. Esse é o ponto. Coisas como carne e bacon estão com os dias contados. Cerveja também. No futuro, comeremos apenas folha e raiz. E tudo para impedir que a temperatura da terra saia do desvio-padrão e para evitar que os mares subam 1 milímetro.
  • Guilherme  05/11/2015 23:17
    É provável que o consumo de carne vermelha diminua, mas não de outros animais já que eles tem pouca influência nessa questão. De acordo com o site da Embrapa animais de pequeno porte tem um consumo ínfimo de água e liberação de gases comparado ao Gado. Mas, de qualquer forma os bois geram uma infinidade de produtos além de alimentos, como remédios, aplicação na indústria química e farmacêutica. Eu acho improvável que algum dia não tenha mais carne na alimentação.
  • Herr Doktor  05/11/2015 20:54
    Parafraseando o Leandro, a quem interessar possa, e falo com propriedade, saibam que o meio científico não é dominado por fanáticos do aquecimento global. De fato, "aquecimento global" existe e está acontecendo, no entanto, não existe nenhuma conclusão que ligue o aquecimento da Terra à atividade humana.

    O que existe, e acho isso muito estranho, é uma sobrerrepresentatividade de sujeitos que não passam de pseudo-cientistas na pior das hipóteses e na melhor delas possuem reputação científica questionável, em posições chaves da burocracia internacional.

    Eu me lembro perfeitamente como começou esse papo de aquecimento global. Primeiro começou com uma discussão saudável, depois, cientistas mais exaltados deram um passo à frente sem os devidos procedimentos que requer o método científico (e, consequentemente, praticaram pseudo-ciência.)

    Aliás, muitos cientistas de boa reputação que apoiavam a idéia de que o aquecimento global tinha o homem como causa posteriormente voltaram atrás, quando perceberam que não existia método científico para verificar tal afirmação.
  • Guilherme  05/11/2015 23:25
    Já existem algumas soluções em relação aos ''gases''. Veganazis podem chorar a vontade, mas nada vai mudar.
    engenhariae.com.br/meio-ambiente/vacas-usam-mochilas-para-converter-gas-metano-em-energia-verde
  • brunoalex4  06/11/2015 12:05
    Só para descontrair...


    Me lembrei desse filme de "Sessão da Tarde":https://pt.wikipedia.org/wiki/Thunderpants (Pum - Emissão Impossível).
  • Guilherme  06/11/2015 23:13
    Haha, esse é famoso derrete cérebro.
  • Antonio  05/11/2015 23:52
    Há mais de dez anos leio muito sobre o tema aquecimento global/mudanças climáticas antropogênica. Já cheguei a acreditar nisso por uns vinte anos.. Hj percebo a politicagem que envolve esse tema.. Recentemente, a chefe da ONU (ou cargo equivalente) confessou que o objetivo do ambientalismo é travar o capitalismo. Recentemente, Thomas Di Lorenzo, economista austríaco que obteve seu doutorado em economia aos 24 anos e lecionou em sete universidades, fez uma palestra refutando toda essa falácia ambientalista, inclusive citando um artigo no NY times de 1990, em que o autor (esqueci-me do nome) confessava que, com a queda do muro de Berlim e a demonstração cabal de que o socialismo era economicamente inferior ao capitalismo, teriam de usar o meio ambiente para travar o capitalismo.

    Das minhas leituras sobre o tema, destaco o que se segue: as emissões de carbono tem aumentado, no entanto, não se sabe se é causa ou efeito do aquecimento dos oceanos; muitos medidores de temperatura em áreas rurais no passado hj estão em áreas urbanas e isso tem um efeito distorcivo de mais de 1oC; há aquecimento local, em cidades, mas não global; existe um ciclo de cerca de 37 anos de aquecimento e resfriamento (o último de resfriamento acabou em 1976); o ano mais quente nos últimos 100 anos foi em 1936, qdo as emissões eram de 20% das atuais (esse recorde vi já faz uns cinco anos. Acho que já fabricaram um número maior); países mais capitalistas cuidam melhor do meio ambiente de acordo com índices internacionais; o meio ambiente é melhor cuidado (aqui falo principalmente da água e florestas) quando os recursos são privados (a maior devastação da floresta amazônica, com exploração mais extrativista do que sustentável, ocorre em áreas pertencentes ao governo, como parques e reservas estatais; a tempetura do planeta está em níveis históricos baixos (14,5 ºC, contra 22º na idade média); um resfriamento do planeta levaria à redução da produtividade agrícola e diminuição das áreas agricultáveis, o que mto provavelmente levaria ao aumento da fome/subnutrição; o planeta está agora no início de um ciclo de resfriamento. q culminará em 2050.

    Fun & joy....

  • Robert  06/11/2015 00:09
    Eis as palavras dele:

    "Há, no entanto, uma outra maneira de olharmos para o socialismo. Tal maneira seria concebê-lo... como a sociedade que irá inevitavelmente surgir caso a humanidade tenha de lidar com ... o fardo ecológico que o crescimento econômico vem impondo ao ambiente."

    "O capitalismo terá de ser monitorado, regulado e restringido de tal forma que seria difícil chamar esta nova ordem social de capitalismo".

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1331
  • Marco de Tropoja  06/11/2015 01:24
    Acho que o centro principal da questão não é sobre a existencia ou não do aquecimento global(ou mudanças climáticas), mas sim da forma como o governo(ou governos) se apropria de uma questão,se possivel criando alarde(mudança climaticas e agora,o consumo de carne vermelha),para impor suas politicas sobre a população,controlando-a.
  • Aprendiz  06/11/2015 01:29
    Gostaria apenas de levantar outra hipótese:

    Começando do fato de que a indústria frigorífica está diminuindo a quantidade de carne disponível no mercado para manter os lucros sem aumentar mais ainda o preço para o consumidor, e que a crise política e energética que o nosso país está passando está afetando diretamente a indústria de frigoríficos.

    www.canalrural.com.br/noticias/boi-gordo/entenda-alguns-motivos-alta-preco-carne-bovina-para-consumidor-final-57989

    Não seria interessante para o governo inibir o consumo de carne vermelha, para evitar uma alta ainda maior no preço desse produto?
  • Batista  06/11/2015 02:07
    Prezados,

    E alguém pensou na FRIBOI, a empresa "orgulho do papai"?
  • PedroF  06/11/2015 02:40
    Terminei de ler " CLIMATE CHANGE - The Facts ". Trabalho escrito a muitas maos por uma plêiade de cientistas de nomeada. Eles negam peremptoriamente que o homem produza, em escala importante, o chamado aquecimento global. Refutam as teses com base em estudos científicos que contradizem as conclusões do grupo que proclama não so estarmos em processo de aquecimento como também afirma ser a atividade humano o elemento propulsor. O governo americano tentou envolver a Nasa no tema. Cientistas e técnicos aposenados da Nasa fizeram uma carta aberta demonstrando que a Agencia estaria entrando num terreno perigoso ao endoçar algo não passível de validação cientifica definitiva (obs: procurem o Google a carta). Não fosse tudo isso, ainda restaria concluir se o aquecimento, em existindo e sendo enexoravel, a quem afetaria. Os países frios e de clima temperado, por exemplo, sairiam ganhando. Agora, se eh o homem que, com sua indústria moderna, esta provocando o aquecimento global, há que se explicar outros aquecimentos por que o planeta passou em épocas em que todo mundo vivia no campo ou em pequenos burgos.
  • PedroF  06/11/2015 03:00
    Pessoal, quando nevar em Cabrobro, fizer calor nos polos, chover no Saara e no Atacama e parar de chover na Amazônia e nas Rochosas, o clima realmente mudou. Quanto 'as carnes, não abro mão de picanha,torresmo, ensopadinho de costela de porco e tudo mais, nessa linha, a que tiver direito. Além do mais, a coisa mais triste nesta vida eh morrer são. E, como já foi dito (acho que foi Groucho Marx), nas vida so existem duas certezas: que morreremos e pagaremos imposto.
  • Ângelo Viacava   06/11/2015 08:29
    Este artigo levou-me à supraconsciência. Tanto que, domingo, vou acender um fogo de carvão e assar uma costela bem gorda.
  • Al Gore  06/11/2015 10:15
    Mesmo admitindo que a Terra esteja passando por um aquecimento global antropogênico, não é correto matar e/ou empobrecer bilhões de pessoas para fazer com que a média de temperatura global não aumente em 1º Celsius nos próximos 100 anos. Isso é loucura pura e simples.
  • Matias  06/11/2015 10:18
    Vida carbono zero e sem consumo de carne? Esses "cientistas" podiam se mudar pra Cuba e dar o exemplo. Quem sabe assim eu me convença.
  • Anderson Nunes Vieira  06/11/2015 11:00
    Eu não sou médico, sou economista. Existe uma piadinha que mal gosto, mas também que não deixa de ser certa que se colocarmos 10 economistas em uma sala para discutir política e economia irão sair 11 economistas que não concordarão uns com os outros.

    E na medicina?A coisa tá do mesmo jeito ou até pior kkkkkkkkkkkkkk

    Quantos estudos sobre alimentos que geram câncer já foram feitos? É carne, leite, ovos, açúcar, álcool, café, e a lista vai...

    O engraçado é quem médicos que chegam ao ponto de dizer que consumir galinha caipira pode trazer maiores chances de câncer do que consumir frutas e verduras transgênicos com alto teor de agrotóxicos. É o império contra a carne e consequentemente contra a indústria (que diga-se de passagem é o setor da economia que mais emprega atualmente).

    Enfim, acho que teremos que nos transformar em vegetais e vivermos de fotossíntese, assim poderemos sintetizar nosso próprio alimento sem ter riscos de termos câncer.

    Affff...esqueci, não vai dar também....porque a luz solar também pode gerar câncer.

    Quer saber? vamos morrer de fome logo que é menos doloroso.
  • Pobre Paulista  06/11/2015 13:18
    Prefiro morrer de câncer e bem alimentado ;-)
  • Anderson Nunes Vieira  06/11/2015 14:06
    Eu também Pobre Paulista. Ainda sabendo que vamos morrer de qualquer jeito mesmo!
  • Chato  06/11/2015 15:26
    S.m.j., o setor que mais emprega não é a indústria, mas sim o setor de serviços.
  • Batista  06/11/2015 15:34
    E a FRIBOI, do "queridinho empresário brasileiro"? Como ficarão as vendas? Os detentores dos papéis JBSS3 fiquem espertos, hein?

    Antigamente, o pessoal do interior acreditava piamente que ingerir "manga com leite" fazia mal. Muitos nem sabiam o início dessa balela. De acordo com os mais antigos, isso foi uma artimanha usada pelos senhores de escravos para impedir que os mesmos bebessem o leite das fazendas, alimentando-se apenas das mangas (mais baratas) e deixando o leite para o comércio e os senhores. Até hoje tem desse tipo de gente que não ingere manga com leite, e pior, nem sequer come a coitada da manga, pois acha que faz mal de qualquer jeito.

    Ou seja, a engenharia social há anos vem sendo uma ferramenta de ludibriar o incautos.

    Mais exemplos. Quem aí nunca leu que "ovo faz mal à saúde"? Que gordura animal deve ser trocada pela vegetal (industrializada)? Que margarina é mais saudável que manteiga? Que para ingestão/reposição de cálcio basta tomar pílulas milagrosas, em detrimento de um copo de leite natural?
  • André Luiz  06/11/2015 18:25
    Eu vou continuar comendo carne. Se o cara não comer carne fica com fome o dia todo.
    Adoro um churrasco.
    Eu nunca vou ser vegetariano.
    Por textos que eu já li sobre ambientalismo, esse povo tem tendência ao esquerdismo.
    Não obstante, apesar do viés de esquerda de muitos autores, e da contradição de dados produzidos pela ciência, o aquecimento global é uma realidade. É opinião.
    Não sou nenhum especialista, mas houve um crescimento populacional muito grande no século XIX e XX, houve um avanço tecnológico sem precedentes, e a humanidade consumiu mais da natureza, poluiu mais, então me parece lógico que influencie fatores terrenos como o clima. Tem-se que pesar essa questão com outras influências como variações geológicas e cósmicas.
    Tem muita gente que cai nesse site que é maluco - os petralhas do mises - utilizam-se da violência verbal, aproveitando-se do anonimato do computador. Verdadeiros covardes. As áreas livres desse site, em alguns casos, é pior que site de putaria. O nível de alguns é deplorável. Esses vem aqui acusar a inteligência do outro. Pedantes dotados de pseudoconhecimento.
  • Renzo  07/11/2015 00:09
    André Luiz, concordo plenamente com o seu comentário sobre o pessoal que exagera aqui no site. Fica difícil apresentar ideias novas para pessoas acostumadas com o populismo se uma das alternativas vem cheia de radicalismos.
    Outro dia fiz um questionamento de como argumentar sobre uma pesquisa da Proteste que acusa empresas multinacionais de produzirem os mesmos alimentos dentro e fora do Brasil com diferentes níveis de qualidade; e quando o governo regulamenta pra ficar igual na Europa e vira herói o pessoal da esquerda se municia com argumentos pró intervenção estatal. Ainda dei o exemplo do sódio: antes os fabricantes obrigavam o consumidor a consumir muito sódio, e agora o governo obriga os consumidores a consumir pouco sódio; mas para a maioria da população a quantidade de sódio nos alimentos industrializados era excessiva e fazia mal para a saúde, e agora não; e o cidadão que tem pressão baixa pode simplesmente colocar mais sal na comida. Ou seja, o governo vira herói de novo. Não obtive resposta aqui no site; o que apenas consigo ouvir é o intervencionista dizendo: viu, é bem melhor regulamentar, as empresas querem apenas lucro fácil, etc, etc...
    Em compensação, é fato que, mesmo com toda a regulamentação estatal que ainda existe, o setor de telefonia é a prova de que a iniciativa privada pode trazer avanços econômicos e sociais sem precisar fazer malabarismo com dinheiro alheio (impostos).
    Mas, quando se deu o rompimento da barragem da Samarco em Mariana/MG, causando prejuízos financeiros e mortes, começo a pensar que a "solução" não é a ausência do Estado ou o intervencionismo estatal exagerado, pois o que aconteceu em MG mostra que tanto dentro do Estado quanto dentro das empresas existem pessoas que não estão nem um pouco preocupadas com as consequencias de suas ações. Mas é claro que os radicais aqui do site vão dizer que a culpa da tragédia é do Estado...
  • Gracie  07/11/2015 00:49
    "Outro dia fiz um questionamento de como argumentar sobre uma pesquisa da Proteste que acusa empresas multinacionais de produzirem os mesmos alimentos dentro e fora do Brasil com diferentes níveis de qualidade[...]"

    Não vi isso. Poste de novo, por favor, com fontes e tudo, que eu respondo.

    "quando se deu o rompimento da barragem da Samarco em Mariana/MG, causando prejuízos financeiros e mortes, começo a pensar que a "solução" não é a ausência do Estado ou o intervencionismo estatal exagerado, pois o que aconteceu em MG mostra que tanto dentro do Estado quanto dentro das empresas existem pessoas que não estão nem um pouco preocupadas com as consequencias de suas ações. Mas é claro que os radicais aqui do site vão dizer que a culpa da tragédia é do Estado..."

    Você se entrega quando já parte de uma premissa obtusa e, ainda pior, rotula qualquer eventual resposta como sendo "radical". Isso mostra bem quão "imparcial" você já veio para o debate.

    Aliás, a sua colocação sobre a Samarco mostra o tanto que você desconhece a teoria libertária.

    Veja bem que o problema nem é se você concorda ou não com a teoria libertária, mas sim o fato de que você a desconhece por completo.

    Vamos aos fatos:

    1) As mineradoras brasileiras representam uma das principais pautas de exportação da economia brasileira. Elas têm um grande peso na balança comercial, que é a tara dos governos. Logo, as mineradoras são o xodó dos governos desenvolvimentistas (que têm tesão por exportações);

    2) Todas as mineradoras, justamente por isso, são protegidas pelo governo. A Samarco, por exemplo, goza de várias isenções fiscais. Todo libertário é a favor de isenção fiscal, mas o fato de uma mineradora usufruir de uma mostra o tanto que ela é querida pelo estado;

    3) O fato de ela ser querida pelo estado já lhe dá uma ideia de qual será o tratamento que o governo dispensará a ela;

    4) Na teoria libertária, se uma empresa fez cagada e destrói a propriedade alheia, ela tem de pagar por todos os danos. Ponto. Não tem choro nem reclamação. Destruiu casas? Tem de ressarcir e, adicionalmente, indenizar todas as outras perdas causadas. No extremo, dá até cadeia. Seria até possível que os integrantes da Samarco tivessem de leiloar seus bens e propriedades apenas para arcar com todos os custos. Aliás, seria até possível que a Samarco quebrasse em decorrência disso. Ponto.

    5) O que de fato irá acontecer com essa mineradora que exporta tudo o que produz e que, por isso, é o xodó dos desenvolvimentistas? No máximo, um pito público e uma multazinha ambiental, parcelada em suaves prestações. E é bem possível que receba dinheiro público para amenizar os custos e ainda entre no programa de sustentação do emprego do governo federal.

    E você, pelo visto, acha que é justo que seja assim.

    Quem realmente é o "radical" aqui?

    Ah, e se você quer realmente entender o que diz a teoria libertária sobre este assunto, aqui vai o artigo específico:

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=1177

    P.S.: certifique-se de que você realmente conhece ao menos o básico de uma teoria antes de vir a público falar sobre ela e, pior ainda, criticá-la.
  • Renzo  07/11/2015 03:42
    Gracie,
    "Não vi isso. Poste de novo, por favor, com fontes e tudo, que eu respondo."
    Não é necessário fontes pra rebater uma opinião pessoal.

    "Você se entrega quando já parte de uma premissa obtusa e, ainda pior, rotula qualquer eventual resposta como sendo radical."
    Não generalizei, você que está fazendo isso; é fácil perceber aqui no site que existem opiniões radicais e outras nem tanto.

    "Aliás, a sua colocação sobre a Samarco mostra o tanto que você desconhece a teoria libertária."
    Não estou analisado teoria alguma, só citei um fato: uma empresa causou uma tragédia. E a resposta dada foi colocar a culpa no Estado (como sempre, do mesmo modo que esquerdistas colocam a culpa de tudo o que é ruim no empresário).
    A Samarco causou um dano gigantesco em várias cidades, pessoas se feriram, desapareceram, MORRERAM. Uma empresa também é capaz de causar tantos danos quanto o Estado. A Samarco poderia ter escolhido uma alternativa que impedisse essa tragédia, mas não fez.

    "E você, pelo visto, acha que é justo que seja assim."
    E você deve ter bola de cristal pra saber o que penso sobre a punição para os responsáveis, já que não escrevi nada sobre isso.

    "P.S.: certifique-se de que você realmente conhece ao menos o básico de uma teoria antes de vir a público falar sobre ela e, pior ainda, criticá-la."
    Censura? Mais um exemplo de radicalismo.
  • Rickson  07/11/2015 13:56
    "Não é necessário fontes pra rebater uma opinião pessoal."

    Oi? Opinião pessoal?!

    Quer dizer então que aquela sua afirmação de que empresas estavam adulterando a quantidade de sódio dos alimentos e que, por causa disso, foram "corrigidas" pelo governo, é apenas uma "opinião pessoal"? Não ocorreu nada disso então?

    E você ainda mantém essa cara lavada?

    Sobre qualidade, isso apenas revela seu vira-latismo em relação ao Brasil. A Coca-Cola americana é uma porcaria, pois é adoçada com açúcar do milho, ao contrário da nossa, que é adoçada com açúcar da cana.

    Quando americano vem pra cá e prova da nossa Coca-Cola, fica maluco. Diz que é infinitamente melhor.

    Mas, segundo a "sua opinião", isso jamais poderia acontecer.

    "Não estou analisado teoria alguma, só citei um fato: uma empresa causou uma tragédia. E a resposta dada foi colocar a culpa no Estado (como sempre, do mesmo modo que esquerdistas colocam a culpa de tudo o que é ruim no empresário)."

    Quem foi que colocou a culpa no estado? Não vi ninguém fazendo isso. Li a resposta do Gracie acima e em momento algum ele colocou a culpa no estado.

    O que ele disse -- e nisso ele está absolutamente correto -- é que a Samarco será protegida, ajudada e absolvida pelo estado, algo que não ocorreria num arcabouço libertário, no qual ela estaria totalmente fodida. Os ativos da empresa, bem como dos seus proprietários, seriam confiscados para ajudar a ressarcir as vítimas.

    Isso irá acontecer no atual ambiente estatal?

    "A Samarco causou um dano gigantesco em várias cidades, pessoas se feriram, desapareceram, MORRERAM. Uma empresa também é capaz de causar tantos danos quanto o Estado. A Samarco poderia ter escolhido uma alternativa que impedisse essa tragédia, mas não fez."

    Essa sua dicotomia é sensacional: toda a tragédia ocorreu exatamente num ambiente inteiramente regulado pelo estado (como é o Brasil atual), e você vem dizer que o acidente refuta a teoria libertária?!

    Você realmente se leva a sério?

    De novo: tal acidente não ocorreu em um cenário libertário de estado mínimo ou nulo, mas sim no cenário atual, em que há um estado regulando tudo. Parece que o estado regulador fracassou (de novo!) em sua onisciência regulatória (não era para o estado ter impedido o funcionamento da empresa?).

    Após esse fracasso regulatório, você vem dizer que o acidente refuta a teoria libertária?! É isso mesmo?

    Sobre empresas fazerem merda, desconheço um único libertário que negue essa possibilidade. Lembro-me, inclusive, de um artigo inteiro sobre isso.

    A diferença é que grandes empresas fazerem merda num cenário em que o estado lhes protege é um tiquinho diferente de fazerem merda num cenário em que não há estado para lhes proteger.

    Quando o Gracie acima sugeriu que você se informasse minimamente antes de opinar, isso estava longe de ser censura. Era apenas uma sugestão extremamente caritativa, a qual, se você seguisse, não passaria vergonha em público.
  • Renzo  08/11/2015 00:02
    Rickson,

    "Quer dizer então que aquela sua afirmação de que empresas estavam adulterando a quantidade de sódio dos alimentos e que, por causa disso, foram "corrigidas" pelo governo, é apenas uma "opinião pessoal"?"
    Adulterando a quantidade de sódio dos alimentos? Não escrevi isso no texto.

    "E você ainda mantém essa cara lavada?"
    Radicalismo e mais radicalismo; e depois começam as ofensas... simplesmente patético...

    "Sobre qualidade, isso apenas revela seu vira-latismo em relação ao Brasil."
    Quem fez a pesquisa foi a Proteste, vá reclamar com eles...

    "Mas, segundo a "sua opinião", isso jamais poderia acontecer."
    O meu questionamento não é em relação aos exemplos, e sim aquilo que os esquerdistas fazem com a regulamentação estatal dita "positiva". Estou pouco me lixando para a qualidade de alimentos industrializados, quase não compro produtos desse tipo.

    "Essa sua dicotomia é sensacional: toda a tragédia ocorreu exatamente num ambiente inteiramente regulado pelo estado (como é o Brasil atual), e você vem dizer que o acidente refuta a teoria libertária?!"
    Não refutei teoria nenhuma, escrevi apenas que a Samarco poderia ter escolhido uma alternativa que impedisse essa tragédia, mas não fez. Foi uma ESCOLHA feita pelas pessoas que comandam a Samarco.
    Favor informar qual é a fonte da sua afirmação: "ambiente inteiramente regulado pelo estado (como é o Brasil atual)". Inteiramente? É isso mesmo?

    "Era apenas uma sugestão extremamente caritativa, a qual, se você seguisse, não passaria vergonha em público."
    Obrigado pela sua preocupação, você é muito gentil...
  • Marcelo Simoes Nunes  06/11/2015 23:59
    O Mises não é para esquerdistas, certo? Além de MAVs no pedaço, vejo "libertários" com idéias esquerdistas, provavelmente produto da lavagem cerebral da Globo e congêneres. Muitos aqui dizem: sou do mises, mas acredito no aquecimento (antropomórfico) global. Ou dizem: o aquecimento global é um fato indiscutível. E por aí vai. E mais um monte de idiotices sobre a carne e o gado. Opinião de inteligentinhos urbanizados que não sabem sequer quantas tetas tem uma vaca, mas se acham donos da verdade. Para esses alguns esclarecimentos: 1- A CARNE E O GADO: macacos são em sua grande maioria onívoros, assim como quase todas as aves, os porcos e muitos outros mamíferos. Há rigor não existem animais carnívoros, porque leões, tigres, lobos e outros amantes da carne, quando abatem uma presa, comem em primeiro lugar suas vísceras, o que implica comer também o conteúdo estomacal e intestinal dos herbívoros abatidos. Os onívoros têm em comum uma inteligência superior, enquanto os herbívoros partilham da burrice em comum. Se não comêssemos carne não teríamos chegado e ser homens. Seríamos apenas um aparentado do orangotango com uma enorme barriga e um cérebro atrofiado. O complexo de vitaminas B é essencial aos animais, mas não existe no reino vegetal. Por isso todo herbívoro produz em seu aparelho digestivo essas vitaminas. Os ditos animais carnívoros e os onívoros não têm essa faculdade, dependendo do consumo de carne para obter o nutriente. Assim um vegetariano radical que além de não consumir carne também não consuma leite e seus derivados tem a alternativa de tomar essas vitaminas via farmácia ou se conformar em adquirir a doença pelagra.2- A VACA BEBE e PEIDA: a vaquinha Mimosa viveu 10 anos. Durante esse tempo ela tomou cerca de 40 litros de água por dia, ou 140.000 litros ao final de sua vida. Nesse tempo todo seu intestino liberou milhões de litros de gás metano para a atmosfera. Deveríamos ter exterminado a Mimosa tão logo nascesse, não é mesmo? Como são inteligentes nossos cientistas!
    Depois de produzir leite por longos sete anos, Mimosa foi abatida. Em cada quilo de carne da Mimosa somente foram encontrados 900 ml de água. Aonde foram parar os 140.000 litros que ela bebeu? Ah! os nossos brilhantes cientistas se esqueceram desse detalhe! A verdade é que toda água que há nos rios, toda ela, provem das chuvas. Parte dessa água rola pela montanha e deságua imediatamente nos rios. Outra parte evapora antes de chegar aos mananciais. Uma outra parte se infiltra no solo e acaba vertendo ao rio por alguma mina e a última parte foi bebida, uma parte dessa pela vaquinha Mimosa, 140.000 litros. E onde a Mimosa enfiou essa água toda? Uma pequena parte ela exalou em forma de vapor. Uma outra parte ela cedeu aos citadinos na forma de leite. E a maior parte retornou ao solo em forma de urina, que se infiltrou na terra, onde foi reciclada, retornando limpinha para o rio de onde ela bebera. Onde está a catástrofe? Na mente esquerdista e mentirosa do cientista comunista. Mas e o metano. Bem, se a Mimosa não tivesse comido aquele capim todo, com certeza as bactérias e os cupins teriam comido do mesmo jeito, com uma produção de metano obviamente equivalente. É muita idiotice na boca de falsos cientistas. 3- E O AQUECIMENTO GLOBAL: eu acendo o meu cigarro e faço uma brasinha que, por uma questão de física pura, aquece o mundo. Mas em que medida isso ocorre? Qual é sua relevância? Essa é a grande questão da humanidade hoje. Numa coisa os cientistas, especialmente os climatologistas, estão de acordo: um dia nunca será igual ao outro. O clima não é estático. Ele muda, com ou sem nossa intervenção. Ontem o UOL publicou que os cientistas da NASA chegaram a conclusão de que a atmosfera de Marte foi varrida pelos ventos solares. Quer dizer, estamos preocupados com o suposto aumento e um ou dois graus na temperatura da terra e o Sol pode simplesmente fazer nossa atmosfera sumir. É como comparar um grão de areia a uma praia. Dá para acreditar nos climatologistas da ONU? Eu prefiro acreditar no que eu vejo. Esses climatologistas criaram um modelo matemático computadorizado e é nesse modelo em que se baseiam essas previsões alarmistas. Mas se eles não conseguem dizer com um mínimo de segurança sobre o que vai acontecer no dia seguinte como podemos acreditar que eles saibam o que vai acontecer daqui a cem anos? Entrem em um site de climatologia e vejam a previsão para daqui a sete dias. Acompanhem a previsão desse dia por uma semana e você descobrirá que eles erram mais do que você erraria se lançasse dados para cima para desvendar o tempo. A verdade é que muito pouco, mas muito pouco mesmo se sabe sobre esse assunto. POR QUÊ OS CIENTISTAS MENTEM? há muitas razões para isso. Começando pela própria ciência. Ao contrário do que os idiotas pensam a ciência não é uma coisa. Muito menos uma coisa acabada. A ciência é um método racional e laico que a humanidade vem aperfeiçoando com o tempo. Não existe nada menos científico do que a opinião de um cientista, isto é, o tal do argumento da autoridade. O Gênio com G maiúsculo Galileu não conseguiu convencer seus pares, nem mesmo fazendo demostração empírica, de que Aristóteles havia errado em algumas questões de física. Era a autoridade de Aristóteles a causa da cegueira. Hoje a causa é a propaganda maciça e massiva dos meios comunicação dominados pelo politicamente correto, pelo esquerdismo cultural. Há muitas questões em jogo, o que dificulta o entendimento. Desde interesses puramente comerciais a interesses políticos. Fábricas se aproveitam do modismo para pedir subsídios a seus governos para investimentos em pesquisas. A esquerda, desacreditada com a falência do comunismo na URSS e na China, usa a climatologia para obstaculizar o capitalismo. Os cientistas são empregados de governos ou de agências internacionais que financiam pesquisas dirigidas. O marxismo cultural domina as universidade praticamente da maior parte do mundo. No Brasil, nem falar. Estudar sociologia, história, antropologia, jornalismo, psicologia ou direito, equivale a um curso completo de marxismo, como se no mundo não houvesse outros pensadores.Tudo isso explica porque o que parece certo e inquestionável é, na verdade, duvidoso e temerário. Eu diria o seguinte: esqueça o que você acha que aprendeu, vá até a praia e comece a se preocupar quando suas areias começarem a sumir. Antes disso acontecer, relaxe e goze. E enquanto você relaxa, aproveite para pensar que, na pior das hipóteses, a temperatura subir um ou dois graus é muito melhor, mais muito melhor mesmo, do que se ela descesse digamos uns poucos graus. A julgar pelo passado já deveríamos estar entrando em um novo período glacial. Se isso ocorresse, os EUA e a Europa seriam varridos do mapa por montanhas de gelo. Obviamente, essas nações poderosas, antes disso acontecer, entrariam em guerra global com o terceiro mundo e o aniquilaria para sua (deles) sobrevivência.
  • Luz Azul  07/11/2015 11:26
    A muitos anos quando li sobre uma ideia absurda de que a "NOW" iria implantar e substituir o consumo de carne pelo consumo de insetos, como gafanhotos e outros, e a dieta seria basicamente vegetariana, tendo em vista que essa dieta afeta a pessoa de inúmeras maneiras, alterando o poder de discernimento e energia física, e conversei com algumas pessoas sobre isso, ouvi apenas. "isso e teoria da conspiração" e a cada dia que passa isso vai se tornando mais e mais real .
  • Murillo Augusto  07/11/2015 13:44
    Isso não é ciência, pelo menos segundo a epistemologia de Karl Popper. "...uma boa teoria deverá descrever uma vasta série de fenômenos com base em alguns postulados simples como também deverá ser capaz de fazer previsões claras as quais poderão ser testadas."

    Isso é discurso político. Turminha do grugumilo. Um teoria científica é simplesmente descartada se os fatos a refutam. Agora vai mostrar pra um marxista, freudista, ambientalista, que a teoria dele tá errada... vai espichar pra uma conversa que nao acaba mais. são formulações a prova de refutação. Não são ciência.

    É possível provar que os bifes que o camarada comeu causam cancer assim como é possível provar para o caso dos materais mais radiativos? Na minha singela ignorancia, tem muitas variaveis pra se afastar. nao dá pra testar facil assim essa teoria.

    É possível provar que CO2 da queima de combustíveis fósseis interfere em um fenômeno natural dooutro lado do mundo assim como bombardear uma nuvem com gelo seco faz chover? Na minha ignorância eu considero improvável que sim.dificil testar a teoria também.
    Não tem falseabilidade.

    Agora o camarada me dizer que o consumo de animais aumenta gases estufa na atmosfera e pácabá né. Como se o capim que a vaquinha comeu nunca mais nascesse pra sintetizar o carbono, ou que não nascesse outras vacas ou não houvesse um deslocamento do equilibrio aumentando a captação de substancia do ar com o aumento de sua disponibilidade... educação na inglaterra tá mal tbm heim. Como é que fica, Lavoisier?

  • Dalton C. Rocha  07/11/2015 17:53
    Não pode comer salsicha, mas pode juntar mais cadáveres aos mais de 100 milhões de mortos, por marxistas, desde 1917 até hoje.
    Não pode comer bacon, mas pode ( ver site veja.abril.com.br/noticia/mundo/ministerio-da-justica-elogia-jihadistas-no-facebook-e-depois-apaga-comentario/ ) usar o site do Ministério da Justiça para bajular exterminadores de cristãos.
    Não pode comer linguiça, mas pode despejar bilhões de dólares do BNDES em Cuba, Venezuela, etc.
    Em resumo.
    Luta de classes morta; luta de carnes posta!
  • Felipe R  08/11/2015 10:23
    o ensino de astronomia, física e geografia parece ter piorado... Ou então tem muita gente foi mal nessas matérias. É (ou deveria ser) óbvio que o que controla o clima na Terra é o Sol - mais precisamente atividade solar - e o nível de insolação em função do eixo terrestre.

    Aquecimento climático antropogênico = terrorismo. Só cai nesse conto quem quer.
  • Marcos Toni  09/11/2015 15:41
    Uma coisa eu tenho certeza e não pensem de mim como um ser parcial, pois estou buscando ser o mais neutro possível. Sabemos que a economia mundial sofre reveses e isso é teoria. As dita crise cíclica esta geração está conhecendo, mas a estrutura, feito tsunami, somente algumas tiveram a infelicidade de saber sua dimensão - as últimas guerras mundiais sugerem-na.

    Penso que o mundo globalizado tem em si os indícios de um objetivo traçado há algum tempo. O de unificação de governos de nações soberanas. Logicamente, não me refiro a uma Nova Ordem Mundial, mas não desfaço desta visão não, agora, o que ela significaria ao certo, a implantação de um regime ditatorial, demos o nome que quisermos, é outra questão, e isso vai de encontro com as teorias a respeito do aquecimento global, pois, seja ele uma farsa, para, segundo alguns estudiosos, levar adiante uma agenda na qual a diminuição da liberdade esteja em pauta, ou mesmo seja verdade, um governo mundial seria mais que necessário para a organização.

    Mais do que isso, quero dizer que há uma elite mundial bem organizada e participativa politicamente, sabedora desses tempos difíceis, previsíveis assim como fenômenos sociais relacionados, pois implicantes necessariamente em razão do sistema vigente há alguns séculos, uma elite que não quer perder a riqueza e poder conquistados geracionalmente. O transhumanismo, a colonização de Marte, um governo único, a decadência da religião, embora possam ter relação com outras questões, até naturais do transpassar do tempo, enfim, tudo me faz crer que o mundo converge com essa ideia. Estados Unidos, Nações Unidas, Globalização, Governos Unidos... enfim, não é paranoia, apenas considerações.
  • Antonio  09/11/2015 16:16
    Parabéns pelos esclarecimentos, Marcelo Simões Nunes!
  • Marco de Tropoja  28/12/2016 00:37
    Hoje eu saboreei um belo churrasco. :)


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.