clube   |   doar   |   idiomas
segunda-feira, 10 ago 2020
Podcast 420 - A burocracia atrasa o Brasil (Paulo Uebel)

feed_pmb.pngNo episódio desta semana do podcast do Mises Brasil, Rodrigo Marinho recebe o Secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel. 


Nesta entrevista, discute-se sobre o governo digital, a burocracia brasileira e o número de libertários no governo. 


Paulo também comenta sobre a lei de liberdade econômica, as maiores vitórias até o momento e quais os passos necessários para que a reforma administrativa aconteça.




  • Antony Gottardo  12/08/2020 15:46
    Infelizmente a burocracia é um cancer que atras o Estado brasileiro, tivéssemos nós leis melhores que desse mais agilidade ao governo e maior confiança na atuação dos agentes públicos seria bom.
    Veja o processo de privatização que o Salim tem falado, tem diversos órgãos envolvidos. Tem mais gente pra fiscalizar, do que pra fazer
  • anônimo  13/08/2020 19:44
    A burocracia é o poder paralelo utilizado pelo funcionalismo público.

    É utilizada como pretexto para que o funcionário público esconda a sua incompetência.



  • Roberto Braga  14/08/2020 01:10
    Exatamente.
    O Uebel e o Mattar foram covardes e largaram de mão quando o pessoal do Guedes mais precisava.
    E usaram a burocracia como pretexto. Incompetentes. Para mal bebedor até o copo atrapalha.
  • Felipe L.  14/08/2020 03:48
    Mas os dois até que fizeram bastante coisa. Só em vendas de pedaços e saída de participação, foi coisa de R$ 127 bilhões. Foram covardes não, foram espertos. Pelo menos eles não estragaram o câmbio e defenderam aumento de imposto como fez o Paulo Guedes (que agora quer taxar até livro), ao menos não pelo que eu saiba.
  • Imperion  14/08/2020 17:54
    Exatamente
  • Roberto Braga  15/08/2020 11:39
    As vendas das subsidiárias de estatais não estavam na alçada do Salim, então não dá pra atribuir esse mérito a ele.
    Pelo contrário, foi a própria burocracia estatal que deu um jeito de viabilizar a venda desses ativos.
    Talvez se dependêssemos dele nem isso tivesse saído.
    Acho que as vezes a gente endeusa muito esses caras e eles nem são tudo isso. Ou então tem talentos muito específicos que não se replicam em outros ramos. Ou até mesmo, no caso do Salim, já está muito velho e perde o jogo de cintura
  • Justo Quenem Dedo N'Agua  13/08/2020 20:55
    Infelizmente caminhamos para o colapso do Estado Brasil.
    Somente um separatismo dos estados membros em Estados Independentes poderá dar uma esperança.
    Lamentável perdermos deste tipo de gestor que, junto com o Mattar,
    pediu demissão.
  • Enio Sandler  15/08/2020 13:20
    O Paulo e o Mattar têm o direito de salvar as suas vidas e não ficarem lutando a batalha perdida para o corporativismo, o status quo do funcionalismo.
    E o Brasil ainda tem a sorte de contar com o trabalho correto de poucos servidores abnegados e eficientes, salvadores da Pátria.????
  • Enio Sandler  16/08/2020 23:09
    O Paulo e o Mattar têm o direito de salvar as suas vidas e não ficarem lutando a batalha perdida para o corporativismo, o status quo do funcionalismo.
    E o Brasil ainda tem a sorte de contar com o trabalho correto de poucos servidores abnegados e eficientes, salvadores da Pátria.????
  • JOSUELITO BRITTO  24/08/2020 20:34
    Já que estamos falando em burocracia precisamos lembrar dois serviços medievais: As Juntas Comerciais é o Registro de Imóveis. Este, privatizado na Bahia, tornou-se mais deficiente, complexo e kafkiano. Serve apenas para atormentar e assaltar o contribuinte, proprietário de imóvel. Virou agência de arrecadação, com péssima prestação de serviço. Lembremos que se trata de um monopólio (só posso registrar o imóvel naquele cartório).


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.