clube   |   doar   |   idiomas
segunda-feira, 6 jul 2020
Podcast 415 - Como desestatizar o Brasil (Salim Mattar)
logo_itunes_podcast.png


Rodrigo Marinho recebe o Secretário Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Salim Mattar. 

Nesta entrevista, nosso convidado nos conta como conheceu Hayek e o liberalismo ainda no colégio e como isso impactou profundamente a sua vida tanto no âmbito pessoal como no profissional. 

Salim fala sobre toda a sua trajetória e como fundou a maior empresa de aluguel de carros do Brasil e a mais valiosa do segmento no mundo.

Salim Mattar é formado em Administração de Empresas. Fundou a Localiza em 1973 e, em 2017, o grupo faturou mais de R$ 6 bilhões. Ao aceitar o posto no governo, Salim renunciou à presidência do conselho da empresa.

Defensor ferrenho dos valores liberais, ele foi um dos responsáveis por financiar a tradução da obra Revolta de Atlas, de Ayn Rand, para o português.




  • Felipe norbim  07/07/2020 03:36
    Show de bola
  • Josué Maruqes  07/07/2020 11:17
    Pai do Salim: "Se você não estudar vai ser funcionário público."
    hahahhahaha. Por mais pessoas assim.
  • Jorge Silveira Lopes  16/07/2020 00:03
    A sentença traduz um preconceito lamentavelmente confirmado quando se identifica um bom número de cidadãos que - após longos anos de estudo pasteurizado - decoram em cursinhos as questões formuladas com base nos bancos de respostas para concursos públicos (um negócio de alta demanda) e, após todo esse "esforço", quando são admitidos nas fileiras da Administração entendem que já é tempo de recuperar o tempo "investido nos estudos" bem como aproveitar os privilégios decorrentes da estabilidade.

    Perdem aqueles completamente de vista o sentido da carreira - servir ao público - se deixam dominar pela "síndrome do pequeno poder", destratam os seus clientes e fazem uma entrega de péssima qualidade que, aliás, infelizmente não dispõe de métricas realistas para a sua aferição.

    Lamento que o entrevistado não tenha se arriscado antes no serviço público onde, com certeza, a sua índole empreendedora, respeito e dedicação pelo trabalho poderia ter feito uma significativa diferença na realidade vigente no setor.
  • Jose Eduardo Neto da Silva  09/07/2020 18:34
    Maravilhoso isso. Uma pergunta que não me sai da memoria. Onde estavam essa gente toda, que hoje brotam a cada dia. Me condeno por ter votado duas vezes em FHC, pensava que não tivesse sido massa de manobra, mas tbem fui por ele. Como deixamos se criarem tantos maus políticos que, agora se adonaram do País.
  • LUIS RICARDO AVELAR  11/07/2020 20:34
    imagina eu... fui tao doutrinado na minha adolescencia que votei duas vzs no Lula.... peeeeeeesna numa vergonha e arrependimento... rsrsrssss...
  • Herculano Sim%C3%83%C2%B5es Jr  15/07/2020 23:52
    Sou um ultra liberal, sou um Acrata ( sem poder). Mas centrar o discurso em empreeendorismo e desnecessario. Empreendedor nasce sozinho mas ñ faz liberalismo sozinho. O cidadao comum q ñ vai ser empreendedor, mas trabalha, deve fazer parte preponderante do ideal liberal, pois e a gde maioria. Pra ele que tem q haver discurso e infelizmente os ideias liberais capitalistas ignoram isso. O povo deseja ouvir de inclusão social, justica social, distribuioão de direitos e isso q o capital tem q mostrar q e capza d fazer. Se ñ souber o qu digo estamso muito longe de liberadde ser fator de ordem.
  • Herculano Sim%C3%83%C2%B5es Jr  15/07/2020 23:55
    Ñ existe governo liberal. Existe sociedade liberal. Liberalismo no sec 18 foi uma revolução . Revolução e ato do povo contra o estado. Democracia, uma das criações liberais, ñ e sistema de governanca mas limite ao poder. Poder q nunca foi governo.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.