clube   |   doar   |   idiomas
quarta-feira, 6 mar 2019
Podcast 349 - Ambientalismo de Livre-Mercado (Phylippe Santos e Marco Palhares)
logo_itunes_podcast.png

Com as recentes catástrofes ambientais que têm assolado algumas cidades do Brasil, muitos cobram mais ação do estado, convictos que as leis podem diminuir a “ganância de acionistas”.

Mas o livre mercado é realmente um inimigo do meio-ambiente? Deixar o mercado regular questões ambientais não criaria externalidades inevitáveis e até indeléveis? Como a liberdade pode ser melhor para a natureza?

Para responder a essas questões, recebemos o professor Phylippe Santos, formado em Gestão Ambiental e Mestre em Tecnologia e Gestão Ambiental pelo Instituto Federal do Ceará na área de concentração "Instrumentos de Gestão Ambiental". Foi sócio-diretor de um escritório de Consultoria Ambiental em Fortaleza e atualmente se dedica a docência na área de Meio Ambiente. Também é professor-orientador de projetos de pesquisa, tendo projetos apresentados em feiras internacionais como a Intel, nos EUA.

Contamos também com os comentários de Marco Palhares de Barros, engenheiro químico pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, egresso da primeira turma de pós-graduação em Escola Austríaca do Instituto Mises. Profissionalmente, sempre atuou no mercado financeiro, em empresas como Morgan Stanley, Itaú BBA e Prudential. Professor e treinador de mercado financeiro e investimentos. Nas horas vagas é ambientalista de livre-mercado (sim, isso existe e é mais comum do que se imagina).




  • Eduardo Novaes  07/03/2019 17:27
    Ótimo episódio. É muito interessante ouvir sobre um tema tão desgastado. Muitas vezes pensamos de forma equivocada que se trata de uma "pauta de esquerda". Muito bom e esclarecedor!
  • G Bortolot  08/03/2019 15:34
    Parabéns pelo podcast, mas vou deixar um feedback.

    Sei que a ideia é dar dinâmica ao podcast. Mas a música de fundo não ajuda na compreensão do conteúdo. Dispersa bastante a atenção e sobretudo tematiza todo o bate papo numa coisa só, o que não é legal quando vários temas diferentes são abordados.

    Recomendaria tirá-la do meio da conversa. Deixem para a abertura e partes pontuais.
  • Alana  08/03/2019 18:31
    Ótimo podcast, poderiam fazer todos os dias que teria audiência.
  • Felipe  21/03/2019 14:19
    Muito bom. O grande problema é quando a empresa é trasnacional ou multinacional e não se importa com o impacto ambiental, pois, os donos não residem na mesma região da empresa e não se sente responsável por ele.
  • Renan Borin  03/11/2019 15:05
    Poderia ter um representante da área das ciências ambientais, pude perceber que todos os intelectuais giram em torno da gestão e regulação ambiental que é um entre vários ramos de atuação na área de meio ambiente.

    Faltou falar sobre os "serviços ambientais", que são os mecanismos da própria natureza que garantem prestação de certos benefícios coletivos, tais como: depuração atmosférica, recarga hídrica, estabilização micro climática, biodiversidade entre outros.


    E quando digo biodiversidade devemos considerar que muitos dos avanços da farmacologia que vêm melhorando a qualidade de vida da população, advém de pesquisas com substâncias presentes em ambientes de vegetação primária (mata virgem, com espécies endêmicas).

    Em certos casos, as companhias/empresas de saneamento têm dificuldades para oferecer água para consumo dentro dos parâmetros por que a água já chega demasiadamente contaminada por conta serviços ambientais deficientes (graças à uma preservação ambiental ineficiente) em combinação com a poluição difusa provocada em grande parte pelo setor agrícola, em seu uso desmedido (sem dimensionamento técnico por profissionais habilitados mesmo) de agro químicos.


    Outra coisa, a indústria da celulose não faz manutenção de florestas, mas de bosques produtivos (monocultura). Visite uma plantação de eucalipto por exemplo e tente localizar indivíduos da fauna nativa local, dificilmente serão encontrados estes representantes, não há biodiversidade nestes locais.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.