clube   |   doar   |   idiomas
segunda-feira, 27 ago 2018
Podcast 331 - Confissões de um ex-libertário (Rodrigo Constantino)
logo_itunes_podcast.png


Com uma longa jornada em defesa das ideias da liberdade, Rodrigo Constantino deixou o mercado financeiro anos atrás para se dedicar integralmente ao trabalho de comentarista econômico e político. Escritor prolífico e de personalidade combativa, conquistou leitores e críticos com seus artigos, vídeos, entrevistas. 

Nesta entrevista ao Podcast do Instituto Mises Brasil, Constantino falou sobre o seu início como leitor e os autores decisivos na sua formação, lembrou como conheceu a Escola Austríaca, explicou a sua identificação primeira com o objetivismo de Ayn Rand e com o libertarianismo de Murray Rothbard até se definir como liberal clássico influenciado pelo pensamento conservador.

Autor de nove livros, Constantino lançará em breve o décimo, “Confissões de um Ex-libertário”, pela Editora Record. Nesta conversa, ele deu detalhes sobre o novo livro e revelou por que decidiu escrevê-lo.

***

A música da vinheta de abertura é “Gotham” executada pelo guitarrista Eric Calderone.

***

Todos os Podcasts podem ser baixados e ouvidos pelo site, pela iTunes Store e pelo YouTube. 

E se você gostou deste e/ou dos podcasts anteriores, visite o nosso espaço na  iTunes Store, faça a avaliação e deixe um comentário.




  • Rita Sant’Anna  27/08/2018 19:54
    Muitíssimo prazeroso ouvir essa entrevista. Como sempre, Rodrigo, ouvi-lo ou ler seus textos é uma aula. Se você vier ao Rio de Janeiro e, se Deus permitir, estaremos lá. Deus abençoe você e toda sua família, sempre !!!
  • Giuseppe Lecce  12/09/2018 20:42
    Constantino demonstrou que não leu "Democracia o deus que falhou" do Hans-Hermann Hoppe. Ou não compreende o que é preferência temporal, nem mesmo o fato de que monarquia é superior a democracia. Triste.
  • João Simões  18/09/2018 09:38
    Achei o que o constantino tivesse lido autores como Rothbard e Hoppe, tenho certeza absoluta após este podcast que não leu nenhum dos dois. No máximo folhou algum livro.
  • FERNANDO C BALLIN  15/10/2018 11:24
    Fico triste em ver um cara tao inteligente ter lido e não ter compreendido nada de Hoppe e Rothbard e ter se entregue ao estatismo ao envelhecer e "aceitar" que o estado coordene algumas coisas por comodismo e me desculpe mas é um medroso (pra não dizer algo mais ofensivo) pois se acomodou no liberalismo conservador.
  • bruno diego de matos  09/12/2018 17:47
    Lixo, assim como o mises.org nao da espaco a autores libertarios e da voz para um senhor que nao consegue refutar etica e defende o utilistarismo


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.