clube   |   doar   |   idiomas
Últimos comentários


Advogado de empregado, geralmente com parca formação jurídica e intelectual, mas sempre propenso a apoiar os juízes socialistas e marxistas.
Esses causídicos não hesitavam em formar litisconsórcio de fato com os seus clientes, orientá-los a fazer errado aquilo que é certo, prestigiar a Retórica em detrimento da ética.


Kira, o que esse imbecil do vídeo fez foi cometer o infame "erro" de achar que é a carga tributária quem determina se um país é socialista ou não. Essa ideia estúpida é muito comum entre os esquerdistas americanos que ainda "não aprenderam" a distinguir entre socialismo e social-democracia.
Essa ideia é tão absurda que se for levada mesmo a sério, China, Rússia, Índia, Síria, Venezuela, Zimbábue e a Coreia do Norte são mais liberais que os Estados Unidos.

Na realidade essa argumentação esquerdista sobre a carga tributária é apenas uma estratégia usando a falácia do franco-atirador texano.
Como o socialismo é um sistema fracassado (e que até hoje eles ainda defendem), pegam a social-democracia de alguns países ricos e colocam junto ao socialismo para a defesa do socialismo ser mais efetiva aos olhos do público.

Outro erro comum é achar que olhar a carga tribuária, é o mesmo que olhar quais países cobram mais impostos.
Querer que a Índia (que já cobra +40% de impostos das empresas) e Haiti (que cobra +60% de impostos das empresas em seu território) pague todos os impostos exigidos é estar com a cabeça em uma outra dimensão.
Não é simplesmente aumentando impostos como bem quiser que a carga tributária irá aumentar, AINDA MAIS em países pobres.

Os estados de países socialistas, por definição, possuem uma participação baixa ou média no PIB de um país. Se o governo controla todas as empresas, todos os preços dos produtos, todas as transações comerciais, todos os salários recebidos, como diabos a carga tributária pode ser alta?

O estado soviético controlava absolutamente tudo dentro do território da URSS, no entanto a participação no PIB não chegava nem próximo dos 50%, inclusive foi por muito tempo menor que dos Estados Unidos.
www.quora.com/What-was-the-percentage-of-government-spending-in-the-Soviet-Unions-GDP

Um idiota que se diz socialista, possui um canal sobre marxismo e não saber disso é prova que possui probleminhas mentais e não merece nunca ser levado a sério.



Se Mises tivesse sido um racionalista e Hayek, um empirista, teriam alguma razão aqueles que dizem que ambos são incompatíveis.

Mas Mises era kantiano e Kant demonstrou que razão e empiria são complementares; mais que isso, que elas TÊM que ser combinadas.

* * *


Uma outra solução para remédios e livros, seriam empresas privadas de fiscalização, especialmente no sentido de criar um rank de confiabilidade de diversos produtos, cartórios privados poderiam gravar a data original do lançamento do livro, autor e obra e isto teria acesso público para consulta e dúvidas, todos poderiam saber quem foi o autor original e isto poderia também ser uma forma de marketing. lembre-se que em uma sociedade assim, as pessoas teriam a intuição básica de verificar quem foi o original para ter certeza de que o que leram foi algo deturpado ou não, e isto poderia está em registro público, o que inclusive já existe hoje em obras de autores de séculos atráz. O mesmo poderia se dar com marcas de remédio, laboratórios e universidades de medicina poderiam se oferecer como fiscalizadores privados, empresas online poderiam ter um banco público de confiabilidade e rank de qualidade com prévias justificativas. há muitas formas de se contornar os aparentes problemas usando o próprio bom senso. Consumidor deve aprender que ele tem responsabilidade pelo que procura e compra também. Não invalidaria a existência de contratos não, afinal, confiabilidade pessoal, talento e aceitação do público, marca, etc... são fatores fundamentais também para manutenção de contrato.


Não acredito que abolição da propriedade intelectual seria um problema. O público tende a buscar o original se o original mostrar melhor qualidade, qualquer empresa que investir milhões vai se preocupar em criar um produto que funcione o suficiente para ter retorno. Artistas não teriam problema também, pois nada impossibilita que tenham contrato com gravadoras, o público também sabe diferenciar cópia do original, lembre-se que hoje em dia devido a massiva pirataria vender cd quase não dá lucro, mas sim ingresso de shows. O rendimento de artistas vem de fato de Shows e não de venda de cd, pode se informar isso com qualquer produtor musical, o mesmo vale para o cinema, e a maior parcela de lucro das gravadoras não vem de suas vendas, mas dos contratos pagos por empresários que financiam o direito de artistas de usarem o espaço da gravadora para gravarem seus materiais e usarem seus instrumentos, além das redes sociais monetizadas que contém milhões de views hoje e as gravadoras lucram bastante pondo clipes e música grátis para serem ouvidas. O que você disse sobre artistas ao meu ver não faz sentido. Não tem como o público não ter noção de quem é o artista original e dar os devidos créditos. Lembre-se que cópia sempre foi visto como sinônimo de incapacidade ou evidente auxência de originalidade e criatividade. Ninguém gosta de cópia, a única cópia que dá certo é a pirataria, mas todos sabem de quem é o trabalho. O mesmo se aplica a softwares e hardware. se uma empresa copia da original e acrescenta algo melhor, a original pode usar engenharia reversa e recopiar e acrescentar diferença, etc... o público vai decidir quem tem mais qualidade. Ter um software de código fechado não é impossibilidade de copiá-lo, nem de apropriar-se de recursos, e se não houvesse mesmo lei de propriedade, nenhuam empresa poderia retrucar a apropriação de outra. Não adianta usar exemplos atuais, pois atualmente não existe abolição de leis de propriedade, sempre há uma jurisprudência para inibir os critérios de engenharia, se o linux usa direito de propriedade já está claro que os conflitos decorrentes advém de tal lei. Independente de empresas fecharem o código, qual o problema disso? a criatividade e originalidade continuará sendo a referência para criar produtos inovadores.


Este ditador comunista vai entrar para a história como um Hitler, Stalin e outros demônios que infernizam o mundo.


Esse modelo de previdência é impagável.

Essa reforma moraliza um pouco, mas não resolve o problema.

O problema é que mais de 50 milhões de pessoas não pagam INSS, outras pessoas aposentam cedo, outros aposentam ganhando muito, etc.

Se não mudar para um modelo de salário mínimo na previdência, em 15 anos iremos virar a Venezuela. O ideal seria cortar tudo, mas não tem como dar calote em quem já pagou a aposentadoria.

Sem dinheiro para pagar polícia, professores e médicos, o país vai virar um caos pior do que a Venezuela. Empresas vão fechar por falta de segurança ou por excesso de impostos. Crianças vão ficar analfabetas por falta de professores. Os hospitais terão filas de cadáveres por falta de médicos. Sem contar que o dinheiro vai derreter pela inflação, ou ninguém vai conseguir empréstimo pelo juro alto causado pelo governo.

Dados de 2017:
Déficit dos Militares R$ 37,684 bilhões
Déficit dos Servidores Públicos da União R$ 86,348 bilhões
Déficit do setor Urbano de R$ 71,709 bilhões
Déficit do setor Rural R$ 110,740 bilhões

Enfim, a ignorância está vencendo. Juízes, políticos, funças, militares e grande parte da população não imaginam a desgraça que está vindo. Depois não adianta chorar.


Veja bem: não existe isso de comprar parcelado sem juros. Não existe isso de "12x sem juros no cartão". Nenhum vendedor é idiota de parcelar um produto em 12 vezes, ainda mais em um país de inflação historicamente alta como o Brasil.

Dado que o valor à vista é igual ao valor dos "12x sem juros", então é obvio que o preço à vista está alto, e que o valor dos "12x sem juros" já está embutindo os juros. (Por isso, ninguém paga à vista sem desconto).

No Brasil, por causa de nosso histórico inflacionário, vender produtos é apenas um pretexto para vender crédito. Grandes lojas de eletrodomésticos, grandes lojas de moda e fabricantes de automóveis lucram mais vendendo crédito do que vendendo produtos. É por isso que a maioria, além de possuir cartão próprio da loja, também estimula você a comprar parcelado ou financiado no lugar de comprar à vista. Assim, elas ganham duas vezes: ganham vendendo o produto e ganham emprestando o dinheiro para que você compre.

Quando você compra qualquer coisa por meio do crediário de uma loja ou de financiamentos, você está pagando duas vezes: pelo produto e pelo endividamento. Neste valor anunciado -- "12x sem juros", que é o mesmo à vista -- já estão embutidos os juros. O que o comerciante está fazendo é vendendo uma dívida para você (há uma financeira por trás de tudo).

De novo: dado que o valor à vista é igual ao valor dos "12x sem juros", então é obvio que o preço à vista está alto, e o valor dos "12x sem juros" já está embutindo os juros.

Por isso, você sempre deve pechinchar e pedir pelo menos 10% de desconto à vista. De início, haverá resistência do vendedor (exatamente por causa da financeira). Mas se você ameaçar ir à loja concorrente, é bem provável que consiga o desconto.

Portanto, em si, essa lei é inócua. Consumidor esperto já pede desconto à vista de pelo menos 10% (embora, com os atuais juros baixos, 5% também já é um bom negócio).


Desculpa, mas o fato de defender o desarmamento não quer dizer NADA, a esquerda utiliza de estratégia e marketing para voltar ao poder, pegando pautas que a população clama, mas quando chega ao pode TUDO MUDA!


Infelizmente a comunidade Linux era cheia de idealistas. Nem os socialistas que não querem nada com capitalismo nem aqueles libertários que defendem o fim da propriedade intelectual foram de grande ajuda. O ponto da virada foi a entrada de grandes empresas voltadas ao lucro, como Red Hat, Ubuntu, IBM, Dell e outras, ajudadas pela introdução das licenças GPL versão 2 e, posteriormente, 3.

Mesmo assim, um exemplo de como o ativismo foi exagerado foi o processo da Free Software Foundation contra a Tivo, sem punição desta, simplesmente porque Richard Stallman não gostou que a empresa colocasse um controle em hardware que não permitia a instalação de outros sistemas operacionais que não a sua distribuição customizada de Linux. Stallman entendia que tudo deveria ser livre.

www.lexology.com/library/detail.aspx?g=af98fe0c-83ae-4710-9caa-4ab2688ca98a

Algo que pouca gente se dá conta, no entanto, é que o Linux é o sistema operacional mais popular do mundo hoje em dia. Primeiro que domina o mercado voltado a servidores, com quase toda a Web rodando o trio LAMP (Linux, Apache, MySQL e PHP); segundo que todo smartphone Android (sistema da Google, feito para ganhar dinheiro) roda um sistema de máquina virtual baseado em Java, sobre Linux, que fica responsável pela interface mais de baixo nível com o hardware, além de outras tarefas críticas.

Tem muita gente que acha que o simples fato de ser open source é um exemplo de como a propriedade intelectual é desnecessária. Nada poderia ser mais errado. Na verdade, a força do Linux provém de sua licença: quem quiser usar toda sua robustez e flexibilidade em um projeto, pode fazê-lo de graça, mas qualquer modificação deverá ser open source, acompanhada do código (GPL versão 2) ou indicando onde pode ser baixado (GPL versão 3). Isso faz com que as melhorias possam ser incorporadas aos fontes oficiais, tornando o sistema melhor à medida que mais grandes empresas voltadas ao lucro passam a utilizá-lo em seus projetos. Já houve até um processo desse tipo em relação ao binutils, ferramentas normalmente distribuídas com Linux (FSF vs Cisco):

www.theguardian.com/technology/blog/2008/dec/12/cisco-fsf-opensource

Uma questão que particularmente me incomoda em alguns comentaristas deste site é a questão da propriedade intelectual. Pegam exemplos anedóticos e que, na minha opinião, deveriam ser considerados como "fair use", como o de alguém que foi pego assobiando uma música em um vídeo de família no Youtube ou de um vídeo gravado num lugar público que tinha uma música de fundo, e colocam como sendo o problema da existência da propriedade intelectual.

Ora, existem coisas que necessitam de um bom senso. Um helicóptero voando sobre sua casa não constitui invasão de propriedade, assim como uma foto de terceiros onde a mesma apareça ao fundo. Do mesmo modo, os exemplos acima não deveriam ser considerados violação de propriedade intelectual, exceto se usados como propaganda.

O que não percebem os críticos, contudo, é o caos que a abolição da propriedade intelectual geraria. Simplesmente, nenhum contrato de licença por adesão teria validade. De início, provavelmente o desenvolvimento do Linux estancaria, pois as empresas passariam a simplesmente internalizar as modificações e fechar seu fonte (foi exatamente o que houve, num link que mandei acima); estas mesmas empresas estariam em situação precária, pois quaisquer projetos desenvolvidos poderiam ser facilmente apropriados por parceiros e empregados; a indústria cultural provavelmente passaria a ter somente artistas indie de baixa qualidade; haveria muito poucos desenvolvedores de conteúdo profissionais, passando este a ser amplamente copiado ou produzido em baixa qualidades para fins de propaganda.

De onde tirei tudo isso? Olhem quão relevante é o desenvolvimento de remédios, software, livros, música, filmes etc., em países onde a proteção à propriedade intelectual é precaria e vejam se não ocorre o que eu disse acima. E o complicado é que essa falta de respeito com PI normalmente vem acompanhada da supressão de outras liberdades.

Para se ter uma ideia do quão indesejável é um mundo sem propriedade intelectual, considerem o guia do Google para webmasters, sobre conteúdo copiado:

support.google.com/webmasters/answer/2721312?hl=en

Notem que as regras são mais exigentes do que a própria legislação sobre direitos autorais, não aceitando cópias ou modificações nem mesmo de obras de domínio público. Em resumo: faça algo diferente e/ou melhor que seu concorrente, mas não copie algo que já existe.


Baixa-se uma lei que obriga a todos os estabelecimentos a congelar e tabelar preços sob ameaça de prisão ou morte pelo estado, ora isto é basicamente estatizar a economia, se a decisão fiscal não compete mais as empresas e a regra é determinada pelo estado, logo os meios de produção foram estatizados, pois a administração é determinada pelo governo. As empresas privadas tem liberdade de definir suas regras fiscais? não, logo as empresas não pertencem mais aos empresários, ainda que estejam no nome deles, se eles não mais podem administrá-las, então na prática é o mesmo que não pertencer.


Esquerdista tem problema de percepção de dimensionalidade e simetria de contexto da realidade.


Concordo plenamente! inclusive sobre a comunidade linux, que tanto reclama do "monopólio" da Microsoft, mas produz um sistema operacional pouco ou dependendo da distribuição totalmentel anti prático para usuário final. Versões mais "amigáveis" como Ubuntu levaram anos para chegar o patamar de agora, até ter mais aceitação de drivers e jogos na Steam, mas ainda exigem ações não amigáveis como uso de terminal, e outras coisas não são tão intuitivas para configurar via interface. Ainda que cogitemos que algo como Ubuntu possa se tornar prático como um windows ou Mac, vale salientar o tempo que estas comunidades de desenvolvedores levam. Os linuxers não conseguem entender que não adianta querer "evangelizar" as benecies do linux quando quase ninguém enxerga praticidade ou conveniência. Tudo isto porque os Devs vivem em uma espécie de mutualismo, sem fins lucrativos e baboseiras do tipo. Não entendem que se não fizerem uma companhia para ganhar dinheiro vendendo o software e otimizando ele de forma rápida em relação aos concorrentes, dificilmente o mercado vai aderir, como o android por exemplo que é baseado em linux, android é um sistema para smartphone e prático de usar, fácil aceitação do mercado, a tão poderosa Microsoft tentou concorrer e não conseguiu aceitação para o Windows phone.



Com certeza!

Pesquise aí sobre o governo Salvador Allende, que em 3 anos levou o Chile a um estágio parecido com o que atualmente encontra-se a Venezuela.

Atribui-se a crise chilena na época à medidas de embargo por parte dos EUA...

#AEsquerdaFede


Concordo com o título: Na Venezuela, o socialismo realmente deu certo, se é que me entende...


Esse esquerdopata do Soros injetou milhões em grupinhos de propaganda socialista de redes sociais como o "Mídia Ninja". Tais grupinhos falharam miseravelmente e são constantemente linchados moralmente. Como perdeu a batalha e viu que não pode vencer em território livre e desregulado, agora quer simplesmente proibir. É o típico "anti-fascista" que quer proibir tudo o que não lhe convém.


Sem falar na absurda concentração de álcool na gasolina, que é superior à 25%, graças aos milicos e seu pró-alcool, que na realidade só serve para subsidiar o setor sucroalcoleiro, vantagem para o consumidor é praticamente zero. Isso quando nos postos não misturam com outras porcarias para render mais, pagando uma "comissãozinha" para os fiscais do governo. Ou seja, estamos pagando horrores por um produto inferior.


Esse é o cerne do problema, sempre utilizarão o argumento do setor privado. Apenas convenientemente se esquecem que a participação do estado não se dá simplesmente tomando e estatizando a economia, mas através de excesso de impostos, regulação e burocracia.


Era exatamente a minha dúvida, Leandro. Extremamente esclarecedora sua resposta.

Abraço!


Que acha dessa proposta, Leandro?

www.valor.com.br/financas/5287067/setor-de-cartoes-propoe-acabar-com-o-parcelado-sem-juros


OFF:

Gostaria de ler os comentários de vcs a respeito dessa conversa mole de que o verdadeiro déficit da previdência vem dos bancos, das empresas privadas, que devem 'zilhões', etc... Abraços.


Olá amigos !

Gostaria de lembrar-lhes algumas frases de minha autoria:

" Um povo ignorante é um instrumento cego da sua própria destruição "

" Maldito seja o soldado que volta suas armas contra o seu próprio povo "

" É mais difícil manter o equilíbrio da liberdade do que suportar o peso de uma tirania "

" Mais do que pela força, nos dominam pelo embuste "

" Quando a tirania se faz lei, a rebelião é um direito "

" Minha pátria tem sido o meu único amor, e minha única ambição a sua liberdade "




"O socialismo é a filosofia da falha, o credo da ignorância e o evangelho da inveja, sua virtude inerente é a divisão igualitária da miséria." Winston Churchill.


Agora mesmo, na TV Record, Paulo Henrique Amorim comandava uma reportagem apregoando que o Google e outros gigantes da internet estão influenciando negativamente as pessoas.


A internet é um ambiente anarcocapitalista e por isso antidemocrático, ainda bem. A corja progressista social democrata já identificou, e com precisão, que a democracia está desmoronando graças às redes "anarcosociais".


Mas isso já está sendo feito:



O que todos os socialistas do mundo apoiaram e julgaram serem o melhor sistema a ser copiado pelos países por 15 anos nunca foi socialismo de fato.

Mas é assim mesmo. A queda da URSS foi da mesma forma, só demoraram mais pra se recuperarem do baque.




FHC já disse recentemente, em entrevista a Jovem Pan, que Venezuela não é de esquerda. Daqui a alguns anos, dirão que é de direita. E assim ficará conhecida na história. Então, liberais, parem de faniquito. Vocês sempre vão perder porque são cheios de "não me toque".




É o 'Socialismo do Séc. XXI', despido das vestimentas que os intelectuais bem-pensantes adoram adornar este tipo de regimes.



Verdade, nem precisa mais recorrer a fatos que ocorreram a 100 anos atrás (URSS, China de Mao, Camboja de Pol Pot, etc). O apocalipse socialista se desenrolando aos olhos de todo mundo.


Isso !

Se tem comunista na democracia, qual é o problema em ter um candidato ancap ?

Qual é o problema de defender o fechamento das instituições na campanha ?


Os holofotes se voltaram para o Rio de Janeiro, mas os venezuelanos não param de chegar ao Brasil por Roraima.

A Polícia Federal informou que, em média, 600 venezuelanos têm cruzado a fronteira todos os dias.

No ano passado, foram feitos 14.231 registros na PF de Boa Vista, ante os 2.310 registros realizados no ano anterior.

Eis algumas imagens da fila de venezuelanos querendo entrar legalmente no Brasil. As fotos são da sede da Polícia Federal em Boa Vista:

www.oantagonista.com/brasil/fuga-de-maduro/




Lembrando que o petróleo bruto que vai do Brasil para alguns países da america latina(não lembro exatamente qual), é vendido mais barato lá do que internamente(Brasil), exatamente pq não é refinado aqui, além das taxas possivelmente serem menores

A nossa gasolina poderia ser mais barata apenas atacando a questão do refino, mesmo que a Petrossauro continuasse com o monopólio prático da extração;

Outra coisa interessante, o Brasil ainda teria extração de petróleo se fosse permitido importar barato do mundo?



"Venezuelanos que já foram ricos hoje vivem como mendigos na Colômbia (mas mesmo assim não pensam em voltar ao país natal)."

Ótimo. É assim que se reduz as desigualdades sociais. No Brasil faremos o mesmo a partir de 2019. Aguardem.


Quando abri o link das imagens fortes deu um travo na garganta...

Dá vontade de pegar um petista ou psolista pelo pescoço e esfregar na cara dele a foto do garotinho no caixão, principalmente aquela punguista de aposentados chamada Gleisi Hoffman e o mimadinho do Guilherme Boulos...

Mas não sou otimista, este país tem muito pasto pra jumento se criar...veja o número de pessoas que ainda querem votar no larápio barbudo, e nem estou falando de acreditar em pesquisa...15 minutos na rua conversando você acha mais de um.

É como eu comentei outro dia: se este país eleger um esquerdista depois de tudo isso, eu jogo a toalha e pego o caminho do aeroporto. E o pior é que eu acho que seria bom reservar a passagem...


Sem nenhuma compaixão pelos venezuelanos. Trabalhei lá por muitos anos e imploraram abertamente pela implementação desse sistema, enquanto liberais e conservadores falharam miseravelmente em desarmar os pontos chaves que permitiriam tal desgraça. E aí está o resultado, tal qual o chile de 1973.

Venezuela só está escancarada nos meios de comunicação porque não tem um líder carismático e bem relacionado com líderes de centro esquerda pelo mundo, só por isso há chances de se livrar da ditadura nos próximos anos.

No mais, concordo, tal país é muito útil aos outros da região para que evitem esquerdarem demais. Por isso, obrigado Venezuela.


Existe chances de a esquerda nível psol conseguir se aproveitar do caos econômico que uma possível não aprovação da reforma da previdência pode gerar;

Lembrando que o Brasil votou no pt nem 20 anos depois de sair de hiperinflação com collor no poder.



O texto diz que eram rifles, no vídeo do link www.youtube.com/watch?v=BU3wPCzad2c o suiço apresenta os rifles da família. Com base em que vc fala em armas de caça?





Esse tema precisaria ser analisado caso a caso, sob o mérito das ações tomadas e pesadas seus prós e contras e tentar observas as utilidades somadas e subtraídas, de maneira subjetiva por óbvio. Isso foi tratado no texto, quando o autor diz que seria preciso analisar o caso em que com incentivo veio um aumento de impostos. Porém, o óbvio persiste, o incentivo não gerou distorções, ele, na verdade, veio para concertar as distorções geradas pelo governo. Este, ao elevar os impostos em outro local, é responsável por criar distorções naquele local e não a empresa ou as empresas que evitaram ser tributadas, aqui sim os beneficiados, além da própria empresa, temos todos os usuários dos bens e serviços por ela produzido.


O seu lamúrio teria um pouquinho mais de sentido se você dissesse que "poucas restrições ao porte de armas de alto poder de destruição por pessoas mentalmente desequilibradas facilitam um pouco mais a ocorrência de massacres com armas de fogo naquelas áreas cuja população está sabidamente desarmada (gun-free zones)".

Se você disse isso, aí sim você teria um argumento melhorzinho.

Mas mesmo ele não se sustentaria muito. Por exemplo, todos nós sabemos que os traficantes do Rio estão em posse de vários fuzis AR-15 (arma de alto poder de destruição). Por que eles nunca saíram massacrando a população do Rio? Por que nunca invadiram restaurantes e saíram abrindo fogo? Pela sua lógica, era para eles saírem massacrando civis todos os dias.


"Por que esse site tem dificuldade em assumir que poucas restrições ao porte de arma facilita a ocorrência de massacres com armas de fogo?"

Talvez pelo simples fato de que "assumir" tamanha mentira seria algo intelectualmente desonesto e falacioso.

Suíça, Finlândia, Chipre, Uruguai, Suécia e Noruega estão entre as populações mais armadas do mundo. Cadê os massacres?

www.cbc.ca/news/world/small-arms-survey-countries-with-the-most-guns-1.3392204

Aliás, os todos os massacres nos EUA ocorrem exatamente em gun-free zones, o que significa que, por definição, ocorrem exatamente em regiões onde o desarmamento é de 100%.

Aliás, carai, todos os massacres do mundo ocorreram exatamente contra populações desarmadas.

Desarmamento e genocídios

Como você sai dessa?

"é muito obvio para qualquer um essa relação, com exceção daqueles ideologicamente cegos"

Dado que você enxergou uma "obviedade" em uma relação que simplesmente não existe, então o seu caso não é de cegueira, mas sim de demência -- ou de fanatismo, o que dá no mesmo.


Outro fator importante para os preços altos da gasolina é a forma com que se cuida da distribuição do álcool combustível, que é um produto alternativo. Não é permitido que os produtores comercializem o álcool diretamente com os distribuidores já que o produto deve passar pela Petrobras. A justificativa é que a Petrobras cuida da verificação da qualidade do álcool. Daí pergunto:
Porquê a cerveja, o leite e a água mineral não passam pela Petrobras? Quem garante a qualidade destes produtos? Porquê se permite que nós brasileiros bebamos Coca-Cola sem o selo de garantia da Petrobras? A resposta todos sabemos. Somos os responsáveis por tudo isto. Elegemos os crápulas que criam as leis do nosso país. Somos vítimas da nossa própria estupidez e indolência.


Por que esse site tem dificuldade em assumir que poucas restrições ao porte de arma facilita a ocorrência de massacres com armas de fogo? é muito obvio para qualquer um essa relação, com exceção daqueles ideologicamente cegos .

Agora em relação a Austrália o que importa é que a ocorrência de crimes caiu a longo prazo. Os efeitos da restrição não deve ser medidos a curto prazo, pois leva um tempo para que a circulação de armas nas mãos da pessoas erradas torne-se mais escassas.


É o que eu digo: Votem na extrema direita mais radical, para ter um político de direita.

Os políticos sempre vão para a esquerda.

O povo votou no PT achando que era centro-esquerda, mas o PT é extrema esquerda.

O próprio Hugo Chavez dizia que não concordava com Cuba, que defendia a propriedade privada, etc. Tudo conversa fiada.

A recomendação é votar nos anarco-capitalistas para ter um político de direita.

Essa fuga para a esquerda é populista. Por isso sempre é usada.


Vá a qualquer universidade pública hoje e você ouvirá a mesma catilinária da esquerda: o que está ocorrendo na Venezuela é uma sabotagem da economia por parte dos empresários capitalistas que não gostam de justiça social e não querem que os pobres melhorem de vida.

Se isso irá prosperar ou não vai depender de quão miolo-mole são as pessoas.



Prezado Allan, uma pergunta bastante semelhante já foi feita aqui mesmo na seção de comentários deste artigo ali em cima pelo leitor Henrique Zucatelli, em 31/01/2017 20:28.

Por gentileza, tenha a bondade de conferir minhas respostas a ele, pois creio que elas respondem exatamente a este seu questionamento.

Obrigado e grande abraço!


Eu estive na Venezuela em 2004 e hoje lendo esse. Artigo me veio lágrimas nos olhos de saber que existe tanto sofrimento.


Acho otimista. No máximo, alguns poucos, pouquíssimos, podem deixar de votar no Piçol. Mas o eleitorado do PT segue inalterado. Jumento não vive sem alfafa.


Só em Boa Vista tem 40 mil venezuelanos. E 350 serão enviados pra São Paulo. Estarão vindo pra trabalhar e produzir ou pra parasitar?

g1.globo.com/politica/noticia/processo-de-transferencia-de-venezuelanos-concentrados-em-roraima-iniciara-por-sao-paulo-e-amazonas-diz-padilha.ghtml


E isso é ótimo: o fenômeno venezuelano é exatamente o que pode desanimar os mais ingênuos de votar no PT e no PSOL. Por mais incrível que pareça, a Venezuela pode ter nos salvado de virar socialistas.

Espero que estejas certo. Conheço alguns que continuam votando no PT (ou seja, se Lula chegar a ser candidato, vão votar nele), mesmo depois de toda a lambança que eles fizeram (e pela qual estamos, e vamos continuar, pagando por vários anos, é bom lembrar).


Exato.

Quando o número percentual estiver com o complemento do percentual, o verbo concorda com este último.

Confira dois exemplos:

"Este ano, 32% da verba será para a educação"

"Atualmente, 87% dos entrevistados julgam pertinente a mudança na lei".

noticias.r7.com/blogs/portugues-de-brasileiro/concordancia-com-numero-percentual-20140506/


Leandro, poderia me tirar uma dúvida, por favor?

Neste texto o autor fala que "O BC chinês comprou títulos da dívida americana simplesmente porque ele é um seguidor da doutrina keynesiana. Ele está comprometido com uma forma específica de keynesianismo: o mercantilismo. Os burocratas chineses que controlam o governo querem subsidiar as exportações chinesas. E eles fazem isso ordenando o BC chinês a criar renminbis digitais para comprar os dólares que os exportadores chineses ganharam por suas exportações. Isso mantém o dólar apreciado em relação à moeda chinesa. E isso, por sua vez, funciona como um subsídio para o setor exportador da economia chinesa".

No entanto, em um comentário no dia 27/08/15, no seguinte artigo: www.mises.org.br/Article.aspx?id=2175, você escreveu que: Não há moeda fraca na China. O iuane ora se valorizava perante o dólar; ora ficava estável. Foi só nos últimos 6 meses que, pela primeira vez em 2 décadas, o iuane se desvalorizou um pouco em relação ao dólar. Mas da década de 1990 até meados de 2014, o iuane só se valorizou perante o dólar. Sempre.

Essa aparente contradição é pelo intervalo temporal? Ou seja, até 2015 o BC chinês deixou o iune se valorizar constantemente e, desde então, o mantém artificialmente desvalorizado, a fim de favorecer as exportações? Se sim, o que levou a essa mudança de postura?

Desde já, obrigado!


Leandro, boa tarde...
Eu estou cursando economia pela UFPR... Estou no segundo ano... E gostaria de saber se você tem algum livro de microeconomia que me pode indicar que considere bom.. se for brasileiro melhor ainda, pois assim já tem exemplos do próprio Brasil.
Eu sei que estou pedindo um conteúdo do neoclassicismo... E já conheço bem a escola austríaca... Uns dois anos...
Bem, se você tiver outros que considere bons agradeço.


Na verdade, a frase está correta. No que diz respeito à concordância com número percentual, o verbo concorda com o complemento. E o complemento é "população", singular.

Logo, a frase "90% da população vive" está correta.

Agora, se em vez de "população" fosse "pessoas", aí sim entraria o plural, e aí ficaria "90% das pessoas vivem".

Obrigado pelas palavras e grande abraço!



Seus reaças, vão pra pqp! O socialismo funciona sim, o problema são esses frouxos que não aguentam passar fome...


Já inverteram, no Peru, país que vou com frequência, há milhares de venezuelanos vivendo na capital Lima, o ódio por Maduro é total mas vociferam contra ele como o presidente que traiu a revolução e roubou o povo ao invés de implantar o socialismo que Chávez prometera.

A palavra socialismo não é utilizada pelos venezuelanos para explicar a situação da Venezuela, e sem o diagnóstico correto não há solução para este país no horizonte próximo, vamos ter uma Coréia do Norte bem aqui em nosso continente.


Pegue aqueles venezuelanos todos que estão emporcalhando as ruas de Roraima e pergunte em quem eles votaram. Certeza absoluta de que foi em Chávez e Maduro. Até acredito que estejam genuinamente arrependidos, mas também tenho certeza de que se ganharem um título de eleitor brasileiro vão votar no PT.


Os idiotas úteis e os canalhas de plantão acreditam nesta experiência macabra. Os idiotas por desinformação e os canalhas por puro parasitismo rentista. Enfim, Deus salve o Brasil desta desgraça apocalíptica.


Ainda assim, os defensores deste modelo aqui no Brasil querem voltar ao poder em janeiro de 2019, ainda que com outro discurso. Um dos seus maiores aliados, o senhor Guilherme Boulos, é o mais fervoroso dos bolivarianos, e já é o candidato oficial do PSOL.



Já falei antes aqui mesmo e vou repetir: daqui a 15 anos, se muito, os esquerdistas vão inverter a narrativa e dizer que tudo isso foi causado pelo capitalismo.


Eis o meu treat. Traduzi a reportagem citada do Miami Herald.

Venezuelanos famintos recorrem ao "trabalho em troca de comida"

MARACAIBO, VENEZUELA -- Leonard Altamar, um encanador de 41 anos, carrega sua caixa de ferramentas -- e um pacote com um quilograma de macarrão -- ao entrar em um restaurante em Maracaibo.

Este pai de dois filhos não vai utilizar a comida empacotada para consertar o vazamento em um dos banheiros encharcados do estabelecimento, mas ele não deixaria o pacote de macarrão em sua bicicleta por nada neste mundo. Trata-se de um tesouro que ele acabou de ganhar.

"Acabei de consertar uma lava-louças e fui pago com esse spaghetti. Recebi também um pouco de carne e 200 mil bolívares (aproximadamente US$ 1,20). Comecei a aceitar esse tipo de pagamento em setembro. Assim, pelo menos minha família pode comer", disse Altamar. [...]

A fome é algo rotineiro na casa de Altamar. Em outubro, ele perdeu 8 quilos em apenas algumas semanas. Seus filhos já se acostumaram a ir dormir passando fome, admitiu ele.

Altamar faz parte de uma crescente massa de trabalhadores venezuelanos disposta a receber alimentos em troca de serviços. Seu pai e seus dois irmãos, que são eletricistas e carpinteiros, também trabalham em troca de comida.

"Tenho de me ajustar à situação. Pergunto aos meus clientes 'O que você tem na sua despensa?' quando estamos discutindo o preço dos serviços. Nos dias atuais, essa é a única solução", diz ele.

Farinha, arroz, óleo vegetal, açúcar, maionese, refrigerantes e itens de cuidado pessoal são fortes moedas de troca para ele.

Empregadas domésticas, motoristas de táxi e de ônibus, carpinteiros, sapateiros, enfermeiras, empregados de lava-jatos, comerciantes e até mesmo profissionais estão dispostos a participar deste arranjo "trabalho por comida" para não morrer de fome.

Na última sexta-feira, Leonard recebeu de um cliente, em troca de seus serviços, aproximadamente dois quilos de farinho de milho, dois quilos de arroz e um litro de óleo vegetal.

O telefone toca e a entrevista é interrompida. Um cliente lhe pede para consertar sua lavadora que está vazando. O encanador marca o serviço para o dia seguinte. Seu preço?

"Você tem alguma manteiga? Isso vai servir", diz ele ao cliente.

[...]

Fernando Aristiguieta, 34 anos e dono de uma empresa de contabilidade, tem dois tipos de clientes: os que pagam com dinheiro e os que pagam com comida.

Ele começou a aceitar pagamento em comida -- quilos de carne, frango, manteiga, desodorantes ou outros produtos difíceis de conseguir -- quando a crise passou a demolir o orçamento de sua família em 2017.

"Ao menos assim eu não tenho de passar longas horas na fila de um supermercado e tendo de pagar preços excessivos", diz ele.

Até mesmo seu cabeleireiro aceita comida em troca de cortes de cabelo. Recentemente, diz ele, o estilista saiu no braço com um cliente que queria pagar por dois cortes de cabelo com apenas um quilo de farinha. O cabeleireiro queria dois quilos.

Os clientes acertam suas contas com Aristiguieta permitindo que ele pegue produtos de suas lojas.

"Nunca pensei que teria de fazer isso em minha carreira profissional. É uma necessidade e não um desejo. Temos de nos adaptar à crise", diz ele.



Os artigos sobre a Venezuela sempre figuram entre os meus favoritos. O país ilustra em tempo real toda a teoria virando prática.

Podem me chamar de sádico mas acho ótimo que isso esteja acontecendo. Apenas teorias não bastam para convencer as pessoas. Elas só se convencem pela prática. Elas tem que ver a coisa realmente acontecendo. E tá acontecendo aqui do lado.

E isso é ótimo: o fenômeno venezuelano é exatamente o que pode desanimar os mais ingênuos de votar no PT e no PSOL. Por mais incrível que pareça, a venezuela pode ter nos salvado de virar socialistas.


Melhor economista brasileiro vivo ?
Puta que pariu, você só pode ser um canalha mesmo, esse senhor é um incapaz, destruiu a economia quando nela pôs a mão com sua hipótese ridícula de "inflação inercial". Congelou os preços, matou pessoas de fome, e voc]~e vem dizer que ele é o melhor ? não é nem um bom economista, nem economista ele é.


Sim sou, então sua esposa deve estar sempre com os nervos atacados rsrs.
Concorrência é esta palavra que disse mesmo, brutal, No começo da atividade era tudo bem mais amador, vídeo com panela suja no fundo, quadros tortos e cachorro latindo no fundo, fim do ano fiz uma bateria de vídeos usando os estudios da afiliada da Rede Globo aqui na cidade, a TV não consegue mais concorrer com a internet e agora está se unindo, por 1000 reais tive acesso à 1 profissional de gravação e toda estrutura de ponta durante 6 horas. Gravei 7 vídeos, todos com maquiagem e roupa diferente, só com muita produtividade para bater a concorrência e os copiadores.
antes trabalhava em escritório vendendo material escolar pra papelarias com uma produtividade baixíssima, depois de ficar desempregada comecei esta atividade e descobri que nasci pra isso e todos os dias crio algo novo sem muito esforço e sempre surpreendo meus seguidores. Desejo pra sua esposa satisfação total no que faz e sempre superar os desafios



Rsrs, estou acostumada às pessoas não entenderem como faço dinheiro, vou resumir, devido à uma condição diferenciada de pele, as marcas de cosméticos ou distribuidores independentes (já fiz para mais de 150 diferentes) me procuram, entregam um produto estrangeiro, asiáticos na maioria, que desejam posicionar estrategicamente no Brasil e me entregam para teste, se o produto tem potencial de venda desenvolvo toda o conteúdo de propaganda específica para o Brasil, texto, vídeo, as técnicas adequadas de aplicação são padronizadas, artes em geral e fotografia. A marca não cria nada, transformo uma bisnaga branca escrito em coreano em um produto competitivo, desejado e divulgado sem nenhum recurso da marca, que só tem a responsabilidade de colocar o produto nos canais de vendas, nos vídeos e posts ficam os links com o código promocional que me conferem a comissão. O gargalo está no canal de venda, é um importador que está lá pra vender tanto quanto possível, dá código promocional para qualquer um, concorrente usa o conteúdo, muitas vezes copiado 100% e posta como sendo dela, vende e leva a comissão. Não há o que fazer, exceto exposição nas mídias sociais.

"Outra, bem diferente, é pegar um material complexo de criação sua, e copiar na cara dura. Imagine um vídeo que você faça pedindo para que entrem no Instagram que aparece na tela, editado por seu concorrente para que apareça o dele, como se você o estivesse endossando. "

É isso o que ocorre, nas primeiras cópias cheguei a tomar as providências mas para meu espanto a resposta foi exatamente semelhante a sua conclusão "você vende produtos" e meu conteúdo legalmente era associado à marca e só ela poderia reclamar o copyright, coisa que ela não se interessa, nenhuma nunca utilizou conteúdo meu para vender produtos em seus países de origem e tampouco abrem outro canal de venda no Brasil. Então só me restou diluir o risco em vários produtos (são 1200 atualmente) e para isso haja produtividade.

"E todos os exemplos citados são informações factuais que não podem ser objeto de copyright em quase nenhum lugar do mundo. Espantalho. "

Exato, não há como recolher impostos sobre, logo não há copyright. Que bom que entendeu.


Você, então, não vende conteúdo. Você vende produtos e usa conteúdo como meio de divulgação. E todos os exemplos citados são informações factuais que não podem ser objeto de copyright em quase nenhum lugar do mundo. Espantalho.

Não é disso que se trata a propriedade intelectual. PI são o texto que você escreveu, a música que você criou, o vídeo que você gravou, o desenho que você fez, a tua marca e, o que você provavelmente está discutindo, a tua patente. É algo muito mais amplo.

Uma coisa é alguém usar a mesma ideia que você em um conteúdo original. Outra, bem diferente, é pegar um material complexo de criação sua, e copiar na cara dura. Imagine um vídeo que você faça pedindo para que entrem no Instagram que aparece na tela, editado por seu concorrente para que apareça o dele, como se você o estivesse endossando. Propriedade intelectual serve para proteger esse tipo de coisa.

Quanto a sites serem ultrapassados, isso é opinião sua. Páginas em Facebook, Instagram, apps de smartphones certamente ocuparam algum lugar no mercado, mas ainda tem mais resultado de busca e link externo do Facebook apontando para sites, que recebem bilhões de dólares anuais de um programa como AdSense, por exemplo (estes sim, remunerados por seu conteúdo).


Nenhuma escola conseguiu ensinar história mais do que a internet.

Nenhuma emissora de TV conseguiu divulgar mais fatos políticos do que a internet.

Nenhuma emissora de TV conseguiu debater assuntos mais do que a internet.

Nenhuma instituição pública conseguiu esclarecer fatos mais do que a internet.

Nenhuma instituição pública divulgou conhecimentos sem cobrar nada em troca. Só a internet conseguiu fazer isso.

A internet foi mais eficiente do que os orgãos controlados pelo governo.


Nós já estamos experimentando esse controle da comunicação.

O resultado foi uma dominação completa da mídia pela esquerda.

A mídia tradicional e as concecionárias de TV fazem propaganda ideológica dia e noite.

A internet é apenas um espaço para se debater a realidade. A mídia quer pautar o debate, por isso ficam falando mal do debate na internet.

A esquerda ficou p da vida por perder o controle dos debates e da comunicação na internet.

A internet só retirou o controle dos debates da esquerda. A esquerda não vai pautar a nossa discussão.




Você é blogueira? Minha esposa também é. Fico impressionado com a concorrência do ramo, quando lança um produto novo de um marca famosa é um furdunço que ela fica dias sem tempo para falar comigo. Costumava gravar os vídeos, mas a exigência do mercado se tornou tão brutal que agora precisa de estúdio e equipamentos profissionais. A concorrência sempre vai melhorar os serviços e produtos.


Você está sendo vítima da indústria da desgraça, existem parasitas que ficam nos cartórios de registros e qualquer meio para descobrir uma nova empresa e usar as leis e normas para inundá-lo com taxas, registros custosos e itens para a "segurança jurídica" de seu negócio.

No caso de conselhos de fiscalização profissional é fácil, se sua empresa é do ramo de estatística e está registrada no conselho adequado, jogue a notificação do CRA no lixo, é só um "vai que cola".



"Você produz conteúdo original e fica feliz ao ver o seu trabalho de horas reproduzido e apropriado por outro site, tomando seus créditos e ocupando um lugar nos buscadores que seria seu? E você diz que ainda não ficou mais pobre? Sua afirmação faz tanto sentido quanto dizer que não empobreceu se seu patrão deu calote no seu salário. "

Não é por site, isso é muito ultrapassado, é divulgado via Instagram ou Face, fico emocionalmente em prejuízo e só, coisa que desabafamos e os seguidores mais fiéis respondem com censura do copiador, o gráfico de meu patrimônio feito pelo meu marido é muito positivo, se a cópia do conteúdo é mal feita vendo 100 produtos e se é muito bem feita vendo 50, se não tivesse gerado o conteúdo teria vendido ZERO produtos e aí sim ficaria mas pobre, não tenho estoque, tenho parceiros que cuidam disso melhor que eu, por algum motivo tais cópias aumentam a produtividade da atividade e as marcas de cosméticos inundaram o mercado com produtos específicos para pessoas com problemas de pele específicos aumentando muito a demanda pelo meu conteúdo.

"Mas sendo eu, entre outras coisas, investidor em conteúdo, eu vou atrás de quem me copia e simplesmente paro de investir (pagar gente para produzir) se eu ver que isso não adianta."

Então não está na sua atividade de geração de conteúdo pela sua criatividade e produtividade, está pela reserva de mercado determinada pelo deus governo poder te roubar na forma de impostos. Criações como novas decorações de bolos, novas receitas de salgados, novos cortes de roupas e cabelos, novas dietas e técnicas de exercícios físicos são criadas, divulgadas, vendidas e pouco depois ferozmente copiadas, mas não há direitos autorais, não dá pra cobrar impostos de decorações de bolo degradê, salgado recheado com pato desfiado e um novo uso de aparelho de musculação. Suponho que você considere que todas estas criações tiveram tempo e esforço financeiro aplicados e seus criadores devem todos impedirem que tais idéias se difundam sem pagar a devida contrapartida, pense nisso na próxima vez que comer uma coxinha ou fazer um exercício inovador para perder a barriga.


Nem sempre $$$ quer dizer poder e para se alcançar o poder absoluto tem -se usar outros meios além desse como:

Politico, militar, religioso, técnico, social, pessoal, estratégico, quem pensa que só dinheiro traz poder está muito enganado.


Pessoal, tenho uma empresa do ramo de pesquisa de mercado, a empresa já é registrada no no CONRE/ CONFE - conselho regional de estatistica. Agora recebo uma notificação com ameaças no CFA/ CRA conselho regional de administração querendo que eu registre a empresa sob pena de multa

Pode dois conselhos cobrar anuidade de uma empres? creio que não, o que acham?




Também sou geradora de conteúdo e com frequência sou copiada, mas como conteúdo de opinião de cosméticos e métodos de maquiagem não são catalogados pelo deus governo como possuidor de direitos autorais minha atividade é de extrema concorrência e espionagem, eu e tantas outras colegas sobrevivemos, tenho certeza que alguém inteligente como você vai conseguir também.

Você produz conteúdo original e fica feliz ao ver o seu trabalho de horas reproduzido e apropriado por outro site, tomando seus créditos e ocupando um lugar nos buscadores que seria seu? E você diz que ainda não ficou mais pobre? Sua afirmação faz tanto sentido quanto dizer que não empobreceu se seu patrão deu calote no seu salário.

Você pode não dar valor ao seu computador ou ao seu tempo. Mas sendo eu, entre outras coisas, investidor em conteúdo, eu vou atrás de quem me copia e simplesmente paro de investir (pagar gente para produzir) se eu ver que isso não adianta. Esta é a principal razão pela qual não invisto em produção de conteúdo na China, por exemplo. Não é questão de ideologia, mas simples retorno pelo respeito à minha propriedade. Eu também não quero nem saber de investir em imóveis na Venezuela.


Se é tão livre, porque você precisou de uma VPN então para acessar sites ocidentais? Porque o governo chinês bloqueia o acesso direto? Não tem coerência nenhuma o que você disse. Já parou pra pensar na idiotice que você afirma ter experimentado em xangai? já parou pra pensar também que a china tem uma extensa população pobre, com algumas cidades ricas devido a menor regulamentação? Porque o partido comunista bloqueia a rede comum? você era turista? você acha que eles aplicam as mesmas censuras para turistas? O simples fato de ter usado uma VPN para burlar um evidente bloqueio já mostra a idiotice da situação.


Em nenhuma das situações descritas os autores dos conteúdos ficaram mais pobres pelo uso, ridículo ou não de suas criações.
A música reproduzida por meio eletrônico não é escassa, depende de hardware e eletricidade que eu pago com meus recursos, a música reproduzida pelo artista com sua presença de palco e emoção na voz no calor do momento é sim escassa, pergunte pra quem viu Queen no Rock in Rio.

Também sou geradora de conteúdo e com frequência sou copiada, mas como conteúdo de opinião de cosméticos e métodos de maquiagem não são catalogados pelo deus governo como possuidor de direitos autorais minha atividade é de extrema concorrência e espionagem, eu e tantas outras colegas sobrevivemos, tenho certeza que alguém inteligente como você vai conseguir também.


Rapaaaz...uma simples dúvida é motivo de ser esculachado hahaha relaxa ai amigo


Penso que a democracia funcionaria melhor ( principalmente no Brasil ), se os governos realmente governassem para o povo, ouvissem seus anseios.
Mas, esqueçam a perfeição.


Acrescentando ao que o Wellington disse: quem detém 100% do refino, na prática, detém todo o poder sobre a distribuição. Logo, toda a distribuição, na prática, está sob controle da Petrobras.

A distribuidora que não quiser comprar das refinarias da Petrobras vai ter que importar, pagando tarifa de importação (imposta pelo governo), frete, seguro, desembaraço e o caralho a quatro.


"Ué, não entendi."

Vem cá. Me dá a mãozinha aqui que eu vou tentar lhe conduzir.

"Então a Petrobrás não é um monopólio para distribuir combustíveis para os postos?"

Para distribuir? Ninguém afirmou isso. A Petrobras, segundo seu próprio presidente, detém 100% do refino. (Na verdade, detém "apenas" 98%).

istoe.com.br/nao-e-bom-para-o-pais-a-petrobras-ter-100-de-monopolio-no-refino-diz-parente/

Refino não é o mesmo que distribuição. Se você acha que é -- e, pelo visto, esse é o caso -- sugiro voltar às leituras.

"Petrobrás atualmente é mista"

A Petrobras pertence ao governo federal. Ele detém 64% das ações ordinárias, que são as que dão direito a voto. Uma empresa, qualquer empresa, é gerida por quem detém a maioria das ações ordinárias, pois são estas que dão direito a voto. A União, detendo a mais da metade das ações ordinárias, é a única entidade que comanda a Petrobras.

Não consigo desenhar melhor que isso.

www.brasil.gov.br/governo/2010/09/uniao-agora-tem-64-do-capital-votante-da-petrobras

"as 13 refinarias são 100% estatais?"

Sim. As refinarias que pertencem à Petrobras, por definição, são estatais.

"No link da Globo que vc colocaram diz:"

Vamos ao link do Globo.

"Parte do recuo do refino está atrelado ao aumento das importações de combustíveis pelos concorrentes da Petrobras."

Não entendeu? Deixa eu desenhar.

Algumas distribuidoras, em vez de comprar da Petrobras, preferiram importar gasolina, mesmo tendo de se submeter às tarifas de importação e ao custo do frete. Tudo isso era preferível a comprar da Petrobras.

O Brasil consome 3,09 milhões de barris de petróleo por dia, o que equivale a 1,13 bilhão de barris por ano.

amazonasatual.com.br/consumo-de-petroleo-no-brasil-deve-atingir-309-milhoes-de-barris-por-dia/

As importações foram de 207 milhões de barris em 2017.

Ou seja, importamos apenas 18% do consumo. Uma mixaria.

"Esse avanço ocorreu porque a estatal manteve, por boa parte do ano passado, os preços de gasolina e diesel mais elevados no Brasil em relação ao mercado internacional. Como consequência, essas empresas optaram por trazer o combustível do exterior do que comprar da Petrobras."

Entendeu agora por que importaram? Diga que sim, por favor.

Espero que tenha ajudado a desconfundi-lo.


Ué, não entendi. Então a Petrobrás não é um monopólio para distribuir combustíveis para os postos? Petrobrás atualmente é mista...as 13 refinarias são 100% estatais? No link da Globo que vc colocaram diz:

"Parte do recuo do refino está atrelado ao aumento das importações de combustíveis pelos concorrentes da Petrobras. Esse avanço ocorreu porque a estatal manteve, por boa parte do ano passado, os preços de gasolina e diesel mais elevados no Brasil em relação ao mercado internacional. Como consequência, essas empresas optaram por trazer o combustível do exterior do que comprar da Petrobras."


O comunismo seria a segunda etapa do socialismo, porém, tanto o socialismo como o comunismo, jamais surtiram efeitos
concretos, viáveis, saudáveis e coerente, foram 73 anos jogados no lixo. Comunismo não existiu, foi uma ficção totalitária que fracassou!!


Breno, imagine que eu fosse um plagiador. Como você veria os exemplos abaixo?

1. "A religião é o ópio do povo". Autor: Demolidor

2. "Mais vale um pássaro na mão do que dois voando". Autor: Demolidor

3. Uma pena que eu não possa fazer upload de arquivos aqui nos comentários. Senão, eu faria upload da música "Que tiro foi esse?", criada por mim, Demolidor, para fazer propaganda da minha loja de celulares, em www.example.com/

4. Aproveitando, eu gostaria de colar aqui um comentário de minha autoria, lembrando sempre de que você encontra celulares baratos em www.example.com/:

5. "Donde se conclui: direitos de propriedade intelectual e direitos de propriedade real são incompatíveis, e a defesa da propriedade intelectual deve ser vista como um dos mais perigosos ataques à ideia de propriedade "real" (sobre bens escassos, disponíveis em www.example.com/). "

Agora, imagine que em vez de ser um reles comentarista do mises.org.br, eu fosse um CEO de um gigantesco conglomerado de mídia com alcance nacional:

www.cnbc.com/2018/01/23/ip-plagiarism-is-rampant-in-china-and-media-companies-profit-from-it.html

Meus custos com licenças certamente ficariam muito menores se eu pudesse simplesmente me apropriar do trabalho de terceiros, não? Não havendo propriedade intelectual, que mal haveria em eu mesmo me declarar autor das músicas? Basta pegar, colar, contratar alguns cantores ou atores e colocar meu nome em tudo. Aliás, o próprio Google poderia simplesmente copiar o conteúdo de todos os sites da internet e não direcionar um centavo de verba de publicidade para os criadores, não é mesmo? Por que direcionar tráfego para esse pessoal se pode-se simplesmente se apropriar de seu trabalho?

A propósito, você também detém o monopólio sobre sua propriedade. Se você abre uma loja, é você quem estabelece as regras. Ninguém pode invadi-la para vender seus próprios produtos sem te dar um centavo, mesmo que você a tenha, essencialmente, abandonado. Quem pensar que pode fazer melhor, pode adquirir uma propriedade vizinha e concorrer contra você, mas não fazer uso de sua propriedade sem seu consentimento. Com propriedade intelectual é a mesma coisa: você é livre para criar alternativas e distribui-las com quem julgar melhor, mas se distribuírem um trabalho seu, você deve ser recompensando por isso da maneira como estabeleceu.


Ponto chinês ?, que ponto chinês ?.

Estive na China e acessei todos os sites ocidentais através de VPN.

Detalhe, a China Mobile, me ofereceu uma VPN para navegar em sites ocidentais, e não foi nada escondido.
A propaganda da VPN era inclusive a Grande Muralha da China pegando fogo, isso assim em um cartaz. kkkkk
Eu estava em Xangai.



Num país onde um cidadão não sabe ler, mas mesmo assim é capaz de citar o artigo da CLT que regula uma regra que a empresa deixou de cumprir, posso cravar : é impossível.