Mises Brasil Instituto Ludwig von Mises Brasil
http://www.mises.org.br


O teste da melancia
por Leandro Roque, terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A charada é antiga e provavelmente você já a ouviu várias vezes.  Mas como ela é engenhosa e espirituosa demais para não ser relembrada, vale a pena repeti-la para os novatos, correndo o risco de parecer repetitivo para os já experientes.

Pergunta: Por que os ambientalistas profissionais são chamados de melancias? 

Resposta: Porque são verdes por fora, mas vermelhos por dentro.

E não são apenas os ambientalistas "profissionais" que se enquadram nessa categoria; os recrutas e soldados rasos do movimento também vêm fazendo esforços sobejos para tentar subir de patente.

Como todo grupo combatente, as melancias têm várias táticas de guerra e um só objetivo em mente.

Suas táticas de guerra, embora não muito originais, são incrivelmente autoadaptáveis, maleáveis e, acima de tudo, eficientes: a difusão midiática de alarmismos fraudulentos e ardilosos como - em ordem cronológica - chuva ácida, buraco na camada de ozônio, câncer causado por celulares, aquecimento global, mudança climática e, futuramente, resfriamento global.

Já o objetivo almejado por essas táticas é antediluviano: convencer o mundo da necessidade de se fazer uma maciça redistribuição de toda a riqueza mundial e implantar um governo único que fará o planejamento centralizado de toda a economia do planeta.  Em outras palavras, o objetivo é o velho comunismo - só que dessa vez por meios menos explícitos do que a antiquada e ineficaz abolição da propriedade privada dos meios de produção.

Em suma: basta ouvir o discurso dos ambientalistas profissionais e você concluirá que todos os problemas ambientais desaparecerão caso o comunismo seja adotado.

(Detalhe: se esse governo mundial será controlado pela ONU, pelo FMI, pelo Banco Mundial, pela Comissão Trilateral, pelo CFR, pelos Rothschild, pelos Rockefeller, pelo Grupo Bilderberg ou pelo Greenpeace é algo que pode ser perfeitamente deixado para depois.  Primeiro subjuga-se o inimigo; depois escolhe-se seu mestre).

É verdade que, no universo das melancias, nem todas elas já estão completamente maduras; há algumas melancias que ainda estão na planta trepadeira, em fase de amadurecimento.  Essas são até bem intencionadas, e estão genuinamente preocupadas com a possibilidade de alguma catastrófica alteração climática; e ainda não estão imbuídas do mesmo objetivo das melancias já completamente maduras, vermelhíssimas por dentro.

Como distinguir uma melancia madura de uma melancia cuja polpa vermelha ainda não está suculenta?  É simples.

Aproxime-se amigavelmente da melancia e fale pra ela, sempre em tom amistoso, o seguinte:

"Vocês ambientalistas são contra a energia nuclear, a energia hidrelétrica, as usinas termoelétricas, o gás natural e todas as outras formas de energia.  Mas o problema é que a energia é a força vital do capitalismo.  Sem energia a economia capitalista será destruída".

E então observe a reação da melancia.  O grau de entusiasmo em relação a essa conclusão será diretamente proporcional ao grau de vermelhidão e suculência de sua polpa.