Mises Brasil Instituto Ludwig von Mises Brasil
http://www.mises.org.br


Como é empreender no Brasil
por Felippe Hermes, terça-feira, 5 de julho de 2016

Na sua luta para abrir uma empresa, você teve de esperar 107 dias para conseguir esta façanha.

Após abri-la, teve de contratar um contador, pois pagar impostos por aqui requer 2.600 horas apenas para preencher formulários, mais do que o dobro do segundo colocado, a Bolívia.

Se você conseguiu legalizar a empresa, é hora de contratar os funcionários. Não espere qualquer qualificação. Em alguns casos, até 75% das vagas formais deixam de ser preenchidas, pois os funcionários não possuem qualquer qualificação para o trabalho.

Se contratar pessoas não esta fácil, que tal importar máquinas? Boa sorte com nossos impostos de importação, que chegam a ser maiores que os da União Soviética em 1980. Por aqui, em relação ao PIB, importamos e exportamos menos do que em Cuba, país que vive um bloqueio econômico.

Imposto, aliás, é nossa especialidade. Para empregar alguém, você terá de pagar 103% do seu salário em impostos e outros encargos trabalhistas. Coisas como imposto sindical ou contribuição para a reforma agrária são comuns.

Não é mera coincidência que tenhamos por aqui a maior carga tributária do planeta dentre os países de renda média e o pior retorno dos impostos dentre 25 países pesquisados. Quer saber onde isso impacta?  Nosso sistema de saúde do mundo está em último lugar em ranking mundial (em uma lista que analisou 48 países), a segunda pior previdência do mundo e o segundo país com pior nível de aprendizado (entre 64 analisados) -- justamente aquilo que deveria impedir que você recusasse um emprego por não possuir "qualificação"

Nossa pobreza, ou "falta de riqueza", não é uma questão de falta de vontade política ou de votarmos em pessoas erradas, mas uma mera consequência da baixa produtividade do trabalhador brasileiro, que, preso em tamanha burocracia, não encontra tempo nem espaço para produzir.