Mises Brasil Instituto Ludwig von Mises Brasil
http://www.mises.org.br


A pergunta para a qual os libertários simplesmente não têm resposta
por Thomas Woods, quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Por algum motivo insondável, os insolentes progressistas de um famoso website pensam que nos deixaram atônitos e desconcertados com a seguinte pergunta, para a qual, segundo eles, nenhum libertário tem resposta:

"Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que nenhum país do mundo nunca o implantou?"

Eles realmente juram que essa pergunta não apenas é irrespondível, como também destrói fragorosamente todo o edifício libertário.

Mas o que há de tão original nessa pergunta?  Pelo menos 90% de tudo o que libertários escrevem é uma resposta a esta pergunta, pelo menos implicitamente.

Para facilitar a compreensão de nossos detratores, vamos reformular ligeiramente esta pergunta para que eles possam deduzir a resposta.  Quando formulada corretamente, fica fácil perceber o quão ridícula ela é, pois há uma total falta de conexão entre a premissa inicial e a conclusão.

(1) "Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que as grandes empresas não aceitam concorrer abertamente no livre mercado, encarando desafios e sofrendo prejuízos, preferindo ser protegidas e socorridas pelo governo sempre que possível?"

(2) "Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que as pessoas preferem ganhar dinheiro por meio de privilégios especiais em vez de por meio da produção de bens e serviços de qualidade, e da satisfação dos consumidores?"

(3) "Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que algumas pessoas preferem alcançar seus objetivos por meio da violência, da fraude e do roubo?"

(4) "Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que os grandes empresários sempre preferem receber subsídios e privilégios, e ainda pedem ao governo que aumente as tarifas de importação?"

(5) "Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que a polícia não quer abrir mão do dinheiro, dos armamentos e de toda a autoridade que lhe é concedida em nome da guerra às drogas?"

(6) "Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que a classe política prefere viver parasiticamente à custa do trabalho dos outros e adora exercer seu vasto poder sobre toda a população?"

(7) "Sabemos que lobistas e grupos de interesse conseguem sempre ganhar benefícios especiais porque, ao passo que tais benefícios são concentrados e individualmente significativos, seus custos são dispersos entre toda a população e são individualmente irrisórios, o que significa que o público em geral não tem nenhum interesse em se organizar contra isso. 

Por exemplo, a obrigatoriedade do uso de canudinhos plastificados (devidamente fornecidos pela empresa lobbista) em bares e restaurantes dificilmente estimulará alguém a dedicar sua vida a se opor aos lobistas, mas um ganho extra de $100 milhões por ano em lucros para essa empresa certamente é algo pelo qual é válido gastar tempo e esforço.

Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que isso acontece?"

(8) "Se o arranjo que os libertários defendem é tão bom, então por que as pessoas não se esforçam para tentar implantá-lo após terem passado uns 18 anos de sua vida sofrendo lavagem cerebral nas escolas e universidades, ouvindo diariamente sobre o quão maravilhoso e insubstituível é o estado?"

 

pergunta.jpgPortanto, quando alguém, pela enésima vez, lhe fizer a seguinte pergunta: "Se o libertarianismo é tão bom, então por que não existem países libertários?", apenas responda utilizando a mesma tática:

"Espere aí, você está me perguntando por que motivo todas aquelas pessoas que estão em uma posição de poder absoluto e que podem dar ordens e espoliar a população impunemente não abrem mão deste poder e voluntariamente renunciam?  Ótima pergunta!"

_____________________________________________________

Leia também:

A Escola Austríaca e um tal Renatão