clube   |   doar   |   idiomas
Começamos com os lockdowns. E estamos indo para "O Grande Reset"
A "elite" de Davos já fala abertamente na criação de uma poderosa e centralizada tecnocracia global

O confinamento (lockdown) imposta na esteira da pandemia do novo coronavírus acelerou a implementação de antigos planos para estabelecer a chamada "nova ordem mundial". 

E isso não é teoria da conspiração. Já se tornou um objetivo abertamente declarado.

Sob os auspícios do Fórum Econômico Mundial (WEF - World Economic Forum), os formuladores de políticas globais estão abertamente defendendo um plano intitulado "O Grande Reinício" (The Great Reset), com a explícita intenção de criar uma tecnocracia global. 

Não é por acaso que, em 18 de outubro de 2019, na cidade de Nova York, o WEF participou do "Evento 201", uma "conferência de alto nível", sobre reações à pandemia, organizada pelo John Hopkins Center for Health Security.

Pelo que se depreende do manifesto, essa vindoura tecnocracia envolverá uma estreita cooperação entre os chefes da indústria digital e os governos. Com programas como "renda mínima garantida" e "assistência médica para todos", o novo tipo de governança combina um estrito controle da sociedade com a promessa de "justiça social abrangente".

Essa nova ordem mundial organizada por uma tirania digital virá com um abrangente e astuto "sistema de crédito social". A República Popular da China é pioneira neste método de vigilância e controle de indivíduos, corporações e entidades sociopolíticas. Para o indivíduo, sua identidade seria reduzida a um aplicativo ou chip que registra praticamente toda sua atividade pessoal. Para obter alguns direitos individuais, como o de viajar para um determinado local, a pessoa terá de contrabalançar esses privilégios aparentes com sua sujeição a uma rede de regulações que define em detalhes o que vem a ser um "bom comportamento", o qual deve ser considerado benéfico para a humanidade e para o meio ambiente. 

Por exemplo, durante uma pandemia, esse tipo de controle se estenderia desde a obrigação de usar uma máscara e praticar o distanciamento social até vacinações compulsórias para poder se candidatar a um emprego ou viajar.

Trata-se, em suma, de um tipo de engenharia social que é o oposto de uma ordem espontânea. É a antítese daquilo que se pode considerar 'desenvolvimento'. Como o engenheiro mecânico com uma máquina, o engenheiro social — ou tecnocrata — trata a sociedade como um objeto. Diferentemente das brutais supressões do totalitarismo de épocas anteriores, o engenheiro social moderno tentará fazer a máquina social funcionar por conta própria, de acordo com o projeto original. 

Para esse propósito, o engenheiro social deve aplicar as leis da sociedade da mesma maneira que o engenheiro mecânico segue as leis da natureza. A teoria comportamental atingiu um estágio de conhecimento que tornou possível praticamente todos os sonhos da engenharia social. As maquinações da engenharia social operam não pela força bruta, mas sutilmente por meio de "cutucões", como sempre apregoou seu papa, Richard Thaler.

Sob a ordem imaginada pelo "Grande Reinício", o avanço da tecnologia não visa a aprimorar as condições das pessoas, mas sim a submeter o indivíduo à tirania de um estado tecnocrático. "Nossos especialistas sabem o que é melhor" é a justificativa.

A Agenda

O plano para uma revisão e uma reforma geral do mundo é criação de uma elite de megaempresários, políticos e sua comitiva intelectual que costumavam se reunir em Davos, na Suíça, em janeiro de cada ano. Criado em 1971, o Fórum Econômico Mundial (WEF) tornou-se um evento megaglobal desde então. Mais de três mil líderes de todo o mundo participaram da reunião em 2020 .

Sob a orientação do Fórum, a agenda do "Grande Reinício" afirma que a concretização da atual transformação industrial requer uma renovação completa da economia, da política e da sociedade. Dado que uma transformação tão abrangente requer a alteração do comportamento humano, o "transhumanismo" obviamente faz parte do programa.

O Grande Reinício será o tema da 51ª reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos, em 2021. A agenda proposta será o compromisso de direcionar a economia mundial para "um futuro mais justo, mais sustentável e mais resiliente". O programa clama por "um novo contrato social" que seja centrado na igualdade racial, na justiça social e na proteção da natureza. 

Segundo o documento, as "mudanças climáticas" exigem que "descarbonizemos a economia" e que o pensamento e o comportamento humano passem a estar "em harmonia com a natureza". O objetivo é construir "economias mais iguais, inclusivas e sustentáveis". Essa nova ordem mundial deve ser implementada "urgentemente", pois a pandemia "deixou nua a insustentabilidade do nosso sistema", que carece de "coesão social".

Os defensores do Reinício afirmam que a ONU falhou em estabelecer ordem no mundo e não foi capaz de impor forçosamente sua agenda de desenvolvimento sustentável — conhecida como Agenda 2030 — por causa de sua maneira burocrática, lenta e contraditória de trabalho. 

Por outro lado, as ações do comitê organizacional do Fórum Econômico Mundial são rápidas e inteligentes. Quando um consenso é formado, ele pode ser rapidamente implantado pela elite global em todo o mundo.

Engenharia social

Esse projeto do Grande Reinício é engenharia social na mais pura definição do termo. No entanto, vale ressaltar que a ideologia do Fórum Econômico Mundial não é nem de esquerda nem de direita, nem progressista e nem conservadora; também não é fascista ou comunista. Ela é tecnocrática. Como tal, inclui muitos elementos de ideologias coletivistas anteriores.

Nas últimas décadas, o consenso que surgiu nas reuniões anuais de Davos é o de que o mundo precisa de uma revolução e que reformas sempre demoram muito tempo. Por isso, seus membros querem uma profunda transformação a curto prazo. O intervalo de tempo deve ser tão breve que a maioria das pessoas dificilmente perceberá que está acontecendo uma revolução. A mudança deve ser tão rápida e dramática que aqueles que reconhecerem que uma revolução está acontecendo não terão tempo para se mobilizar contra ela.

A idéia básica do "Grande Reinício" é o mesmo princípio que conduziu as transformações radicais das revoluções francesa, russa e chinesa. É a idéia do racionalismo construtivista incorporado ao estado. Só que projetos como o "Grande Reinício" não oferecem resposta para a pergunta: quem governa o estado? O próprio estado não governa. Ele é apenas um instrumento de poder. Não é o estado abstrato que decide, mas sim os líderes de partidos políticos específicos e de certos grupos sociais.

Os antigos regimes totalitários precisavam de execuções em massa e campos de concentração para manterem seu poder. Hoje, acredita-se que, com a ajuda de novas tecnologias, os dissidentes poderão ser facilmente identificados e marginalizados. Aqueles que não se ajustarem serão silenciados; opiniões que divirjam do "consenso da maioria" serão desqualificadas como moralmente desprezíveis (tipo como já ocorre hoje).

Os lockdowns de 2020 possivelmente oferecem uma prévia de como esse sistema funciona. O lockdown funcionou tão perfeitamente — no sentido de condicionar a população a adotar uma mentalidade bovina — que parece ter sido orquestrado — e talvez tenha sido. Como se seguissem um único comando, os líderes de grandes e pequenas nações — de diferentes estágios de desenvolvimento econômico — implementaram medidas praticamente idênticas.

Muitos governos não apenas agiram em uníssono, como também aplicaram essas medidas com sem ter qualquer consideração pelas terríveis consequências de um bloqueio  econômico global.

Meses de paralisia econômica imposta pelos estados destruíram a base econômica de milhões de famílias. Conjuntamente com o distanciamento social, os lockdowns produziram uma massa de pessoas incapazes de cuidar de si mesmas. Primeiro, os governos destruíram o direito ao próprio sustento; depois, os políticos (os próprios destruidores) se ofereceram como salvadores. A demanda por assistência social não está mais limitada a grupos específicos, mas tornou-se uma necessidade das massas.

Antigamente, dizia-se que a guerra era o que alimentava e dava forças ao estado. Agora, é o temor de doenças. O que temos pela frente não é o aparente aconchego de um benevolente e abrangente estado de bem-estar social, com uma renda mínima garantida e assistência médica e educação para todos. O lockdown e suas consequências trouxeram um aperitivo do que está por vir: um estado de permanente medo, de controle comportamental rigoroso, de perda maciça de empregos e de crescente dependência da "benevolência" de políticos.

Para concluir

Com as medidas tomadas no rastro da pandemia de Covid-19, foi dado um grande passo para "reiniciar" a economia global (nas palavras de seus próprios proponentes). 

Se não houver resistência popular, o fim da pandemia não significará o fim dos lockdowns, das quarentenas e das medidas de distanciamento social. No momento, porém, os oponentes dessa nova ordem mundial organizada por uma tirania digital ainda têm acesso à mídia e a plataformas para discordar. No entanto, o tempo está se esgotando. Os criadores da nova ordem mundial são espertos. Declarar o coronavírus como uma pandemia foi útil para promover a agenda de seu "Grande Reinício". 

Somente uma maciça e contínua oposição pode desacelerar e, quem sabe, interromper a ampliação do poder dessa tecnocracia tirânica que está em ascensão.



autor

Antony Mueller
é doutor pela Universidade de Erlangen-Nuremberg, Alemanha (FAU) e, desde 2008, professor de economia na Universidade Federal de Sergipe (UFS), onde ele atua também no Centro de Economia Aplicada. Antony Mueller é fundador do The Continental Economics Institute (CEI) e mantém em português os blogs Economia Nova e Sociologia econômica




  • Fritz inteligente e educado  05/08/2020 17:39
    É impossível se esconder totalmente na internet, mas algumas técnicas podem dificultar a vida do grande irmão e sua turminha de "canceladores":

    1º:

    Se puder, use o navegador Mozilla Firefox em sua versão mais recente, este além de ser um projeto 100% Open Source conta com uma ferramenta que para mim é genial, que é chamada simplesmente de "proteção contra rastreamento".

    Funciona da seguinte forma: Vários sites que você visita executam os chamados rastreadores, que basicamente mandam relatórios sobre a sua atividade neste site para empresas interessadas (Google, Facebook, etc.), é dessa forma que você, após visitar por exemplo o site da livraria Saraiva mesmo sem fazer login abre o seu Facebook e o mesmo te enche de propagandas da Saraiva, de produtos que você viu. Hoje tal sistema é usado majoritariamente para gerar propaganda direcionada, mas pode e provavelmente vai ser usado no futuro para fins muito piores.

    Pois bem, a ferramenta em questão simplesmente bloqueia a execução destes rastreadores, em teoria impedindo o envio de tais relatórios de navegação.

    Não sei dizer até onde isso de fato dificulta que tais empresas xeretem a sua vida online, porém antes, quando eu usava o Chrome, sempre que eu pesquisava algo em alguma loja online por exemplo e depois abria meu Facebook, propagandas dela estavam por todo lado, mesmo sem que eu tivesse feito login na loja. Desde que eu passei a usar o Firefox com esta função ativada tal coisa nunca mais ocorreu, e hoje todas as propagandas que aparecem pra mim são de coisas que eu jamais pesquisei e não tenho interesse, o que me leva à pensar que funciona.

    Após instalado, proceda da seguinte maneira:

    -> Abra as preferências;
    -> No canto esquerdo selecione "Privacidade e Segurança";
    -> Na parte "Proteção aprimorada contra rastreamento" selecione a opção "Rigoroso";
    -> Na parte "Enviar aos sites um sinal de "Não rastrear"" selecione a opção "Sempre";
    -> Na parte "Permissões", para cada um dos itens clique em "Configurações" e cheque a opção "Bloquear novas solicitações de permissão para..." (Caso venha à precisar de algum destes itens e não funcionar, desmarque a opção ou adicione uma exceção);

    Além disso eu também recomendaria instalar a extensão "HTTPS Everywhere" e nela ativar a opção "Criptografar todos os sites elegíveis".

    Obs: Acredito que alguns outros navegadores já contam com ferramentas parecidas, se você sabe de algum por favor compartilhe conosco.

    2º:

    Sempre que for acessar, publicar, etc, conteúdos considerados "de direita", "ofensivos", e aquela palhaçada toda eu recomendo usar uma VPN e evitar à todo custo fazer algo que possa lhe identificar, ou faça como eu, use o navegador TOR, disponível em torproject.org, ele é basicamente o Firefox que mencionei no item anterior, porém este ao invés de acessar a Web de forma tradicional, despacha todo o tráfego através da chamada rede Tor ou rede Onion, sempre que você acessa um site o navegador envia a requisição para uma outra máquina chamada de "relê", este por sua vez passa para outro relê, e para outro, e este por sua vez acessa o servidor do site e retorna o mesmo pelo mesmo caminha até chegar na sua máquina.

    Cada vez que você acessar algo o caminho escolhido será diferente, com isso é impossível que o servidor acessado saiba quem de fato o está acessando, ele tem o endereço IP do relê de saída, mas não o de quem de fato está requisitando o conteúdo. Além disso esta rede ainda conta com camadas extra de criptografia, no final, nem mesmo o seu provedor de internet consegue ver o que você acessa, o máximo que consegue é saber que você está utilizando o navegador Tor.

    Além de tudo isso este navegador permite também que você acesse uma parte da Deep Web, mais especificamente os sites terminados em ".onion".

    Para as configurações, recomendo as mesmas do item anterior.

    Obs: Vale mencionar que o Tor, assim como o Firefox, é um projeto 100% Open Source.

    3º:

    Este é mais complicado para muitos usuários, mas se puder, use Linux, digo isso pois o Windows 10 envia dados sobre todas as suas atividades no PC para a Microsoft, mesmo que você desative isso nas configurações. O Linux por sua vez é 100% Open Source, várias distros são 100% comunitárias (Não há nenhuma Big Tech envolvida no seu desenvolvimento), bem fáceis de usar mesmo para usuários leigos e uma boa parte dos programas famosos do Windows ou possuem versões para Linux ou possuem similares Open Source.

    4º:

    Nas redes sociais se você já tiver uma conta, mantenha-a, mas deixe de seguir qualquer página ou grupo que fale sobre algo que o "beautiful people" não aprova e use-a para assuntos não relacionados à política, e em paralelo crie uma conta fake que então pode ser usada para acessar tais grupos e páginas. Se você for meio paranoico como eu, crie e acesse a conta fake usando uma VPN ou mesmo o navegador Tor (O facebook possui inclusive um endereço oficial na rede Onion, facebookcorewwwi.onion).

    Fazendo isso você continua podendo acessar conteúdos "polêmicos" sem se comprometer ou ser exposto como "extremista de direita" ou algum destes rótulos patéticos.

    5º:

    Para e-mails pessoais que contenham algo potencialmente comprometedor, utilize um dos vários serviços anônimos e criptografados disponíveis por aí, o mais famoso deles é o Proton Mail (protonmail.com/pt/), mas há vários outros, inclusive na Deep Web.

    Obs: O Proton Mail, além de poder ser acessado pelo Tor, não exige qualquer comprovação de identidade, sendo assim da pra criar uma conta 100% fake sem muita dor de cabeça.

    6º:

    Evite, à qualquer custo, revelar de forma pública onde você trabalha e/ou estuda ou mostrar colegas e chefes na internet (Em perfis públicos de redes sociais por exemplo), digo isso pois há vários casos em que as hordas do cancelamento "punem" alguém que discorda deles pressionando a empresa onde este alguém trabalha à demiti-lo, e quando a empresa não acata eles a expõe dizendo que ela tem "fascistas" em seu quadro de funcionários e que a mesma "incentiva violência" ou qualquer lixo desse tipo.

    Enfim, mesmo seguindo todos estes passos você não estará totalmente protegido, mas qualquer coisa que possa ser feita para dificultar a vida do grande irmão e seus "zumbis canceladores" é muito bem vinda nos dias de hoje. É realmente triste como a internet, talvez a maior revolução tecnológica e social jamais vista na história da humanidade tenha se tornado tão tóxica e potencialmente perigosa.

    No mais, quem souber de mais dicas nesse sentido, peço que compartilhe conosco.

    Obrigado!
  • LeX  06/08/2020 01:27
    Tor browser, já ouviu falar?
    Esse sim é anonimo.
    Usado pra navegar na deep web

    www.torproject.org/pt-BR/download/
  • Felipe L.  06/08/2020 12:19
    Ruim do Tor é que é lento. E para logar em contas e e-mails com ele? Não ficam expostos?
  • Fritz inteligente e educado  06/08/2020 14:47
    Felipe, sim se você acessar contas que tem seus dados reais não adianta usar o Tor. Eu por exemplo o uso para acessar sites com conteúdo potencialmente comprometedor, para assistir vídeos de Youtubers odiados pela esquerda (para somente assistir o vídeo não é necessário fazer login), e até mesmo para ler e comentar nos artigos deste site, mesmo sabendo que provavelmente a moderação jamais entregaria qualquer relatório de acessos a menos que sejam forçados, prefiro não arriscar, daí como o site já não pede qualquer informação pessoal para comentar e ainda usando o Tor fica muito difícil me identificar.
  • Felipe L.  06/08/2020 16:21
    Não é mais fácil usar um VPN? Bom, eu não sei qual seria o melhor, já vi alguns pedindo dados de seu cartão para usá-lo.
  • Fritz inteligente e educado  07/08/2020 11:43
    Tenho muito pouca experiência com VPNs, as gratuitas geralmente tem padrões de segurança e privacidade bastante questionáveis, mas talvez se você não acessar algo que contenha seus dados verdadeiros não tem muito problema, já se você for acessar algo assim eu recomendaria VPNs pagas, uma que ouço falar muito bem é a NordVPN, que pretendo assinar futuramente. Pode ser que tenha algum sistema de VPN por aí mantido por voluntários e doações que seja gratuito e seguro, mas aí seria questão de pesquisar melhor.
  • Minarquista  07/08/2020 11:42
    O problema é que, dentro em breve, ter os seus dados expostos vai ser requisito para ter um bom social score. Assim, as pessoas terão que instalar apps que rastreiam tudo o que vc faz. Quem não tiver informações suas chegando aos servidores estatatais vai ter automaticamente score baixo. Vai ser praticamente impossível escapar da maquina estatista.
  • Fritz inteligente e educado  07/08/2020 14:03
    Minarquista, a ideia com as contas paralelas é exatamente essa, na sua conta real por exemplo você pode curtir eventualmente algum post progressista ou coisa do tipo, enquanto que conteúdos libertários/liberais/conservadores devem ser acessados em anonimato com a conta fake. Assim a informação que os burocratas recebem é que você concorda com os zumbis, quando na verdade este não é o caso.

    Mesmo que cometam a total insanidade de por exemplo passar à exigir CPF para acessar tais conteúdos é questão de horas ou no máximo dias pra que alguém ache um jeito de burlar isso.
  • Felipe L.  07/08/2020 14:14
    Por isso temos de lutar contra isso.
  • Alexandre Müller  09/08/2020 18:21
    Eu utilizo o Vivaldi Browser, apesar de não ser open source, possui uma comunidade que compartilha ideias, discutem e compartilham novas melhorias para o navegador. Este navegador utiliza o código fonte do Chromium e todas as alterações feitas são disponíveis para o público contendo detalhes a respeito.

    Vivaldi te protege de rastreadores, bloqueia propagandas e mantém você no controle dos recursos nativos. Gosto muito das personalizações e a compatibilidade de extensões. Mesmo assim, utilizo bloqueadores de propagandas, rastreadores e proteção contra sites que podem roubar informações e que contenham vulnerabilidades de segurança e tipos de malware.

    Recomendo pesquisar sobre e testar o navegador. Eu utilizo há um tempo, e tornei como meu navegador padrão.
  • Bento Enrico  11/08/2020 18:27
    Eu tenho utilizado o Brave como browser. Tem se mostrado bom na questão da rastreabilidade.
  • Marcelo  13/08/2020 11:50
    Finalmente um artigo bom no site e os comentários ficam só sobre a internet.
    A incapacidade de entender o que está acontecendo assusta mais que o fatos que acontecem.
    a Nova Ordem Mundial em curso é o agente manipulador de tudo, inclusive dos liberais, que sem saber, contribuem para eles.
    99% da população mundial está sendo reduzida a bonecos de ventríloquo, sem saber quais principados e potestades falam por suas bocas desavisadas.
  • Auzom  17/08/2020 15:00
    1- Assine o VPN CyberGhost, está hoje com 79% de desconto. cyberghostvpn.com

    2- E-mail criptografado mais em conta para empresas que usam domínio próprio. Tutanota ou Posteo

    3- Tenha um celular libertário que não te restreia e que tem possibilidade de desligar wi-fi, câmera, bluetooth e microfone:
    www.omgubuntu.co.uk/2019/11/pinephone-specs-price-release-date
    store.pine64.org/product-category/pinephone/
    puri.sm/products/librem-5/

    Necunos só por Voip mas pode ser útil.
    necunos.com/
  • Fabio   19/08/2020 19:46
    Excelente. Urgente espalhar a mensagem. Organizar e contatar formadores de opinião e lideranças para iniciar uma reação urgente.
  • Eder Giovani Savio  22/08/2020 15:14
    Obrigado
  • Judeu  05/08/2020 17:49
    Me dá um misto de pena e raiva dos políticos bananenses que acreditam que ganharão algo apoiando esse totalitarismo. Criarão um inferno que eles próprios também viverão como qualquer outro populacho daqui pouco tempo. Só mostra que uma alta preferência temporal prejudica não só o coletivo, como os próprios indivíduos.
  • anônimo  05/08/2020 20:46
    A maioria dos políticos são literais imbecis, não conseguem ver dois palmos na sua frente.

    Veja só o Botafogo (Rodrigo Maia), ele acha que as aberrações jurídicas que está aprovando, seu puxa-saquismo com a Globo e o apoio à ditadura do Judiciário trarão algum benefício pra ele. No máximo ganhará algumas propinas e um tapinha nas costas.
    Em troca será jogado na lata no lixo em breve e está ajudando a criar um mundo pior para seus filhos e ele próprio.
  • Vinicius  09/08/2020 16:07
    Político liberal é o equivalente a um homem nascer com útero. Tão logo o liberal entra em contato com política e todo aquele poder disponível não há medula óssea que não se corrompa, o que temos de político liberal nada mais são que sociopatas com inteligência suficiente para entender que o sistema econômico mais eficiente lhe trará ainda mais poder.
  • Marcelo  05/08/2020 22:36
    A Nova Ordem Mundial é o monopólio do poder político, econômico, religioso e da opinião oficial, controlando coisas e mentes sob uma central única de poder socialista.
    Nada mais totalitário que se possa existir.
  • anônimo  05/08/2020 18:02
    Durante essa pandemia, uma coisa que sempre ouvi não apenas uma ou duas vezes (de políticos e de seus asseclas) é a necessidade de uma "governança global" para combater os efeitos dessa pandemia.

    Quem achava que governo mundial era teoria da conspiração já está tendo que reconsiderar.

    "Então, é assim que a liberdade morre: com um estrondoso aplauso" (Padme Amidala, Star Wars Ep. III)
  • Paulo Henrique  05/08/2020 18:05
    Sim, e nem disfarçam: dizem que o Covid é uma "oportunidade de ouro".

    www.weforum.org/agenda/2020/06/great-reset-launch-prince-charles-guterres-georgieva-burrow/
  • Guilherme  05/08/2020 18:12
    E ainda há quem continue achando que não tem nada de mais nesse esquema criminoso de lockdown. Querem de todo jeito causar uma revolução. Se não foi pelo vírus e pela fome, será pela pancadaria ou então pelo colapso das moedas.
  • Cristão  08/08/2020 07:05
    Na boa, a Bíblia já fala disso, sobre um governo central sobre o mundo, e olha que foi escrita há mais de 2000 anos. O livro de Apocalipse, especificamente, fala sobre o governo mundial e em detalhes. A Bíblia descreve que a sociedade irá IMPLORAR, sim, isso mesmo, IMPLORAR para ser governada nesses moldes totalitários! Governo mundial NUNCA foi teoria da conspiração, pois acreditem se quiser ou não, a Bíblia não mente!Não quero entrar em polêmica, apenas expressei minha opinião. Aliás, muito tem se falado sobre a Bíblia, pois ela é um livro OPRESSOR, reacionário; e o pior de todos: a Bíblia é um livro CONSERVADOR. kkkkkkkkk

    E deve ser mesmo. Defende a moral, ética, família como instituição indivisível e pilar da sociedade. Defende o lucro, o livre mercado, A PROPRIEDADE PRIVADA, a liberdade do indivíduo... e tudo com base em Deus, realmente, não tem como não ser odiada pela esquerda. Será que agora ficou claro porque na Russia, China, Coreia do Norte e demais "paraísos" os missionários são tão perseguidos?

    Salomão declarou "o coração do sábio o inclina para A DIREITA, mas o do insensato para A ESQUERDA." kkkkkk

    Saudações a todos os leitores.
  • misterioso  10/08/2020 17:42
    Com todo o respeito, colocar religião no meio só vai fazer com que isso seja mais visto como teoria da conspiração. Temos que aceitar que nem todos são cristãos (inclusive há libertários ateus, judeus, budistas, politeístas e até muçulmanos). E como não foi provado qual Deus é o Deus verdadeiro, se Jesus é o filho de Deus, se o Maomé é um profeta de Deus, etc. não podemos encarar as profecias bíblias como uma verdade absoluta. O assunto aqui é discutir sobre política, não sobre fé. Colocar essa teoria como profecia do livro do Apocalipse só vai fazer com que os não-cristãos a rejeitem e vejam como uma "historinhas de evangélicos fanáticos para tentar converter ainda mais pessoas".
  • Jo_8_32  26/08/2020 18:42
    Se você acha que uma parte da verdade tem que ser suprimida para não pegar mal entre os demais leitores, então vc já foi assimilado por essa NWO.
  • Stalinmarquisson da Silva  10/09/2020 23:27
    A bíblia descreve muito claramente isso que estamos vendo se materializar agora. Chips, alteração do código genético para a criação de uma "marca" que permite leitura, ou mesmo os implantes da Neuralink/Elon Musk.
    Ignorar isso só pq vc quer ser politicamente correto é, como disseram, prova de que vc já foi arrombado pela piroca globalista.
  • Skeptic  11/09/2020 05:03
    Imagina o prof. Mises lendo um negócio desse! Hahahaha.
  • anônimo  12/08/2020 12:08
    Bom saber que não sou o único percebendo isso!! xD
  • 4lex5andro  19/08/2020 18:21
    É distópico pra não dizer orweliano, esse ano de 2020, há 1 ano mencionar que o mundo seria paralisado em níveis como foi, seria motivo de descrédito e escracho. Mas o tempo provou que não.

    O que se vem chamando de ''novo normal'' nada mais é que eufemismo ou neologismo para ''nova era mundial'', e já era predito.

    Que o diga o evento 201 e até livros de 'ficção' que mencionavam algum 'surto' oriundo de alguma cidade de uma potência comunista, só não foi da Urss e depois se provou verdadeiro.

    E é exatamente como oposição ao núcleo ''burguês'', a família cristã e sua propriedade privada, que se opõe o plano comunista, seja gradualista, aceleracionista ou seja revolucionário.

    O Brasil só agora vêm se atentando a isso, mesmo que a partir de um prisma conservador - mas só a partir desse que o liberalismo poderá ganhar terreno.

    Que não seja tarde demais.
  • Juliano  05/08/2020 18:42
    "We are on the verge of a global transformation. All we need is the right major crisis, and the nations will accept the New World Order." --David Rockefeller, 1994

    Essa é a crise que a elite globalista sempre planejou. Finalmente ela foi implantada. E, ao menos até agora, ninguém pode negar que tem sido um sucesso.

  • Rodolfo  05/08/2020 18:44
    Mas alguém já ouviu falar que vai rolar um RESET financeiro que irá retornar ao padrão ouro no mundo todo? De acordo com informações que tive, o sistema de bancos centrais foi criado pela elite justamente para escravizar a população e que, agora, é chegada a hora de dar um basta na exploração. O evento da "pandemia" seria uma última tentativa da elite de frear essa mudança.
  • Vladimir  05/08/2020 18:58
    O reset financeiro é inevitável, só que terá como causa a dívida impagável (de governos, pessoas e empresas) e não uma eventual hiperinflação (essa será consequência).

    Ou as dívidas são caloteadas (e mantém-se o atual arranjo) ou imprime-se moeda para pagá-las, o que tenderia a gerar hiperinflação.

    Mas isso ainda vai demorar MUITO.

    Lembrando que o Brasil já fez seu reset em 1994. Os EUA é que estão durando.
  • Felipe L.  06/08/2020 12:23
    Reset brasileiro em 1994? Por quê? Eles colocaram uma moeda fiduciária mais confiável e largaram das moedas anteriores e anos e anos de inflação alta e hiperinflação.
  • Juliano  05/08/2020 19:03
    Apenas lembrando que não é interesse nenhum das elites globais acabarem com o papel-moeda fiduciário e totalmente manipulável por bancos centrais. É por meio desse papel-moeda manipulável que elas mantêm o poder.

    Por isso, ao meu ver, farão de tudo para evitar qualquer chance de extinção. No extremo, se o Fed tiver de subir os juros pra 20% pra manter a força do dólar, farão isso sem problemas. É muito melhor ter uma profunda depressão do que perder o instrumento que mantém seu poder.
  • Felipe L.  05/08/2020 19:48
    Concordo. E nenhum deles quer saber de escambo. Os burocratas do FED milionários sabem caçar, fazer fogueira?

    Esse comentário do Leandro permanece atual. Eles vão preferir cortar da Previdência, dos programas assistencialistas e afins.
  • Imperion  05/08/2020 21:18
    Eles vão sair entupindo os países de dívida. E fabricar muito dinheiro pra cobrir. Sabemos que isso vai gerar inflação galopante. Mas o grande povão é leigo. Vai acreditar que a inflação vai poder ser combatida com aumento de impostos (Brasil), congelamento (Brasil), tomada da poupança (Brasil), subsídios (Brasil), tomada de propriedade (Venezuela, Cuba).

    Então vão entrar nessa. Quando a inflação estiver galopante, vão ignorar que é por causa da emissão de dinheiro da dívida que eles mesmo fizeram e vão apoiar todos essas modalidade de espólio, pois acham que vão levar algum nessa e vão ignorar que roubo é coisa de mau caráter e não há diferença se você mesmo rouba ou se você da força pro estado roubar dos outros pra dividir com vc.

    A lei do karma virá depois. Vão colher pobreza no futuro que eles mesmos plantaram ao apoiar políticos de caráter duvidoso.
  • Maloney  05/08/2020 21:56
    "E fabricar muito dinheiro pra cobrir. [...] Quando a inflação estiver galopante, vão ignorar que é por causa da emissão de dinheiro "

    Dinheiro, não. Moeda.

    Governos não podem "imprimir dinheiro". Eles só podem imprimir moeda.

    O único dinheiro que existe é o ouro (aceito em qualquer lugar do mundo como meio de troca), e ele não pode ser impresso.
  • Imperion  05/08/2020 21:25
    Não ocorrerá um reset para o padrão-ouro. Não pelo sistema atual. Então quando vc ouvir reset, não são os mesmos grupos.

    O grupo mais forte que fala em reset é o do calote das dívidas. Eles falam que a dívida tem que ser auditada, mimimi, como se quem emprestou tivesse culpa se o recebedor (governos que roubaram o dinheiro, praticaram corrupção ou simples assistencialismo) tivesse que pagar a conta perdendo o dinheiro emprestado.

    Os grupos do reset: calote das dívidas, aumento dos impostos, grande emissão de moeda mas independência aos bancos centrais (inclusive mais poder ao FMI — de fundo a banco central mundial)

    Voltar ao padrão ouro? Poucos países conseguem, não querem moedas estáveis.
  • Marcelo  05/08/2020 19:00
  • Sense  05/08/2020 20:15
    Primeiro era "quarentena" até achatar a curva, isso aconteceu em vários países

    Agora é "lockdown" até termos uma vacina kkkkkk
  • Fabrício  05/08/2020 20:36
    É mais complexo. Primeiro, os políticos mandaram todo mundo ficar em casa para "continuarmos vivos". Depois, passaram a falar que a quarentena era para "achatar a curva" e "dar tempo" para o sistema de saúde se preparar para uma sobrecarga de pacientes. Depois, passaram a dizer que é para ficarmos confinados até "acharem uma vacina". Agora, querem voltar a trancar tudo de novo porque a curva de contágio ainda não está aceitável.

    Já está óbvio que esses burocratas não têm a mais mínima ideia do que estão fazendo. Nunca nem sequer tiveram um objetivo sanitário claro.
  • Sense  06/08/2020 03:20
    Políticos como sempre nos fud..... com os habitantes com a falacia de "ajudar os mais necessitados"

    vc n quer matar 100 milhões de velhinhos por sair de casa e voltar ja contaminado com o virus da china ne?

    o pior é saber que tem pessoas aprovando essa atitude....
  • Intelectual  05/08/2020 20:42
    "elite globalista, onu comunista, globalismo, Soros" Muita teoria da conspiração na cuca. Isso sim.
  • Realista  05/08/2020 21:15
    Também sempre pensei assim. Até me deparar com os fatos.

    "Não estou interessado na teoria da conspiração; estou interessado nos fatos da conspiração" — Murray Rothbard
  • Mais Mises...  08/08/2020 09:53
    Sensacional essa frase do Rothbard.
  • Skeptic  11/08/2020 02:44
    Quais fatos?
  • undefined  07/08/2020 00:49
    Esse "intelectual" que diz que tudo é teoria da conspiração é o tipico adormecido , aquele tipo que só acredita que cai depois que tropeça. Típico sujeito que não sabe analisar a realidade , ligar os pontos e ver para onde as coisas estão caminhando. Só acorda depois que ta na merda... As coisas acontecem a um palmo do nariz dessas pessoas , mas elas negam a realidade, por que a realidade muitas vezes e desagradável, ai se negam a acreditar e preferem continuar assistindo tv e nas suas redes sociais lendo e falando merda achando que vivem num mundo colorido de fantasia onde tem uma elite boazinha preocupada com o bem estar dos outros e que no final vão dar um jeito e tudo vai ficar lindo e maravilhoso... Ah vtnc!
  • Skeptic  11/08/2020 02:55
    Existem diversas teorias da conspiração pra todos os tipo e gostos. Já vi youtuber libertário dizendo que a terra é plana e quem discorda é estatista. Já vi libertário que a acreditam que o governo é extremamente eficiente em esconder ETs e casos de OVNIs. Para aqueles que acreditam em globalismo, me expliquem como é que os EUA, a China ou a Rússia vão concordar com isso.
    Teorias da Conspiração são simplistas, idiotas, se encaixam na visão de mundo que a pessoa tem. Se baseiam num grupo malvado que comanda tudo sem quase nenhum rival de peso, e só não fazem o que querem imediatamente pq os planejamentos são friamente calculados. Ah, por favor, olha a bagunça que é política, não só do Brasil. O mundo é muito mais complexo que qualquer teoria maluca dessas. A tática é usar meias verdades para dizer que a sua teoria está certa, e se alguém discordar vc diz o óbvio "você está negando que governos manipulam?".
    Cuidado com a NWO, os reptilianos e illuminatis e não esqueça seu chapéu de alumínio.
  • Drink Coke  11/08/2020 10:35
    Perfeito Skeptic.
  • Bene  05/08/2020 20:45
    Tudo está mudando rapidamente. Muitas oportunidades estão desaparecendo por causa da nova tecnologia digital. Os negócios em nível mundial, se concentram, cada vez mais, nas mãos de poucos, enquanto grande parte da população vai sendo condicionada para uma forma de vida padronizada e distraída, sem se preocupar com o seu significado. As comunicações de massa pouco contribuem para estimular reflexões profundas e intuitivas, e com isso, o ser humano vai ficando enrijecido, com horizontes cada vez mais restritos.
  • Gustavo  05/08/2020 22:32
    Essa notícia importante de anteontem passou despercebida:

    OMS estima que taxa real de letalidade da covid-19 seja de 0,6%

    Ou seja, paramos o mundo, destruímos as economias e contamos mortos todos os dias por algo semelhante a uma gripe forte.

    Palmas.
  • Yuri - São Carlense  05/08/2020 22:53
    Leandro,

    O Schwartsman insistindo naquele argumento, hein:

    "Cai por terra, assim, o argumento de que a redução da Selic poderia afetar a estabilidade financeira das empresas endividadas em dólares; ao contrário, desse ponto de vista, o setor privado saiu mais fortalecido"

    É um economista do mainstream, mas sempre foi um caro sensato.... e agora fica falando essas besteiras

    Ele ainda fala mais - "a taxa Selic mais baixa fosse a principal causa do dólar mais caro (o que não é verdade: prêmios de risco e preços de commodities são bem mais importantes)...."
  • Leandro  06/08/2020 00:34
    Ele trouxe algo de diferente do que já foi respondido aqui?
  • Yuri - São Carlense  06/08/2020 00:46
    Nada, ele repete a mesma coisa de sempre. E que você já bem refutou.

    No mais, o que vc acha dessa tese dele, afirmando que os prêmios de risco e os preços das commodities são as causas mais determinantes para a alta do dólar, do que a queda da selic?
  • Leandro  06/08/2020 03:00
    Commodities e risco-país são duas das três causas determinantes. A Selic é a terceira. E talvez seja a mais importante de todas elas. Eu mesmo sempre ressalto isso nos comentários daqui. Veja os dois últimos exemplos:

    www.mises.org.br/article/3262/nossos-juros-reais-estao-menores-que-os-da-suica-e-o-banco-central-virou-trader#ac256986

    mises.org.br/article/3273/a-teoria-monetaria-moderna-ja-esta-sendo-aplicada--e-explica-a-inflacao-do-ouro-e-dos-day-traders#ac258908

    A questão é que as commodities já estiveram neste atual nível recentemente, e o real valia mais. Exatamente por causa da Selic ser maior. Hoje, por exemplo, o índice CRB está no mesmo valor de 10 de março. Mas naquela data, o dólar estava em R$ 4,65. Hoje está em R$ 5,30. Naquela época, a SELIC estava em 4,25%. Hoje está em 2%. E o risco-país era o mesmo.

    Ou seja, das três variáveis, duas eram idênticas. Apenas a Selic está diferente.

    É bastante óbvio que, se você tem juros reais mais altos, de um lado você atrai capital especulativo para o país. E isso mantém sua moeda apreciada. De outro, ao reduzir as expectativas de inflação futura, sua moeda ganha valor no mercado futuro, pois o poder de compra dela irá cair a um ritmo menor.

    Por isso, juros reais altos garantem moeda mais valorizada. Todo o governo Lula foi assim.

    Isso, aliás, é economia básica e é estranho que o Schwartsman ignore isso, pois a própria economia ortodoxa (da qual ele é discípulo) enfatiza esse ponto. A política monetária americana da década de 1980 é o exemplo de livro-texto dessa teoria na prática.
  • Imperion  06/08/2020 00:31
    valor.globo.com/financas/noticia/2020/08/05/copom-reduz-selic-em-025-ponto-para-2percent-ano.ghtml?fbclid=IwAR3SP7eXrjMptbOWLOJRMx5mvQ6roDild73mSVAXin0huUJ_Gl3wi54bvKM

    Incrível, abaixaram mais os juros. Além de juros negativos, a diferença aumentou. Quando a economia voltar ao normal e a inflação disparar, será que eles serão rápidos em subir os juros?
  • Felipe L.  06/08/2020 01:03
    Boa pergunta. Mas eu não confio neles não. Tem suposto liberal que está comemorando... iludidos.
  • Estado o Defensor do Povo  06/08/2020 01:21
    Legal, então, o que a gente pode fazer?
  • Régis  06/08/2020 03:06
    Agitar contra. Educar as pessoas. Jamais apoiar políticos globalistas. Jamais apoiar políticos que se curvam a órgãos como ONU e afins (os governadores de São Paulo, Rio e praticamente todos os outros são exemplos dessa sabujice; devem ser escorraçados). Convencer as pessoas de que elas também não devem jamais apoiá-los. Explicar o motivo.

    E apoiar aqueles que demonstrarem resistência.

    De resto, proteger sua riqueza. Evitar o papel-moeda estatal ao máximo possível (hoje, com juros reais negativos, não há mais desculpas para ficar nele).

    Por fim, rezar/orar.
  • William  06/08/2020 13:57
    Permita-me discordar mas isso seria abrir mão da individualidade em prol da coletividade.
    Parece até um convite a algo do tipo: "libertarios do mundo, uni-vos".
    Não abro mão da minha individualidade. Podemos seguir difundindo individualmente a mentalidade libertária e nos posicionando contra, mas não acho que caiba uma "coletivização da briga" contra essa esquerda nojenta. Há outras formas mais coerentes de brigar
  • Estado o Defensor do Povo  06/08/2020 18:26
    Desculpa William, mas acho que não foi isso que o Régis quis dizer, você apenas concordou com ele, e eu também.
  • Felipe L.  06/08/2020 03:19
    Bitcoin. Dâniel Fraga falava isso quando o Bitcoin não valia nem R$ 300.
  • Imperion  06/08/2020 20:56
    A gente tem que esclarecer as pessoas que abrir mão da liberdade é o pior negócio. Paga dez recebe um.
    Porque se os libertários forem maioria dos votantes, na eleição se formara um congresso libertário e nas votações ganharão as pautas libertárias.

    Atualmente a maioria do congresso é estatista e mais de 99 por cento das pautas são pró aumento de estado. E o povo leigo aprova sem saber das consequências reais. Claro que vc não vai educar um povo que não quer ser educado, mas muitas pessoas são abertas a aprendizagem e uma pessoa a mais esclarecida do nosso lado é menos um leigo do lado deles.

    Bruce Lee ja dizia: se quer ficar bem de soco, soque! Isto é, vá direto ao assunto, sem rodeios. Porque é perda de tempo ficar dando voltas. E se as pessoas não forem esclarecidas logo, elas não ajudarão a mudar. Leigas, elas ajudam a manter o status quo. 
  • Felipe L.  06/08/2020 21:24
    Eu acho até interessante aprovar projetos de lei que reduzam o poderio estatal, por outro lado eu tenho medo de vir um monte de liberal e libertário, e aí o maldito vira a casaca e a gente tem que engolir o safado lá por vários anos. Com a eleição do Bolsonaro foi assim.
  • r.raphael  06/08/2020 21:28
    o sistema representativo por si soh eh uma fraude

    sp , mais rico da federaçao , + de 40 milhoes de habitantes : 3 senadores

    piaui , estado mais pobre , + 3 milhoes de habitantes : 3 senadores

    nem vou começar a falar do sistema eleitoral onde um concorrente mais bem votado consegue perder vaga pra um menos votado soh por causa de estrovengas como o quoeficiente eleitoral

    pior ainda eh que qualquer decisao que seja tomada em ambito legislativo ou executivo eh judicializada e pronto ... 1 decisao monocratica de um urubu de toga revoga uma votacao de 2 casas da republica , senado e camara

    soh decadas de educacao basica de qualidade pra chegar uma geracao nova com uma cabecinha preparada pra mudar algo, na minha era vai ser isso ai , lutando pra nao regredir uma decada por ano
  • Imperion  06/08/2020 04:23
    Olha so a imprensa de esquerda
    revistaforum.com.br/blogs/socialistamorena/com-um-craque-na-economia-argentina-comeca-a-sair-do-poco-em-que-a-direita-a-deixou/?fbclid=IwAR2IVh2KCDERbPZi48AlbBbnvkLlYJfGNbW0-nzrnz91hJYaOK-9U8M4h2o
    Kkk
  • anônimo  06/08/2020 19:44
    Esquerdistas vivem em uma realidade paralela. Até a Folha que apoiou entusiastamente a eleição do Fernandez já está fingindo que não fez nada demais no ano passado. Argentina acabou, só falta enterrar como a Venezuela.
  • Drink Coke  11/08/2020 13:14
    "Socialista morena" é uma jornalista tendenciosa e chavista assumida, essa mulher só merece ser ignorada por qualquer pessoa séria.

    Pessoal parece que esqueceu que Macri já assumiu o país em profunda crise fiscal e inflacionária, o máximo que se pode culpar o Macri é por não ter resolvido o problema. Mas isso não é memória fraca não, é mau-caratismo mesmo da esquerda e estão apenas distorcendo as narrativas, não importa quanto durar e se aprofundar essa crise na Argentina o culpado agora sempre vai ser o Macri.
  • Elias  13/08/2020 01:18
    Só faltava os esquerdistas falarem justamente isso: que antes do Macri ser presidente, a Argentina era um país perfeito. Só foi o Macri entrar que veio a desgraça. Ahã, tá!
  • Jorge de Melo  06/08/2020 14:10
    Pessoal do IMB,

    já fizeram backup do site? Com a fome desses canceladores, todo cuidado é pouco.
    Eu já estou fazendo, de alguns artigos daqui.
  • Liberal Inteligente e Educado  07/08/2020 04:53
    Até aqui essa teoria da conspiração? O sujeito mal consegue mandar na casa dele e vai querer mandar no mundo? É Olavo Paranoico de Carvalho demais isso....O mundo é Caos. A realidade é Caos. O Anarcocapitalismo já vencei, é só ver a quantidade e qualidade de cursos que são vendidos hoje no youtube. Ricaços são covardes e supersticiosos, mandem um email para a "Elite Global" que uma entidade de terceiro grau veio de Marte e irá "alterar os planos". Eles acreditam em qualquer bobagem
  • Erick  07/08/2020 11:32
    Sim, otima ideia do nosso amigo Jorge.

    Em breve, nos seremos os membros da Irmandade com os artigos sendo o livro de verdades amargas do Goldstein, como em 1984.
  • weberth mustapha  07/08/2020 15:09
    Esse tema é tão complexo que é difícil dizer onde acaba a verdade e começa a mentira. Sei que desde os primórdios das redes sociais, na época dos fóruns, se discute sobre sociedades secretas, maçonaria, illuminati e etc e etc e etc.
    Temos uma necessidade muito grande de crer que somos controlados por um pequeno grupo que se reúne a portas fechadas, e nos manipula.

    Na vida comum sabemos que lojas maçonicas e grupos de empresários ligados a políticos tem poder demais nas mãos, e várias vezes tomam decisões baseadas no melhor para eles. Ou seja, monópolios e cartéis, fechando segmentos de mercado. Tudo que esse site fala a tempos.

    Mas a nível global entram outras questões, é muito complicado reunir e conciliar interesses escrotos de europeus, árabes, chineses, barões das drogas, traficantes de órgãos, etc. Vejo com ressalva que uma elite governamental mundial teria controle nesses grupos todos.
    Essa elite responderia a quem? Quem é o grão-mestre? Um chinês obedeceria um americano? Mesmo que essa elite ou dita Guilda fosse controlada via diretoria, com votos, conciliar o interesse escuso desses grupos seria por demasiado díficil.

    Creio eu, que deve ser um misto, há sim uma política global de diminuição das liberdades individuais, fim do livre mercado em alguns setores, controle social pesado. Mas acho que é apenas uma política comum a grupos de mega-empresários, políticos socialistas, máfias de drogas e pessoas, etc... pensem bem, o que eles tem em comum?
    Dinheiro e poder.

    Ou seja, menos decisões para as pessoas, melhor para eles.

    Não estou diminuindo o aviso desse artigo, e sim, creio que uma política comum a esses grupos é essa. VAMOS DIMINUIR AS LIBERDADES DAS PESSOAS, ACABAR COM O LIVRE MERCADO.

    Por fim, não creio em um sistema dirigido e unificado, seria muito difícil unificar todas as vontades... parafraseando o Capitão Nascimento
    " O sistema não tem planejamento e nem diretoria, parceiro. O sistema é um mecanismo impessoal, uma articulação de interesses escrotos. ''

  • Papai Urso  07/08/2020 18:04
    Onde foi que eu vi radicalismo funcionar antes?

    Estou tentando puxar na memória mas tá difícil... com essa nem o Google ajudou!

  • Elias  08/08/2020 22:55
    [OFF-TOPIC]

    Nesse fim de semana eu vi a reportagem do Repórter Record falando sobre a situação precária dos trabalhadores da colheita de sisal. Na reportagem diz que o sisal é muito valioso, porém os trabalhadores, além de ganharem muito mal (em torno de R$ 150 por semana) o risco de acidentes é muito grande. É uma situação bastante degradante.

    Deixarei os links com alguns trechos da reportagem:

    recordtv.r7.com/reporter-record-investigacao/videos/a-realidade-de-miseria-e-abandono-nas-plantacoes-de-sisal-07082020

    recordtv.r7.com/reporter-record-investigacao/videos/cevadores-podem-sofrer-acidentes-graves-nas-plantacoes-de-sisal-07082020

    recordtv.r7.com/reporter-record-investigacao/videos/pagamento-por-trabalho-exaustivo-leva-angustia-para-lavradores-que-dependem-do-sisal-07082020

    noticias.r7.com/jr-na-tv/videos/representante-das-industrias-de-sisal-esquece-camera-ligada-e-admite-situacao-precaria-dos-trabalhadores-07082020

    O que me deixa intrigado é o seguinte: Se o sisal vale tanto dinheiro assim, que diabos a condição de trabalho dessas pessoas continua sendo precária?

    Em um livre mercado, como essa situação poderia ser mudada e os trabalhadores possam ter melhores condições de trabalho?

    É possível e viável, em um livre mercado, fazer com que se aumente a produtividade com maquinários modernos e redução da jornada de trabalho (que nesse caso inexiste)?

    Eu acompanho o IMB faz um bom tempo, porém essa situação me fez pensar bastante sobre como um país de livre mercado pode melhorar a produtividade dos trabalhadores do campo com a devida segurança e dignidade.
  • Fernando  09/08/2020 16:00
    Um metro de corda Sisal custa R$ 0,56 atualmente.

    www.gupar.com.br/cordas/corda-sisal/corda-sisal-8mm-516-220-metros

    Em 2014, o mesmo metro custava R$ 1,30.

    brainly.com.br/tarefa/1349264

    Ou seja, trata-se de um produto cujo preço está em forte queda, e cuja produtividade não aumentou. Reflita: de 2014 até hoje, todos os custos subiram. Mas essa é uma das poucas indústrias que vivenciou queda nos preços dos seus produtos.

    De resto, vale ressaltar o óbvio: trabalho em condições insalubres só existe em economias amarradas pelo governo. E a lógica é extremamente simples.

    Em uma economia livre e dinâmica, na qual sempre há oportunidades de emprego, se você tem um emprego do qual você não gosta ou no qual você é maltratado pelo patrão, você simplesmente sairia desse emprego e iria para outro. Sendo você competente em sua área, os empregadores iriam lhe disputar a tapa. Afinal, sendo você competente, aquele empregador que lhe oferecesse um simples aumento salarial e lhe conseguisse como empregado teria enormes lucros. Os empregadores disputariam você.

    Sendo assim, em uma economia livre, é o trabalhador quem estipula o próprio salário.

    Já em uma economia amarrada pelo governo, na qual há poucas oportunidades de emprego, e o próprio ato de contratar alguém legalmente é extremamente caro (no Brasil, encargos sociais e trabalhistas dobram o custo de um empregado), o trabalhador fica inteiramente sem opção. Nesta economia amarrada pelo governo, aquele trabalhador que não gosta do seu emprego ou não gosta da maneira como é tratado por seu patrão não tem nenhuma opção. Se ele se demitir, ele dificilmente econtrará outro emprego legal (pois a economia é amarrado e os custos trabalhistas são altos).

    Logo, quanto mais amarrada a economia, maiores as chances de abuso.

    Acrescentar a Justiça do Trabalho a este arranjo simplesmente piorará ainda mais a situação. O custo trabalhista ficará ainda mais caro, e os riscos de se contratar alguém serão ainda maiores. Todos os problemas serão intensificados e absolutamente nada será efetivamente melhorado.

    Odeio clichês, mas é inevitável: acrescentar a JT a este arranjo equivale a tentar apagar o incêndio com querosene.

    Uma solução muito mais lógica seria desamarrar a economia e reduzir substantivamente os encargos trabalhistas (longe de ser algo impossível). Isso traria muito mais liberdade e mobilidade ao trabalhador, e faria com que os patrões disputassem empregados via aumento salarial. É assim nas economias mais avançadas. Você acha que, por exemplo, lá na Suíça há abuso trabalhista? Ou mesmo em Hong Kong? Por que só no Brasil os patrões seriam maus e no resto do mundo seriam bonzinhos?

    Enquanto esse maniqueísmo perdurar em nossa mentalidade, não há qualquer chance de avanço.
  • Elias  09/08/2020 22:32
    Muito obrigado pela sua explicação, Fernando! Eu fiz uma pesquisa, e vi que na Ásia já se fabricam maquinários bem mais seguros para "triturar" o Sisal, transformando-o em fibra. Sinto muito por esses trabalhadores que tiveram a mão amputada por causa da incompetência estatal que acaba estimulando o atraso.

    O Brasil, mesmo tendo uma das 10 maiores economias do mundo (talvez pela grande extensão territorial), ainda é muito atrasada em inovações tecnológicas. É caro importar esses maquinários pra cá, por conta dos altos encargos tributários de importação, e também sufoca a produção em larga escala desses mesmos produtos em território nacional.

    Vi até uma informação que o brasileiro só produz 25% do que o americano produz (ou seja, o brasileiro produz em uma hora o que o americano produz em 15 minutos). É uma diferença gritante, pois além da falta de inovação tecnológica, há também a falta de mão de obra especializada (além dos problemas da burocracia trabalhista no Brasil).

    Voltando sobre o assunto da reportagem, veja a diferença do maquinário visto na reportagem e dos maquinários modernos e seguros produzidos na Ásia. E duas pessoas podem fazer esse trabalho, além de ter proteção e dispositivo de segurança que para a maquina, impedindo acidentes (máquina produzida em Filipinas, país nem tão desenvolvido assim).

    www.youtube.com/watch?v=gy_Pu4QF5f0

    Já no vídeo abaixo essa outra máquina faz praticamente todo o serviço, formando uma linha de produção, tornando o trabalho dos humanos muito mais fácil (e esse vídeo foi gravado na Tanzânia, África... sim, na África).

    www.youtube.com/watch?v=baR0wn6vGKY

    Tem coisas no Brasil que dá a impressão de ter parado na "idade da pedra". Uma pena que essa questão não foi explorada pela reportagem (focando apenas nas condições insalubres dos trabalhadores e da pobreza em que vivem).
  • Imperion  10/08/2020 00:08
    Sisal não é tão valioso assim. Sobre as condições em livre mercado e melhorias: sisal é artesanal. Mas não é valioso. E é trabalhoso produzir. E quando vc comparar com outra atividade qualquer que já usa modernas técnicas de produção e colheita, vc passa a sentir pena dos que fazem artesanato.

    É pela diferença de condições que existe a pobreza. Num livre mercado já teriam inventado uma maneira de aumentar a produção do negócio, caso ela fosse demandada realmente. E produtividade é o que garante salários altos aos trabalhadores. Artesanal, o dono contrata muitos pra produzir pouco. O salário só pode ser baixo mesmo.

    Se a demanda do sisal fosse forte, o que não é, aí sim ele seria valioso. Compensaria investir no aumentos produtivos dos salários.

    Outra solução de livre mercado: inventar um novo uso para a matéria prima. Isso aumentaria a demanda, consequentemente os preços. Porque no livre mercado quem decide quem vai prosperar ou falhar é o consumidor.
    Fazendo tudo isso, outra coisa: baixar os custos. Se inventarem um maneira, processo menos trabalhoso e mais barato pra obter o resultado, é possível lucrar mais, investir mais e pagar salários maiores. Ex: inventarem robô ou maquinário que consiga fazer parte do trabalho da produção de sisal.

    Economia próspera é simples: produzir mais, com menos custos, lucrar melhor. Vender ao consumidor o que ele deseja e não o que vc quer vender.
  • Oliv  09/08/2020 04:03
    Perfeito, só não concordo com a ideia de que a tecnocracia é um movimento em si. A tecnocracia SEMPRE serviu à esquerda, na medida que cria um grupo de "iluminados" que sempre tendem ao planejamento centralizado e a redução das Liberdades.
  • Fritz inteligente e educado  09/08/2020 18:07
    Meus queridos, deem uma zoiada nisso aqui:

    www.dailymail.co.uk/news/article-8605885/amp/Lockdown-killed-two-people-three-died-coronavirus.html?__twitter_impression=true&fbclid=IwAR3s-CLLdi7FRM7RebVaGhYQiMUgaO3erFOwJliOgFT43mbb5_gGjEPVxqg

    Pelo visto o lockdown passa longe de ser a solução milagrosa e "humana" que a mídia e toda a esquerda vinham propagandeando, e este site estava certo o tempo todo.
  • anônimo  10/08/2020 07:58
    E máscaras são inúteis.

  • 5 minutos de IRA!!!  11/08/2020 14:26
    Ganhei alguns cabelos brancos com esse artigo....................

    Fenomenal o guia do libertário das galáxias no início da sessão de comentários, sobre browsers, vpns e etc. Vou começar a usar e vou me sentir um verdadeiro personagem de história de ficção!!

    Essa postagem é épica!!!!
  • 4lex5andro  11/08/2020 18:32
    Favoritando e acompanhando, muito bom tópico.

    E sobre os comentários, a maioria bons e uma minoria que postou ''chapéu de alumínio'' e ''teorias conspiratórias'', provavelmente não leu o texto e suas referências.

    Que existe uma agenda em progressão na escala mundial, é fato, um alento é o Brasil ter se deslocado recentemente (mas talvez tardiamente) do lado dos Bric para o lado de US, Israel e Ocde.
  • cmr  13/08/2020 10:13
    um alento é o Brasil ter se deslocado recentemente (mas talvez tardiamente) do lado dos Bric para o lado de US, Israel e Ocde.

    O que ??
    US, Israel e ocidente são o próprio globalismo, são isso tudo aí que você leu no texto.

    China e Rússia são o eurasianismo, outro projeto de poder mas que se opõe ao globalismo.

    Esqueça essa de que EUA defendem liberdade, de que Trump vai salvar o mundo, que Israel é o povo de Deus e outras fajutices do gênero.
    Se você acredita nessas, você será aquele escravo que se acha livre. Exatamente o que os globalistas querem.
  • 4lex5andro  19/08/2020 18:32
    Tem de ser pragmático, se ater, justamente á realidade.

    Tem-se hoje estes dois lados (Ocidente e totalitarismo), um permite liberdades individuais e pluralismo de ideias e outro não, só segue a cartilha do ditador que está no governo.

    Se for sugerida uma terceira via, ótimo, aderiria sem problemas, mas ciente que essa teria um preço também, onde o Brasil viraria um pária internacional e teria de suprir tudo - sendo que nem fosfato para produção de alimentos ou trigo pra prover o pão, o país produz sem necessitar importar.

    Nem é preciso tratar de tecnologia, basta ficar nesses exemplos justamente na área que o país é mais competente (o agro-negócio) pra se ter uma ideia do drama do Brasil.

    Depois mudar décadas de doutrinação sobre soma de riquezas igual a zero, e que é preciso aceitar que a riqueza precisa ser criada antes de distribuída, pra usar termos bem simplistas, não acontece do dia pra noite.

    Resumindo, não tem viagem, nem caminho 'fácil'.

    Qualquer opção vai ter sérias e prolongadas implicações.
  • Nathana  13/08/2020 11:56
    Esse artigo é demasiado teoria conspiração louca de illuminatis e essas baboseiras... o autor poderia ter sido mais cauteloso.
  • anônimo  13/08/2020 22:42
    Nathana, acesso os links do corpo do texto e tire suas conclusões...
  • GROETAS   14/08/2020 13:13
    Várias duvidas tenho sobre o não rastreamento dos "canceladores" dentro da internet , porque apesar das dicas de navegadores e brownsers , sem conhecimentos algum , entendo parecer que não há fuga , não que seja criminoso e cometa atos ilicitos mas o medo de perseguiçoes , percebo contraditórios já que VPns são pagas e mesmo que algumas públicas , sabemos que até na Deep Web onde se concentram atos ilícitos , existem profissionais de TI que conseguem seus caminhos . Falando do querido Mozilla não vem de "sem fins lucrativos" ? a mesma marca de tantas ONGS , semeadas por os tais Globalistas como Soros ,Rothschild ,Rockefeller e ,Clube Bilderberg, para um mundo melhor e justo ?

    Li também aqui considerações que oferecem um certo alívio de saber qu existem ateus , budistas , pentecostais , judeus , muculmanos , católicos , libertários que sem ligaçoes de Poder, diferenciam -se dos Libertarians ou liberais , usados como ferramentas em prol da pauta Globalismo Imperialista . Consigo enxergar também ,além dos "liberais ", conservadores, anarquistas ,democratas, capitalistas e até eurasianos, como citaram a China sendo oposto do sistema político Globalismo mas então entra o contraditório , como assim ? Tudo bem ser eurasiano mas , não foi a China , escolhida por Democratas e outras formas ideológicas para chegar ao ápice de grande potencia mundial em seus negocios que vão além de infra estrutura ? A grande China(Governo) , não estaria nos planos a ter apoio de grandes potencias mundiais em seus governos , para ser uma ferramenta do sistema político Globalismo ? Porque foi isso que assiti em videos e reportagens . E mesmo olhando com um olhar pleno de boa aventurança , já que a pauta da NOM , está a todo vapor , pergunto aos inteligentes , se o plano era ter um mundo mais justo , igualitário em todas as sociedades modernas mundiais , porque os corruptos, ditadores e abusadores de cada Nação , ainda governam e continuarão a governar , sendo fantoche decorativo de um Governo Mundial Próspero ? Nos comentários , disseram que os que hoje aplaudem a NOM , perderão aos poucos seus poderes de abusos de poder e terão quer vender seus negócios a preço de alface e ai ? Será que ouvi dizer amém ? o crescimento da falta de liberdade , porque sem dúvida , o controle é necessário para debelar crimes mas por que , o controle operacional de sociedades civilizadas , não conseguiu ainda justiça para todos ? para retirar então, os podres poderes de líderes que somente estavam rodando no mecanismo errático de Naçoes subjugadas por grupos gananciosos burrrocratas e por fim dominantes que revezaram -se no Poder em propagandas enganosas ? Porque esses Gestores Mundiais mesmo que sendo assumidamente , socialistas , democratas , republicanos , conservadores ,capitalistas , liberais e que contribuiram para a implementação da cobrança por novos ares e um mundo melhor , por estarem num grande plano errático , sistema , mecanismo ganancioso , sabem que foram traídos pelas circunstancias atuais ? já que segundo para se viajar pelo mundo e ter trabalhos terão que seguir cegamente as cartilhas da NOM também e pelas mídias gerais , considerando que cada rede social pessoal é uma midia que defende , lado A e lado C , sendo assim não se diferenciam das grandes midias corporativas e estatais e sempre serão "celebridades " do grande mundo cão.

    A única coisa que vejo é a realidade que está perto demais e porque não existe união de tantos sejam pobres , ricos , políticos sem definitivamente ideologias políticas como estampa eleitoral , pois em todas há algo valoroso em suas teorias geradas por seus encabeçadores em épocas distintas e podem com certeza serem utilizadas sem usucapião partidarista , por isso a sustentabilidade não é exclusivo de globalistas ou democratas , assim como direitos adquiridos não é de esquerda mas engrenagens livres e que deveriam funcionar . Asssim sendo termino minha ignorancia operacional ressaltando a realidade dos grandes tecnocratas digitais mandando no pedaço , torceremos para que haja emprego para tantos do planeta , porque os delliverys , reclamam de suas remunerações mas se privatizarem os Correios será ruim , porque é melhor manter como Empresa Pública pois a Segurança Pública está intimamente `as entregas de mercadorias e por que não absorver essa parcela de entregas de e-commerces também contratando os motoboys e mesmo que terceirizados , terão CTPS ou Contrato Trabalhista legalizado . Assim sendo manter saneamento básico , água & esgoto , saúde , correios sem privatizar , o essencial é de bom tom e ganharão um retorno em lucro aperfeiçoável ou seja , melhorem suas gestões públicas .


    E como não há fuga , e segundo conspirações , vacinas são iguais perante aos que concordam com o sistema político Globalismo , seja eurasiano ou não , ou será que entenderam aonde estão inseridos na realidade macro ? Melhorem por favor .
  • Chat Noir  14/08/2020 16:11
    ..Off-topic..

    Eu estava lendo alguns artigos nesse site, onde fala que o Reaganomics se inspirou em algumas ideias da EA.
    O que foi que motivou essa divida mundial dos EUA no período do seu governo? Foi algum erro de algumas ideias implementadas pela EA?

    "A Reaganomics continuou mesmo após o fim do mandato de Reagan, a 20 de janeiro de 1989, através do seu sucessor e antigo Vice-Presidente, George H. W. Bush, e terminou oficialmente nos primeiros meses de 1993, já no governo de Bill Clinton, que reverteu as decisões da era Reagan-Bush, que, apesar de terem propiciado o crescimento econômico dos Estados Unidos, levaram o país ser uns dos maiores devedores no mundo.[1] Reagan descreveu o aumento vertiginoso da dívida pública americana como "a maior decepção" de sua presidência."

    [1] «Reagan Policies Gave Green Light to Red Ink». The Washington Post. 9 de junho de 2004. Consultado em 25 de maio de 2007

  • Supply-sider  14/08/2020 17:35
    A reaganomics era supply-sider, corrente que eu defendo. Não era exatamente austríaca. O papa da tesa supply-sider é um cara chamado Jude Wanniski, que por sua vez conseguiu converter toda a equipe editorial do The Wall Street Journal para a tese.

    Os editoriais do The Wall Street Journal ganharam a fama de ser quem realmente ditava as políticas econômicas da era Reagan.

    Os déficits durante o governo Reagan aumentaram enormemente porque ele explodiu os gastos militares (com a justificativa de forçar uma corrida armamentista para falir a URSS) e também porque as taxas de juros foram, à época, as maiores da história (consequência do fim do padrão-ouro em 1971, o que exigiu juros ineditamente altos para combater a inflação, um fenômeno até então novo).

    De resto, é falso que o governo Clinton "reverteu" a reaganomics. Ao contrário: ele a reintroduziu. Foi o governo Bush I quem a aboliu, quando aumentou o Imposto de Renda, o imposto sobre ganhos de capital e o imposto sobre bens de luxo. Clintou reduziu o imposto sobre ganhos de capital para uma alíquota ainda menor que a do governo Reagan.

    Fique longe de ideólogos. Eles desinformam.
  • Ninguém Apenas  07/09/2020 17:09
    Não faz muito tempo que perguntei aqui a diferença entre a tese austríaca e a supply-side, e me responderam com arrogância que eu tava fazendo pergunta idiota, que supply-side e escola austríaca era exatamente a mesma coisa.

    Agora pelo que você tá falando são coisas diferentes, difícil de entender as coisas assim...

    Você acha que são a mesma coisa ou são coisas diferentes, e se são diferentes, qual a diferença?


    Desde já agradeço!
  • Historiador Honesto  07/09/2020 19:20
    A Escola Austríaca é a economia do lado da oferta. Assim como a economia clássica.

    Já keynesianismo, chicaguismo e todas as bizarras vertentes atuais (como Teoria Monetária Moderna) são do lado da demanda.

    Artigo inteiro sobre isso:

    www.mises.org.br/article/3190/economistas-do-lado-da-oferta-vs-economistas-do-lado-da-demanda--entenda-esta-distincao-crucial

    Agora, no fim da década de 1970, nos EUA, alguns economistas resgataram teses da economia clássica, introduziram alguns itens modernos (como Banco Central e política monetária, coisas que não existiam na época da economia clássica), e chamaram esse novo arranjo de Supply-Side Economics, o que se tornou uma escola própria.

    Essa escola, que guiou as políticas do governo Reagan, é bastante pró-livre mercado. Segundo ela, a função do Banco Central é manter uma política monetária guiada exclusivamente pelo preço das commodities (o dólar deveria ser mantido estável em relação a um índice de commodities via impressão e/ou enxugamento de moeda, com juros e câmbio totalmente flutuantes). A defesa do livre comércio é incondicional. Impostos devem ser sempre os menores possíveis. A desregulamentação deve ser total.

    Mas há um defeito: a escola não liga muito para déficits. Nem para nível do endividamento. "Deficits don't matter" sempre foi o lema.

    Para um país que tem o privilégio de emitir a moeda internacional de troca, a moeda mais demandada do mundo, de fato tal tese faz algum sentido. Mas se um país de terceiro mundo for pensar o mesmo em termos monetários, vira a Argentina.
  • Ninguém Apenas  07/09/2020 19:49
    Isso deixou as coisas mais claras, obrigado. Essa escola acredita também nos fenômenos de Boom and Bust causado pela expansão inflacionária do crédito?
  • Historiador Honesto  07/09/2020 20:15
    Não muito. Para eles, recessões são causadas por intervenções estatais inesperadas, como um súbito aumento de impostos, uma inesperada imposição de uma tarifa de importação, um nova e profunda regulação sobre o sistema bancário (o que afeta a expansão do crédito) e também pela própria destruição da moeda.

    O crash de 1929 foi causado pela notícia de que a Smoot-Hawley seria implantada.

    A Grande Depressão foi causada por aumentos de impostos, redução do comércio (tarifa Smoot-Hawley) e por várias regulações estatais (como proibição da redução de preços e políticas salariais que impediam redução de salários) que afetaram o empreendedorismo.
    A estagflação da década de 1970 foi causada pela saída do padrão-ouro, o que afetou totalmente o poder de compra das moedas.

    A recessão de 1990 foi causada por várias intervenções no sistema bancário, pela Guerra do Golfo (que fez explodir rapidamente o preço do petróleo) e por aumentos de impostos do governo Bush.

    Confesso que não sei a explicação deles para a recessão de 2000-2001.

    Já a crise de 2008 foi gerada pelo enfraquecimento contínuo do dólar (uma proposital política governamental), o que fez a pessoas investirem em qualquer coisa que trouxesse algum retorno acima da inflação. Imóveis foram a inevitável bolha consequente deste fenômeno, bolha essa que estourou assim que os juros começaram a subir e as pessoas começaram a dar calote em suas hipotecas, o que destruiu vários fundos de investimento que estavam comprados nestas hipotecas.
  • ENTROPIA DA IMPOTENCIA  20/08/2020 16:12
    A ENTROPIA DA IMPOTENCIA
    Bom agradeço ler textos idealistas e ate comentários de antiteses e contraditórios . Estou mal de saúde e não quero causar piedade mas vim dizer algo sobre usar chapeus de alumínio , pois acredito que deve haver alternativas para não sermos tão impelidos ao que se apresenta como única realidade existente . Assim sendo utilizo para amenizar efeitos radioativos , assim como a lama de camuflagem , mas enfim leio todos que consigo e recentemente li também o texto do New York Times do colunista Ross Douthat e gostaria que todos o lessem , entendi que faltou ali a diferenciação em enfase da Globalização e Globalismo que acabam por interagir nos tempos atuais e que o MISES fez em artigo tão bem , já que a Globalizacão inerente aos tempos modernos de utilização dos benefícios vindos da internet , resultados rápidos e precisos em calculos , menos burocracia como e -commerces e livres comunicações e comércios de indivíduos e países com o dito sistema político Globalismo que se assumiu em N.O.W (NOM) , Porém o texto fala de ilusão e sobre a queda de instituições sólidas que apoiaram o mesmo sistema político Globalismo, por um mundo melhor , em queda livre ou mesmo destituidos de confiabilidade por escandalos como Epstein , vindo a tona ou seria a toa ? De graça vejo materiais também de opositores partidaristas historicos e me lembro de Bernie Sanders , socialista que foi substituido por Joe Biden em candidatura pelos Democratas Estadunidenes e acredito que mesmo ele sendo , branco , tipo boa pinta ,tendo uma familia , uma esposa normal , que pratica cooper para se manter com saude , temo que se for eleito , venha a falecer pela sua própria idade . Então presumo que se Trump foi cordial com armadilhas de criminosos como o Epstein ,de sedução barata assim também foram os democratas que estiveram em suas reuniões . Resumindo aqui para cada armadilha , coisa ruim , tem e há ANTÍTODOS . E único ANTÍDOTO para a incompetencia em gestões públicas governamentais mundiais é a competencia proba, lícita e muito bom senso na hora de aplicar leis que se direcionam à um todo societário . Justiça sim para todos e menos semi deuses , humanos que erram por desacreditar que se o povo estiver em boas condições , não terão adversários . Um povo feliz não quer guerra e ter o mínimo como Saúde , Água e Esgoto e trabalho para serem prósperos não coincidirão apenas com Renda Unica Base que não acompanhe os índices inflacionários de mega capitalistas ,e dos ditos tecnocratas digitais em seus trustes , monopólios e oligopólios de operacionalização objetivando como meta a grande Segurança Digital , necessária por um mundo melhor e essa Segurança Digital precisa de premissa de como usam e para que usam , afinal imaginar em conspirações que o score atual de seus crediários , servem para saber se voce tem utilidade de um mundo caro e consumista e se voce gastar pouco , não possui muita utilidade , para o mundo , afinal a R.U .B
    ( RENDA UNICA BASE ) não consegue suprir os gastos de casa , comida , e a cobertura de planos de Saúde como o lindo projeto OBAMACARE , Então cresçam em aperfeiçoamento de Leis e projetos benéficos societários , se existem as industrias antigas que trabalhem lado a lado com as novas , se aprimorando em alternativas de meios de producão operacionais . Não há necessidade de destruição de alguma , basta visar o melhor para todos e faze -lo . A Globalização pode continuar pós pandemia , se houver apenas bom senso , onde a tecnocracia digital tenha parametros reais de segurança cibernetica e crescimento de trabalhos a nível mundial e não seja impedimento do ir e vir de cidadãos civilizados , cronometrando cada passo em prol de carteis de transportes de mobilidades digitais .Sejam reais e grandes tecnocratas digitais mas não destruam outras formas de decencia e oportunidades . Sobre discos voadores ou simulacros sobre soam bem menos ofensivos que sexismos exagerados , tidos como permissivos por grande parte de leitores e bloquearem
    Madonna , depois de anos de bussiness e agora outros tupis or not tupis , só lamento , existe sim , distinta diferença liberdade de expressão e extensiva libertinagem exposta como lavagem cerebral .

    www.nytimes.com/2020/05/23/opinion/sunday/the-end-of-the-new-world-order.html

    www.bbc.com/portuguese/internacional-53498291

    blocktrends.com.br/o-capitalismo-americano-esta-morrendo-mas-nao-do-jeito-que-voce-acha/?fbclid=IwAR2vMV64OB97NBF6kTbizE6q6ggN_vzv80Q4n2Ex7exnkvYvm6xwxt0tNtM

    www.youtube.com/watch?v=TWyspEH6m40
    www.youtube.com/watch?v=sS1iOp3GysQ
  • ENTROPIA DA IMPOTENCIA  20/08/2020 16:25
    www.mises.org.br/article/2639/a-diferenca-basica-entre-globalismo-e-globalizacao-economica-um-e-o-oposto-do-outro
  • RAFAEL BORTOLI DEBARBA  14/09/2020 15:33
    Que absurdo. Assustador


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.