clube   |   doar   |   idiomas
No pós-Previdência, pacto federativo será prioridade

Com a reforma da Previdência cada vez mais perto de ser aprovada, o governo Bolsonaro começa a planejar os próximos passos para a economia brasileira. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo vai apresentar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para reformar o pacto federativo. Segundo Guedes, a ideia é desindexar e desvincular os orçamentos nas três esferas de governo, com o intuito de aprofundar o ajuste fiscal do país. Além dessa medida, o novo pacto inclui a reforma tributária a ser enviada pela equipe econômica, que prevê a criação do IVA-Dual, o Imposto Sobre Transações Financeiras e a redução das alíquotas do Imposto de Renda para pessoas físicas e jurídicas, aliada a um mecanismo para acelerar as privatizações.

Por que é importante
O plano de desvincular os orçamentos é uma das principais apostas de Guedes para a economia brasileira, que sofre com o baixo investimento público

Quem ganha
União, estados e municípios, que teriam liberdade para definir as prioridades dos seus orçamentos
Quem perde
Defensores da indexação, que temem um aumento da desigualdade social com o fim de gastos obrigatórios

autor

Money Report
Money Report é uma plataforma de comunicação que envolve Portal de notícias.

Do ponto de vista editorial, Money Report defende a redução do tamanho do estado, o livre mercado, a democracia e o estado de direito.





Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.