clube   |   doar   |   idiomas

Existe uma página específica para este artigo. Para acessá-la clique aqui.

Fernando Haddad, um autodeclarado marxista adepto da Escola de Frankfurt

Muito se fala sobre o suposto perigo representando por Jair Bolsonaro, mas é praticamente inexistente na grande imprensa e televisão qualquer alerta sobre o risco para o país de um eventual governo de Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência.

Se ele for eleito, será o primeiro intelectual declaradamente marxista a ser presidente do país. Antes dele, o mais próximo que tivemos foi Fernando Henrique Cardoso, que antes migrou das hostes do marxismo universitário para uma práxis política social-democrata.

Assim como FHC, Haddad é filho da Universidade de São Paulo (USP): foi na USP que ele se formou em Direito (1985), fez mestrado em Economia (1990) e doutorado em Filosofia (1996). 

Assim como FHC, se tornou professor da instituição, mas na área de ciência política. Entrou para o PT em 1983, e em 1985 se elegeu presidente do centro acadêmico da Faculdade de Direito.

A partir do ano 2000, começou a trabalhar em governos petistas, primeiro na gestão de Marta Suplicy na prefeitura de São Paulo e, depois, no governo Lula. Exerceu cargos no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e no da Educação até se tornar titular da pasta em 2005.

Em 2012, se elegeu prefeito de São Paulo e fez uma administração desastrosa. Em 2016, quando estava no último ano de mandato e tentava a reeleição, o Datafolha divulgou pesquisa (ver link acima) em que Haddad tinha rejeição de 47%, a pior avaliação entre os prefeitos desde 2000, quando o então prefeito Celso Pitta disputou a reeleição e perdeu no primeiro turno. Haddad recebeu apenas 16,70% dos votos válidos (perdendo até para brancos e nulos) e foi derrotado por João Doria.

Formação

Se Lula se orgulhava de seu anti-intelectualismo, Haddad jamais escondeu seu gosto por ser identificado como intelectual, professor e político ilustrado.

Em um artigo para a revista esquerdista Piauí publicado em 2017, texto esclarecedor de suas posições e métodos, ele declarou as suas influências e compromisso ideológico:

Meus anos de universidade foram marcados pelo convívio com a nata da intelectualidade uspiana. Discutia filosofia com Paulo Arantes e Ruy Fausto, crítica literária com Roberto Schwarz, economia política com José Luís Fiori, história com Luiz Felipe de Alencastro, sociologia com Gabriel Cohn, direito com Dalmo Dallari e Fabio Comparato — e assim por diante. Estamos falando de grandes intelectuais a quem os jovens professores submetiam nossa produção acadêmica.

Em uma entrevista concedida cinco anos antes ao jornal O Estado de S. Paulo, Haddad revelou outras influências importantes para entendermos quem ele é e o que pensa:

Do ponto de vista do pensamento brasileiro, havia uma tradição que dialogava muito com a perspectiva marxista, que tem o Caio Prado, Fernando Novaes, Fernando Henrique Cardoso.

Depois, pensadores que não eram marxistas, mas que dialogavam com a tradição da esquerda radical, como por exemplo Antonio Candido, Luis Felipe de Alencastro, Chico de Oliveira, Paulo Arantes.

Todos esses, marxistas ou não, esquerdistas radicais, por assim dizer, moldaram a minha formação. Não escreveria essa interpretação do que foi o modelo soviético [mais sobre isso abaixo] sem a inspiração desses autores.

Evidente que o Marx é a inspiração longínqua, mais moderna. E não é mais possível falar em marxismo, são 'marxismos'. Eu me filio à tradição de Frankfurt, que tem no Adorno e no Marcuse as expressões mais vistosas.

A referência à Escola de Frankfurt é importante: seus integrantes criaram instrumentos intelectuais para tornar possível uma revolução cultural e política a partir do controle da linguagem e das ideias. O corolário desse empreendimento, alicerçado no marxismo, era a mudança de mentalidade e da própria política formal. Do politicamente correto à bandidolatria e antirreligiosidade, várias agendas ideológicas que hoje afetam o mundo ocidental são resultado direto da produção teórica da Escola de Frankfurt.

Com essas influências, Haddad escreveu os seguintes livros:

* O sistema soviético

* Em defesa do socialismo (nesta entrevista à Revista Época, ele diz: "Eu sou um socialista")

* Sindicatos, cooperativas e socialismo

* Trabalho e linguagem – Para a renovação do socialismo.

Escrito em 1989, ano da queda do Muro de Berlim, o livro O sistema soviético é uma tentativa de mostrar que a revolução de 1917 na Rússia não foi comunista, mas tão somente "anti-imperialista". Os revolucionários comunistas não conseguiram, segundo ele, criar o socialismo a partir de um Estado operário. Inauguraram, por outro lado, a fase de transição ao modo de produção asiático, que poderia ser identificado com o capitalismo de Estado.

O que Haddad fez nesse livro foi uma crítica aos erros do sistema soviético não pelo que a ideologia socialista/comunista representava ou pelo que o regime soviético produziu de infame, mas para tentar isentar o socialismo como ideia e projeto de toda a desgraça humanitária cometida no século XX. Ele pretendia demonstrar teoricamente que o socialismo jamais foi realizado mesmo na Rússia comunista e na União Soviética. (Ou seja, trata-se da surrada e repetitiva tese de que o socialismo falhou porque não foi socialista de verdade).

Por analogia, não seria forçado pensar que a sua presidência representaria para o PT e para a ideologia que orienta a sua luta uma correção de rumo que os comunistas não conseguiram realizar a tempo de evitar a queda da União Soviética. Haddad e seu partido têm hoje uma chance que os comunistas russos não tiveram ou deixaram escapar com a abertura promovida por Mikhail Gorbachev.

O que esperar

Uma vez no comando do Poder Executivo federal, Haddad provavelmente fará o que Lula não tinha condições intelectuais de fazer e que o seu partido, o PT, não conseguiu realizar por inteiro: controlar o estado de uma maneira mais profissional e ideológica a partir de seu conhecimento teórico sobre o socialismo e com base na experiência (erros e acertos) de sua gestão na prefeitura de São Paulo e nos governos de Lula e Dilma.

Sendo Haddad um intelectual orgânico e político profissional com experiência no Poder Executivo, evitará cometer os erros de quando foi prefeito e os do seu partido, que está sedento por poder e vingança.

O que os governos Lula e Dilma fizeram na Presidência será pequeno diante do que está por vir numa eventual presidência de Fernando Haddad, o marxista frankfurtiano.

Haddad se expressa bem e tem formação teórica, o que significa que ele consegue se passar por moderado mesmo sem sê-lo; consegue se passar como alguém preocupado com a democracia, com a justiça social e com a igualdade, omitindo o que entende por essas expressões e tornando palatável a agenda radical que está por trás desse projeto.

É, portanto, um político perigoso pela capacidade de disfarçar aquilo que só se manifestará quando estiver no poder, e mesmo assim nem tudo será aparente no seu governo.

Em outro trecho daquele artigo para a Piauí, Haddad afirmou ter lido "praticamente todos os clássicos sobre a formação do Brasil" e que "conhecia teoricamente o nosso país". Escreveu isso para realçar logo em seguida que "a experiência prática" que vivenciou no exercício da política era insubstituível. "Vivi na pele o que li nos livros."

Pelo que escreveu, disse e tem dito, e com base na sua experiência e na do PT, Fernando Haddad é o candidato mais perigoso e que poderá infligir mais danos irreversíveis ao país caso seja eleito no próximo dia 7 de outubro.

____________________________

Artigo originalmente publicado no jornal Gazeta do Povo

68 votos

autor

Bruno Garschagen
é autor do best seller "Pare de Acreditar no Governo - Por que os Brasileiros não Confiam nos Políticos e Amam o Estado" (Editora Record). É doutorando e Mestre em Ciência Política e Relações Internacionais pelo Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa e Universidade de Oxford (visiting student), formado em Direito, coordenador e professor de Ciência Política da Pós-Graduação em Escola Austríaca (IMB-UniÍtalo), podcaster do Instituto Mises Brasil e membro do conselho editorial da MISES: Revista Interdisciplinar de Filosofia, Direito e Economia.


  • Eduardo Alves Ramos  27/09/2018 16:24
    Esse cara é muito mais perigoso que Lula e Dilma juntos.
  • baked georgia  06/10/2018 07:43
    ele é muito perigoso justamente por ser inteligente. em são paulo ele foi enxotado antes de fazer maior estrago, mas só o que fez no ministério da educação já é um "aperitivo" indigesto:

    - no meu tempo só era obrigado se matricular com 7 anos. não satisfeito em criar um nono ano pro ensino fundamental, agora os pais são obrigados a matricular as crianças com 4 anos. quem é pai sabe que isso é horrível por vários motivos.
    - sociologia e filosofia como matérias obrigatórias no ensino médio. veja bem, o fhc, sociologo, vetou isso em 2001, mesmo assim o congresso foi lá e aprovou isso de novo.
    - kitgay, esse todo mundo conhece.
    - enem cada vez mais alienante

    e sabe o pior? ele deu uma entrevista uns anos atrás comentando com satisfação como a oposição, especialmente o psdb, votou sem nenhum problema em todas as reformas que ele sugeriu. ou seja, nem mensalão precisaram dar.
    quem olha dados de eleição pode notar que a esquerda radical nunca alcança mais de 30% do congresso. a imensa maioria dos nossos políticos são do "centrão" fisiológicos total. mas eles não enxergam que estão cavando a própria cova. isso, infelizmente, se refere ao bolsonaro tbm que já criticou leis... que votou a favor
  • Carvalho  14/10/2018 04:41
    Mais perigoso, inclusive, do que Chavez e Maduro juntos!
  • uma pessoa ai com vontade de dicustir educadamente  10/12/2018 04:19
    nao vamos exagerando cara, calma ai
  • Jeferson  27/09/2018 16:26
    O PT governou 14 anos e jogou o pais num lamaçal de corrupção, destruiu a família e hoje temos 13 milhões de desempregados. Temos uma educação falida, e um sistema de saúde falido. Só defende aqueles que não conseguem enxergar isto.
  • Ana Lu  01/10/2018 19:31
    Deixa eu ver se eu entendi. O Brasil tem 500 anos, desses 500, a esquerda governou 14...e ela fez todo esse estrago sozinha? Uau...
  • Luana  01/10/2018 19:40
    A esquerda governou só 14 anos?!

    A social-democracia fabiana de FHC era o quê?

    O confisco da poupança de Collor em conjunto com o congelamento de preços de seus dois planos foram o quê?

    O congelamento de preços de Sarney em conjunto com seus outros planos heterodoxos (como o Plano Bresser) foram o quê?

    As seguidas criações de estatais bem como o todo o dirigismo econômico dos militares foram o quê?

    O desenvolvimentismo de JK foi o quê?

    O trabalhismo de Getúlio Vargas foi o quê?

    O último governo genuinamente de direita que o Brasil teve foi em ... não me lembro mais.

    E aí, conseguiu entender? Ao menos o básico?
  • Stuart Mill  02/10/2018 17:27
    Por isso que eramos desenvolvidos até 1930, né?
    Esse tipo de análise rasa e ofensiva, Luana, não traz a verdade a mostra.
    Procuremos cuidado com as opiniões contrárias.
  • Say  02/10/2018 18:25
    Nada do que a Luana falou está errado, pois ela apenas citou fatos. Quais as suas refutações?
  • Edujatahy  03/10/2018 09:57
    Mas que non sequitur foi esse?

    A resposta à irônica pergunta de que só existiu esquerda nos últimos 14 anos foi muito bem respondida.

    Derivar dai a conclusão de que o país era desenvolvido antes de 1930 não tem o menor sentido e conexão com a resposta dada.
  • verne provenzano  20/10/2018 05:28
    Tivemos d pedro II que foi usurpado do poder por um golpe militar, logo apos ter vencido democraticamente o plebicito , em que o povo foi a favor do seu austero governo
  • Monica Mello  23/10/2018 17:08
    Já há um bom tempo que a esquerda governa disfarçada de centro direita. FHC, Collor, PT, Haddad... estão todos na mesma panela de polenta passada.
  • CARLOS  28/10/2018 09:00
    Pois é Luana, você tenta refutar o estrago que o PT FEZ NOS 16 ANOS de seu governo (e não 14 como você diz, por que os 2 anos do Temer também devemos ao PT).

    Aí você pergunta: FHC fez o quê? Dona Mortadela SUBVENCIONADA , entre erros e acertos, ele saneou a economia para entregar a casa em ordem pro PT e criou os programas sociais como o Bolsa família.
    Aí veio o PT se apropriou da paternidade dos acertos de FHC (acertos pelo menos do ponto de vista populista) e se colocou como vítima dos seus eventuais erros.
    Getúlio? Foi um ditador civil, contra o qual houve até a Revolução CONSTITUCIONALISTA de 1932, mas pelo menos nos deixou a CLT, sem a qual os sindicatos que criaram o PT, não teriam se criado.
    A gestão militar de 1964 a 1985 foi de direita, graças ao deus que vocês refutam e entre erros e acertos, ao menos nos deixou as maiores obras de infraestrutura que temos até hoje (isso as feitas em nossos país, com nosso dinheiro, sem contar as feitas em Cuba, Bolívia, Colômbia, Venezuela, e etc, já pensando na criação da tal URSAL).
    No tempo da militares o progresso em buscado com a ordem, coisas que os socialistas divisionistas e fazem questão de destruir DECLARADAMENTE. O povo tinha segurança pública e tanto amor e certeza do futuro glorioso do país que chegávamos ao excesso de sermos ufanistas. E hoje? Juventude toda descrente, drogada, pervertida, doente física e psicologicamente (vide depressão, obesidade, diabetes, suicídio e etc). Empresários objetivando sair do país. Corrupção política em escala nunca vista, entre outras mazelas. Bom, acho que já tá bom. Agradeça ao PT, ao cara conhecido pelo vulgo de "Lênin", a uma tal Escola de Frankfurt e ao Lulismo Castrista do Foro de São Paulo, entre outros.
  • Anonimvs Anonimatvm  08/10/2018 20:06
    O país não se fez da noite para o dia... nem as esquerdas.

    O Brasil sempre foi pobre e subdesenvolvido - mas até 1930, não muito mais pobre e subdesenvolvido que o resto do mundo civilizado. Nossa infra-estrutura era precária; o povoamento, concentrado na costa. Mas é inegável que havia um futuro muito promissor. Linhas férreas e portos eram abertas a largos passos; o nosso território, selvagem e impenetrável, começou a ser conquistado e domesticado por particulares que se dispuseram a arriscar, atrás de pastos e borracha.

    O que deu errado? A esquerda. A esquerda, idealista. Primeiro os insanos positivistas, felizmente postos de lado antes de causar maiores danos. Depois, os tenentistas (que infeliz exército nós temos!), seguidos pelo caudilho castilhista Getúlio Dorneles Vargas, o patriarca fundamental da esquerda brasileira e seu domínio absoluto em nossa política desde então.

    Desde então, perdemos nosso lugar no mundo. Abraçamos o subdesenvolvimento como profissão de fé; a condição periférica como propósito de vida. Afundamos com pompa numa fossa de sonhos; de industrialização sem demanda; de gasto sem ganho; de mercantilismo ineficaz, irresponsabilidade econômica e populismo vulgar.
  • Lucas  05/10/2018 22:24
    Ai não, gente que ainda acredita na democracia.
  • anônimo  12/10/2018 18:25
    Boa tarde!
    Acho que se você estudasse sobre a história do nosso tão amado país, você veria que ele está em um "lamaçal de corrupção" desde sua colonização.
    Nós somos um povo corrupto. Nossa população é corrupta; e o nosso governo é apenas um reflexo dela. Não é atoa que geralmente sempre votamos nos mesmos candidatos, mesmo eles mostrando sua total ineficiência,ou carácter duvidoso. Mesmo tendo melhores opções.
    A questão é que se nós não mudarmos e começarmos a nos envergonhar do nosso "jeitinho brasileiro", nós continuaremos "afundados no "lamaçal da corrupção". A corrupção no nosso país e governo nunca diminuirá ou acabará, só mudará de mãos.

    O PT destruiu a família?! Que família? Pois a minha continua firme e forte. A dos meus parentes e amigos tb...Ah, dos meus vizinhos, conhecidos, enfim...

    Fique na paz!!



  • Jairdeladomelhorqptras  26/10/2018 21:42
    Caro Anônimo,
    Sou parte do povo que você definiu como "corrupto". Pode valer para você, mas como indivíduo me tire desta definição, por gentileza.
    De quebra tire também todos os que votaram:
    No Janio Quadros cujo lema de campanha era a "vassoura" para varrer a corrupção. No Collor que ia caçar os "marajas" do funcionalismo público.
    No FHC que acabou com a roubalheira que era a inflação causado pelo governo.
    No Lula cujo partido era o único que se dizia íntegro, que, segundo eles, arrecadava dinheiro vendendo estrelinhas.
    O "povo corrupto" que você definiu --com as informações que tinha através da grande mídia -- votou no candidato que julgou mais honesto. Não é culpa do povo se as informações eram manipuladas. Parece que agora as novas mídias trazem mais informações e as escolhas serão menos equivocadas.
    Abraços
  • Caio  27/09/2018 16:26
    Carai, o cara é bem pior do que eu já imaginava...
  • sandra pacheco  01/10/2018 14:04
    Infelizmente grande parte dos meios de comunicação estão apoiando isso dai, lamentavel! o pais está prestes a mergulhar em um abismo sem fundo, e nem todos tem a chance que tem esses artistas todos famosos de fugir do pais.
  • Luzimar Figueiredo Teixeira  16/10/2018 14:47
    O mais engraçado de tudo isto é, que quando eles fogem, vão para países capitalistas.
  • Guilherme  27/09/2018 16:41
    A coisa só melhora, hein?

    Primeiro veio um sindicalista organizador de greves que se orgulhava de não ler livros (o que de certa forma foi até bom, pois ao menos ele não sabia nada de marxismo).

    Depois veio uma anta economista adepta de Keynes, que gerou as nossas maiores desgraças econômicas.

    Agora vem um almofadinha intelectual amante de Marx querendo impor a agenda da Escola de Frankfurt. (Lembrando que os intelectuais filósofos foram os grandes criadores das desgraças do século XX; o Sendero Luminoso, por exemplo, foi fundado por um professor de filosofia).

    Isso é que é evolução.
  • Hayek era filosofo  08/10/2018 15:45
    Nesse comentário você inclui o Hayek e Thomas Kunh fundando o neoliberalismo?
  • anônimo  27/09/2018 16:43
    Isso que Haddad está fazendo de ir visitar o Lula toda a semana na cadeia era o mesmo que o Lula fazia ao ir visitar Fidel e o Hugo Chaves antes. A diferença é que Lula era menos pau mandado.
  • Humberto  27/09/2018 16:44
    O que é pior: ter o país governado por um presidiário ou por um intelectual marxista frankfurtiano?
  • Carlos  27/09/2018 16:50
    Haverá um combo de dois em em.
  • Pedro Avelino  29/09/2018 14:04
    O pior é saber que o presidiário é o guru do intelectual frankfurtiano
  • Daniela  27/09/2018 16:54
    Se ele se orgulha de ser um intelectual, deveria no mínimo começar a ter um pouco mais de autoestima. Nenhum intelectual genuíno aceitaria passar tanta vergonha sendo um poste de um presidiário.
  • Antonio Carlos  27/09/2018 16:58
    Ao contrário. Se o sujeito é um intelectual genuíno, então aí sim é que ele vibra ao ser visto como serviçal de criminosos. No Brasil, ser intelectual é ser exatamente isso: porta-voz de bandido.

    Haddad está fazendo exatamente o que se espera de um intelectual brasileiro.
  • Emerson  28/09/2018 23:27
    É isso mesmo. Se amanhã ajudar a ganhar uma eleição importante, o Haddad usará máscara de Marcola ou Beira-mar sem vergonha alguma. Sugiro que neste caso ele use uma máscara com meia-cara do chefe do PCC e meia-cara com o chefe do comando vermelho. Assim fica mais inclusivo...
  • Herbert  14/10/2018 22:17
    Fantástica inferência
  • Kaique  27/09/2018 16:56
    O maior adversário do Haddad é o cálculo econômico
  • Luis Alfredo  27/09/2018 17:23
    Para mim na idade que estou, 50 anos, esse governo do Haddad será o fim de ver coisas tais como crescimento econômico, progresso material e moral, comércio e políticas livres. E terei de me conformar. O que mais dói é que os mais novos verão décadas de miséria e pobreza como resultado de tal calamitoso governo. Uma pena ver o futuro anulado desta forma, mas são escolhas de um povo que nunca soube em sua história distinguir o que lhe é realmente importante. Desculpem, mas estou jogando a toalha. Não há o que fazer contra tal força.
  • Armando  28/09/2018 15:15
    Faço das suas as minhas palavras! Estou com 49 anos e desde que o PT foi eleito em 2002 eu já visualizava a miséria futura. Penso que se eu quiser ver livre mercado e mais cultura, terei que migrar pra outro país.
  • Cristiano  30/09/2018 00:24
    Compartilho do mesmo sentimento, meu amigo, não acredito que verei este país como uma grande nação!
  • Regis Henrique Olivetti  09/10/2018 21:18
    Quando você tinha 30, eu já tinha jogado a toalha, hoje estou com 60. Jamais tente arrumar uma máquina desmantelada, não vale o esforço. O brasil sempre foi apenas um projeto de país desde 1500. Não há mais como concorrer com outras nações, vamos continuar plantando comida com enxada para o primeiro mundo, merecemos.
  • Wagner David  12/12/2018 01:33
    Infelizmente é a verdade, mesmo com essa mudança radical de direção para direita, o estrago que foi feito desde o descobrimento até os dias de hoje, dificilmente haverá concerto, o time já foi, já era o trem passou faz tempo e nós não embarcamos!
  • 5 minutos de ira!!!  27/09/2018 17:36
    Minha esperança é que a batata quente estoure nas suas mãos e, diferente de Lula, ele não possa surfar em bons tempos. Se a economia não responder, a falácia cai por terra em dois anos e, daqui a quatro anos, Amoedo terá chances.

    Isso se não virarmos uma democracia bolivariana (ditadura latina de esquerda) até lá.
  • Insurgente  27/09/2018 19:57
    Vai melhorar nada!

    Lula solto, capaz de ser até ministro
    fim da lava jato expansão das políticas redistributivas. A manada sorrindo
    Inflação
    Dolar na casa do caralho
    Protecionismo a todo vapor
  • Insurgente  28/09/2018 11:24
    Vai melhorar nada!

    Lula solto, capaz de ser até ministro
    fim da lava jato expansão das políticas redistributivas. A manada sorrindo
    Inflação
    Dolar na casa do caralho
    Protecionismo a todo vapor
  • ARLINDO  28/09/2018 12:43
    Imagina o Hadadão adotar o tripé econômico e não fazer nenhuma loucura, soma isso a um possível legislativo um pouco mais liberal que está por vir... aí sim que o PT continuará no poder por um longo período
  • Voltaire  27/09/2018 17:38
    Na atual situação em que vivemos fica cada vez mais claro que a secessão foi, é e será a única saída. O Brasil sempre será refém desta política do menos pior.

    Durante toda a Nova República os liberais foram obrigados a votar - vejam o absurdo - em um partido social-democrata (o PSDB) para impedir que outro partido de esquerda populista governasse com força o nosso país. Hoje piorou: agora temos um militar saudosista de 1964, com um vice bem autoritário, contra este intelectual marxista.

    Pergunto a vocês: até quando os estados menos socialistas vão aguentar?
  • Dianari  28/09/2018 14:01
    A estarem certas as pesquisas, será a primeira vez na história que o PT será eleito exclusivamente com os votos do Nordeste. Aí o pau vai quebrar.
  • Anis  28/09/2018 14:38
    Faz anos que o PT é eleito com votos dos nordestinos, quem você achar que é o maior grupo demográfico nas periferias das grandes cidades? Não há chances para pacificação do Brasil, uma muito remota secessão será seguida por expurgo de nordestinos.
  • Ana Lu  01/10/2018 19:35
    Que burrice...o PT teve maioria dos votos no Nordeste, mas a diferença veio do Sudeste...mesmo sem maioria, foi o que pesou no fim das contas.
  • Fernando  27/09/2018 17:41
    Fujam para as colinas!
    Eu vou fugir para o Paraguay, lá tem mais liberdade econômica que aqui!
  • Andrius  27/09/2018 18:36
    O Zimbábue tem mais liberdade econômica que nós...
  • Andre  27/09/2018 18:38
    Não tem colinas no Paraguay, mas há muita liberdade econômica.
  • Gustavo A.  28/09/2018 14:24
  • Pancritius  28/09/2018 15:59
    A Argentina é mais economicamente mais livre que Brasil e Cuba mais livre que Venezuela. Está correto isso aí?
  • Carlos  28/09/2018 16:41
    52,3 contra 51,4. Grandes coisa. Isso é margem de erro.

    Enquanto isso, Hong Kong é 90,2, Nova Zelândia é 84,2 e Suíça é 81,7. O Reino Unido é 78.

    Só isso...
  • Pancritius  28/09/2018 16:59
    Carlos, você tem as memórias de cálculos para eu encontrar este desvio padrão?
  • Carlos  28/09/2018 17:48
    Oi? Memória de cálculo?! Esses valores que eu citei são índices e estão explicitados para cada país (clique neles para ler). Não tem memória de cálculo.
  • Pancritius  28/09/2018 18:09
    Sim Carlos, memórias de cálculo, se você afirma que os índices possuem uma margem de erro estes possuem um desvio padrão e para cálculo do desvio padrão tem que existir as memórias de cálculo. Cálculo trivial do segundo ano do ensino médio que o site não disponibilizou, mas você ao afirmar que há uma margem de erro parece possuir tais memórias, pode por favor me encaminha-las?
  • Andre  28/09/2018 18:13
    Confesso que também fiquei curioso para saber o tamanho dessa margem de erro, você é da Heritage Carlos?
  • Carlos  28/09/2018 18:43
    Carai, será que até figura de linguagem e ironia precisam agora de legenda? Deixa eu tentar desenhar: os países mais livres possuem pontuação acima de 80. Certo?

    Comparado a isso, Argentina e Brasil terem 52,3 e 51,4 mostra que diferença entre eles é completamente irrelevante, pois ambos são igualmente bostas. Enfatizar que a Argentina está na frente do Brasil quando ambos estão igualmente na merda, lá no final do pelotão, equivale ao antepenúltimo na São Silvestre se gabar de que chegou na frente de penúltimo.

    Entenderam agora? Essa foi a minha ironia ao dizer "margem de erro". A diferença entre Brasil e Argentina não só é ínfima como também é totalmente irrelevante quando se considera o nível de pontuação dos países mais livres, o qual é imensamente maior.

    (Confesso que ter de explicar ironia, especialmente em site frequentados por pessoas inteligentes, é algo completamente depressivo, e que comprova que realmente estamos condenados).
  • Pancritius  28/09/2018 18:57
    Entendi Carlos, você apenas ironizou, não sou acostumado ao humor latino, não sabia que diferença cultural no Brasil me deixa menos inteligente e causa depressão nos nativos.
  • Karna  28/09/2018 20:47
    Você é português?
  • Pancritius  29/09/2018 00:40
    Karna, sou suíço, aprendi português aqui mesmo no Brasil nos últimos 5 anos, porém não se deixe enganar pela escrita, uso um corretor gramatical muito inteligente. Descobri este sítio ao pesquisar Suíça em português.
  • Infiliz  05/10/2018 17:39
    Off-topic: Por que veio ao Brasil? Era pelas bundas né, confesse.
  • Giovane  16/10/2018 12:22
    Deve ser expatriado de alguma empresa suíça. Melhor dos mundos. Salário suíço, custo brasileiro....e bundas bronzeadas
  • Pancritius  16/10/2018 15:06
    Giovane, sim expatriado, moro em Jundiaí gosto muito de morar no Brasil, pessoas são muito amáveis e receptivos comigo e família, muitos convites para eventos, casas em praias extraordinárias melhores que Europa, visitas em propriedades de campo em Mantiqueira, uma serra pequena porém maravilhosa, clima sempre ameno e comida boa.
    A crise aqui é séria e prejudica os negócios, mas como pode desemprego ser tão alto se tão difícil encontrar bons funcionários e serviços de qualidade?
  • Jairdeladomelhorqptras  26/10/2018 22:30
    Pessoal,
    Claro que a única opção é Bolsonaro. Mas ele tem 90 dias para chutar o balde. A oposição, os burocratas, os privilegiados, os cupins, os sangue-sugas, os carrapatos, os piolhos-- todos-- se organizarão e promoverão um boicote ao seu governo se ele demorar a agir. Bolsonaro não pode dar tempo para eles.
    Vale lembrar que o governo militar implantado em 1964 foi frustrante. Foram estatistas.
    E o nacionalismo de Bolsonaro pode cair num vies estatizante.
    Só nos resta a fé de que faça um bom governo. Caso contrário , 2022 é a volta do PT. E a emigração, ao menos para mim.
    Abraços
  • Zus  27/09/2018 18:38
    Tomara que ele ganhe e o Brasil vire a Venezuela. Quem sabe todo mundo morrendo de fome alguma coisa mude.
  • Pesquisa  27/09/2018 19:00
    O que vocês farão assim que o Fernando Haddad for confirmado como próximo presidetne do Brasil?
  • Insurgente  27/09/2018 19:47
    Vou chorar ao ver um batalhão de imbecis se vangloriando ao ver o resultado.

    Depois, continuar aqui, cheia de ódio, pois não tenho dinheiro pra fugir dessa desgraça!

  • Enzo  27/09/2018 23:02
    Insurgente, mas quanto custa sair do Brasil?
  • anônimo  28/09/2018 00:29
    Muito!
  • Fernando  27/09/2018 20:08
    Sinceramente? Ficarei mais exposto em dólar, como já estou parcialmente através de ações de uma exportadora.
    Mas acredito que ele vai fazer/dar continuidade às reformas fiscais que o Temer tem tentado fazer, toda a classe política e parasitária precisa sobreviver e para isso eles vão deixar a gente respirar.
    Ele indicando que vai realmente prosseguir com reformas eu migro para a ações locais.
  • Lucas  27/09/2018 21:10
    Mas vocês acham que ele ganha ?
  • Rafael  27/09/2018 22:58
    Ganha. Quando um povo tem propensão ao atraso, ele a exerce com o gosto. E sempre.
  • Lucas  27/09/2018 23:40
    Mas e o fato do Bolsonaro ser o primeiro nas pesquisas ?
  • Rafael  27/09/2018 23:58
    Só no primeiro turno, quando o voto da esquerda está disperso por Ciro, Marina e Alckmin. No segundo turno, os progressistas e esquerdistas chiques que votam nesse trio se unem e migram pro marxista.
  • anônimo  28/09/2018 02:57
    Bem provável. Basta ver a recente carta aberta do fhc pedindo basicamente isso. Espantar-me-ia muito pouco se algum dos candidatos de esquerda à presidência for indicado para algum cargo no governo de Haddad...
  • Mídia Insana  28/09/2018 00:12
    A liberdade sai perdendo com Haddad e com Bolsonaro também. O Bolsonaro está roubando o libertarianismo de quaisquer chances que tinha de ser protagonista da "Direita Brasileira" (termo guarda-chuva para todo mundo que não quer criar a Nova Cuba aqui). Nossa situação atual é apoiar o "estatismo por convicção e liberalismo por conveniência" dele; ou arriscarmos a irrelevância como acontece nos EUA há décadas.

    E isso já está acontecendo. Basta olhar o espaço que qualquer personalidade da mídia independente está ganhando no YouTube por ser pró-Bolsonaro.

    O único lado bom é que ele se diz pró-rearmamento. Assim fica um pouco mais fácil de sair do Brasil.

    Já uma vitória do Haddad viria com a grande ameaça de mais poder na mão do PT. Vão transformar o Brasil em Cuba em 4 anos (2,5, se tiver impeachment)? - Não, PORÉM são mais centenas de bilhões de reais nas mãos do PT para distribuir para seus artistas, jornalistas, acadêmicos e empresários. Libertarianismo só tem ideias, não dinheiro. O PT conseguiu a incrível façanha de fazer a imprensa e academia, de condená-lo pelo Mensalão, a perdoá-lo por crimes bem maiores na Lava-Jato. Não concordo com o Ideias Radicais quando fala que uma vitória do Haddad e do PT não teria efeito algum.

    O único lado bom que poderia vir de uma vitória do Haddad é que o voto novamente seguirá a geografia porque a rejeição ao Haddad é enorme no Sul enquanto a do Bolsonaro é mais igualmente distribuída entre os estados. Existe a chance de os frustrados virarem para a secessão como aconteceu em Dilma x Serra e Dilma x Aécio.
  • Andre  28/09/2018 00:39
    O Bolsonaro já está muito perto do seu limite de votos, já que seu principal veículo midiático é a internet, Haddad ainda tem muito voto para conseguir nos rincões do país e periferias de cidades grandes, locais onde as informações chegam mais lentamente e por meios midiáticos tradicionais. Bolsonaro não é palatável e merketizável como era o Aécio Neves em 2014. Prepare-se, teremos mais um governo do PT a frente.
  • Pobre Paulista  28/09/2018 02:47
    Bolsonaro está no seu teto de votos desde os 10% das intenções de voto...
  • Rafael  28/09/2018 13:55
    O cara está sendo alvo da mais sórdida e virulenta campanha de difamação jamais sofrida por qualquer candidato na história do país. Toda a elite midiática está contra ele. Não tem a menor chance de ele ser eleito. E, se for, aí sim eu começo a acreditar em milagre divino.
  • Mídia Insana  28/09/2018 14:56
    A grande mídia só pode espernear. Se o que ela pensa fosse de fato o mais importante, o homem não estaria em primeiro lugar para começar. Ele tem uma chance sólida de vencer.
  • Raul RB  28/09/2018 12:29
    Nada demais, começar a guardar dinheiro em bitcoin e dolar. Incentivar mais a secessão do sul, divulgar que democracia não funciona, que socialismo é roubo de propriedade.

    Na vida pessoal, fazer mais atividades físicas e racionamento de comida (preparando para venezuela). Adotar mais uns 3 cachorros de rua para aumentar a segurança de casa, e fazer um treinamento para ter uma arma.
  • brunoalex4  03/10/2018 16:47
    Aprender sobre vivencialismo...
  • Raquel  27/09/2018 19:57
    Se esse homem ganhar,eu confirmo que brasileiro é um povo abestado,ou que as eleições foram manipuladas.Não sei o que é o pior.
  • anônimo  27/09/2018 23:33
    Bom, li o artigo todo e vocês não falaram oque ele pode fazer. Ameaçam o texto todo e nada falam!
  • Paciente  27/09/2018 23:56
    É porque nada pode ser feito contra o analfabetismo funcional...

    No entanto, como bom samaritano, vou insistir. Venha cá, dê-me sua mãozinha que eu irei conduzi-lo por esse desconhecido vale da luz. Vou ensiná-lo a interpretar um texto.

    Se o sujeito se declara marxista, se assume socialista, confessa ter sido moldado por "esquerdistas radicais", e diz ser um seguidor da Escola de Frankfurt, então, por definição, o que ele tentará fazer (pode não conseguir por causa do Congresso e das instituições, mas tentará) é transformar isso aqui numa Venezuela, mas com leis politicamente corretas.

    Todo mundo passará privações, mas gays, lésbicas e feministas terão alguma prioridade do trato. Não haverá papel higiênico, mas o SUS financiará cirurgias de troca de sexo. Sacou?

    Em termos puramente econômicos, é isso que ele quer (mas, por sorte, pode não conseguir):

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=2847
    www.mises.org.br/Article.aspx?id=2944
  • Marcelo  28/09/2018 00:00
  • Alguém  28/09/2018 00:10
    Certamente que Haddad é um socialista com intelecto.

    As informações colocadas pelo Bruno demonstram claramente.

    O ruim é ele começar o texto usando o Bolsonaro como introdução.

    Ou seja, pros conservadores brasileiros, entre eles Garschagen, não tem problema deixarem transparecer que o Bolsonaro é a representação política conservadora.

    Que fundo do poço. Que escolha temos de encarar? Haddad marxista ou Bolsonaro "conservador".

    Acho que vou me candidatar nas próximas eleições dizendo que sou a representação do catolicismo, da moral, da familia e das "pessoas de bem".

    Mas vou fazer de conta que nunca me separei e tive filhos de 3 relações diferentes. Que nunca empreguei parente em gabinete. Que nunca tive funcionário fantasma. Que nunca declarei que Hugo Chavez era um exemplo. Que pelotão de fuzilamento é necessário. Que nunca sugeri que a suprema corte deve ser controlada adicionando-se mais ministros alinhados com o governo (coisa nada parecido com o chavismo). Que defendo a punição de bandidos mas que em anos e anos de parlamentar o maximo que fiz foi propor a castração (algo nada extremo). Que nunca defendi pauta liberal mas que de uma dia pro outro aceitei o apoio de um econonista altamente liberal que defende a privatização de todas as estatais (mais um exemplo de que não sou extremista).

    Ah, vou deixar também em segundo plano que sou católico apesar de ter rejeitado o matrimônio na igreja católica e ter feito uma "cerimônia" com ex-pastor da igreja Univerdsal.
  • Alguém  28/09/2018 00:55
    Faltou dizer que quando um jornal (com décadas de credibilidade) noticiar coisas abaixo, certamente é fake news (obviamente por ser imprensa globalista):

    - plano de atentando contra patrimônio das forças armadas (imagine se eu, um patriota exemplar, tramaria algo assim). PS: eu fui inocentado, então isso quer dizer que nunca tramei algo parecido).

    - que coloquei a mão no fogo por Aldo Rebelo.

    - que levei chá de banco do Lula.

    Ah, vou aproveitar pra dizer que todo crítico da Lava Jato é comunistaou bandido! Mesmo que os procuradores (agentes do Estado) burlaram direitos de acusados, que usaram delações como intimidação (nada parecido com regimes autoritários). Mesmo que fazendo de tudo pra enjaular o Lula, o que restou à sociedade foi a Petrobrás mais estatal do que nunca e um poste do Lula prestes a se eleger (o preço da gasolina nem vale, somos ricos,podemos pagara caro).

    Zito 2022!
  • anônimo  28/09/2018 02:41
    Pois é... até o piu-piu está dizendo:
    - Acho que vi uma cartinha! (lembrando o lula 2002).
  • ARLINDO  28/09/2018 13:00
    Faltou dizer sobre quando ele deixou a parceira decidir se queria ou não abortar.
    Bononoro é um burrichó que, por nossa sorte, do nada decidiu adotar um liberal para estar ao seu lado. Poderia ser pior se ele continuasse com as ideias econômicas parecidas com a dos militares da época da dentadura militar.
  • ARLINDO  28/09/2018 13:05
    Pra vocês verem como a democracia é uma desgraça: o seu voto, baseado em reais preocupações econômicas, vale a mesma coisa que o voto de uma feminista que votará no Hadad porque o Bonoro é supostamente sexista. Afinal, é melhor transformarmos isso aqui numa Venezuela do que manter do jeito que tá mas com o presidente sendo um "opressô", né?
  • Cristian  28/09/2018 13:31
    Certamente que Haddad é um socialista com intelecto.

    "É, esse ao menos parece ter estudado marxismo, se comparado aos outros socialistas que temos por aqui"

    As informações colocadas pelo Bruno demonstram claramente.

    Sim

    O ruim é ele começar o texto usando o Bolsonaro como introdução.

    Ruim porque? Afinal de contas, a grande mídia brasileira conta que o único perigo a nossa sociedade chama-se Jair Bolsonaro. E, "curiosamente", ela esquece de avaliar os demais candidatos com o mesmo olhar crítico.

    Ela não se preocupa com uma candidatura a presidência da república feita em porta de cadeia. Curioso isso! Não acha?


    Ou seja, pros conservadores brasileiros, entre eles Garschagen, não tem problema deixarem transparecer que o Bolsonaro é a representação política conservadora.

    Estou tentando achar isso no texto. Pode me apontar onde isso ficou evidente?

    Que fundo do poço. Que escolha temos de encarar? Haddad marxista ou Bolsonaro "conservador".

    Temos outros candidatos concorrendo ao pleito. Um inclusive que foge desses dois estereótipos, por exemplo, o João Amoedo.

    Acho que vou me candidatar nas próximas eleições dizendo que sou a representação do catolicismo, da moral, da familia e das "pessoas de bem".

    Fique a vontade. Viva a liberdade de escolha de suas próprias ações

    Mas vou fazer de conta que nunca me separei e tive filhos de 3 relações diferentes. Que nunca empreguei parente em gabinete. Que nunca tive funcionário fantasma. Que nunca declarei que Hugo Chavez era um exemplo. Que pelotão de fuzilamento é necessário. Que nunca sugeri que a suprema corte deve ser controlada adicionando-se mais ministros alinhados com o governo (coisa nada parecido com o chavismo). Que defendo a punição de bandidos mas que em anos e anos de parlamentar o maximo que fiz foi propor a castração (algo nada extremo). Que nunca defendi pauta liberal mas que de uma dia pro outro aceitei o apoio de um econonista altamente liberal que defende a privatização de todas as estatais (mais um exemplo de que não sou extremista).

    Se você gosta de hipocrisia e demagogia, siga em frente companheiro. Temos no país um partido vermelho especialista nisso

    Ah, vou deixar também em segundo plano que sou católico apesar de ter rejeitado o matrimônio na igreja católica e ter feito uma "cerimônia" com ex-pastor da igreja Univerdsal.

    Aproveita e finja que não é uma marionete controlada por um presidiário. Não se esqueça disso.
  • andre carlos  28/09/2018 00:36
    Cada povo tem o governo que merece mas a esperança que a crise se agrave e afunde o PT com sua retórica marxista.
  • Ricardo  28/09/2018 00:45
    E aí a gente vau junto? Acho que passo.
  • Preguiça  28/09/2018 03:47
    Parabéns, Bruno. Reforçou as crenças da bolha e não mudou voto algum.
  • Anis  28/09/2018 13:27
    No segundo turno das eleições os brasileiros decidirão qual destino econômico mais desejam, Argentina ou Venezuela.
  • Bruno  28/09/2018 14:26
    Se o Bolsonaro deixar o Guedes trabalhar, o Brasil consegue sair um pouco do buraco. Mas vai depender muito do Congresso.
  • Diógenes  28/09/2018 14:23
    Depois de tudo o que o PT fez, ainda é capaz de conseguir virar o jogo no segundo turno.

    A democracia é realmente um paradoxo. Ela consegue se auto-destruir muito facilmente.
  • 4lex5andro  28/09/2018 18:47
    O fórum de comentários do IMB é excelente no quesito economia, mas deixa a desejar no quesito política, escolhendo o muro.

    Só que o muro já tem dono.

    Se o Brasil quiser ter alguma chance como país, no dia 7 é 17!
  • Conde CIRO Dooku ou Darth Cangacirus  28/09/2018 19:29
    (Péssimo)Bom dia!!!

    Com todo (ódio)respeito do universo porque vocês não param de nos perseguir implacavelmente em especial o (Imperador) Democrata LULA ? Afinal defendemos a independência do Brasil em frente ao Imperialismo Americano sendo é claro seguindo conselhos de (ISIS, ONU, Comunistas - KGB) nós mesmos e dos nossos Grandes líderes e oficiais?

    O general Grievous Boulos não nos representa (só que não) de forma alguma e ponto. Mas na minha ótica ele é só mais uma (agente terrorista) vítima do sistema patriarcal, capitalista,...enfim vítima de um sistema (fascista e opressor) retrógrado.

    Falando em Sistema Retrógrado sinto (ódio) tristeza com o que está acontecendo no Brasil onde parece que tem um tsunami de (fascistas) liberais-conservadores querendo destruir a Grande Nação de todas as maneiras diferentes e de todos os meios necessários entre eles o IMB,Brasil paralelo,MBL ... e pessoas vivas e mortas como Mises, Hayek, Carvalho, Pondé, Beltrão ....

    Isso tem que mudar no dia 7 de outubro votem no candidato que é contra esse discurso de ódio contra tudo e todos para o socialismo pleno.

    Fiquem Com ELE.
  • Cirete  30/09/2018 18:49
    "Grande Nação"

    Ursal?
  • Mr. Richards  30/09/2018 18:55
    Leandro, você poderia me ajudar numa questão prática?

    Vamos supôr que um governante do Brasil queria comprar ouro para deixá-lo armazenado, ele alega que devemos ter uma grande reserva de ouro para turbulências futuras, e uma das propostas dele é retirar das reservas internacionais e comprar este ouro, é possível isso? Isso não se insere no âmbito da responsabilidade fiscal? Como não tenho conhecimento profundo nessa questão, gostaria de saber sua opinião, ao meu ver isso não configuraria a quebra da lei de responsabilidade fiscal, já que o BC não está financiando o governo, apenas transferiu uma reserva para uma outra.

    O BC vende esta reserva internacional e compra o ouro? Como seria o efeito prático disso, esse dinheiro da venda das reservas internacionais iria para a conta do BACEN, que em seguida compraria o ouro?

    Ou se não for ouro, esse governante queira transferir parte das reservas internacionais para o fundo soberano do Brasil, isso seria quebra da lei de responsabilidade fiscal?
  • Contador  30/09/2018 19:27
    É perfeitamente possível. As reservas internacionais do Bacen estão aplicadas em títulos públicos americanos. Basta vender esses títulos por dólares e utilizar esses dólares para comprar ouro no mercado internacional. Não fere a Lei de Responsabilidade Fiscal e não atenta contra nenhuma prerrogativa do Bacen.
  • shadowth  02/10/2018 11:07
    Haddad é comunista, tipo de pessoa que não pode confiar, só quero saber que é o mandante desses fdps, pois o Lula não é, aquele bêbado da 51. Deve ter um fdp maior que eles. Esses burros úteis são fod@, vão ser usado depois mortos para larga de ser troxas!
  • João RS  28/09/2018 22:47
    O Haddad vai quebrar o Brasil. Suas ideias econômicas são as mesmas da Dilma e do PT em geral. Ele não fará nenhuma reforma (mesmo porque não pode, o PT ficou anos negando a necessidade delas). Mas tentará sim equilibrar as contas públicas, porque o PT não é tão burro, eles sabem que se não fizerem algo, o Brasil vira a Grécia, o Rio de Janeiro, vai atrasar aposentadoria, salário etc.

    Então o que o Haddad vai fazer para equilibrar as contas públicas? Vai aumentar impostos. O PT diz que o aumento de impostos será apenas para os ricos. Mas como mostrou o Alexandre Schwartsman nessa coluna aqui é impossível apenas os ricos pagarem. Para fechar a conta, a classe média e a baixa também será tributada. Preparem para a passagem de ônibus a sete reais e assim por diante.

    Para suavizar esse aumento de impostos, o PT fará "acenos" ao mercado (colocar um Henrique Meirelles na Fazenda, por exemplo) e turbinará programas como o Bolsa Família (o que significa que o aumento de impostos será ainda maior).

    Ocorre que aumento de impostos numa economia cambaleante como a brasileira é veneno. Aumento de imposto é medida para esfriar a economia. É dinheiro saindo da mão do povo para os burocratas. Com 12 milhões de desempregados, o que o Brasil menos precisa é esfriar a economia. O PT tentará contornar isso imprimindo dinheiro (inflação) e dando subsídios a setores escolhidos. Nada diferente do que a Dilma fez.

    Esperem mais de 20 milhões de desempregados em 2022 com Haddad eleito. Isso que eu nem entrei na parte da crise institucional com o indulto ao Lula.
  • Marcos Roberto  29/09/2018 00:37
    Só pra acrescentar, o Haddad veio aqui em Goiânia hoje e falou em mudar a nossa já solcialista constituição. Brasil que nem Venezuela 2022.
  • Goiano  29/09/2018 01:20
    Sim, eu vi.

    Já temos um presidiário controlando o país. Já temos também um criminoso condenado por corrupção (e solto da prisão por três togados do STF) dizendo abertamente que vão "tomar o poder" para implantar uma ditadura.

    Agora já falam abertamente em uma Nova Constituinte. Reportagem do Estadão:

    No plano de governo do PT, há um espaço dedicado ao tema, onde é dito que o partido quer criar "as condições de sustentação social para a convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte, livre, democrática, soberana e unicameral, eleita para este fim nos moldes da reforma política que preconizamos".

    "Quando o PCdoB passou a integrar a chapa, houve uma alteração no texto para criar as condições da convocação de uma assembleia exclusiva, mas é criar condições", disse o petista. "Redigir uma nova Constituição", respondeu, sem detalhar a proposta que sofreu alterações.

    br18.com.br/a-nova-constituinte-de-haddad/

    Estamos indo a caminho de Caracas.
  •   29/09/2018 01:30
    Interessante que o Mourão falou em uma constituinte sem congresso, somente com "notáveis", mas dai os Bolsonaristas não acharam nada de mais.

    Obviamente que vindo uma idéia do PT é coisa ruim, mas a falta de coerência do outro lado (direita) tá demais.
  • Libertário  29/09/2018 01:36
    Parabéns. Começou a descobrir por que políticos e democracia são uma merda. Quando é que vamos começar a discutir a secessão a sério?

    Bostas que quiserem receber ordens de Haddad que se mudem para um determinado território geográfico. Frouxos que quiserem ser protegidos por um militar que se mudem para outro determinado território geográfico.

    Deixem as pessoas produtivas, autônomas e independentes em paz. É só isso, e apenas isso, que nós "libertários extremistas" queremos. É muito?
  • L Fernando  29/09/2018 14:35
    Me cite uma constituição feita por congresso que seja liberal?
  • Ruan Samuel  30/09/2018 01:51
    E agora José? o que farás?
  • Luiz Carlos  30/09/2018 13:31
    Deus queira que o Bolsonaro ganhe, porque se não as pessoas podem ir dizendo adeus ao Brasil. Nós não vamos aguentar mais 13 anos de petismo renovado por um intelectual marxista e uma tropa disposta a tudo para aparelhar o Estado e nunca mais sair do poder.

    E que a sorte seja lançada...
  • L Fernando  30/09/2018 18:19
    Se o pT vencer é o fim do Brasil democrático
    Porque eles terão total aval de implantar o que bem quiserem, pois se com tudo o que foi denunciado o povo ainda votou
    Salvo urnas eletrônicas corrompidas
  • Jaime  30/09/2018 16:02
    Também seria interessante ver um artigo desses sobre o Bolsonaro.
  • Jean Carlo Vieira  02/10/2018 14:06
    Futuro presidente do país: um marxista ideológico de Frankfurt ordenado por um presidiário corrupto aliado de Fidel Castro e Hugo Chavez. Tem como piorar?
  • anônimo  03/10/2018 00:22
    Já sabe o resultado da eleição?

    Fora algumas exceções, está uma gemeção só essa seção de comentários.
  • Nathan Gomes  02/10/2018 17:21
    Por que FHC é considerado um "neoliberal"?
  • Silva de Oliveira  02/10/2018 18:59
    Como disse o Bolsonaro: "Mais grave que a corrupção é questão ideológica".
    Questão ideológica tal, que visa aplicar valores e regras construídas por um delírio marxista revolucionário na vida real das pessoa, sendo assim se afastando de todo e qualquer compromisso de atuar se adaptando as condições e necessidades reais da sociedade, praticando ações bem pensadas para acabar com todas as liberdades individuais das pessoas comuns, desde de desrespeitar criminosamente o direito do cidadão de portar armamentos para a legítima defesa contra criminosos comuns e contra o próprio estado, até por fim limitar qualquer liberdade de expressão do pensamento que se opõe aos ideais diabólicos, criminosos e megalomaníacos do PT.


    Por fim deixo uma mensagem: Meus amigos, não deem chance para o azar, não deixem o PT voltar outra vez, sei que muitos de vcs tem profunda discordâncias em relação a várias ideias do Bolsonaro (eu tb), porém se vcs saírem de casa para votar no dia 7 tenham ciência que neste presente momento o melhor para a vida de vcs e dos seus familiares é uma eleição do Bolsonaro em primeiro turno. Se assim já está ruim, imagine com regulação da liberdade na internet e a fomentação ainda mais clara e objetiva da destruição e degradação moral das estruturas familiares. Pensem bem no que vcs vão escolher, eu mesmo acreditava que não participar desse processo eleitoral seria moralmente falando, a melhor coisa a se fazer e não tirei o meu título de eleitor, porém observando as condições atuais se vc tem amor ao pouco de liberdade que ainda lhe resta, o voto certo é no BOLSONARO.
  • 4lex5andro  15/10/2018 13:26
    Voto no dia 7 foi Bonoro, e no dia 28 há de ser "17" novamente.

    Por um Brasil à direita, salvando valores conservadores cristãos sobre os quais ainda se poderá em um segundo momento - pós-reformas - se reconstruir o país.
  • Capital Imoral  05/10/2018 16:26
    Por que irei votar em Fernando Haddad?

    Neste artigo eu irei mostrar algumas razões para votar Fernando Haddad e provar que ele é o melhor candidato para o Brasil.

    Benção de papai
    Quando ocorreu o golpe e, nosso pai, Lula, foi preso injustamente pelo capital, tornou-se necessário uma atuação urgente contra a volta do fascismo. Lula deu bênção à Fernando Haddad, ou seja, ele foi o escolhido para lutar contra o sistema que nos oprime. Haddad é papai, e papai é Haddad. Isso é muito importante porque se trata da benção de um representante dos pobres e oprimidos a um homem de intelectualidade elevadíssima. Haddad não somente recebeu a benção do verdadeiro messias (Lula), mas também foi agraciado pela ONU, que é uma espécie de vaticano da esquerda, quando afirmaram que ele é o que melhor representa os direitos humanos (nosso evangelho) no Brasil.

    Um grande intelectual
    Fernando Haddad é intelectual, e todo mundo sabe que quando intelectuais assumem o poder só acontece coisa boa. Ele se formou em direito em 1985, depois fez mestrado em economia (1990) e doutorado em Filosofia (1996). Tornou-se professor universitário posteriormente e conseguiu entrar para o seleto grupo dos belos e coloridos que andam de bicicleta e discutem soluções para o mundo. Também foi responsável pelo seguintes livros: O sistema soviético; Em defesa do socialismo; Sindicatos, cooperativas e socialismo. Ou seja, ele irá salvar o Brasil se todo poder estiver centralizado em suas mãos, eu acho que ninguém nunca pensou nisso antes, agora é só cooperar que tudo vai dar certo.

    São Paulo ama Fernando Haddad
    Por falar em São Paulo, devemos ter em mente que a cidade inteira se resume a classe pensante, em outras palavras, isso significa que a opinião sobre o governo de Haddad só é válida por quem frequenta à USP. Se você perguntar aos estudantes, todos iram dizer que aprovam o friend da universidade; porque ele foi um prefeito tão cool, tão amigo, que não mais o associamos ao cargo, mas ao coleguismo.Você não se lembra o que Fernando Haddad fez por São Paulo? Ele transformou essa cidade em uma Europa. Ele trouxe bicicletas, ciclofaixas, o pessoal do DCE para Paulista e bolsas para os admiradores de certa substância do bem. Só faltou trazer uns fliperamas e doritos.

    Conclusão
    E o principal motivo para votar, 17, em Fernando Haddad, é que se ele não ganhar eu irei embora dessa porcaria de país. Não aguento mais viver em um país dominado por um tipinho conservador que vive em culto e fala em proteger à família. Como se morar em um barraco caindo aos pedaços com a vizinha ouvindo calypso fosse lá proteger algo. Tudo Isso é feio, grotesco. Precisamos de ordem intelectual e gente de mente aberta. Chega de ficar vivendo nesse obscurantismo social e religioso, onde ninguém assiste Netflix e não há liberdade para obedecer o professor do Psol. Eleger Fernando Haddad é a possibilidade do Brasil entrar em um novo Renascimento, vamos acabar de vez com as igrejas e com este tipinho social ultrapassado. Digita, 17, e confirma. Por um novo Renascimento.

    Capital Imoral é filósofo, escritor e já refutou Mises.
  • Andre Cavalcante  09/10/2018 01:36
    Caríssimos,
    Uma dúvida: o Haddad não faria como o Lula no 1º governo dele, isto é, seria pragmático, aplicar juros altos, segurar um pouco os gastos do governo para que a economia melhore e só então começaria a implantar alguma outra mudança? A situação do Brasil não tá boa. Quem ganhar vai ter que dá uma melhorada na economia ou então não vai durar nem 2 anos no cargo.
  • Paulo Henrique Alves Fialho  13/10/2018 14:04
    é interesante que quando ciro gomes deu entrevista a caetano veloso e este lhe perguntou sobre o fracasso do comunismo ao redor do mundo, especialmente ao genocidios na união sovietica, ciro gomes responde: - eu topo correr esse risco

    ou seja,o comunismo em sua exencia irá sempre fracassar, e depois do fracasso, pessoas morendo de fome, atraso historico e genocidios,sempre haverá um esquerdinha caviar dizendo que aquilo não era o verdadeiro comunismo e irá tentar fazer as mesmas coisas querendo obter resultados diferentes
  • Juraci Sales  14/10/2018 16:36
    Alguem tem o livro em PDF e pode disponiblizar? Não encontrei em nenhum lugar para comprar.
  • Humberto  14/10/2018 23:38
    Pessoal, não podemos desistir agora, vamos todos para cima no dia 28/10/2018 eleger o Bolsonaro e retirar de uma vez por todas esses vermes do governo. Sei que não vai ser fácil, mas vamos conseguir, ou então, o Brasil tá perdido.....
  • Andre  15/10/2018 11:13
    Humberto, o Brasil já está perdido, a crise fiscal e a nova crise mundial irão estourar bem no colo desse candidato.
  • L Fernando  25/10/2018 20:53
    Perdido economicamente
    Mas seremos salvos da lavagem socialista e bolivariana nas mentes
  • Andre  25/10/2018 23:27
    L Fernando, essa perdição economica não ficará impune, o povo em sua imensa ignorância e pouo apoio a reformas econômicas refletirá nas urnas em 2022 seus desejos do estado provedor e em 01/01/2022 o Bolsonaro passará de forma humilhante a faixa presidencial para um esquerdista.
    Brasil tem uma grave doença, populismo, Bolsonaro não é a cura, é a latência.
  • Biblioteca Livr'Andante  25/10/2018 07:10
    Para quem se interessar a ler o livro, há um arquivo PDF disponibilizado em nossa biblioteca virtual. Boa leitura!
    livrandante.com.br/fernando-haddad-em-defesa-do-socialismo/
  • Clebson Storque Soares   25/10/2018 19:26
    Haddad não meu povo, já que não temos um candidato ideal votamos então no menos pior e boa sorte a nação brasileira.
  • SilvaReis1990  27/10/2018 13:15
    O governo federal tem que ser abolido e o Brasil tem que ser extinto! O que deve ser feito? Secessão para fragmentar em vários micro-países independentes.
  • ALEXSANDRA CABRAL  04/11/2018 17:59
    Poxa!!!! Ainda bem que ele não ganhou !!! O grande problema do Brasil foi a informação manipulada e a nossa falta de interesse por "política".
    Deixamos essas pragas assolar o nosso país.

    Uma coisa é certa, muita gente a partir de agora ficará atento. A eleição desse ano despertou no brasileiro a vontade de entender, investigar, conhecer a verdade.

    Espero que vivamos um novo Brasil. Cada um fazendo a sua parte.
  • Guss  13/11/2018 18:34
    Quando eu estava na "matrix" socialista, uma das minhas ideias para acabar com o racismo seria o governo estimular as pessoas de diferentes raças a se misturarem e ter filhos entre si. Por exemplo, criar propagandas, séries, canais educativos, cartilhas sobre as vantagens de termos toda a sociedade parda, ao mesmo tempo fazer das pessoas brancas um estereótipo de gente atrasada, conservadora, etc. Assim não existiria mais racismo.
  • Ingnorante  25/11/2018 16:00
    Quando tudo for propriedade privada, não haverá nada coletivo? Nem mesmo ruas, pontes etc...? Como eu faria pra me deslocar se a meu redor os proprietários não permitirem minha passagem por suas posses? Ir à praia como se faz hoje, na maioria dos lugares, por exemplo, dependeria de prévia aprovação do dono do pedaço?
  • Mila  03/12/2018 22:13
    Olá Rafael! Lendo esses comentários hoje, você dizia
    Que se o Bolsonaro ganhasse, você acreditaria em milagres!!
    É fato então.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.