clube   |   doar   |   idiomas
A crise imobiliária e a política monetária do Federal Reserve

Perante o Comitê de Atividades Financeiras

Setembro de 2007

 

A crise hipotecária que enfrentamos hoje na indústria imobiliária tem suas raízes na política monetária inflacionista do Federal Reserve (o Banco Central americano). Sem atacar as raízes da atual crise, qualquer medida tomada com o intuito de melhorar a situação está condenada a falhar miseravelmente.

Assim como ocorreu com as bolhas de ativos e as febres de investimentos no passado, o combustível para a atual bolha imobiliária teve suas origens na manipulação monetária. Todo o boom imobiliário foi causado pela política monetária do Federal Reserve, que resultou em taxas de juros artificialmente baixas. Consumidores, iludidos por essas baixas taxas de juros, estavam ansiosos para consumir, enquanto que construtoras viram as baixas taxas de juros como um sinal para construir, e foi o que elas fizeram.

Um dos principais métodos que o Federal Reserve utiliza para estimular a economia é a manipulação da taxa de fundos federais (taxa básica de juros) e da taxa de redesconto, que são usadas como taxas de referência para toda a economia. A taxa de juros é preço do tempo (reflete as preferências temporais), da mesma forma que o valor do dólar hoje e o valor do dólar daqui a um ano não serão os mesmos. Assim como qualquer preço no mercado, as taxas de juros têm o importante propósito de sinalizar informações. A fixação das taxas de juros pelo governo tem o mesmo efeito deletério que o controle de preços tem em outras áreas.

Uma redução da taxa de juros tem dois grandes efeitos: estimula o consumo ao invés da poupança, e faz com que projetos de longo prazo e de capital intensivo fiquem artificialmente mais baratos. Sob o mandato de Alan Greenspan, a taxa de fundos federais foi tão baixa que a taxa real de juros (a taxa nominal de juros menos a inflação) se tornou negativa. Com uma taxa real de juros negativa, uma pessoa que poupa irá literalmente perder o valor desse dinheiro.

O Federal Reserve continuou e ainda continua a aumentar a oferta monetária. Depois de ter parado de publicar o agregado monetário M3 em fevereiro de 2007, economistas particulares calcularam que M3 tem aumentado a uma taxa anual de quase 12 por cento, que é a maior taxa que já vimos desde os anos 1970.

Milhões de americanos agora se encontram presos em uma incerteza financeira que não é sua culpa. O resultado da manipulação da taxa de juros, da oferta monetária e do mercado hipotecário é a recentemente estourada bolha imobiliária.

Mais regulamentações do setor bancário, de corretoras hipotecárias, ou de agências de classificação de crédito não irão melhorar a atual situação, e de maneira alguma impedirão futuras bolhas imobiliárias. Qualquer solução proposta que não leve em consideração as intervenções econômicas que abriram caminho para a bolha será meramente perfumaria, e não irá aliviar o sofrimento de milhões de americanos proprietários de imóveis. Incito meus colegas a atacar a raiz do problema e concentrar-se na política monetária inflacionária do Federal Reserve.


autor

Ron Paul
é médico e ex-congressista republicano do Texas. Foi candidato à presidente dos Estados Unidos em 1988 pelo partido libertário e candidato à nomeação para as eleições presidenciais de 2008 e 2012 pelo partido republicano.

É autor de diversos livros sobre a Escola Austríaca de economia e a filosofia política libertária como Mises e a Escola Austríaca: uma visão pessoal, Definindo a liberdade, O Fim do Fed – por que acabar com o Banco Central (2009), The Case for Gold (1982), The Revolution: A Manifesto (2008), Pillars of Prosperity (2008) e A Foreign Policy of Freedom (2007).

O doutor Paul foi um dos fundadores do Ludwig von Mises Institute, em 1982, e no ano de 2013 fundou o Ron Paul Institute for Peace and Prosperity e o The Ron Paul Channel.


  • Michel  15/12/2011 03:45
    Olá pessoal do mises, como vão? Este é meu primeiro comentário do site. Queria agredecer imensamente o trabalho que fazem, tanto de magníficas traduções como de criação de artigos mais do que esclarecedores. Antes de conhecer a causa e a moral libertária, achava que uma política intervencionista era a melhor opção. Que o problema do Brasil era unicamente mau gerenciamento e corrupção, e pensava dessa forma de boa índole, "sem maldade". Como podem ver, eu era ignorante. Voces do Mises Brasil me abriram portas, e me deram a coisa que mais dá poder a um homem: conhecimento. Agradeço imensamente pelo traalho e a ajuda, sou leitor ávido e diário do site. Devorei, provavelmente, perto de 100 artigos no momento e continuo por querer saber mais. Sempre leio os novos artigos e agora os estou lendo de traz para frente, desde o primeiro postado. Agora, para a pergunta referente ao artigo. Pelo que vejo, Ron Paul é moral e integro, com grandes conhecimentos da Escola Austríaca. Por um acaso acompanham suas propastas e campanha? Sabem se, se eleito, além de parar com as impressoras do Fed, vai reduzir impostos, desregulamentar o mercado e, quem sabe, tentar reistituir o padrão-ouro? Obrigado de novo pessoal, tenham um bom dia.
  • Nairon Taquita  06/06/2012 18:46
    É dois!
  • mauricio barbosa  06/06/2012 20:01
    Michel,com certeza ele sozinho numca conseguira isso,sejamos realistas essa mafia que domina o estado numca deixara isso acontecer infelizmente,no entanto devemos continuar denunciando os desmandos e estragos destes desordeiros e mafiosos no poder.OK!
  • Amarilio Adolfo da Silva de Souza  20/06/2012 15:54
    Um dia a casa cairá, tal como na URSS. Aí, o Capitalismo verdadeiro triunfará!
  • Emerson Luis, um Psicologo  08/08/2013 13:20
    Onde termina a boa intenção mal orientada e começa o erro proposital?

    * * *
  • Amarilio Adolfo da Silva de Souza  22/03/2015 12:23
    Quem pensa que tudo o que o FED ou Banco Central fazem são erros inocentes de governantes sábios e virtuosos, está redondamente enganado. São políticas deliberadas, conscientes, elitistas e anti concorrência ou anti - mercado. Em nada diferem(com exceção das mortes diretas) do modo de pensar da casta dirigente da ex URSS ou da China.
  • Andonella  10/03/2016 23:53
    Acho que estamos passando por tudo isso novamente depois de tantos anos.
  • online  28/04/2016 12:57
    sim sim, infelizmente isso voltou a ocorrer
  • Julio  01/05/2016 13:37
    Mesmo depois de tanto tempo, seguimos com a mesma problemática, quem pensa que o que fez o Bacno Central são erros sem culpa ou inocentes, está muito errado ou é até cúmplice.
  • João Pedro - do Ingles Online  28/06/2016 16:37
    Infelizmente depois de tantos anos temos nos deparar com isso.
  • APRENDER INGLES ONLINE  28/06/2016 17:43
    Onde termina a boa intenção mal orientada e começa o erro proposital?
  • Aurelio Moura  12/07/2016 12:34
    "Antes de conhecer a causa e a moral libertária, achava que uma política intervencionista era a melhor opção. Que o problema do Brasil era unicamente mau gerenciamento e corrupção, e pensava dessa forma de boa índole, "sem maldade". Como podem ver, eu era ignorante."

    Isso mesmo Michel, eramos dois!
  • Andre Cavalcante  12/07/2016 13:35
    Acho que uns 90% dos leitores do IMB passaram por essa fase.
    Eu já fiz campanha até pro PCdoB (imagine!) em eleição.
    São anos de doutrinação nas escolas.
    É difícil, mas não impossível, vencer a si mesmo e mudar o pensamento!

    Abraços

  • Carol Alencar  28/07/2016 12:42
    Precisamos mudar nossos pensamento em questão a crise!
  • Dobleer  15/11/2016 16:58
    E a situação está cada vez mais complicada acredito eu, a crise imobiliária está avançando em passos lentos mas está avançando, acredito ser um grande problema.
  • Nairon Taquita  10/09/2017 00:48
    Deu vontade de reler esse artigo. Faz anos que vi esse site pela primeira vez e me lembro ávidamente da felicidade que foi me libertar das correntes da ignorância e desolamento das soluções para o mundo.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.