sexta-feira, 22 abr 2016
Podcast 215 - Adriana Teixeira e Guilherme Bertoldi

selo01.jpgPODCAST 215 - ADRIANA TEIXEIRA E GUILHERME BERTOLDI

 

Na próxima semana, dias 26, 27 e 28, haverá um evento emblemático na PUC de São Paulo: a I Semana de Escola Austríaca. Simbólico porque a organização conseguiu montar uma conferência com palestras introdutórias sobre o pensamento Austríaco numa instituição cujo ensino de economia é orientado fundamentalmente pela teoria pós-keynesiana.

 

Para saber mais sobre o evento o Podcast do IMB entrevistou os organizadores que são estudantes da PUC-SP: Adriana Teixeira (já formada em economia e atualmente faz graduação em direito) e economia Guilherme Bertoldi (acadêmico de economia).

 

Participarão do evento, que é aberto a todos os interessados, o presidente do IMB, Helio Beltrão, o conselheiro do IMB e advogado, Rodrigo Saraiva Marinho, e o podcaster do IMB e autor do livro “Pare de Acreditar no Governo”, Bruno Garschagen.

 

O evento será realizado nos auditórios 116 A 184 C do prédio novo da PUC-SP e a programação é a seguinte:

Dia 26 de abril (terça-feira)

 

Das 08:00 às 12:00 – “Introdução a Escola Austríaca”, com o professor Antonio C. A. Santos (PUC-SP).

 

Das 20:00 às 22:00 – “Ciclos Econômicos”, com o professor Fernando Ribeiro Leite (PUC-SP) e o presidente do Instituto Mises Brasil, Helio Beltrão.

 

Dia 27 de abril (quarta-feira)

 

Das 20:00 às 22:00 – “Debate sobre a CLT” com Rodrigo Saraiva Marinho (Instituto Mises) e “Teoria Política da Escola Austríaca”, com Bruno Garschagen (Instituto Mises).

 

Dia 28 de abril (quinta-feira)

 

Das 08:00 às 12:00 – “Hayek x Keynes”, com os professores Antonio C. A. Santos (PUC-SP) e Fernando Ribeiro Leite (PUC-SP).

 

Das 20:00 às 22:00 – Debate “A Origem da Crise no Brasil” entre o professor André Perfeito e o presidente do Instituto Mises Brasil, Helio Beltrão.

 

***

 

A música da vinheta de abertura é o tema da série Game of Thrones executada pelo guitarrista Eric Calderone.

 

***

 

Todos os Podcasts podem ser baixados e ouvidos pelo site, pela iTunes Store e pelo YouTube.

 

E se você gostou deste e/ou dos podcasts anteriores, visite o nosso espaço na  iTunes Store, faça a avaliação e deixe um comentário.





  • Luís Augusto Panadés  22/04/2016 19:24
    Nota: nem a economia sem o direito fazem qualquer sentido civilizacional sem o estudo approfundado da moral (éthica). Sem uma boa conceptuação do que é o bem e do que é bom todos estes ellementos que não passam de instrumentos não tem significado que se possa aproveitar tanto theóricamente quanto prácticamente, não passam de technicismos.

    Precisamos, então, perguntar a quem e a que finalidade o technicismo serve.

    Uma prova inconteste disso é que as diéias liberais de economia fundam-se em uma cousa, em um conceito, que é a "Liberdade". Pena que um pouco mal definida no universo liberal em que é tomada como um fim e uma causa e não um producto da circunstância.

    Sem abordar a essência dessa raiz a discussão é inócua. Nesse ponto os socialistas são bem mais inteligentes. Embora não definam seus têrmos com precisão o tomam por pressuposto como moralmente superior e fundamentam nesse ponto suas idiotices. Fundamentam, apenas, no âmbito rethórico.

    Dito de outra forma. O liberalismo tem urgência em sair da superfície da technicalidade que é mero instrumental e mergulhar na essência moral imperativa das cousas que constituem o modo civilizado.

    A isolação liberal contribui para esse drama. Uma mayor conversa com a história e portanto com as idéias conservadoras traria essas ÓBVIAS questões à tona em benefício dos liberais por que são esses, especialmente, que se propõe a formular uma theoria. E, até, a considerar ser essa theoria de aplicabilidade universal.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.