sexta-feira, 15 jan 2016
Podcast 201 - Antonio Paim

selo01.jpgPODCAST 201 – ANTONIO PAIM

 

Para celebrar o aniversário de 4 anos do Podcast do Instituto Mises Brasil escolhemos um entrevistado de peso, dono de uma obra intelectual importante e uma história fabulosa desde a juventude marxista, atuando na linha de frente do Partido Comunista Brasileiro (PCB), até a guinada para o liberalismo. 

 

Nascido em 1927, Antonio Paim, professor e autor de uma bibliografia fundamental para entender a política brasileira e as ideias da liberdade no Brasil, chegou a viver cinco anos em Moscou, a convite do governo soviético, para estudar as ideias socialistas e comunistas. Ele estava se preparando para se tornar um bolchevique quando as incoerências da teoria contribuíram para reforçar um problema familiar que despertou o processo de rompimento. “Na nossa definição, o bolchevista (ou bolchevique) não tinha alma, o que significava você perder a humanidade; você não tinha amigo, família. É uma coisa brutal”, disse o professor nesta entrevista.

 

Ainda em Moscou, Paim desligou-se do Partido Comunista após o discurso feito em fevereiro de 1956 por Nikita Kruschev durante o XX Congresso do Partido Comunista da União Soviética. Kruschev era o secretário-geral do partido e apresentou um relatório no qual acusava Stalin de “uso indiscriminado de violência, execuções, processos fraudulentos contra adversários políticos, violando todas as normas de legalidade revolucionária”. Até então, a barbárie stalinista era negada pelos partidos comunistas do mundo inteiro (alguns velhos stalinistas negam até hoje).

 

Paim perdeu o emprego do governo soviético e viu-se sem dinheiro e casado com uma tradutora russa, algo que fora considerado absurdo pela direção do partido. Assim, decidiu voltar para o Brasil. Mas o fim do compromisso ideológico só foi possível depois de mais de 15 anos de estudo da obra do filósofo Immanuel Kant com um engenheiro alemão no Rio de Janeiro (e seus anos de estudos foram a base do seu ótimo livro “Marxismo e Descendência”). 

 

Esse rompimento tornou possível, depois, conhecer e tornar-se um estudioso e defensor das ideias da liberdade, segundo ele conta neste Podcast especial que teve o privilégio de celebrar seus 4 anos de existência entrevistando o professor Antonio Paim, um dos grande nomes do liberalismo brasileiro.

 

***

 

A música da vinheta de abertura é tema da série Game of Thrones executada pelo guitarrista ? Eric Calderone.

 

***

 

Todos os Podcasts podem ser baixados e ouvidos pelo site, pela iTunes Store e pelo YouTube.

 

E se você gostou deste e/ou dos podcasts anteriores, visite o nosso espaço na  iTunes Store, faça a avaliação e deixe um comentário.





  • Victor  15/01/2016 19:54
    Melhor Portal Liberal de todos!!! Artigos, podcasts, biblioteca gratuita!! Essa página mudou minha cabeça!
  • Felipe Lange S. B. S.  18/01/2016 18:52
    Fantástica a história do Antonio Paim.

    Quando vai ser o próximo podcast com o Leandro Roque, para fazer uma análise econômica do Brasil atual?

    Meus parabéns ao Bruno Garschagen!
  • Mário Pineles   21/01/2016 01:39
    Com todo respeito a vida e obra do pf. Paim , gostaria de saber de que socialismo ele está falando Qdo Diz que realmente o socialismo se preocupa com os necessitados, assim como o cristianismo, talvez esteja falando da teologia da libertação. E de que liberalismo que ele está falando qdo diz que este não tem este lado sendo muito seco?


    Mas uma pergunta ao ilustríssimo entrevistado pf. Pain , de que PArtido comunista brasileiro , partidão, ele está falando Qdo diz que eram democratas
  • Luiz Renato  22/01/2016 18:48
    Link para o livro que o Paim indicou, "O Liberalismo Contemporâneoa", no site o Instituto de Humanidaades: www.institutodehumanidades.com.br/arquivos/liberalismo_contemporaneo3.pdf
  • Paulo Afonso  15/02/2016 23:14
    Excelente podcast!!! Parabéns!!!
  • Paulo Renan França  06/07/2016 01:19
    Olá, o professor Paim tem e-mail?


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.