clube   |   doar   |   idiomas
sexta-feira, 18 6aio 2012
20º Podcast Mises Brasil - Lucas Mendes

logo_baixa.jpgENTREVISTA 20 -- LUCAS MENDES

Criador do blog Austríaco, um dos primeiros no Brasil a divulgar a Escola Austríaca, Lucas Mendes é estudioso do pensamento liberal, mas se declara um pessimista com relação ao avanço das ideias liberais no país dada a cultura de intervenção presente na política, na economia, no direito, nas universidades. 

"A hegemonia da filosofia intervencionista na economia, da filosofia intervencionista no direito, é uma coisa que me aterroriza. É uma hegemonia muito grande que se transforma num fenômeno cultural. E se a gente pensar no Brasil, fico muito desestimulado porque é uma luta desleal. É uma luta da tentativa de razão, de elucidação, contra uma nuvem cultural muito forte, muito pesada, e por isso eu não muito otimista com relação ao avanço do liberalismo no Brasil", afirmou.

Economista com MBA em Gestão Empreendedora em Negócios, além de mestre em Filosofia (Ética e Política) pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Lucas nos conta em entrevista ao Podcast do Mises Brasil como passou de universitário esquerdista e depois keynesiano a empolgado estudioso da Escola Austríaca que o fez elaborar uma monografia de conclusão do curso de economia em que fazia uma análise comparativa entre a teoria de Nikolai Kondratieff e da Escola Austríaca de Economia no que se refere ao ciclo econômico (pode ser baixada aqui).

Lucas também narrou as suas discusses dentro de sala de aula na universidade quanto questionava as teorias intervecionistas lecionadas pelos professores, comentou o teorema da não-agressão de Murray Rothbard, e explicou de que forma a concepção de Hayek na obra Lei, Legislação e Liberdade, sobre a qual escreveu uma série de artigos junto com o professor da FGV-SP, Bruno Salama, viabiliza ou se choca com a posição libertária se levarmos em consideração nosso ambiente de leis estatais. 




  • Emerson Luis, um Psicologo  20/12/2013 15:06

    Os keynesianos usam o mesmo argumento dos marxistas: os maus resultados aconteceram, não por que sua doutrina não funcionou, mas porque ela foi aplicada de forma insuficiente ou incorreta e a solução é ainda mais dela.

    * * *
  • Amarilio Adolfo da Silva de Souza  14/09/2014 15:31
    Keynes é o idiota mais idolatrado pelos economistas.
  • Amarilio Adolfo da Silva de Souza  15/03/2015 15:38
    Keynes, Marx, Lenin, etc. Quantos estúpidos guiando outros idiotas!
  • Apenas Um Comentarista  25/02/2016 18:22
    Frank Shostak É SEMPRE ÓTIMO.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.