clube   |   doar   |   idiomas
Últimos comentários




Voce citou se o conselho de medicina permitiria, eu acho que não, obrigação de fazer parte de conselhos de classes é outra coisa que deveria ser eliminada.


Os encargos sociais e trabalhistas geram arrecadação para o governo e desemprego para os trabalhadores. E então o governo usa a arrecadação para subsidiar os desempregados.

Genial.


Esquerdizar,graças ao o que você ironiza com tanta elegância,não poderia você esgrimir estas palavras tão belas,graças a esquerda o capitalismo teve que repensar de como os ricos tão aclamados teve que dividir teus rendimentos com as outras classes,graças aos esquerdistas é que começou a haver preocupação com a saúde e o modelo previdenciário eficiente,graças as esquerdas as mulheres começaram a serem mais respeitadas e as crianças tratadas com mais dignidade,e graças ao esquerdizar o poder absoluto dos monarcas,da nobreza e da burguesia começou a ser questionada,e a própria esquerda foi também que questionou os dogmas do marxismo e da ditadura da união soviética,tu esqueceu que foi Krushov que denunciou Stalin,não que fosse uma perfeita esquerda mas pelo menos para um pais de estágio mongol czarismo e socialismo foi de certo modo o modelo menos injusto que eles tiveram,e o próprio Usa foi bem de esquerda quando libertou do colonialismo inglês,o problema foi que inglesarão com os latinos americanos,indígenas,africanos e asiático,sem esquecer com os árabes e irlandeses.


Sim, sem dúvida, mas ainda acho que vale a pena observar, afinal de contas é melhor usar esse "direito ao voto" da maneira mais útil possível.


Muito interessante, então acho que vale a pena ficar de olho e ver as opções pro ano que vem.


o medo da mudança o próprio Marx temia o dogma da sua ideia,o sentido de analisar a concepção do homem exclusivamente voltado para o lucro e a acumulação que é o grande problema,o capitalismo tem a virtude do dinamismo da busca material e da inovação tecnológica mas tem também a motivação para a diferença social como da perda financeira dos não rentistas e com isto a concentração excessiva na mão de pouca gente,ai que encontra o nó de górdio,nunca fui marxista mas não dá para negar a sua analise bem singular do que representa este sistema e num país como Brasil que sofre numa encruzilhada terrível em ser um país periférico e ao mesmo tempo emergente é pior ainda,o que fazer reinventar a ideia pára cada lucro de uma acumulação em si o agente desta situação seria obrigado a doar vinte por cento do seu rendimento para o investimento publico na área de educação por exemplo,ou quem sabe ajudar os seus operários a abrirem um negócio complementativo de sua empresa e com isto criar uma especie de complementação de investimento para escoamento de seeu próprio produto, o que não dá é só malhar o socialismo e endeusar tudo que o capitalismo cria.


Tente descobrir o que a Libia do Kadafi tinha em comum com Arábia Saudita, Kuwait e Brunei, e talvez vc tenha uma idéia do como e porque do governo ser muito generoso.


Se o meu exemplo servir para alguma coisa, eu desisti. Vendi o imóvel onde ficava minha empresa para uma construtora que demoliu tudo para erguer um prédio. Demiti vinte e poucos funcionários. Apliquei o dinheiro da venda do imóvel, estou vivendo com bem menos do que antes, mas não tenho mais dor de cabeça.


"Como o socialismo arruinou o Brasil ". Qual parte do áudio o entrevistado falou sobre o tema. Pareceu-me mais uma manifestação de seu ódio para com o PT. Não creio que o governo do PT foi socialista, acho até muito ao contrário. Seria socialista devido às migalhas que distribuiu? Não creio que seja suficiente. Uma pessoa que publica algo do tipo "O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota", me parece muito pretensioso. Parece me muito pouco liberal e contra a liberdade de pensamente que ele tanto citou na sua fal


Só uma correção: até meados dos anos 90, a VASP não voava para a Europa nem para nenhum país estrangeiro. Rotas internacionais eram privilégio da VARIG.
Quando o governo "liberou" as rotas internacionais, VASP e TransBrasil entraram apressadas em um mercado no qual não tinham experiência e isso ajudou na quebra das duas.


Liberdade é um bem precioso, porém nem todos estão preparados para usufruí-la. Como diz o velho chavão, "Liberdade requer responsabilidade", e acrescento ainda que requer também uma boa dose de bom senso.
E bom senso é justamente aquilo que a maioria de nós julga ter em quantidade suficiente, rs...obviamente, essa afirmação não é verdadeira.


"Como diferenciar a agressão de um mero incômodo?"

Seja mais específico.

"Estaria minha liberdade diretamente condicionada ao nível de tolerância daqueles que me circundam?"

É inegável que, se aqueles que lhe circundam lhe dão liberdade total para fazer o que quiser (como entrar na casa deles sem bater e abrir a geladeira), então a sua liberdade de ação é infinitamente maior.

"Existe algum tipo de legislação nessa sociedade livre, um sistema legislativo privado?"

Sim. Leis consuetudinárias.

"Pois como a polícia e o tribunal vão agir/decidir em casos de conflito em que não tenha sido elaborado um contrato?"

Leis consuetudinárias.


"Os direitos naturais. Cada ser humano tem três direitos negativos básicos:
1) O direito de que não tirem a sua vida;
2) O direito de que não confisquem sua propriedade honestamente adquirida."

Certo, esses dois primeiros acho mais fácil de entender em uma situação concreta.

"3) O direito de que não retirem a sua liberdade de empreender e de agir como bem entender (conquanto, obviamente, que essa liberdade de ação não infrinja os outros dois direitos de todos os outros indivíduos)"

Desculpe minha ignorância, mas nesse terceiro caso, a minha dúvida persiste. Excluindo-se os dois primeiros direitos (vida e propriedade), como definir o limite entre os direitos dos individuais das pessoas numa sociedade livre? Como diferenciar a agressão de um mero incômodo? Estaria minha liberdade diretamente condicionada ao nível de tolerância daqueles que me circundam?

Existe algum tipo de legislação nessa sociedade livre, um sistema legislativo privado? Pois como a polícia e o tribunal vão agir/decidir em casos de conflito em que não tenha sido elaborado um contrato?



Esquisito. A igreja católica tem uma longa tradição como braço religioso do estado. Jeffrey Tucker não é homossexual assumido?


Seguinte: você conhece a curva de gauss?

A idéia de Taleb é que a realidade não reflete uma curva de Gauss, mas se fosse representada por esta, teria o meio mais achatado e as bordas mais largas. O que isso significa? Que eventos aleatórios de efeitos massivos tem maior probabilidade de ocorrer que originalmente as pessoas concebem, e que não existe nenhuma segurança .

Dai a bronca com modelos estatisticos em geral, em especial a utilização da curva de gauss.

Chamo à atenção para esse paragrafo:

Com efeito, modelos matemáticos frequentemente geram efeitos nefastos, como o de criar uma falsa sensação de relativa certeza em um arranjo em que é impossível haver alguma certeza.



Olá WDA

Essa visão talvez estivesse correta antes da segunda guerra. Tínhamos liberdade econômica à direita e controle do estado sobre a economia à esquerda.
Mas na segunda guerra, a confusão foi instaurada. Explico:
Os fascistas (incluindo a vertente nazista) são um tipo de socialismo. Mussolini era do PSI. Hitler foi eleito pelo Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.
Os socialistas, na tentativa de se distinguirem dos fascistas, passaram a classificá-los de "socialistas de direita". E essa classificação perdura até hoje.
Assim, temos socialistas nos extremos direita e esquerda. Isso criou uma grande confusão. Quando alguém fala em direita não dá mais para saber se essa pessoa se refere à liberdade econômica, ou a ideias fascistas, com controle do estado sobre a economia.
Assim, para garantir a clareza, é muito melhor focar no eixo vertical do diagrama de Nolan.

[]s


A religião é vista pelas pessoas comuns como verdadeira, pelos inteligentes como falsa, e pelos governantes como útil. - Seneca, o Jovem (4? A.C. – 65 D.C.)


Enxergar dois mundos tão distintos - o "povo" e o "capital" - é quase esquizofrenia.

Quanto um sujeito anda até o açougue, compra meio quilo de carne e volta para casa, a rua serviu para "atender ao povo" ou para o empresário "escoar a produção" ?

Se algum dia a prefeitura tapar os buracos da rua, isto será "atender ao povo" ou "baratear custos" para o empresário malvado ?

Outra dúvida: o empresário não deve contratar "mão de obra qualificada em escola pública" ? Mas para que serve a escola pública se não for para permitir às pessoas obterem uma qualificação para trabalhar ? As pessoas deveriam se formar em escolas públicas, pendurar estes diplomas na parede da sala, mas não usar este diploma para conseguir um emprego, porque isto seria satisfazer a "ganância" do empresário ?

Mas se o empresário não contratar "mão de obra qualificada em escola pública" ele não será um explorador ganancioso que se recusa a praticar "justiça social" ? E os empresários malvados não são a causa do desemprego porque só pensam em seus lucros ? Ou seja, quando o empresário contrata é para "garantir seu lucro" e quando não contrata é para "garantir seu lucro". Não é um pouco contraditório ?

Gomes, não leve a mal, mas vc entende tanto de economia quanto nossa querida Dilma entende de estocagem de vento.


Não sou um cara de ter gurus ou ídolos, me atenho aos meus pais, que deram um duro danado pra me dar condições pra que eu chegasse onde cheguei.
Fora eles, o mais próximo disso que me permito ter é Nassim Taleb.
Quando li "A Lógica do Cisne Negro" fiquei maluco porque eu pensava exatamente a mesma coisa, mas não conseguiria descrever com tamanho brilhantismo. Tanto esse como "Antifrágil" são leituras obrigatórias pra quem quer se afastar da manada.


"Muito bem, mas quem/e como se define o que é agressão à outrem?"

Os direitos naturais. Cada ser humano tem três direitos negativos básicos:

1) O direito de que não tirem a sua vida;

2) O direito de que não confisquem sua propriedade honestamente adquirida;

3) O direito de que não retirem a sua liberdade de empreender e de agir como bem entender (conquanto, obviamente, que essa liberdade de ação não infrinja os outros dois direitos de todos os outros indivíduos).

"E em caso explícito de agressão, quem detém legitimidade para coagir o agressor?"

O sistema policial e jurídico existe exatamente para isso. Libertários são radicais defensores da polícia e dos tribunais (pois são eles que irão impingir a execução dos contratos). Apenas defendem que estas instituições ajam sob livre concorrência, que não sejam financiadas compulsoriamente (via impostos) e que respondam aos consumidores, e não a um estado burocrático.


WDA penso assim. Ou se tem coletivismo ou Individualismo.

Ou você é estado ou mercado.

Quanto mais a esquerda mais coletivo e igualdade e quanto mais a direita mais individuo e liberdade.

Não tem segredo.

PS: Existe Divisões: Direita Nacionalista, Conservadora, Liberal e Libertária. Assim como esquerda comunista, progressista, desenvolvimentista e democrata.

Não tem jeito, acho frescura e puro capricho esse negocio de falar que libertário não é direita.




Sim, concordo se estamos falando de modelos econômicos, mas me referi a modelos estatísticos como um todo. Leia direito:

"Modelos estatísticos são, em sua grande maioria, fraudes que não fornecem nenhum valor real..."





Pois então, o resultado prático é que a flexibilização (no caso de redução) no número de horas trabalhas diariamente beneficiou o empregado dado que este, por lei, e na própria CF, não pode receber abaixo de 1 salário mínimo mensais.


Ouso dizer que, no frigir dos ovos, ou seja, na parte prática da vida, ao trabalhadores mais humildes tem valores mais tradicionais e conservadores do que especialistas e analistas, mesmo identificados como liberais e conservadores. Uma coisa é ecoar um discurso acreditando em promessas vazias, outra coisa é ter um senso prático apurado. Infelizmente, faltou habilidade e discernimento na hora de avaliar os políticos e seus discursos segundo os valores individuais de cada um. Essa programação robótica, desenvolvida para confundir as pessoas, utilizada pela esquerda, jamais refletiu diretamente os anseios e as ambições da sociedade composta pelo cidadão comum. O que fez muita gente acreditar nessa absorção dos discursos políticos foram a mídia, os especialistas e quem produz conteúdo. A população se deixou enganar pela figura de Lula como sendo uma pessoa honesta e preocupada com o Brasil, mas sempre ficou á margem do ideário esquerdista.


"Ainda hoje em pleno século XXI temos lugares que se utilizam do trabalho infantil e também do trabalho escravo."

Trabalho escravo? Tipo, trabalho não-assalariado, do qual o indivíduo não pode se demitir sob pena de ser morto? Sim, pois esta é a definição precípua de trabalho escravo.

Qualquer outro trabalho que não seja esse não pode ser considerado trabalho escravo, além de representar um profundo desrespeito aos negros realmente escravizados do passado.

Mostra aí onde há trabalho escravo -- ou então peça desculpas à memória dos negros.

"E isso não se deve a um baixo nível de capitalismo, já que esses homens são explorado por grande corporações mundiais."

É mesmo? Então mostra aí grandes empresas atuando em países muito capitalistas usando "trabalho escravo". Faça isso e eu lhe transfiro uma quantia obscena de dinheiro.

Por outro lado, se você colocar algum link mostrando condições precárias de trabalho em países extremamente atrasados (e é isso que você vai fazer), aí você apenas estará se contradizendo completamente.

Aliás, repare: é exatamente nestes países atrasados que há as mais rígidas leis trabalhistas (como o próprio Brasil); e é exatamente neles que ocorrem as condições precárias de trabalho (como o próprio Brasil).

Explica esse paradoxo, por favor.

Ajudinha para você:

Trabalhadores fogem das "melhores" leis trabalhistas

"Se não houvesse necessidade de leis que regulassem as horas trabalhadas e o tipo de trabalhador permitido, não haveria o porquê de se mudar a legislação trabalhista hoje no Brasil"

Non sequitur. A conclusão não deriva das premissas.

"Portanto, sempre que houver maneiras para se explorar o homem, mais o homem será explorado."

Como um homem realmente explora o outro? Dando-lhe trabalho remunerado (sem o qual, aí sim, o outro sofreria a opressão da fome e da miséria)?

Ilumine o mundo com seus pensamentos originais, por favor.

"O capitalismo não se auto-regula e nem pode ser humanista em seus "atos"."

A fala do arrogante. O mundo só será bom quando pessoas iluminadas como eu estiverem no comando e com um porrete na mão, endireitando os errados.

Todos os experimentos totalitários do século XX -- de esquerda e de direita -- partiram exatamente desta premissa.


Nem sequer começou a entender o básico. Nenhum grande empresário reclama de impostos. E nem faria sentido: afinal, impostos altos funcionam como uma excelente barreira à entrada da concorrência. Impostos altos garantem blindagem às grandes empresas já estabelecidas no mercado, dificultando enormemente a entrada de concorrentes menores (pois aumenta os custos destas).

E é exatamente por isso que libertários condenam impostos: não só impostos são imorais (pois confiscam os frutos do trabalho alheio, para benefício de políticos e funcionários públicos parasitas), como também afetam o mercado, ajudando os ineficientes e afetando a livre concorrência e, por conseguinte, a liberdade de escolha do consumidor.

Estude mais antes de falar.



Foi justamente a leitura de Antifrágil que me colocou de volta num estado mental mais libertário.


Muito bacana a iniciativa do pessoal do nordeste. É assim que a mentalidade começa a mudar e as coisas vão se equilibrando.


Com economia não pode. É diferente. Um meteorologista que cria um modelo não pode interferir na própria previsão, não pode interferir na chuva. Já em economia, os agentes podem. Enfim, tem de ler os livros. O Taleb explica bem melhor do que eu.



Pois então, o resultado prático é que a flexibilização (no caso de redução) no número de horas trabalhas diariamente beneficiou o empregado dado que este, por lei, e na própria CF, não pode receber abaixo de 1 salário mínimo mensais.


Eu já li três livros dele (Iludidos pelo Acaso, A lógica do Cisne Negro, Antifrágil). São muito bons, recomendo a leitura.

Principalmente dos dois primeiros. Eles tem uma espécie de sequência de raciocínio embora não sejam "parte 1 e 2". Acho interessante ler o "iludidos" antes do "Cisne Negro".


Gostaria de entender como os libertários seguidores da escola austríaca poderiam fazer a diferença.

Obrigado!


Mas quando um empresário utiliza mão de obra qualificada em escolas públicas para garantir seu lucro, ou quando usam a infraestrutura paga com os impostos de todos, para escoar a produção, para atrair clientes, para baratear custos, não vejo empresário reclamando de impostos !

Reclamam quando o Estado atende ao povo. Quando o Estado é utilizado para servir ao capital, daí tudo bem !


Ainda tem nego falando que nacionalismo é coisa de direita? Parabéns, a esquerda venceu graças à vocês.

Agora a explicação correta:

Direita = defensores do livre mercado

Nacionalismo = defensores protecionismo

Logo, são antônimos.


Perfeito. Viciei nos textos dele esse ano, li todos os livros em sequência e esse texto resume bem meu sentimento.

Dito isso, não sei o que pensar dos seus elaborados elogios a George Soros, não apenas como investidor mas também como filósofo, inclusive citando a Open Society.

Tá certo que a grande parte desses elogios estão num livro de quase 15 anos atrás, então seria bom saber como Taleb se sente em relação a isso hoje, quando a reputação de Soros como "filantropo" é bem conhecida. Porém é difícil achar qualquer opinião de NNT fora do medium.



Ultraliberalismo não é para pobres. Nenhum pobre pode concordar realmente com isso.
Para que haja liberdade em igualdade, é preciso antes que se parta do mesmo pressuposto econômico.

Além do mais, reduzir o conceito de liberdade à economia é um erro filosófico-conceitual grosseiro...


É impressão minha, ou o texto mentiroso do Sérgio foi apagado? Cada vez mais têm aparecido comunistas neste site para fazer propaganda da maneira mais descarada e mentirosa possível!


Ainda hoje em pleno século XXI temos lugares que se utilizam do trabalho infantil e também do trabalho escravo. E isso não se deve a um baixo nível de capitalismo, já que esses homens são explorado por grande corporações mundiais.
Se não houvesse necessidade de leis que regulassem as horas trabalhadas e o tipo de trabalhador permitido, não haveria o porquê de se mudar a legislação trabalhista hoje no Brasil (sugerindo, inclusive, o aumento do número de horas trabalhadas de 8h para 12h). Portanto, sempre que houver maneiras para se explorar o homem, mais o homem será explorado. O capitalismo não se auto-regula e nem pode ser humanista em seus "atos".


O Taleb é realmente um ótimo autor. Não sei porque brasileiros como o Olavo não falam dele.


Só não entendi a bronca com modelos estatísticos. São apenas modelos, qual o problema? Modelos não são verdades absolutas. Faz-se modelo para tudo na ciência, da astronomia à biologia, porquê com estatística não pode?


Não é uma crença, as pessoas viciadas NÃO SÃO LIVRES.

Portanto, é necessário proibir as bebidas alcoólicas, o cigarro, a loteria esportiva, os hipódromos, os videogames, a internet e o sexo.

Existem pessoas viciadas em cada uma dessas coisas.


Oh, meu Deus! Acabo de ser salvo da ignorância pelo brilhantismo de Andre Cavalcante! Aquele que não consegue entender o que escrevi, nem raciocinar por si mesmo, mas que decidiu que o "diagrama de Nolan", de 1969 (e criado sob inspiração das idéias do socialista Theodor Adorno), é o único critério possível para a definição de direita e esquerda!

Já que é para lermos alguma coisa sobre anarco-capitalismo e direita-esquerda, por que não ler isto aqui também?

rothbardbrasil.com/populismo-de-direita/

rothbardbrasil.com/hans-hermann-hoppe-e-a-direita-libertaria/

Hum... Rothbard e Hoppe se colocando à Direita! Acho que eles não são libertários...



Larga de ser mentiroso, Sérgio. Tudo o que você escreveu é mentira e bobagem! Marx economista, desprezado injustamente... uma ova! As teorias econômicas, bem como as teorias sociais de Marx são cheias de incoerências insuperáveis! É um absurdo atrás do outro. Só alguém que não leu Marx ou que seja um analfabeto funcional pra não notar isso.

"...ele fala da necessidade de se desenvolver as forças do capitalismo!" Coisa nenhuma, o sujeito odiava o capitalismo, punha a culpa de praticamente tudo na "burguesia" e dizia que o capitalismo ía desenvolver-se até o ponto de exacerbar o "antagonismo" entre burguesia e proletariado, ao ponto de uma ruptura social violenta (que o próprio Marx desejava e estimulava, basta ler o Manifesto Comunista), levando à ditadura do proletariado.


Marx caracterizava esse processo como sendo algo que ocorreria NECESSARIAMENTE. E isso é uma bobagem sob todos os aspectos. O interesses de patrões e trabalhadores convergem e por isso eles cooperam.

Marx prometia a paz através da violência cruel, a liberdade através da ditadura e a ausência de Estado através do Estado total. Um absurdo atrás do outro.

'...neoliberais almejam o fim do Estado" Isso é tão estúpido que não vou nem comentar! Você não sabe o que é neoliberalismo.

"Programas sociais são necessários para que se equalize o " primeiro passo" de cada indivíduo, caso contrário cria-se uma sociedade estamental!" Programas sociais criam privilégios para certos grupos de pessoas, em detrimento de todos os outros. Portanto, a realidade é o OPOSTO do que você diz. E sociedade estamental, na prática, é esta em que já vivemos, pois há uma burocracia fixa no topo da pirâmide social, composta de políticos, altos burocratas quase sempre indicados por políticos e grandes empresários amigos dos políticos e por eles protegidos.


Os "programas sociais" que você defende basicamente consomem a riqueza da sociedade, graças às imposições tributárias criadas pelos políticos, da casta dominante. Tudo o que eles fazem é empobrecer uma parte da população, para manter outra parte feliz na miséria, ao mesmo tempo em que a maior parte desses recursos tomados à força e imoralmente de seus donos legítimos é usada para financiar o aparato burocrático responsável por essa 'redistribuição" - ou melhor, roubo institucionalizado - enriquecendo ainda mais a casta que a impôs.




Vi esse texto ontem a noite na "capa" do Zerohedge!

Vou atrás desse livro dele que fala da minoria corajosa, pq está difícil aguentar os juízes soltando políticos que roubam na cara dura e que ainda existem pessoas que chamam esses ladrões de heróis....


O Trump vem pensando em restaurar a Lei Glass–Steagall.

Fiz alguma pesquisa no site mas não encontrei nada a respeito. Tem algum artigo do Mises que aborda esse assunto?

Obrigado!




Rapaz...acredita que nisso de usar termos mais fáceis e palatáveis, do que técnicos já "puxei" um para a causa liberal?

(Se bem que ele ainda dá umas "olavadas" e "bolsonarizadas", mas já é melhor do que sair esquerdando por aí hehe)

Além disso, foi criado um grupo de "resistência liberal" na faculdade (nome da faculdade + livre - não cito a faculdade para não ter ainda mais perseguição a mim e ao grupo).

E algo que percebi é que a abordagem liberal pode ser mais "suave": ao invés de criticar a justiça do trabalho de cara (lembre-se: as pessoas a vivem diariamente fazem anos, não é fácil sair da caverna), começo falando dos impostos e como é impossível que um político em Brasília saiba o que é melhor para sua vida, mais do que você mesmo e só então começo a desmontar a JT.

Só para complementar: esse grupo de "resistência liberal" está em vias de produzir seu primeiro artigo, vocês sabem de sites ou fóruns liberais que deem espaço para a publicação?


Acho que você não sabe o que significa média, nem do que se está falando quando se fala em salário médio. Mas realmente deve ser muito bom mesmo estar sob a mão de ferro do governo chinês. Quem precisa mesmo de liberdade? No fim das contas todos podem ser bilionários apaniguados do governo certo?

Já que a China está menos socialista hoje do que no passado e concede maior liberdade de empreendimento para certos segmentos sociais e certos indivíduos em detrimento de outros, devemos concluir daí que a China é o paraíso do capitalismo e da liberdade, claro!

Quem não vai se surpreender com essa notícia "incrível" de que um país com o maior mercado consumidor em potencial do planeta tenha experimentado algum grau de desenvolvimento econômico acelerado com a liberação de parte deste potencial via liberalização de parte da economia, em partes do seu território?


Que desserviço nós da América Latina fizemos ao mundo católico com esse papa. As ideias dele são fruto de uma visão que só pode ser concebida aqui. Perdoai-nos, irmãos.


E o primeiro Sistema Operacional foi copiado de quem? E o primeiro compilador? E a primeira planilha?


Pois é, o tal exemplo do que é memória seletiva típico de facções que não se importam com a liberdade.

Nisso, o que será do monte de historinhas sobre inquisição, apoio ao escravismo e o index librorum, de repente serão esquecidos ?


Sua professora era meio fraquinha. Se fosse eu, responderia com outra pergunta: E onde tem hidrogênio para juntar com o oxigênio (que tem na atmosfera) e produzir água?


Quer dizer então que devemos liberar todo tipo de droga e punir o indivíduo por suas ações, estando ou não sob influência dessas?
Esse é o tipo de liberdade que desejam? Ok. E quando o indivíduo pode começar a escolher por si e ser julgado pelos seus atos? Após 18a? Ou desde criança?
Como essas pessoas educam seus filhos?
Fiquei curioso em saber...


Prezado Carlos, apesar de o Maurício ter detalhado exaustivamente a resposta à sua pergunta, só me leva a crer que, ou você não leu o que ele postou ou é problema de analfabetismo funcional mesmo (juro que não estou querendo ofender). Por que o pobre não tem um terreno para construir uma casa (ou permanecer alí até que consiga construir uma)? Resposta: por causa do Estado! Por que o pobre tem que viver catando latinha ou comendo comida do lixo pra sobreviver? Resposta: por que o Estado não permite que ele tenha uma profissão que aceite a sua qualificação nula para receber menos que um salário mínimo! Daí em diante me diga como o pobre pode não ter o que quiser com seu trabalho se ele poderia aproveitar o salário (ainda que baixo) para se qualificar minimamente e conseguir um trabalho melhor, aumentando continuamente o seu padrão de vida? Tem certeza que eu preciso desenhar pra você tudo isso que eu falei?



Fácil.

1) Ninguém tem o direito de roubar ninguém e de viver às custas de ninguém.

2) Ninguém tem o direito de proibir ninguém de ganhar a vida como quiser (desde que, obviamente, esse "ganhar a vida" não seja às custas do roubo e da coerção - ver item 1).

Liberdade, em suma, nada mais é do que a ausência de coerção quando você não está agredindo ninguém. Só isso.

Exemplos práticos:

Quero abrir uma empresa de telefonia, mas o governo não deixa. Por que não posso? Não estou agredindo ninguém, nem roubando ninguém. Isso é uma violação da minha liberdade.

Quero manter a renda do meu trabalho. Mas não posso, o governo não deixa. Ele sempre quer roubar uma fatia para si. Isso é uma violação da minha liberdade.

Quero importar equipamentos eletrônicos de Miami pelo preço de lá. Mas o governo não deixa. Se eu quiser importar, tenho de pagar um arrego pra máfia (conhecido pelo eufemismo de "tarifa de importação").




Sob a ótica do próprio catolicismo tradicional, há de existir um inferno e um céu, não? Mas como as pessoas irão para o céu se não tiverem a oportunidade de serem virtuosas (sob a ótica católica)? E como irão para o inferno se não tiverem a oportunidade de "pecar"? O próprio filme Laranja Mecânica expõe a preocupação do padre em acabar com o livre arbítrio do indivíduo quando uma solução definitiva para prevenção dos crimes é criada... Ou seja, a liberdade é um pressuposto absoluto para escolha do "bem" e do "mal". Ou não?

Se o Papa quiser conversar sobre política, particularmente eu gostaria de saber a opinião dele sobre os países escandinavos e outros, como Australia e Nova Zelândia. Todos lá vão para o inferno porque não tem oportunidade nem necessidade de praticar a caridade? É preciso existir miséria para que a esmola possa permanecer?

Outro dia li, não sei se foi aqui, como a restrição gera uma indústria poderosa. Na época em que a pornografia era proibida, quem inha aceso a ela era rei. Com o alcool, idem. Hoje o mesmo se repete com as "drogas".



Libertários não são de direita nem de esquerda. Por favor, veja o diagrama de Nolan


Eu realmente não costumo me intrometer em assuntos religiosos. Hoje, como libertário, não vejo nenhum problema nas religiões (ao contrário, vejo utilidade da mesma para muitas pessoas). Como libertário meu Inimigo é o socialismo e demais coletivismos. Continuamente tento combater o coletivismo por considerar o ataque à liberdade individual o maior mal da nossa era (seja na forma de nacionalismo ou socialismo).

Não raro, estou aliado aos religiosos nesta dura luta.

Agora muito me preocupa este posicionamento do papa catolico. Me decepciona muito, pois fico triste em ver a possibilidade de perder bons aliados (os católicos) na luta pela liberdade.

Espero que a igreja se cure deste mal. Este homem é Inimigo.


Toda vez que vejo alguém evocando o "bem comum" pra defender políticas coletivistas me bate uma raiva que não consigo mensurar. Gostaria que alguém definisse "bem comum" pra mim e me explicasse como uma comunidade pode agir e ter preferências como um indivíduo. Fora isso, fico feliz que o libertarianismo esteja crescendo tanto ao ponto do papa ter que se manifestar e reconhecer sua força, mesmo que de maneira caricata e idiótica.





O Papa Francisco não é comunista e não pode ser comunista por abraçar a tradição da Igreja que um dos Pilares sustentáculo da Igreja católica ao longo de 2 mil anos de sua existencia.


Tudo bem e no caso que não tem parentes?

Eu concordo! é que pela linha de raciocínio que justifica a existência de direitos naturais para seres humanos, pode se cair nesse abismo.
Afinal, um cadaver não é mente pensante, ele não proclama direitos de propriedade e liberdade.
É como um animal, um jumento nesse caso.

Só uma reflexão


Há uma turma (minoria) libertária infiltrada no partido querendo tomar o controle do mesmo. Esta ala se chama LIVRES e é este nome que querem dar ao partido tão logo tomem o controle dele (caso consigam).

O partido PSL em si é uma porcaria, mas, caso esta turma libertária seja bem-sucedida, a coisa pode mudar bastante.


Fácil. Por gentileza, só pela sua memória, descreva os três principais argumentos do texto linkado. Sintetize para uma pessoa leiga, de maneira coerente, quais são os argumentos desse texto.

P.S.: se você não conseguir se lembrar dos argumentos que um determinado autor utilizou, por que você irá se lembrar dos contra-argumentos que outro autor irá apresentar?


Gente, pergunta bem off topic sem relação ao artigo:

Tomei um susto quando vi na tv uma propaganda falando de diminuição do estado, liberdades individuais e defesa do livre mercado, falaram até de privatização da educação. Corri pra ver se era propaganda do Liber ou mesmo o Novo (o qual tenho muitas restrições), e vi que era o PSL (partido social liberal).

Minha questão é: Dá pra botar esse naquela listinha de opções "menos piores" na hora de votar?

Gostaria de ler as opiniões dos colegas.


Mito total.

Não é verdade dizer que a Coreia do Sul "era pobre e aí foram adotadas políticas intervencionistas e aí ela enriqueceu". Mesmo porque isso é econômica e logicamente impossível. O que o general Park fez foi adotar uma política extremamente favorável ao investimento estrangeiro (óbvio, pois a Coréia não tinha capital), principalmente de japoneses (com quem ele reatou relações diplomáticas) e americanos. Não fossem esses investimentos estrangeiros, o país continuaria estagnado.

Os japoneses investiram pesadamente em infraestrutura, em indústrias de transformação e em tecnologia, o que fez com que a economia coreana se tornasse uma economia altamente intensiva em capital e voltada para a exportação de produtos de alta qualidade (ao contrário do Brasil, que só exporta produtos sem valor agregado e cuja mão-de-obra é desqualificada). Esse fator, aliado à alta educação, disciplina e alta disposição para trabalhar (características inerentemente asiáticas), permitiu a rápida prosperidade da Coréia.

Era economicamente impossível a Coréia enriquecer por meio de intervencionismo simplesmente porque não havia capital nenhum no país. Intervencionismo é algo possível apenas em países ricos, que já têm capital acumulado e que, por isso, podem se dar ao luxo de consumi-lo em políticas populistas. Já países pobres não têm essa moleza (por isso o intervencionismo explícito em países como Bolívia e Venezuela apenas pioram as coisas).

Vale lembrar que a Coréia do Sul no início da década de 1960 era mais pobre do que a Coréia do Norte. E mesmo assim os japoneses investiram lá. E deu no que deu.


Ah tá bom, então só porque cada homem é filho de Deus ele automaticamente pode fazer toda a merda que ele quiser, inclusive negar o próprio Deus. Tudo a ver, né? O conhecimento de teologia de vocês é porco.


Francisco só é fruto dá teologia da libertação,que não tem nada de libertação, só é uma forma dos esquerdistas entrarem e empreguinarem a igreja católica.


Caro Andre Cavalcante,

Não admiro o espírito conciliador do Papa.

Há cristãos sendo perseguidos por todo o Oriente Médio e África e o papa se omite. Há uma escalada de intolerância religiosa a cristãos e judeus na França, na Alemanha e na Suécia e o papa se omite. O catolicismo continua em queda livre na América Latina apesar do papa ser argentino. E o que ele diz a respeito? Nada.

Mas quando o tópico é manifestar-se sobre política ou contra alvos inofensivos (como os libertários) onde não há nenhum risco de polêmica, ele está na linha de frente.

Se João Paulo II estivesse em sua batina, os cristãos estariam verdadeiramente protegidos. O papa Francisco teria beijado os pés dos soviéticos na guerra fria e negado a perseguição a religiosos nos países socialistas.


Como a Coréia do Sul se desenvolveu? Vejo por aí alguns esquerdistas dizendo que foi pela forte intervenção do estado na economia e no apoio às empresas($$$$$$ dos pagadores de impostos). Alguém poderia esclarecer?


Sou um grande fã desse papa, quando ele se atém às questões internas do Vaticano, seu espírito conciliador com outros credos sem perder a essência de sua própria igreja, principalmente quando escreve sobre as questões espirituais, como a fé, o perdão, a família etc.

Mas ele realmente mostra toda a sua formação socialista latino americana quando fala política e economia. Faria melhor serviço para si mesmo, para os fiéis e para a igreja de modo geral, se ficasse calado sobre essas questões.

É aquela velha frase: é melhor ficar em silêncio e as outras pessoas acharem que vc pode ser um idiota do que abrir a boca e as pessoas descobrirem que vc é um idiota completo.


Sem querer criar polêmica, acho que quem "segue apenas a lei dos seus estômagos" são os animais irracionais, não os seres humanos. Ao menos os seres humanos dignos desse nome.


Libertários anarcocapitalistas são de Direita. Certamente o são no campo econômico, já que é um procedimento legítimo classificar conceitos em escalas partindo-se da comparação entre extremos. E é fora de dúvida que as duas posições extremas e antagônicas quanto às questões de Estado, economia e propriedade são o comunismo e o anarcocapitalismo. Um é o oposto do outro. Como a tradição do pensamento político em todo o mundo coloca os comunistas à esquerda (inclusive eles próprios lá se põem declaradamente), por conseguinte é de Direita o anarcocapitalismo, assim como tudo o mais que esteja mais próximo deste que do comunismo na referida escala.


Corpo sem dono uma ova! Há os parentes, que devem ser considerados proprietários do corpo. Ademais, existem certas tradições sociais que devem ser respeitadas e não jogadas fora sem mais nem menos.


Após a morte o individuo que detêm sua propriedade privada , deverá ser passada ao seus respectivos herdeiros , seja biológico ou por contrato , ou caso não haja , essa propriedade torna-se sem dono e aquele que sabido do fato utilizar por meio de um consenso geral ( algo que "todos" elucidado do fato , concordem) tornará aquela terra sua propriedade , postumamente será desse sujeito.
Esse consenso pode ser por : utilização das terras para produção ou preservação de tal terra.



Esse "Papa" é um comunista safado, só pode. No campo econômico ele só diz bobagens. Por que será que o anterior saiu dizendo que forças poderosas o tiraram de lá? Volta Bento XVI!


O brasileiro prefere ter milhares de direitos trabalhistas do que ter um emprego.



Leandro, pode por favor dar uma olhada nesse artigo do Humberto matos e rebater, ele trata justamente de que a expansão monetária não é a causa real da inflação.Se puder dar uma olhada fico grato, me encabulou isso.
https://www.facebook.com/humbertosaiadamatrix/posts/1916700058574503


Abrir empresa não é uma coisa fácil, cerca de 90% de todas as empresas vão a falência, além de ser inerentemente difícil, caro e arriscado, o governo consegue complicar mais ainda a vida do empreendedor.
Nem todos tem competência, coragem ou paciência para entrar no mercado, mas aqueles que o fazem deveriam ser vistos com respeito e admiração. Essa é a verdadeira elite (natural) virtuosa e que faz bem a sociedade.


Orgasmo causado pelo papa?
Pecado mortal! Está condenado a ir direto pro inferno, sem direito a purgatório!


Libertários não são de direita nem de esquerda. Por favor, veja o diagrama de Nolan.


Este tal problema em aberto é facilmente resolvido pela praxeologia. Dado que toda ação humana é propositada, qual o propósito do indivíduo cujo punho fechado se desloca rapidamente e em rota de colisão com o nariz do amiguinho, ao empreender tal curso de ação?


Agora choverão curiosos pesquisando libertarianismo, o papa deu uma bela ajuda.


Caro cidadão:

Tenho 2 filhos já crescidos, e felizmente, muito bem criados.

Embora seja algo que, se acontecesse com meus filhos, eu lamentaria muito, também é verdade que, como o senhor mesmo afirmou;

"Ainda que você diga que isso é responsabilidade dos pais, nós pais não controlamos todas as decisões dos nossos filhos, e por melhor educação que possamos dá, todos estão sujeitos aos erro, principalmente os mais jovens"

Portanto, por mais frio e insensível que possa parecer, na verdade criamos os filhos para o mundo, e não para nós, e não temos controle sobre as decisões alheias. O máximo que podemos fazer é orientar o melhor possível. Gostaria de poder fazer mais, mas não posso trancar meus filhos em uma redoma de vidro. A vida é de cada um, e isso é a maior afirmação de liberdade que pode haver.


O Alexandre Porto (no Youtube) tem algumas dissertações sobre este assunto no canal dele.
É bem bacana, vale a pena.
Aliás, considero ele o melhor argumentador lógico que já vi por lá.


Quanta ignorância desse papa.
Coincidência ou não, a palavra ARGENTINO é um anagrama de IGNORANTE.
Então, perdoem-no, pois ele não sabe o que faz.