clube   |   doar   |   idiomas

08/03/2016 00:00  por  Leandro Narloch \  economia

"O grau de preocupação pública sobre um problema ou fenômeno social varia inversamente à sua incidência real".

Quanto mais raro um fenômeno, mais ele nos chama a atenção. Quanto mais próximo da solução, mais lamentamos um problema social. Do mesmo modo, quanto mais frequente um comportamento, menos atenção e revolta ele desperta.


07/03/2016 00:00  por  Marília Fontes \  economia

No Brasil, os estímulos do governo na economia foram crescentes. O déficit nominal médio de 2%, que vinha sendo sistematicamente promovido desde 1999, passou para 9% do PIB. Os gastos do governo cresceram de 30% para 41,5% do PIB.

Porém, como todos sabemos, isso não gerou nem euforia nem desenvolvimento por aqui. O PIB de 2015 ficou em -3,8% e para 2016 a expectativa gira próxima dos -3,50%.

Além de uma dívida recorde em relação ao PIB e da recessão, temos também a crise no orçamento. Em outras palavras, estamos piores do que estávamos antes.

Mas onde a teoria falhou? Cadê o multiplicador?


06/03/2016 00:00  por  Juan Ramón Rallo \  economia

A realidade tratou de mostrar que Lula era apenas mais um político hiper-corrupto que utilizou dinheiro público para se enriquecer à custa de seus compatriotas. 

Lula não era "um ex-presidente que governou para a sua gente e para um país mais justo", segundo disse há alguns meses Pablo Iglesias [secretário-geral do Podemos], mas sim o chefão de uma máfia que desviou dinheiro da gigantesca empresa estatal — sim, estatal — Petrobras para pagar propinas, privilegiar empreiteiras com contratos altamente lucrativos e, principalmente, para financiar campanhas políticas do seu partido.


04/03/2016 00:00  por  Geanluca Lorenzon \  economia

Em um país que possui uma história inequívoca de impunidade, há um instituto especial que tornou possível a detenção de políticos de alto escalão. E adivinhe: a esquerda o detesta.

.

02/03/2016 00:00  por  Sandro Schmitz \  economia

Em 2005, segundo o IBGE, cinco milhões de brasileiros estavam interessados em concursos públicos. Em 2010, esse número já havia mais que duplicado, passando para 11 milhões de pessoas.  Imagina quantos são hoje?

No entanto, foi só ao ler um artigo recente, escrito por um holandês, que concluí em definitivo algo de que apenas suspeitava: o número de jovens que almeja a carreira pública está crescendo preocupantemente.


02/03/2016 00:00  por  Equipe IMB \  economia

A lenda viva do xadrez, Garry Kasparov — nascido no Azerbaijão, criado na Rússia comunista e hoje vivendo na Croácia —, irritou toda a esquerda-chique americana ao postar, em sua página no Facebook, um desenho fazendo troça do pré-candidato democrata (e assumidamente socialista) à presidência dos EUA, Bernie Sanders.

Na caricatura postada por Kasparov, Sanders utiliza um boné com a frase "Make America Greece Again".

Essa frase é, ao mesmo tempo, uma paródia do slogan de Donald Trump ("Make America Great Again" — Façamos a América Grande Novamente) e uma síntese do que aconteceria caso Sanders ganhasse a eleição ("Make America Greece Again" pode ser traduzido como "Façamos a América a Grécia Novamente").


29/02/2016 00:00  por  Diversos Autores \  economia


Josefa Tiago dos Santos, a empreendedora assassinada pelo estado
Uma idosa de 65 anos que trabalhava como vendedora ambulante perto da rodoviária do Plano Piloto, no Distrito Federal, teve suas mercadorias (dindin e água mineral) apreendidas em uma operação de fiscalização de ambulantes

Josefa Tiago dos Santos estava com duas caixas de isopor quando foi abordada por três fiscais da Subsecretaria da Ordem Pública e Social (Seops). Uma testemunha relatou que foi uma "abordagem muito agressiva" e que os fiscais aparentavam estar armados, pois carregavam um volume na cintura. O material recolhido foi colocado em uma camionete branca sem identificação do órgão.


24/02/2016 00:00  por  Geanluca Lorenzon \  economia

O mosquito está ganhando de nós na conquista de seus objetivos porque, ao contrário de nossos governantes, ele age baseado em descentralização e liberdade, dando ao indivíduo (ou ao mosquito, nesse caso) a possibilidade de se adaptar ao ambiente, inovar e empreender para alcançar seus objetivos. 

Mas, acima de tudo, o mosquito está ganhando porque, quando um deles se reproduz, todos se beneficiam, no objetivo de perpetuar a espécie.

Existe um termo econômico para isso: "externalidade positiva". Quando um indivíduo humano entra em uma relação econômica com outro, na qual ambos se beneficiam em relação ao momento anterior, eles geram e produzem riqueza: e isso acaba por beneficiar a todos nós.


22/02/2016 00:00  por  Ubiratan Jorge Iorio \  economia

Não é pessimismo, é só realismo; e não é "torcer contra", é apenas render-se aos fatos. Contudo, não podemos nos entregar passivamente a essas constatações. Pelo contrário, a missão de cada um de nós é lutar com todas as forças para começar a revertê-las desde já, sabendo que a tarefa é difícil e vai exigir muitos anos e muito esforço e que é nosso dever mostrar à geração mais nova que o caminho para a sociedade que desejamos passa pela reafirmação dos valores morais, pela contenção do poder político e pela liberdade econômica.

Como escreveu Igino, hydra lernaean tantan vim veneni abuit... Temos que encarar essa Hydra de frente, sem medo!



22/02/2016 00:00  por  Rafael Rosset \  política

O estado faz o que quer, mas se você reclamar, o fascista é você!

.



CATEGORIA
  
POST POR DATA