Existe uma página específica para este artigo. Para acessá-la clique aqui.

O estágio final do socialismo: governo venezuelano impõe campos de trabalho forçado à população

Em seu livro O Caminho da Servidão, F.A. Hayek explicou que, sob um governo socialista voltado para o planejamento centralizado da economia, o seguinte cenário irá ocorrer:

1) Planos estatais serão criados com o intuito de impulsionar a economia.  

2) No entanto, por causa da impossibilidade prática de se fazer qualquer planejamento econômico sob um arranjo socialista, todos esses planos inevitavelmente irão fracassar.

3) Ato contínuo, os planejadores econômicos irão responder criando ainda mais planos para "corrigir" os estragos gerados pelos planos anteriores.  À medida que estes também inevitavelmente fracassam, os planejadores concedem a si próprios ainda mais poderes para "consertar a economia", o que significa menos liberdade para os cidadãos e mais opressão do estado. 

4) Os planejadores econômicos, consequentemente, vão se tornando cada vez mais ditatoriais, e cada vez mais dispostos a jogar fora todo e qualquer resquício de moralidade.  A população é continuamente escravizada, sendo levada para o caminho da servidão.

O mais recente, e trágico, exemplo prático disso é a democracia socialista da Venezuela.  Primeiro, o governo venezuelano arruinou completamente a economia com a adoção de medidas socialistas.  A mistura de hiperinflação (gerada pela impressão desmedida de dinheiro), controle de preços e estatizações de fábricas e lojas não apenas não conseguiu gerar oferta abundante de nenhum bem, como, ao contrário, gerou desabastecimento generalizado — as prateleiras das lojas e dos supermercados estão vazias e as pessoas de classe média que antes tinham emprego estão hoje esfomeadas, tendo de literalmente revirar latas de lixo e matar gatos e pombos nas ruas para ter o que comer. (Veja relatos completos e apavorantes aqui e aqui)

Agora, para tentar "reverter" a fome e a escassez de comida, o governo venezuelano decretou que os cidadãos venezuelanos serão compulsoriamente convocados a trabalhar em fazendas agrícolas estatizadas por pelo menos 60 dias para reverter a fome que vem castigando o país. 

A Anistia Internacional declarou que o decreto "equivale a trabalho forçado". A diretora da AI para as Américas, Erika Guevara-Rosas, afirmou que "tentar abordar a severa falta de alimentos na Venezuela forçando o povo a trabalhar no campo é como tentar curar uma perna quebrada com um curativo".

Campos de trabalho forçado são uma das consequências inevitáveis do socialismo.  

Vale lembrar que a Venezuela já foi um país rico e com petróleo farto.  Hoje, além de ter de importar petróleo (pois sua estatal petrolífera foi saqueada pelo governo, como tende a acontecer com todas as estatais), sua população foi reduzida à total mendicância por causa de seu governo. 

O alerta sempre é válido: por mais belas que sejam as "intenções sociais" proclamadas por políticos, o resultado do socialismo é sempre um só.


2 votos



OFF-TOPPIC: pessoal do IMB, seria possível vocês redigirem um artigo refutando as teorias conspiratórias sobre o Nióbio que abundam desde a época do Enéias? Quinta-feira o Instituto Liberal reiniciou o debate, e seria ótimo se vocês dessem continuidade. Eis o que comentei no website do IL, é o que resumidamente penso do assunto:

"Se há indícios concretos ou, ao menos, motivos para crer que as empresas autorizadas pelo Estado brasileiro a retirarem do solo e comercializarem este metal estão cometendo fraudes de qualquer natureza, em conluio com grupos estrangeiros ou não, a solução é, em se confirmando as irregularidades, rescindir os contratos de permissão em vigor e abrir este mercado para mais empresas interessadas no empreendimento - seja lá de onde elas forem. A que oferecer a melhor barganha leva as jazidas - e paga impostos sobre tudo o que produzir. Elevar o preço na marra? Claro, abusar desta condição de quase monopolista pode funcionar no começo, mas no médio prazo surgirão alternativas de melhor custo-benefício para atender a demanda daqueles insatisfeitos com a situação. Deixar de vender o Nióbio como comodittie e agregar valor ao mineral em nossa indústria da transformação? Seria ótimo, se nosso parque industrial não estivesse parado no tempo desde meados do século passado. Só falta criarem a estatal NIOBRÁS no Brasil, que dará origem ao escândalo do NIOBRÃO. O brasileiro não aprende mesmo: sempre achando que vai encontrar um bilhete premiado no chão e poderá passar o resto da vida bebendo e sambando."
"Tal afirmação nunca foi feita. Em ponto nenhum do artigo. E nem em nenhum outro artigo"

Não me refiro à uma frase ou texto escrito nos artigos do IMB. Estou questionando a percepção daqueles que defendem esse modelo de afrouxamento da terceirização proposto pelo governo, pois essa discussão toda é parte da realidade em que estamos vivenciando. Aliás, não creio que esse artigo seja uma mera exposição teórico-dissertativa acerca do que seria e quais os benefícios de uma terceirização segundo os liberais, muito menos um texto desvinculado da conjectura atual, como você transparece para quem lê. Logo, minha indagação é pertinente, ainda que, o que questiono, não esteja explicitamente escrito no artigo.

Em relação ao artigo linkado, em momento algum vi algo a mostra que abordasse diretamente o problema terceirização-corporativismo privado que eu levantei acima. O que mais se aproxima seria esse trecho:
"Em primeiro lugar, a ideia de que custos menores para empresas é algo ruim. Além do fato de que custos baixos permitem maior acúmulo de capital — o que possibilita mais investimentos e mais contratações —, falta explicar como que custos de contratação menores podem ser ruins para pessoas à procura de emprego."
Sim, não há problema algum em um empresário tentar reduzir seus custos para se adequar a concorrência e auferir maiores lucros. O entrave se encontra, como eu falei, no empresário monopolista que não possui um fator invísivel para motivá-lo à otimizar sua produção. A mão visível do Estado garante que seu produto inevitavelmente será consumido e, com isso, seu lucro será certeiro. Por conseguinte, não há a preocupação constante deste em inovar, melhorar a qualidade, aumentar a produtividade da sua mão de obra. Nesse sentido, a terceirização beneficia esse empresário, justamente por rebaixar seus custos com contratados (temporários ou não) à niveis abaixos daquilo que os empregados produzem, sabendo se que eles estão confortáveis em relação aos processos trabalhistas que enfrentarão (ajudinha estatal). Bem como, estagna ou retarda as inovações, tendo em vista que sua produção atual será adquirida pelos consumidores à um preço "monopolístico" durante um tempo maior que o de uma concorrência que existiria num livre mercado. Ademais, seu produto foi feito empregando mão-de-obra com um ônus muito abaixo daquilo que ela de fato produz. Desse modo, a margem de lucro é gigantesca, sendo que esse lucro pode sim ser revertido em capital para futuras melhoras, o que, na minha opinião, não aflinge ou preocupa de modo algum uma empresa monopolista, pois esta pode facilmente pegar crédito subsidiado de bancos estatais, ou ser empreendido em outros investimentos pessoais e, na minha percepção, fúteis e de pouco potencial de gerar valor no futuro.

ARTIGOS - ÚLTIMOS 7 DIAS

  • João Franco   31/07/2016 15:10
    Só esperando aqueles que amavam o Maduro dizerem que "não é socialismo de verdade".
  • Carlos Mayrink  31/07/2016 15:18
    "Deturparam o socialismo", "não intepretaram Marx corretamente", "isso é sabotagem dos Estados Unidos, não fossem eles estaria tudo próspero."
  • Ione Morais e Silva  31/07/2016 18:33
    Em que país o socialismo funcionou??
  • anônimo  31/07/2016 23:36
    Bla bla bla alguma coisa sobre países nórdicos bla bla bla...
  • Edmond Dantès  29/09/2016 16:52
    Nenhum...
  • Roberto Miglioli  04/08/2016 01:28
    Ou seja, nunca é socialismo...
  • Roberto Miglioli  04/08/2016 01:31
    "... é como tentar curar uma perna quebrada com um curativo"... Esta afirmação está errada. O correto seria "... é como tentar curar uma perna quebrada DANDO UM TIRO NO PÉ"
  • Júnior  05/08/2016 00:12
    E alguma vez o socialismo ja funcionou ??????

    Kkkkkkkkkkkk
  • Rafael  31/07/2016 15:14
    É pra onde vão mandar opositores.

    Vão fazer como na China de Mao, vão matar metade da população para que a outra metade possa comer.
  • Ana Karen  31/07/2016 15:31
    Segundo alguns animais, isso é evolução porque deixaram de trabalhar para o burguês explorador e agora trabalham em prol da sociedade... rá!
  • Willian Von Dunkelheit  31/07/2016 15:32
    É sempre uma aula prática acompanhar países com políticas socialistas. Incrível mesmo é ainda insistirem no sistema; não há benefício algum, tão somente ao ditador e sua turma.
  • Sindicalista da CUT  31/07/2016 16:42
    Deturparam Marx mais uma vez...
  • Andre Cardoso  31/07/2016 18:00
    Não fizeram o que Marx falou, dá nisso. Tinham que ter matado todos os burgueses no início da revolução. Sua mentalidade contra-revolucionária ainda presente na sociedade venezuelana impediu mais uma vez o paraíso na Terra. Mas a luta continua!! Viva la revolucion!!
  • Brant  31/07/2016 20:31
    Próximo passo será estipular metas de produção inalcançáveis e tratar os trabalhadores (escravos) que não cumprirem a meta como sabotadores e traidores da revolução, tal como fez Stalin na Ucrânia matando alguns milhões durante o processo.






  • Pap  31/07/2016 21:22
    Talvez a pergunta que farei agora seja ingênua,mas existe algum risco do governo venezuelano mandar suas tropas e invadir outros países(como a Colômbia,a Guiana e até o Brasil(Roraima))?
  • Pobre Paulista  31/07/2016 21:57
    Espero do fundo do coração que isso de fato aconteça, assim a Venezuela será rapidamente varrida do mapa. No entanto, acho que a chance disso acontecer é um pouco menor do que 0,00%.
  • Dom Pedro XVI  02/08/2016 18:50
    se eles não conseguem formar linhas de suprimento em tempos paz, que dirá em guerra!
  • Almerio P. Gaertner  27/09/2016 08:11
    A Venezuela não tem poderio militar para tanto. São uns fanfarrões. Estão com o "pires na mão" mendigando esmolas. Economia quebrada. Importando petróleo. Prateleiras vazias, desabastecimento total de comestíveis. O apregoado socialismo do seculo XXI morreu. Desde Chávez até Maduro o que se vê são dois palhaços a se vestir para o picadeiro. E o Brasil, na era petista, seguia apoiando e entregando nosso dinheiro a esses bandoleiros.
  • Murdoch  27/09/2016 14:49
    Não existe essa possibilidade de acontecer.
    A Venezuela tem caças melhores que os nossos, mas os venezuelanos não conseguem colocar no alto porque os caças que eles usam dependem de muito dinheiro para manutenção e a Venezuela mal tem dinheiro para imprimir dinheiro, imagina um orçamento militar para guerra, isso é ilógico e o Brasil certamente venceria sem maiores problemas.
    A Venezuela tem os melhores caças nos hangares.
    Na minha opinião, se acontecer de uma guerra com a Venezuela, o Brasil ganharia e agregaria como estado. É apenas mais um território para o Brasil.
    O problema é que a Venezuela não vai estar sozinha, existe a Bolívia(que não é lá muita coisa) e as FARC - organização esquerdista - e é isso que torna perigoso.
    Nós temos o maior - talvez - e mais poderoso exército da America do Sul, visitando sites sobre poderio militar você pode conferir.
  • Gabriel  01/08/2016 05:26
    atacarem o Brasil? kkkkkkkkkkkkkk espero que isso realmente aconteça e ainda vou até RR para lutar pelo meu país !
  • Edujatahy  01/08/2016 13:08
    Excesso de democracia da nisso.
  • anônimo  05/08/2016 22:31
    Democracia é uma praga mesmo.
  • Consciente  02/08/2016 01:21
    O Hugo Chavez trouxe alguma dignidade ao povo humilde Venezuelano, distribuiu renda, e melhorou a qualidade de vida de muitas pessoas que eram marginalizadas. A queda no preço do petróleo fez ruir todo esforço para dignificar o povo. Forças poderosas conspiraram para a derrocada do projeto de libertar a Venezuela das garras dos imperialistas, manipulando o mercado futuro do petróleo e as informações sobre reservas e estoques. O objetivo desses oligopólios é comprar a preço de banana as riquezas de países emergentes. A compra recente do campo de Carcará pela Statoil é um exemplo do sucesso deste esforço, aqui no Brasil. Emplacaram Pedro Parente na presidência da Petrobras para privatizar o que há de melhor na empresa. Apesar disso, o sonho bolivariano permanecerá vivo na alma do povo e um dia triunfará.
  • Nicolás  02/08/2016 01:47
    Sim, sim, foi o petróleo.

    É por isso que as populações da Noruega e de todos os países do Oriente Médio estão também revirando latas de lixo para ter o que comer.
  • Bolivarianismo até a morte  02/08/2016 06:49
    Isso mesmo, meu camarada. Infelizmente, nosso sonho de uma Venezuela justa, onde o pobre tem vez, teve de ser interrompido devido às manipulações dos EUA - sempre eles - com o petróleo.
    Os interesses por trás disso são claros, a compra da PDVSA e dominação de nosso petróleo.
    Mas seremos firmes e jamais deixaremos que isto ocorra. As mudanças têm que continuar.
  • saulo  03/08/2016 01:54
    Tá falando sério amigue?
  • mauricio barbosa  26/08/2016 22:50
    Nicolás,esse consciente é um ridículo igual ao Maduro e todos os socialistas que seguem a máxima de que "quem parte e reparte fica com a melhor parte",mas enfim os outros países produtores de petróleo deveriam estar em pé de guerra com os EUA e os especuladores do mercado futuro,por estarem apostando na queda de preços do petróleo e a Opep deveria estar esperneando contra esse estado de coisas,enfim esses socialistas bolivarianos e latino-americanos filhotes de fidel castro,admiradores de Cuba,não cansam de repetir essas bobagens de bloqueio americano e coitadismos de sempre,graças a Deus o IMB existe e nos libertou desse bobagens bolivarianas e essa porcaria do socialismo.

    Em Tempo se os americanos cobiçam a PDVSA,porque antes de Chaves e Maduro eles não fizeram essa pressão sendo que os governos anteriores eram aliados de Washington,enfim mais uma vez esses pulhas socialistas são desmascarados com essa argumentação tola de antiamericanismo e defesa de Putim por ser admirador da extinta União(Boçal)Soviética,coisa de colegial ingênuo ou mau-caratismo puro.
  • Joaquim  02/08/2016 15:08
    Se realmente esses ditadores disfarçado de socialista, fizessem a coisa certa poderia ter algum exito: Pensar no longo prazo, investir na educação( não alienar o povo). Mais isso não interessa, pois um povo educado não aceitaria um ignorante no poder.
  • Eumesmo  19/09/2016 02:43
    Como vemos o discurso é sempre o mesmo: a culpa é sempre dos outros e nunca da incompetência e da corrupção intrínseca ao socialismo. Gostaria de saber de quem defende esse sistema ridículo - que SEMPRE só trouxe miséria e perda de liberdade - qual o lugar no mundo que ele funcionou.
  • Almerio P. Gaertner  27/09/2016 13:46
    Seu comentário e totalmente equivocado e falta com a verdade. O que houve sim, foi a utilização dos "idiotas uteis" para sustentar um governo corrupto que destruiu a economia. A falácia de querer transformar o mundo fica no papel. A esquerda e o mal do mundo.
  • Erick  04/08/2016 12:42
    Vamos criar a nossa versão infantil também?
    Vamos falar que nenhum país rico adotou o que Mises falou, ele foi deturpado. Aí qualquer problema que esse país venha a ter, é porque deturparam Mises. "Ah, Singapura tem pobreza..." - Mises foi deturpado. "Ah, o Canadá tem desigualdade" - Mises deturpado.
    "EUA atacam o mundo inteiro" - Mises foi deturpado, não entenderam.

    Que tal? O que eles vão dizer ao usar os mesmos argumentos chulos?
  • Bode  05/08/2016 21:26
    A escola austríaca de economia é um conjunto de verificações do que ocorre na vida real. Não é uma teoria econômica, ou algo que possa ser implantado como um projeto de governo. É exatamente a ausência do estado que é elemento fundamental. A existência de livre mercado, liberdade individual e direito à propriedade é indissociável do progresso econômico, queiram ou não os socialistas.
  • Edujatahy  10/08/2016 21:43
    Versão infantil?
    A ideologia socialista matou MILHÕES de pessoas e você acha "versão infantil".

    Não tens o mínimo de respeito pela morte e destruição causada por esta "versão infantil"? E seus comentários foram ridículos de tão absurdos! Respondendo um a um.

    "Ah, Singapura tem pobreza..." - Mises foi deturpado.
    Primeiro, pobreza é a condição natural do homem. Ela SEMPRE irá existir.
    A comparação que se faz é porque existe mais riquezas em um local do que outro.

    "Ah, o Canadá tem desigualdade" - Mises deturpado.

    Em que momento algum pensador liberal defendeu igualdade? Nenhum liberal fala contra a desigualdades pois a aceitamos como condição humana, todo individuo é diferente um do outro. Quem gosta de apelar para isso são os socialistas.
    Nós queremos gerar riqueza, ou seja, ajudar a maior quantidade de pessoas de saírem da pobreza. A desigualdade é, continuará a ser, algo irrelevante!

    "EUA atacam o mundo inteiro" - Mises foi deturpado, não entenderam.

    Mises deturpado? um GOVERNO central que se apropria coercitivamente da renda de milhões de pessoas é algo defendido por liberais?
    Porque diabos todo socialista gosta de falar dos Estados Unidos, como se fosse o país mais "liberal" que existe.

    A Suiça ataca o mundo inteiro por acaso?

    É imperdoável sua falta de preocupação com seres humanos. Pessoas passando fome, sendo obrigadas a trabalhar em um regime que já foi provado inúmeras vezes que não funciona e aparece aqui resumindo a uma "versão infantil". Isto é uma crueldade sem igual!


  • Edujatahy  10/08/2016 22:22
    Agora que notei que o Erick na realidade foi irônico. Peço desculpas meu caro. Mas de qualquer forma, a resposta fica boa para socialistas de plantão.
  • saoPaulo  13/09/2016 14:52
    Não vejo este como um argumento chulo.
    De fato, apresentado como você apresentou, ele é um tanto infantil, mas ao analisarmos mais profundamente veremos que ele está mais do que certo.
    É um fato que não existem sociedades 100% comunistas (pois isto é impossível), nem sociedades 100% libertárias.
    No entanto, se verificarmos os degradês, veremos uma forte correlação/causalidade entre liberdade e riqueza.
    Quanto mais socialista/comunista um país, mais pobre ele tende a ser ou se tornar.
    Quanto mais liberdade um país usufrui, mais rico e próspero ele tende a ser ou se tornar.

    "Ah, o Canadá tem desigualdade" - Mises deturpado.
    Sei que estava sendo irônico. Mas note que, mesmo tendo deturpado Mises, os pobres lá possuem uma qualidade de vida comparável à classe média brasileira. Ao contrário de Marx, que quando deturpado leva à miséria, e quando levado a sério leva à inanição.
    Eu adoraria ver o Brasil deturpando Mises. Mas como diria Roberto Campos, o Brasil está tão distante do liberalismo - novo ou velho - como o planeta Terra da constelação da Ursa Maior!
  • cleyton james hedlund  10/08/2016 18:08
    o proximo alvo dos comunas é o brasil olha so a petrobras parece uma galinha depenada
  • Jorge  19/09/2016 22:49
    A dama de Ferro, Margareth Tatcher corretamente diagnosticou: O socialismo acaba quando acaba o dinheiro. É simples assim. ( Veja URSS, China, Vietnã, camboja etc..)
  • Ronaldo Brognoli  29/09/2016 20:40
    Isso é uma coisa extremamente grave se for verdade
  • Gustavo  24/10/2016 16:26
    Mas é verdade...
  • Luiz Afonso  12/10/2016 12:08
    O próximo passo será conforme o amigo falou impor metas a serem cumpridas nestes campos de trabalho forçado, os que n;ao cumprirem serão executados como os judeus foram nos campos nazistas e como os opositores do regime comunista foram nos Gulags. Nada de novo no Socialismo, sempre se repetindo. E para quem ousar contestar , são os inimigos da revolução do povo, afinal eles estão trabalhando para o bem comum e a coletividade.
  • Universitário da USP  24/10/2016 16:13
    O Socialismo foi deturpado.
  • Economista da UNICAMP  06/11/2016 19:56
    Com certeza, camada.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.