O socialismo venezuelano: pessoas comendo cachorros, saqueando supermercados e morrendo de inanição

Jamais menospreze a capacidade destruidora do socialismo: a Venezuela, ainda na década de 1970, estava entre os 20 países mais ricos do mundo.  Bastou pouco mais de uma década de bolivarianismo para jogar a população do país na mais completa mendicância.

Tudo começou quando, em sua fome por poder, o falecido Hugo Chávez prometeu redistribuir a riqueza do país para os mais pobres (sempre começa assim).  O pai do "socialismo do século XXI", ao que tudo indica, desconhecia a máxima econômica de que, para que os recursos possam ser redistribuídos para as massas, eles têm antes de ser produzidos.

E impedir a produção é exatamente aquilo que o socialismo faz.

A situação começou realmente a degringolar com a destruição da moeda.  Quando a moeda perde seu valor, toda a economia se deteriora.  Sendo a moeda a metade de toda e qualquer transação econômica, se ela deixa de funcionar, você retorna a um estado de escambo.  Ninguém aceita abrir mão de bens — principalmente alimentos e outros produtos essenciais — em troca de uma moeda sem poder de compra nenhum.  Escassez e desabastecimentos se tornam a consequência inevitável.

Uma moeda em contínuo enfraquecimento — que nenhum venezuelano quer portar e que nenhum estrangeiro está disposto a aceitar em troca de dólares (o que inviabiliza importações até mesmo a de produtos básicos e essenciais, como remédios) — e um controle total de preços decretado pelo governo levaram a uma escassez generalizada de bens essenciais na economia.

Um país tem de ou produzir o que consome ou importar.  A produção doméstica praticamente acabou e nenhum estrangeiro aceita trocar dólares por bolívares venezuelanos, o que significa que praticamente não há importações.

Após 15 anos de revolução bolivariana, a Venezuela está mergulhada na maior crise econômica da sua história.  O paraíso socialista criado por Hugo Chávez e aperfeiçoado por seu sucessor Nicolás Maduro vem quebrando paradigmas e alcançando façanhas: já conseguiu gerar escassez e racionamento de papel higiênico, comida, remédioscervejaeletricidade e até mesmo água.

O país está em hiperinflação.  Organismos internacionais, em uma projeção conservadora, estimam uma inflação de preços de 720% para este ano.

E as consequências não estão sendo bonitas.

Saques, mortes, e cachorros como alimentos

Não é nenhum exagero dizer que a situação da Venezuela já alcançou um ponto sem retorno.  O caos se tornou irreversível.

Eis uma foto de Caracas na sexta-feira passada:

20160512_VENZ1.jpg

De um lado, a polícia.  De outro, cidadãos venezuelanos protestando pelo fato de seus filhos estarem morrendo por falta de comida e remédios, e por não terem água e nem eletricidade. 

Ainda no início de 2015, toda a distribuição de alimentos na Venezuela foi colocada sob supervisão militar.  Em seguida, o governo impôs um sistema de checagem de digitais para se certificar de que a mesma pessoa não esteja comprando itens básicos mais de uma vez na mesma semana.   Em seguida, filas nos supermercados se tornaram rotinas. Os venezuelanos passaram a ter de pedir permissão para faltar ao trabalho e assim poder ficar o dia inteiro em longas filas nas portas dos poucos supermercados que ainda tinham produtos à venda. 

Isso inevitavelmente os empurrou para o mercado negro.  A situação ficou tão escabrosa que os traficantes de drogas abriram mão de seu ofício em tempo integral e passaram a se especializar no mercado paralelo de alimentos.

Agora, a escassez e a fome chegaram a tal ponto, que os venezuelanos estão caçando cachorros, gatos e até mesmo pombos para poder comê-los.

Segundo o PanAm Post:

Ramón Muchacho, prefeito de Chacao (uma subdivisão administrativa de Caracas), disse que as ruas da capital venezuelana estão repletas de pessoas matando animais para comê-los.

Em seu Twitter, Muchacho relatou que, na Venezuela, é uma "realidade dolorosa" o fato de que pessoas estão "caçando gatos, cachorros e pombos" para aliviar sua fome.  As pessoas também estão catando restos de vegetais das lixeiras e do chão para se alimentar. [...]

Seis oficiais das forças armadas da Venezuela foram presos por roubarem bodes para matar a fome, uma vez que não havia mais comida em seus quartéis.

À medida que o desespero vai se intensificando, a criminalidade se torna inevitável.

De acordo com o jornal britânico The Daily Mail, um homem acusado de tentar assaltar as pessoas nas ruas de Caracas foi cercado por uma turba de cidadãos igualmente desesperados, espancado e queimado vivo.

O primeiro vídeo abaixo (cenas fortíssimas) mostra o homem sendo espancado.  Já o segundo vídeo o mostra sendo queimado vivo. (Desnecessário enfatizar que as cenas são fortíssimas; veja apenas se seu estômago for bem treinado).


Também na semana passada, o país vivenciou uma nova onda de saques que resultou em pelo menos dois mortos, inúmeros feridos, e milhões de dólares em perdas e danos. 

Na manhã de quarta-feira, 5 mil pessoas saquearam um supermercado na cidade de Maracay, uma das mais ricas do país.  De acordo com o relato dos comerciantes, as intermináveis filas a que os venezuelanos são submetidos diariamente apenas para comprar itens básicos não puderam ser organizadas naquele dia.  À medida que o tempo ia se passando, os cidadãos desesperados foram ficando cada vez mais ansiosos e temerosos de não conseguirem comprar comida.  E então eles simplesmente começaram a pular os cercados e invadiram o supermercado.

"Não há arroz, nem macarrão e nem farinha", disse o venezuelano Glerimar Yohan. "Há apenas fome".

Ano passado, em uma situação incrivelmente similar, houve um tumulto em um supermercado estatal do país (que havia anunciado a venda de comida subsidiada) no qual milhares de pessoas entraram em conflito com a Guarda Nacional, que utilizou gás lacrimogêneo para dispersar a população.  Uma idosa de 80 anos foi pisoteada até a morte. E 75 pessoas ficaram feridas.

Um pouco diferente do prometido paraíso socialista, no qual haveria fartura para todos, o vídeo abaixo mostra pessoas quase saindo no braço para conseguir um simples pacote de arroz.

Ao longo das duas últimas semanas, várias províncias do país testemunharam saques a farmácias, shoppings, supermercados e caminhões que transportavam alimentos.  Em vários supermercados, gritos de "estamos com fome!" ecoavam.  No dia 27 de abril, a Camara Venezolana de la Industria de Alimentos (Cavidea) relatou que os produtores de alimentos do país tinham estoques para apenas mais 15 dias.

saqueos-venezuela_0.jpg

Na Venezuela, quando a ração se torna ainda mais escassa é assim que os supermercados terminam o dia

Com uma moeda morta, com um sistema de preços completamente desorganizado, e com tudo sob estrito controle estatal, a única coisa que resta é assistirmos a essa sociedade implodir.  Oscar Meza, diretor do Instituto Cendas (Centro de Documentacion e Análisis Social), disse que os índices de escassez e de inflação para maio serão os piores da história.  "Estamos oficialmente declarando maio como o mês em que a inanição geral começou na Venezuela", disse ele ao portal Web Noticias Venezuela.

saqueo-Mercado-Mayorista.jpg
"Estamos oficialmente declarando maio como o mês em que a inanição geral começou na Venezuela" disse uma ONG que mensura inflação e escassez

Eis um vídeo que faz uma compilação das rotineiras cenas de violência e de saques a estabelecimentos comerciais e a caminhões que transportam comida.

A Venezuela e o lápis

Talvez a maior estupidez promovida pelo socialismo é a ideia de que, ao impor controle de preços e ao proibir o lucro, o governo conseguirá fazer com que os alimentos se tornem mais abundantes e mais baratos.  A privação dos venezuelanos gerada pela escassez de comida é exatamente a consequência do controle de preços imposto pelo governo, o qual gera apenas desabastecimento e fome.

A inanição é apenas um sintoma de um colapso econômico mais amplo, que perpassa toda a cadeia de produção, e que foi gerado por decretos do governo.

Em 1958, o legendário libertário Leonard Read escreveu o ensaio Eu, o Lápis, no qual, ao explicar como um simples lápis é fabricado, utilizando componentes oriundos de diversas partes do mundo e fabricado por pessoas visando ao lucro, ele demonstrou o poder da liberdade econômica.  Um lápis é criado por meio das decisões voluntárias de milhares de indivíduos, operando livremente e de acordo com seu interesse próprio.  E, ainda assim, todos agem em perfeita e coordenada harmonia. 

Praticamente todas as ações descritas na criação do lápis são ilegais, não-lucrativas e pessoalmente perigosas na Venezuela de hoje.

Veja o que aconteceu com todo o sistema de transporte.  De um lado, os trabalhadores precisam se locomover até seu local do trabalho.  De outro, as peças e os componentes têm de ser entregues às fábricas.  Os estoques têm de ser vendidos para o varejo.  E os tratores têm de arar os campos.  Mas tudo isso foi abolido na Venezuela.

O fabricante de baterias de carro em Caracas não consegue importar seus componentes, e o controle de preços imposto pelo governo o proíbe de ter lucros.  Para trocarem a bateria de seus carros, os consumidores têm de fazer fila na porta das fábricas — as quais, para cortar custos, não mais estão utilizando o varejo para distribuir seus bens — desde o início da madrugada.  Só que, além de serem necessários vários dias para se completar a transação, a bateria antiga do carro tem de ser dada em troca.  Isso significa que, se ela houver sido roubada — algo bastante corriqueiro na Venezuela —, o cliente tem de apresentar um certificado especial de uma delegacia de polícia, comprovando o roubo.

Uma mulher estava aos prantos às portas de uma fábrica.  Ela já havia perdido vários dias de trabalho esperando na fila.  Quando finalmente foi atendida, recebeu a notícia de que o certificado que ela apresentou para comprovar que sua bateria havia sido roubada não tinha validade.

Mas não são apenas baterias de carro que estão escassez.  Gangues estão invadindo fazendas e armazéns e desmontando completamente tratores e demais equipamentos agrícolas, os quais são vendidos a preços altíssimos no mercado negro exatamente porque se tornaram escassos.  Essa é apenas mais uma dor de cabeça para os agricultores.

Chávez, com sua reforma agrária (outro mantra socialista), já havia confiscado as terras mais produtivas do país e as distribuído para os chavistas, os quais nada entendem de agricultura.  E, mesmo nas terras que não foram confiscadas, a destruição do sistema de preços e a desorganização da economia fizeram com que o plantio desabasse.  A maior parte das sementes utilizadas na Venezuela é importada.  Porém, como não há dólares, elas não mais existem.  Adicionalmente, os agricultores estão relutantes para plantar quando os custos são altos e os preços de venda, controlados.  Ninguém quer produzir em troca de uma moeda que nada vale.  A maior parte da produção é destinada ao consumo próprio.

A pecuária se tornou igualmente menos produtiva, ainda mais agora que os apagões diários estão interrompendo o funcionamento das máquinas elétricas que produzem o leite.  Os poucos caminhões que ainda circulam para distribuir alimentos são frequentemente saqueados.

A oferta de proteína sumiu.  Os ovos desapareceram das prateleiras dos supermercados.  Em outubro do ano passado, sete fábricas de conservas de atum, que empregavam 3.000 pessoas, tiveram de fechar as portas, pois não conseguiam dólares com o Banco Central para pagar os fornecedores estrangeiros que forneciam os materiais para sua produção, como peixe e latas. 

Até mesmo remédios básicos, como uma simples aspirina, sumiram.

Conclusão

Ao passo que uma guerra civil parece inevitável, Nicolás Maduro segue no comando, disposto a continuar utilizando os venezuelanos como cobaias neste seu experimento socialista (em condições quase que de laboratório).

A nós, observadores externos, resta apenas torcer para que essas cenas chocantes se mantenham relegadas às ruas dos paraísos socialistas.  E que elas sempre sirvam de lição para nos lembrar do que é o socialismo na prática.

Por fim, vale ressaltar que, ironicamente, os venezuelanos muito ricos — aqueles a quem Chávez jurou que iria esmagar — ainda têm dólares, e não estão passando fome.  Quem realmente está sofrendo ao ponto de morrer de fome são os pobres e os proletários, aqueles mesmos que os socialistas juram amar.

______________________________________________

Mary Anastasia O'Grady é editora do The Wall Street Journal e faz a cobertura de eventos da América Latina.

Andrea Rondón García, doutora em direito pela Universidad Central de Venezuela e diretora acadêmica do Instituto Ludwig von Mises Venezuela.  É também professora da Universidad Católica Andrés Bello.

Leandro Roque, editor e tradutor do site do Instituto Ludwig von Mises Brasil.


2 votos

SOBRE O AUTOR

Diversos Autores


"Foram mal abordados, muito mal abordados.

"imprimir dinheiro não é prática legal em um mundo civilizado" Eua imprime dólar, UE imprime Euro, Japão imprime Iene."


Eis um trecho do artigo:

"Há três respostas: ou o governo aumenta impostos; ou ele toma dinheiro emprestado de bancos, pessoas e empresas; ou ele simplesmente imprime dinheiro.

Não é preciso ser um profundo conhecedor de economia para entender que nenhuma dessas três medidas cria riqueza."


Você fala como se estivesse rebatendo alguma afirmação, que o próprio artigo mostra como é falsa; mas essa afirmação quem criou foi você próprio, sabe-se lá de onde.

É surreal você dizer que isso advêm da perda de consumo da população, a inflação desses países é próxima de zero há muito tempo. (não quero dizer que isso funcionária em todos os países do mundo)

Você está falando de "inflação de preços", aumento no preço de diversos produtos na economia geral; o artigo está falando de
inflação monetária, aumento da oferta monetária, dinheiro em circulação na economia. É possível haver baixa "inflação de preços" ou mesmo "deflação de preços" onde há inflação monetária. Basta que o aumento em produtividade e outros fatores (que diminuem preços) seja maior que o aumento dos preços por conta da inflação monetária.

Agora, se você acha que não há relação alguma entre oferta monetária e aumento de preços, creio que você descobriu o Paraíso na Terra -- podemos simplesmente imprimir dinheiro à rodo e dar para todos, e não haverá efeito colateral algum nisso.

"EUA tirou o país de uma recessão enorme em 2008 com as práticas Keynesianas, existem vários e vários exemplos da prática aplicada e funcionando, em nenhum momento é perfeita e sem qualquer tipo de ônus, mas é o melhor que pode ser feito."

Sim, o Keynesianismo tirou os EUA da recessão -- causada por esta mesma ideologia e suas taras por expansões artificiais:

Como ocorreu a crise financeira americana
Explicando a recessão europeia
Herbert Hoover e George W. Bush: intervencionistas que amplificaram recessões (1ª Parte)
A geração e o estouro da bolha imobiliária nos EUA - e suas lições para o Brasil

Creditar a teoria Keynesiana por tirar os EUA da recessão se resume à isto: o que seria de nós, se após quebrar nossas pernas, o Estado não nos desse muletas?

"Aliás uma pergunta, você já prestou ANPEC alguma vez? acredito que seu conhecimento é bem maior do que as frases feitas que posta aqui no site."

E como sempre, o grande feito para um Brasileiro é passar em concurso.

"Apesar de ter grande admiração por Keynes eu não tenho asco por nenhum grande pensador econômico, seja ele Marx ou Hayek, não é o que acontece por aqui, infelizmente. Inclusive, ressaltei que não é impossível que Keynes esteja errado em alguns pontos, visto o tempo que já se passou."

Não posso falar por todos membros que acompanham este instituto, mas pouco me importo com Keynes, Hayek, Mises, Friedman, quem quer que seja. Apenas me importo com as ideias que estes defendem. Se Marx falar algo correto, defenderei isto. Se for Keynes, também. Mises, mesma coisa.

"Peço mais uma vez que seja exposto para que haja um debate honesto. Pela segunda vez eu estou usando exemplos reais, práticas já aplicadas e com ressalvas de que nada pode ser generalizado, você escreve de forma rasa, com várias teorias que sequer foram testadas e lotado de frases feitas para atingir quem está no topo (Keynes). "

"Nada pode ser generalizado" é algo tão estúpido que eu não acho que seria preciso comentários para mostrar a estupidez desta afirmação.

"Você escreve de forma rasa" -- disse quem credita a teoria Keynesiana como positiva por tirar os EUA da recessão, causada pela mesma.

"Com várias teorias que sequer foram testadas" -- Eis o comentário feito por quem você está criticando:

"1) "Podem vir de emissão de títulos públicos"

E quem paga os juros e o principal destes títulos públicos? De onde vem o dinheiro?

2) "Impostos pagos anteriormente que geraram caixa"

Ou seja, o dinheiro veio da população.

3) "Expansão monetária direta, da forma que é feito na UE, EUA e Japão"

Ou seja, o dinheiro veio da redução do poder de compra da população.

4)"Qualquer financiamento para qualquer tipo de obra" "


Todos estes pontos são lógicos, e não empíricos. Faça um favor a si mesmo, e corra urgentemente para uma livraria e compre qualquer livro iniciante sobre lógica ou argumentação. O seu caso é grave.



Deixe que eu me preocupe com isso. quero saber o seguinte: se um meliante invadir a minha casa, o que você sugere que eu faça?

Os contra armamento nunca respondem essa pergunta e sempre a evitam. Eu vou responder de acordo com a instrução que a policia passa para a população:

1. Se der tempo, ligue para a policia, se você der sorte, eles podem passar por ali antes do bandido conseguir entrar na sua casa.

2. Faça tudo que o bandido manda. Se ele quer seus bens, dê. Se ele quer estuprar você, deixe. NÃO RESISTA DE FORMA ALGUMA.

3. No dia seguinte, faça um boletim de ocorrência e reze para que seu caso seja um dos 8% que são resolvidos no Brasil.

Agora eu tenho algumas perguntas também:

1. Se bandidos querem bens, por que não assaltam o congresso nacional? Ali está reunido várias pessoas milionárias. Enriqueceriam facil! Será que é por que ali tem seguranças armados que não hesitariam em atirar?

2. Por que não assaltam juizes e deputados quando estão fora do congresso? Será que é por que os mesmos dispõem de seguranças armados?

3. Por que não atacam carros fortes que transportam valores toda vez que os mesmos saem da garagem? Será que é por que os guardas estão bem armados?

Quem prega o desarmamento da população não entende que o bandido, seja o de colarinho branco ou o comum, é um ser de mentalidade oportunista. Independente do historico de pobreza (ou não), ele não irá atacar lugares fortemente armados porque o risco/beneficio é muito alto, e eles são inteiramente capazes de fazer esse julgamento (caso não o fossem, os lugares que citei seriam atacados diariamente).

Sabe onde eles atacam? Onde o risco/beneficio é baixo. E adivinha quem apresenta isso? Sim, uma população desarmada e instruida a não reagir de forma alguma.
Esron, expandi o comentário acima em um artigo bem mais detalhado sobre o assunto. Ei-lo:

Como funciona o mercado de cartões de crédito e por que seus juros são os maiores de todos


Após a leitura do artigo acima, convido-o a ler esta notícia, que mostra que a recente medida adotada pelo Banco Central não afetou nada, exatamente como previa o artigo acima (ou seja, o final, nada mudará, e sua anuidade tende a continuar gratuita):

blogs.correiobraziliense.com.br/vicente/juro-do-parcelamento-do-cartao-de-credito-e-recorde-e-chega-1635-ao-ano/
Além de tudo o que já foi respondido acima, é extremamente importante ressaltar que essa tese de "fazer dumping para quebrar indústrias para logo em seguida elevar preços e dominar o mercado" é completamente irreal.

Não apenas isso nunca aconteceu na prática, como também a própria teoria explica que isso seria completamente insustentável, para não dizer irracional do ponto de vista empreendedorial.

Apenas imagine: você é o gerente de uma grande empresa e quer destruir a empresa concorrente reduzindo seus preços para um valor menor do que os custos de produção. Ao fazer isso, você começa a operar no vermelho. Ao operar no vermelho, por definição, você está destruindo o capital da sua empresa; você está, na melhor das hipóteses, queimando reservas que poderiam ser utilizadas para investimentos futuros.

Pois bem. Após vários meses no vermelho, você finalmente consegue quebrar o concorrente. Qual a situação agora? Você de fato está sozinho no mercado, porém bastante descapitalizado, sem capacidade de fazer novos investimentos. A sua intenção é voltar a subir os preços para tentar recuperar os lucros de antes. Só que, ao subir os preços, você estará automaticamente convidando novos concorrentes para o mercado, que poderão vender a preços menores.

Pior ainda: estes novos concorrentes poderão perfeitamente estar mais bem capitalizados, de modo que é você quem agora estará correndo o risco de ser expulso do mercado. Seus concorrentes poderão vender a preços mais baixos e sem ter prejuízos, ao passo que você terá necessariamente de vender a preços altos apenas para recuperar seus lucros.

Ou seja, ao expulsar um concorrente do mercado, você debilitou sua empresa a tal ponto, que você inevitavelmente se tornou a próxima vítima da mesma prática que você aplicou sobre os outros.

E é exatamente por isso que tal prática não é observada no mundo real. Ela é totalmente ignara. Um empreendedor que incorrer em tal prática estará destruindo o capital de sua empresa, correndo o risco de quebrá-la completamente. Um sujeito com esta "sabedoria" não duraria um dia no livre mercado.

Se isso não vale para uma empresa dentro de um país, imagine então para uma empresa concorrendo em escala global (como é o caso do seu exemplo)?
Se enviar produtos importados baratos destrói a indústria de um país, então conclui-se que fazer o extremo -- mandar importados DE GRAÇA pra um país -- o destrói ainda mais rapidamente.

Mas o que tem de destrutivo em ganhar presentes? Se nos mandarem televisões, carros e geladeiras de graça, perderemos, sim, os empregos nessas áreas. No entanto, os trabalhadores dessas áreas poderão ir pra outras atividades produtivas e genuinamente demandadas pelos consumidores.

Em vez de termos essas pessoas produzindo televisões, carros e geladeiras, já teremos tudo isso e mão-de-obra sobrando pra produzirmos outras coisas. Em resumo, o país ficaria mais rico, às custas dos contribuintes de outros países que estão subsidiando importados gratuitos pra nós.

Outra coisa: se restringir e taxar a importação de produtos baratos é bom pra indústria nacional, bloquear as bordas do país contra todas as importações criaria uma economia fortíssima no país bloqueado.

E não pára por aí: se bloquear um país é bom pra economia interna, então bloquear os estados também. Imagine quantos empregos de paulistas os gaúchos estão tirando quando criam gado. Proibir a importação de gado e garantir empregos pra indústria interna de gado São Paulo seria uma boa idéia.

E isso continua pra cidades, pra ruas, até que se decida produzir tudo em sua casa e não trocar com ninguém.

Basta você parar de fazer compras no supermercado e estará bem ocupado o dia inteiro plantando, colhendo, costurando suas roupas, etc.

Todos terão pleno emprego, mas a produtividade será extremamente baixa dado o custo de oportunidade de produzir tudo por si mesmo, e será uma pobreza generalizada.

Um tomate que você compra com alguns segundos do seu trabalho demoraria meses pra nascer na sua terra.

Se nos casos extremos, com importados de graça, a sociedade fica mais rica e produtiva, e com importados proibidos, a sociedade fica mais pobre e improdutiva, são pra esses os caminhos que as políticas protecionistas apontam.

Não existe um ponto de equilíbrio ou um "protecionismo racional". Todo protecionismo beneficia produtores do setor protegido às custas de todo o resto.

Pode até ser que sem protecionismo nossas montadoras falissem; mas se elas não conseguem competir, é isso o que tem que acontecer.

Se custa 50.000 pra fazer um carro no Brasil que custa apenas 25.000 pra fazer o mesmo carro lá fora, ao comprar o carro de 25.000 a nossa economia tem um carro e 25.000 sobrando pra serem usados em outros setores. Ao comprar um carro de 50.000, a economia tem apenas um carro e deixa de ter 25.000 pra gastar ou investir em outros setores.

Imagine num caso extremo gastar uma fortuna com tecnologia e energia pra produzir bananas no Alasca. Se essas bananas forem produzidas num país tropical, podemos ter as mesmas bananas que teríamos do Alasca, mas sem usar todo aquele recurso: homens, máquinas e energia que poderiam ser mais bem alocados em outro lugar ao invés da produção de bananas.

A questão não são empregos, nem indústria nacional: a questão é produção. Empregos que não criam valor são inúteis, e há indústrias que não necessitam existir. O Brasil não "precisa" de uma indústria de carros assim como o Alasca não "precisa" de uma indústria de bananas, a menos que encontrem uma forma eficiente de produzir seus produtos. Não há por que preservar tais empregos.
Todas essas situações de "stress" que você citou podem perfeitamente acabar também em facadas, canivetadas, garrafadas na cabeça, pedradas, ou socos na cara (é bastante comum uma pessoa morrer em decorrência de um simples soco na cara; ver aqui e, principalmente, aqui).

Portanto, você criou uma falsa equivalência.

"Campanhas desse tipo me faz [sic] refletir que a nossa atenção e forças para cobrar do estado aparatos essenciais para que possamos viver bem, estão focalizados em assuntos que já deveriam estar superados!"

Ininteligível.

"Sobre os bandidos, opa! Se eles estão mandando no meu estado, tenho uma parcela de culpa aí!"

Você pode ter. Eu não tenho nenhuma. Por favor, me diga qual a minha culpa em haver "bandidos mandando no seu estado"?

"Não será somente com armas que inibiremos a propagação de criminosos"

Deixe que eu me preocupe com isso. quero saber o seguinte: se um meliante invadir a minha casa, o que você sugere que eu faça?

"afinal um dos motivos de se propagarem é o fato das armas estarem acessíveis!"

Errado. Um dos motivos de se propagarem é o fato de armas estarem acessíveis para eles no mercado negro e nenhuma arma estar acessível para o cidadão comum no mercado legal.

Bandidos proliferam quando sabem que suas potenciais vítimas estão completamente desarmadas pelo estado.

Beira o cômico você ignorar isso.

"Sobre quem fomenta esse tipo de campanha, cuidado! Aquele(a) deputado(a) ou senador(a) pode ter uma "amizade" muito próxima com alguém ligado a indústria que fabrica tais armas!"

Pois então cite nomes e prove que eles estão ligados a este site. Caso contrário, tenha a hombridade de se retratar.

"Ou até mesmo o cidadão de bem que compartilhou algo dessa campanha não tá nem ai para o bandido, simplesmente acha bonita armas ou quer de alguma forma usá-la!"

Que campanha?!

"E como a democracia é a chave para o entendimento! Respeito quem tem opinião contrária!"

Estamos vendo...

"Então lembram da corrupção? Ela leva desde a falta da merenda na nossa escola até a essa situação! Entregar uma arma pra tu quando estiver "grande", não vai garantir que terá um bandido a menos no mundo! É o processo educacional e o cuidado do estado que podem garantir a paz e o teu bem estar, as armas o caos! Pode parecer falácia, mas para um CIDADÃO DE BEM, faz sentido!"

Acho que sua erva venceu e você não percebeu. Sugiro trocar seu fornecedor.
Mais um que chegou rugindo, levou uma resposta (completa e educada), e agora saiu miando, praticamente de quatro.

Não só não retrucou nada que lhe foi respondido, como ainda chegou ao cúmulo de inventar uma resposta que nunca foi dada. Em nenhum momento o artigo ou algum comentarista falaram que "imprimir dinheiro não é prática legal em um mundo civilizado". Tal frase simplesmente não está escrito em lugar nenhum do artigo e nem desta seção de comentários.

Isso mostra bem o nível do desespero e da ética do cidadão. Mas, também, keynesianismo e falta de ética sempre andaram lado a lado.


P.S.: não resisti e terei de comentar esta:

"os grandes empresários começam fazendo empréstimos e assim aumentam seu patrimônio. Jorge Paulo Lemann convive com um passivo enorme e é o homem mais rico do brasil."

Com a pequena, ínfima, insignificante diferença que JPL é criador de riqueza e de valor. As pessoas voluntariamente compram os bens e serviços produzidos por JPL, e é isso o que o deixou rico. Quem cria riqueza continuamente, como faz JPL, pode se endividar muito e ainda assim se manter plenamente solvente.

Toda essa dívida será paga com capital próprio. JPL não terá de assaltar ninguém, roubar ninguém, confiscar dinheiro de ninguém para pagar suas dívidas. (E, em caso de insolvência, quem se estrepa são seus credores, e não a população inteira, que não terá de arcar com nada disso).

E o governo? Ele cria riqueza? Ele trabalha com capital próprio? Ele utiliza dinheiro próprio para pagar suas dívidas?

O fato de você dizer que o governo opera igualzinho a JPL mostra bem o seu nível de conhecimento econômico.

É cada coitado que é destroçado por aqui...
O que falo para os meus alunos sobre isso,

Primeiro, uma pergunta:

Será que todas aquelas pessoas que ainda não tenham nenhum crime registrado pela polícia, são cidadãos de bem?

Como eu posso garantir que, o estado dando o direito a posse de armas a todos(as) conseguirá evitar que,

O "brigão baladeiro" na hora da raiva cometa uma tragédia na saída da balada!

Na briga de trânsito o cidadão estressado não dispare contra o outro!

O colega de turma que, nunca imaginei que ele tivesse esquizofrenia iria disparar contra toda a turma com a arma do pai ou da mãe!

A mulher que, já sofria com as agressões do Marido, agora vive ainda mais a pressão psicológica por ter uma arma na sua cabeceira!

As crianças que sabem onde os pais guardam suas armas, e depois um tem que falar, foi uma brincadeira!

O vizinho que se estressou com som alto durante a madrugada!

Enfim são inúmeras as situações!

Sobre o uso da arma, "modestamente" posso afirmar: mesmo aquela pessoa que nunca frequentou a escola até aquela que teve o mais alto nível de educação acadêmica está suscetível ao stress, e nessa hora, para muitos, será o motivo de cometer um crime passional (o primeiro)!

Campanhas desse tipo me faz refletir que a nossa atenção e forças para cobrar do estado aparatos essenciais para que possamos viver bem, estão focalizados em assuntos que já deveriam estar superados!

Sobre os bandidos, opa! Se eles estão mandando no meu estado, tenho uma parcela de culpa aí! Não será somente com armas que inibiremos a propagação de criminosos, afinal um dos motivos de se propagarem é o fato das armas estarem acessíveis!

Sobre quem fomenta esse tipo de campanha, cuidado! Aquele(a) deputado(a) ou senador(a) pode ter uma "amizade" muito próxima com alguém ligado a indústria que fabrica tais armas! Ou até mesmo o cidadão de bem que compartilhou algo dessa campanha não tá nem ai para o bandido, simplesmente acha bonita armas ou quer de alguma forma usá-la!

E como a democracia é a chave para o entendimento! Respeito quem tem opinião contrária!

E se eu estiver numa turma com crianças ou adolescentes:
Sempre tem aquele que exclama,

- Mas só os bandidos tem o direito de possuir armas, o cidadão de bem, não!

- Então lembram da corrupção? Ela leva desde a falta da merenda na nossa escola até a essa situação! Entregar uma arma pra tu quando estiver "grande", não vai garantir que terá um bandido a menos no mundo! É o processo educacional e o cuidado do estado que podem garantir a paz e o teu bem estar, as armas o caos! Pode parecer falácia, mas para um CIDADÃO DE BEM, faz sentido!


ARTIGOS - ÚLTIMOS 7 DIAS

  • Mateus  18/05/2016 15:17
    Eu tinha lido em algum lugar (acho que no Panam) que a Venezuela não tinha dinheiro nem para imprimir dinheiro. O que exatamente aconteceu nos últimos anos por eles terem decidido imprimir tanto dinheiro? Tem relação com o colapso do preço do petróleo? Aliás, é justo culpar também o preço do petróleo pelo momento que o país passa, dado que é praticamente a única fonte de riqueza?
  • Nilton  19/05/2016 21:45
    Matheus, o Petróleo é a única fonte de riqueza da Venezuela porque o Chaves quis, poderia ter criando outras fonte de riquezas com o lucro do petróleo a U$ 100,00.

    Não vejo nenhum outro país produtor de petróleo em falência múltipla, Acho que até o Iraque deve esta em situação melhor.
  • Gabriel  04/11/2016 03:16
    O problema é o mesmo de sempre.. emissão excessiva de moeda. Favorece grandes empresários, fode a população. Lembro da Dilma falando sobre os benefícios da emissão de moeda e dos perigos da valorização do real... Graças a Deus o real está começando a querer valorizar novamente...
  • pilates-lapa  18/05/2016 15:26
    Incrível o talento da esquerda em quebrar países. Todos governados pela esquerda estão em regime pré-falimentar. Impressionante a habilidade da esquerda em colocar a população em dificuldades terríveis. O maior exemplo é o Brasil. O governo do PT gerou inflação, 11 milhões de desempregados, perda de grau de investimento, rombo imenso nas contas públicas, serviços básicos em estado de calamidade, etc..
  • Anderson  18/05/2016 15:38
    E ainda tem gente louva o socialismo. Nenhuma experiência até hoje deu certo, mas eles nunca aprendem...
  • Andre  20/05/2016 17:14
    "E ainda tem gente louva o socialismo. Nenhuma experiência até hoje deu certo, mas eles nunca aprendem...".

    Na verdade todas as experiências do socialismo deram certo, o socialismo é um sistema incrivelmente eficiente.
    Algumas pessoas acham que o socialismo não dá certo por confundirem os verdadeiros objetivos do socialismo com
    os objetivos que são propagandeados.

    Os verdadeiros objetivos do socialismo são dar poder e dinheiro aos líderes socialistas às custas do povo.

    Já os objetivos propagandeados são qualquer baboseira que faça a massa ignorante apoiar os socialistas.
  • Ze  31/05/2016 12:21
    Andre, melhor definição de socialismo que eu já li.
    Abraço.
  • O MESMO de SEMPRE  02/06/2016 12:14
    Grande ANDRE!!!

    Sua definição esta absolutamente perfeita e seu julgamento igualmente:


    "Os verdadeiros objetivos do socialismo são dar poder e dinheiro aos líderes socialistas às custas do povo.

    Já os objetivos propagandeados são qualquer baboseira que faça a massa ignorante apoiar os socialistas."


    Não há como negar que o socialismo é um sucesso em seu verdadeiro objetivo. Sobretudo pelo fato de ser mais fácil para os governos (classe organizada e hierarquizada com suporte ideológico) DOMINAR UMA POPUALÇÃO MISERÁVEL.

    Isso em duas visões:

    - Com a miséria instalada, o governo ALICIA oportunistas que almejam ma vida menos miserável e assim tornam-se, LITERALMENTE, CAPANGAS da ALTA CÚPULA do Estado.

    - Uma população miserável não tem meio de reragir e é facilmente corrompida com MIGALHAS.


    Pode-se perceber melhor este fato olhando-se para as FAVELAS, onde TRAFICANTES FACILMENTE SE FAZEM "DONOS do MORRO". Todos temem as consequencias de se oporem aos traficantes. Pois estes podem contar com denunciadores de seus desafetos para obterem alguma vantagem com sua "amizade" com o traficante. Esse esquema é o mesmo utilizado nos países socialistas: a caguetagem em troca de pequenso favores do Poder estabelecido.
  • Vinicius   18/05/2016 15:41
    Se uma matéria dessas passasse na televisão, você pensa que conseguiria erradicar de vez o câncer socialista da mente das pessoas.

    Mas é triste, esse pensamento socialista é como a doutrina religiosa. A pessoa vai defendê-la por paixão e isento de lógica, e esta sua decisão é irreversível.
  • Mauricio  18/05/2016 15:43
    Alguém ainda tem dúvidas de que os comunistas realmente COMIAM criancinhas? Imaginem 20 anos deste inferno...
  • Fabio  24/05/2016 17:57
    Odeio comentários sobre comunistas comendo criancinhas. Isto foi um dos episódios mais tristes da humanidade. A grande fome conhecida como Holodomor, cujas causam foram a política socialista de Stalin e sua intransigência, levou pessoas desesperadas de fome a invadir morgues para roubar e devorar os corpos de crianças - as primeiras a sucumbir à fome. Devemos olhar para este triste fato e lutar para que isto nunca mais se repita.
  • Cristian Rahmeier  27/05/2016 05:15
    Um soldado relatou o que viu em Holodomor, ele viu duas famílias trocando um filho pelo outro para serem devorados, pois seria menos doloroso matar e comer o filho de outra família. Este é o legado do socialismo.
  • FL  18/05/2016 15:54
    Se depender da juventude brasileira, vamos para o mesmo caminho:


    https://www.youtube.com/watch?v=ZlOUE6yB6Jg
  • Lukhas Matheus  31/10/2016 22:34
    Concordo nunca vi uma juventude tao idiota, manobrável e improdutiva como essa, claro tem suas exceções mas no geral e de envergonhar jovens defendendo pt e a esquerda que estão loucos para fazer o Brasil virar cuba, recomendo ver uns videos do canal mamae falei de um cara chamado Artur e muito bom ele foi em alguns protestos e escolas falar com os esquerdas, mas eles não conseguiam responder uma só pergunta, mostra a mente fútil e vazia deles, se me der licença mas acho que é como minha mãe dizia mente vazia e oficina do diabo.
  • Marcos Pereira  18/05/2016 15:55
    Quanto mais vejo imagens da Venezuela, mais me sinto aliviado por termos enxotado do governo federal brasileiro os simpatizantes do bolivarianismo.
  • Marcio Aparecido da Silva  18/05/2016 15:56
    Chocado e assustado, Dilma e PT nunca mais.
  • Alex Cordeiro  18/05/2016 16:00
    Tem que lembrar o que o povo romeno fez com o ditador socialista de lá, pra quem não lembra eles foram executados, ele e a esposa, metralhados com direito a transmissão ao vivo pela TV estatal. Muitas vezes o jogo vira.
  • Ian Pacescu  18/05/2016 16:07
    Sim. Relatado e ilustrado com vídeo neste artigo:

    www.mises.org.br/Article.aspx?id=2267
  • Michele Vieira  18/05/2016 16:01
    Estou muito triste por tudo o que está acontecendo na Venezuela e com medo de que o mesmo venha a acontecer no Brasil - e isso, infelizmente, vai acontecer, de acordo com a profecia de Nossa Senhora em Cimbres, Pernambuco. Comunistas são bandidos.
  • Amo-PT  18/05/2016 16:32
    Comunistas não são bandidos. Ladrões, larápios e corruptos são os povos da elite brasileira que exploram o estado e não dão nada em troca ao povo. Com o golpe dado pela elite branca teremos um retrocesso terrível no Brasil. Todo o progresso trazido pelo PT infelizmente vai se perder. É terrível que isto esteja acontecendo aqui.
  • Renato K.  18/05/2016 18:09
    Amo-PT, se a Venezuela é tão maravilhosa, e é tão terrível o que está acontecendo aqui (no Brasil), vai pra lá, ué. Quer ajuda pra passagem ?
  • Sofia  18/05/2016 21:13
    KKKKKKK... Boa! Eu também ajudo na passagem sem volta, para esse petista burro ir comer una, cachorros, gatos, pombos e frutas podres como eles, por lá pela ruas da Venezuela!! Aff!! Quanta ignorância na mente desses petralhas!!
  • Amo-PT  19/05/2016 18:54
    Os filhotes da direita golpista se regojizam na melança que é o Brasil. Desde 1500, a elite golpista não consegue fazer destas terras uma nação de fato e agora colocam a culpa no PT. Exite um tapume colado nos olhos de vocês. Falta lucidez para reconhecer o melhor governo que já existiu no Brasil.
  • Antonio  18/05/2016 22:32
    Gostei, amigo, do seu comentário! Já que ela tá tão doída assim pelo PT, que vá prá Venezuela, prá ela saber o que é bom prá tosse! Kkkk
  • Amo-PT  18/05/2016 16:20
    Mentira mais mentiras! O que ocorre na Venezuela é o conluio dos Estados Unidos com a classe dominante para acabar com a economia do país para se apossarem do petróleo venezuelano e de outras riquezas. Mais uma vez a direita quer acabar com um governo que trouxe enormes benefícios para os mais pobres. Estão repetindo o golpe que deram no Brasil.
  • Típico Filósofo  18/05/2016 17:02
    Corretíssimo, meu camarada!

    Em seu ímpeto reacionário, os autores apressam-se em narrar a situação do povo venezuelano e a conspiração da CIA contra a felicidade advinda dos programas sociais de Maduro. Como sempre defensor do povo, sacrifico-me ao ousar refutar as críticas maliciosas dos autores, que ostentaram neste artigo o absurdo de afirmar que é o povo que sofre com a escassez gerada pelos controles de preço ao invés do grande capital e das oligarquias internacionais.

    - Explicando a infame questão do papel higiênico: O ato de 'defecar' é essencial para a manutenção da conjuntura capitalista sob uma perspectiva marxista-polilógica, pois aliena o trabalhador da condição de exploração em que vive ao expô-lo a um trono produzido industrialmente (visando a burguesia prendê-lo às condições de produção, como explicado genialmente pela Escola de Frankfurt),onde ele é torturado pelos alimentos que consumiu, incapaz de refletir e lutar pela justiça social.

    Como explicado por Trotsky e Marx, o fim da luta de classes com a ascensão do proletariado inevitavelmente ilimita a capacidade física e intelectual do proletário, fazendo-o não mais protestar pelas futilidades antes impostas pela sociedade burguesa como o 'papel higiênico', retomando a sociedade ao belo passado bucólico quando não era necessário sentir-se oprimido por seus desejos orgânicos e bastava jogá-los pela janela. A Venezuela enfrenta um processo de mudança necessário e em breve, o proletariado esquecerá do hábito imposto pela burguesia neoliberal a seu povo.

    - O "gás verde": Sendo a Venezuela uma produtora de petróleo, é mister que Maduro esteja preocupado em limpar sua imagem perante a vanguarda revolucionária fabiana ambientalista, utilizando de gás verde para apaziguar as multidões pagas pela CIA para oporem-se ao regime, criado de uma belíssima forma simbólica, uma 'paz verde' (Greenpeace).

    - Os "saques" aos supermercados: Trata-se de pura restituição de mais-valia não consolidada. Quando as elites contratam trabalhadores para aumentarem seu lucro, os autores maliciosamente se omitem; porém quando estes vão às suas lojas, quebram as vidraças e trazem os bens produzidos para casa ao ponto de que não mais haverá contratações (ou seja, fim da exploração do povo venezuelano), os autores chamam de "saque". Trata-se de apenas um exemplo da luta de classes em ação, impedindo os autores burgueses de enxergar a libertação do povo.

    - A "inflação galopante" venezuelana: O senhor Maduro está mais do que correto: se os índices de preço estão fixos, é simplesmente impossível que esteja ocorrendo uma inflação (aumento de preços). Na verdade, o que está a ocorrer na Venezuela é uma deflação, pois a burguesia unida à CIA deseja entesourar sua riqueza, abdicando no curto prazo de sua própria alimentação, energia e sustento para que o proletariado não triunfe na Venezuela; daí o aumento de mais de 90 vezes na quantidade de dinheiro em circulação no país, trata-se de uma imprescindível ação do estado para manter de pé a demanda agregada perante uma armadilha de liquidez da burguesia e uma conspiração do capital internacional.

    - Há "apagões" na Venezuela: Trata-se de mais um exemplo do paradoxo da luta de classes em ação: apenas os reacionários sentem os apagões enquanto os trabalhadores estão nas ruas a festejar as conquistas sociais do país por ordem do Ministério da Suprema Felicidade Social, eventualmente entrando em conflito com os agentes da CIA a enfrentar a revolução.

    -------------------------------------------------------------------------------------

    Os autores verdadeiramente extrapolaram em suas "acusações" contra o Bolivarianismo neste artigo, chegando, data venia, ao ridículo. Recomendo que eles venham à USP como estudante e tome um curso de ciências sociais para que aprenda como de fato funciona o mundo.
  • café no teclado  18/05/2016 17:22
    Caramba, estava tomando um café quando li "ele é torturado pelos alimentos que consumiu". Fui buscar outra caneca após limpar o teclado.
  • Guilherme  18/05/2016 19:23
    Olha, cuidado que é bem capaz que o Maduro use essas piadas imbecis em algum discurso mesmo. Não fica dando ideia!
  • Tailoco  18/05/2016 19:33
    Vou digerir seu comentário, impondo a minha consciência que há de ser ironia, e lhe forneço passagem de ida para a Venezuela para prestigiar seus modelos.
  • Gabriele Walter  18/05/2016 23:16
    kkkkk ri muito mas cuidado, alguem pode não entender a ironia de sua postagem incrivelmente inteligente. Vai que alguem leve a sério...
    Socialismo e comunismo nunca deram certo, em lugar algum. Nem Marx acreditava nele.
  • Guilherme Ribeiro   19/05/2016 17:31
    Fico feliz qdo vejo que várias pessoas ainda não conhecem o Tipico Filosofo! Isso indica que há muitos novos leitores chegando! Bem-vindos!!
  • anônimo  09/06/2016 02:22
    Coitado, Todos argumentos pra fazer boi dormir, impossível de digerir, muito indigesto. O pior é que o cara (amo o PT) vejam só, foi incapaz de assinar o que escreveu. E escreveu bizarrices incongruentes. Coisas tão sem nexo que nem dá para se fazer um comentário aproveitável sobre o que ele escreveu. Chega como é que consegiu dizer tanta besteira.
  • Um Cao  18/05/2016 17:18
    Se o governo venezuelano é tão contra os Estados Unidos, por que então os Estados Unidos é o maior parceiro comercial da Venezuela, representando 34,6% das exportações e 24,2% das importações? Por que não cortam todas as ligações com os EUA? Será que é por que até o governo iria começar a passar fome ou o Maduro e seus familiáres vão ter mais dificuldades de traficar drogas para os EUA?
  • Taxidermista  18/05/2016 16:46
  • De barco pra Miami  18/05/2016 16:53
    Os limites da democracia venezuelana foram ultrapassados faz tempo.

    Agora só resta entrar no palácio e arrancar o Maduro à força.

    Pra começar, eles poderiam derrubar a energia elétrica do palácio do ditador, jogando cabos de aço e arrancando os fios de energia.

    A Rússia já tomou vários embargos e continua vendendo armas para o Maduro. Então, vai ser difícil fazer mais alguma coisa contra a Rússia.

    Enfim, o povo venezuelano já deveria ter percebido que não haverá negociação com os bolivarianos.

    A única solução é invadir o palácio.
  • Renato  18/05/2016 17:06
    Reclamam do estado e não batem naqueles que mantém o estado: A CLASSE POLÍTICA.

    Se queremos ficar livres dessa corja temos que aos poucos alertar a todos sobre como é danoso para o bolso das pessoas e para os cofres do país a existência dessa classe parasitária chamada político.

    Em artigos anteriores eu percebi o aumento dos interessados que gostaram da minha ideia de criar um grupo para essa finalidade: A ELIMINAÇÃO DOS POLÍTICOS COMO CLASSE.

    Eu já expus aqui um principio de como iniciaríamos essa empreitada:

    Criaríamos um empreendimento para a função de alerta aos empreendedores. Sejam eles pequenos, médios ou grandes empreendedores.

    Um grupo poderia ser criado, mostrando o nosso cartão de visita, para fazer o trabalho de divulgação entre os empresários. Assim que contratados, de comum acordo com os mesmos (troca voluntária), estabeleceríamos um preço razoável para começar a imprimir cartilhas explicando as pessoas, dentro do estabelecimento do contratante, se assim esse desejar, mais principalmente nas ruas.

    Poderíamos também criar grupos de associados para que cada vez mais a mensagem de anti-políticos ganhasse mais força através de palestras e encontros.

    Mostraríamos aos poucos para as pessoas que pagar impostos é uma falácia. Só serve para sustentar a classe política...e também mostraríamos a existência de moedas digitais, como o bitcoin, por exemplo, para o empresário e para as pessoas comuns.

    Aos poucos vamos tirar essa mentalidade estatal da cabeça das pessoas.

    Como eu sou da CIDADE do Rio de Janeiro, ficaria melhor que pessoas daqui entrassem em contato comigo.

    Trabalharíamos como se fossemos "fantasmas". O investimento seria feito diretamente com empresários que assim solicitasse nosso serviço.

    É claro que esse grupo crescendo vamos criar e ter contato com pessoas de outros estados e até mesmo em nações estrangeiras.

    Para os interessados meu email NOVO é galenoeu@gmail.com
  • Anônimo Consistente e sem Superficialidades  18/05/2016 18:45
    Pela sua proposta funcionaremos sem políticos? Agradeceria se você pudesse detalhar o funcionamento da sociedade sem os políticos. Seria democracia direta? As leis e projetos seriam aprovados por quem? Estou ansioso para ler sua proposta. Espero que não seja mais um analfabeto político com idéias sem pé nem cabeça que nos faz perder tempo e energia. Saiba que este forum é bastante democratico mas por favor, estude antes de postar absurdos nesta plataforma.
  • Aristides  18/05/2016 19:14
    Nossa! Como funcionaremos sem políticos?!

    Eu mesmo nem sairia da cama se soubesse que Calheiros e Cunha não estão mais no controle da minha vida. Cotejaria o suicídio, provavelmente.

    Dica: há vários arranjos políticos que não implicam democracia ou voto da maioria: República Constitucionalista, Ordem Natural formada pelas Elites Naturais, Monarquia, secessão e formação de mini-estados etc.

    Se quer realmente entender, pode começar com este livreto -- resumido aqui -- que explica o que pode ser feito para se aproximar do arranjo defendido pelo Renato.

    Ou então vir direto pra cá.

    www.mises.org.br/Subject.aspx?id=48
  • Anônimo Consistente e sem Superficialidades  18/05/2016 19:34
    Escrever bobagens deveria ser proibido neste forum. Responda-me como funcionariamos sem políticos? Ditadura? O que vocês propõem para colocar no lugar? Acredito que vocês deveriam migrar para um site de POESIA.
  • Amo-PT  18/05/2016 19:28
    Acredito que você esteja viajando. Nunca vi nada tão estapafurdio. Donde você tirou esta sandice? Seus comentários valem para os políticos de todos os partidos menos os do PT. Procure estudar um pouco mais para deixar de ser um analfabeto político.
  • Andre  23/05/2016 12:51
    Sim, porque quando um político entra no PT ele recebe um elixir mágico que o transforma em uma pessoa honesta.
  • Rennan Alves  18/05/2016 21:12
    Saiba que este forum é bastante democratico mas por favor, estude antes de postar absurdos nesta plataforma."

    Você, pelo visto, deve ter chegado a este site ontem. Ou, chegou antes e passou desapercebido por estes artigos, do contrário teria escrito "livre" ao invés de "democrático".

    www.mises.org.br/Subject.aspx?id=11

    Agora, siga o seu próprio conselho e "estude antes de postar absurdos nesta plataforma".

  • Um observador  19/05/2016 15:27
    Renato,

    Acho fantástica a sua disposição para tentar fazer alguma coisa. É muito mais iniciativa do que a maioria já mostrou por aqui.

    Porém acho que a forma como você apresenta (um empreendimento bancado por empresários) não tem chance de dar certo por estes motivos:

    - A situação econômica tá complicada, e não é qualquer um que vai querer dar dinheiro para algo que não trará qualquer retorno para os negócios.
    - Mesmo que alguns empresários concordem com os princípios do que você defende e a empresa possua uma verba disponível, ainda assim muitos ficariam relutantes e associar a suas empresas a este tipo de ação (não querem criar problemas com políticos ou serem classificados como uma empresa "neoliberal").

    Ou seja: acho difícil chamar isto de "empreendimento" e tratar como se fosse um negócio a ser contratado. Você não terá procura.
    -----------------------------------------------

    Ao meu ver, o que você precisa não são clientes pagando por um serviço, mas sim alguns "mecenas" dispostos a patrocinar uma boa causa.

    Minha sugestão: montem um "plano de negócios" falando sobre como seria a divulgação pretendida, custos envolvidos, cronogramas, etc, e depois coloquem em um site de crowdfunding para tentar conseguir o valor necessário.
    Se o plano montado for bom, vão conseguir sim (eu certamente doaria).
  • Renato  19/05/2016 18:12
    Um observador, é isso mesmo que eu estou propondo. Posso até ter me expressado mal nos meus comentários, mais a minha ideia é parecida com a sua.

    Eu citei empreendedores, porém, pessoas comum podem também ajudar financeiramente. Por isso que como pontapé inicial, eu gostaria de criar primeiramente uma base para começarmos a nos organizar.

    Se você for da cidade do Rio de Janeiro, seria mais fácil de começarmos. Mas é claro que isso abrangeria pessoas em todas as partes do país; pois eu pretendo ter contato com pessoas interessadas em todos os estados.
  • empreendedor bem sucedido  23/05/2016 13:27
    outra dica importante: comece!! nao espere pelos outros... dando os primeiros passos a sua ideia ganha corpo, e entao as chances de atrair colaboradores aumentará.
  • Mariana  18/05/2016 17:07
    Ano retrasado,passando o verão na Espanha, conheci duas irmãs
    Venezuelanas riquíssimas, que moram e estudam em Paris...filhas
    de um membro do partido de Maduro, estavam conversando
    Com alguns amigos arquitetos espanhois, sobre como seu pai poderia
    Viabilizar terrenos a preço de banana para eles, pois com a crise
    Era mais fácil...revoltante.
  • Um Cão  18/05/2016 17:07
    Este artigo é o maior tapa na cara de comunistas/socialistas possível. Não deixem de espalhar este artigo pelas mídias, principalmente naquelas lotadas de esquerdistas e deixem eles 'tentarem' contra-argumentarem a dura realidade que se passa com o nósso vizinho de cima.
  • Amo-PT  18/05/2016 17:39
    Você não sabe o que está falando. Não tem noção do que os Estados Unidos estão fazendo para se apossar das reservas petrolíferas venezuelanas.
  • Anonimo Consistente e sem Superficialidades  18/05/2016 19:37
    Fique sabendo que nenhum país quer a Venezuela. Jamais os EUA vão querer um país quebrado e pobre. Pare de falar em golpe. Golpe foi o que o seu partido deu no Brasil. Arrasou com o nosso país. Chega de falar besteira.
  • Comovido  19/05/2016 17:17
    Tadinho do Nicolás Maduro, está sendo vítima do imperialismo americano. Vamos apoiá-lo para que não aconteça essa injustiça com esse homem inocente, custe quantas vidas custar. Tamanha injustiça vale a vida de todos os venezuelanos que estão morrendo.
  • Amo-PT  19/05/2016 18:56
    Falta lucidez aos direitistas golpistas.
  • Gustavo Sauer  18/05/2016 17:32
    Muito triste. Será que escapamos desse destino?
  • Alexsander Silva  18/05/2016 17:35
    Eu já vi essa história antes...Ah sim, foi em um país chamado Coréia do Norte. E ainda existem pessoas que acreditam que o socialismo funciona.
  • Evânio S. Gomes  18/05/2016 17:53
    Excelente artigo. Claro, e objetivo.
  • Guilherme   18/05/2016 18:12
    Só consegui pensar nas atrocidades cometidas por Stalin e a morte a milhões de ucranianos por fome. Que coisa trágica, se repetindo!
  • Luiz Novi  18/05/2016 18:53
    Leandro,

    Sabe-se que a mentalidade do brasileiro é consumista, ou seja, acostumado com um governo que incentiva o consumo. Para que haja uma economia com poupança e investimento, que a taxa de juros caia naturalmente, sem qualquer manipulação governamental, a sociedade deve mudar seus conceitos, ou seja, a preferência temporal. Concluindo: A cultura do brasileiro deve haver esta transformação para que o país caminhe para um país de primeiro mundo.

    Gostaria que avaliasse a minha opinião.

    Grande abraço e parabéns pelos artigos, os quais têm sido uma poderosa fonte de estudos.

    Luiz Novi
  • Leandro  18/05/2016 19:08
    Corretíssimo. E isso passa pela redução, inclusive, do consumo do governo. De nada adianta os cidadãos pouparem se o seu governo fizer todo o consumismo por eles.

    De resto, vale mencionar que a única maneira de você pular essa etapa e ainda assim se tornar é rico é tendo a moeda internacional de reserva e de troca. Se a moeda de um país se tornar a moeda internacional de reserva e de troca, então todo o resto do mundo estará ávido para vender seus produtos para esse país. Consequentemente, a população do resto do mundo é que estará fazendo o serviço de poupar e produzir para os cidadãos deste país, que serão os verdadeiros privilegiados.

    Obrigado pelas palavras e grande abraço!
  • Alfredo Mariz  18/05/2016 19:29
    Por aqui, os nossos aspirantes a bolivarianos também conseguiram algumas façanhas similares, embora em menor grau:

    11% dos produtos estão em falta nos supermercados, aponta Nielsen

    A cada 100 produtos da lista de compras, cerca de 11 itens estão em falta nas prateleiras dos supermercados no país, segundo levantamento da NeoGrid/Nielsen.
    O índice de rupturas (falta de produtos) no setor de alimentos chegou a 11,62% em março, 10,92% em higiene e beleza, 9,71% em bebidas e 8,94% em limpeza.

    Apesar da falta de produtos, o Brasil ainda está longe de virar uma Venezuela. "O Brasil está longe de uma crise de abastecimento, mas por causa da crise econômica já não há à disposição do brasileiro tantas marcas ou tão variados sabores de determinado alimento ou item de higiene e limpeza", afirma o diretor de relacionamento do varejo da NeoGrid, Robson Munhoz, em nota.
  • Amo-PT  18/05/2016 20:32
    O mercado já precificou o governo Temer e isto se reflete nas prateleiras dos supermercados. Sabem que os pobres não terão mais acesso à itens que consumiam nos governos Petista e já tiram os produtos mais populares das prateleiras. Com Temer, as classes C e D saem do paraíso e voltam para o inferno.
  • marcela  18/05/2016 20:10
    A esquerda aqui no Brasil ainda tem um pouco de apoio no norte-nordeste,mas se o Rio-Minas,que são respectivamente o segundo e terceiro maior colégio eleitoral do Brasil não votarem mais em massa no PT é pouco provável que voltem ao poder.Além disso o Lula será preso e se tornará inelegível para sempre.Ainda bem que esses socialistas desgraçados saíram do poder antes de transformar o Brasil na Venezuela.
  • Amo-PT  18/05/2016 23:42
    Marcela, Lula será preso? Da onde você tirou isto? Contra Lula somente existem acusações vazias de fundamento. Não existe nada contra Lula. O resto são mentiras da mídia golpista e do judiciário que não se conformam com a atuação do PT, na grande revolução de resgate dos pobres. Por favor, pare de escrever absurdos!
  • Andre  20/05/2016 17:34
    "O resto são mentiras da mídia golpista e do judiciário que não se conformam com a atuação do PT, na grande revolução de resgate dos pobres. Por favor, pare de escrever absurdos!".

    Esquerdistas são tão irracionais que para mim é impossível saber se você é um esquerdista ou um comediante se fingindo de esquerdista.
  • Mais Mises...  19/05/2016 12:06
    Marcela, Minas é um estado que se tornou pró-esquerda nos últimos 15 anos. Amigos meus, gente estudada, boa parte deles professores, são vermelhos até a alma. E isso, sinceramente, não vai mudar!
  • Rafa  18/05/2016 20:15
    O próximo passo será o canibalismo, puro e simples. E o país entrará em guerra civil. E os petistas e seus comparsas brasileiros deveriam ser tão responsabilizados por deixar a situação venezuelana chegar a esse ponto quanto os governos de Chávez e Maduro.
  • robson santos  18/05/2016 20:31
    Está caminhando para a mesma solução dada pelos americanos, para que uma mídia apoiadora do regime e a massa de manobra não reclame pelo corpo e não façam cultos: metralhar, desfigurar, dar cabo do corpo no meio do oceano e por fim dar o anúncio ao mundo no dia seguinte só mostrando as fotos...

    Se aquilo feito ao Bin Laden não foi verdade, convenhamos que a ideia é boa, e os americanos sabem dar a perfeita solução de marketing !
  • Vladimir Carvalho  18/05/2016 20:43
    Por que a polícia ainda suporta este governo? Como funciona o fornecimento de alimentos e produtos para o pessoal do governo, polícia e forças armadas?
  • Luis Gustavo Schuck  18/05/2016 20:48
    Impressionante o nível de paciência da população. Como ainda não estão em guerra civil, já que não tiram o cara nunca?

  • Amo-PT  18/05/2016 20:48
    Infelizmente a mídia golpista no continente não divulga realmente os fatos. A América Latina está sob ameaça. Forças internacionais poderosissímas querem se apossar das riquezas do continente já que seus países esgotaram todos os seus recursos. É hora de alerta. Observem os movimentos que estão ocorrendo. Macri ganhou na Argentina em um processo eleitoral bastante suspeito. No Brasil, nossa presidenta foi deposta por golpistas. A Venezuela que está sendo impactada por ações de agentes americanos e ingleses na tentativa de derrubar o presidente Maduro. Cuba, depois de intensas pressões sobre os irmãos Castro que não resistem, abre seu país para os EUA. O México está ameaçado pelo próximo presidente dos EUA, Donald Trump. O Equador e Bolívia até o final do ano terão os seus governos deposto e substituído por um governo de extrema direita. São inúmeros sinais de que perderemos nosso continente. Golpistas! Fascistas! Não passarão!
  • Mais Mises...  19/05/2016 12:16
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Essa metanfetamina com vodka lhe caiu mal hein! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  • Fabio  24/05/2016 17:19
    Esse amo PT é troll gente ... deixa ele.
  • Nat - SSC  20/05/2016 18:41
    O discurso da igualdade ainda seduz muita cabecinha de Polyana. Ninguém gosta da desigualdade em si. Choca qualquer um ver um velhinho arrastando uma carroça de catador de papelão ao lado de um filhinho-de-papai num carrão importado.

    Mas o grande desafio de uma sociedade não deveria ser combater a desigualdade, mas sim a pobreza em si. Isso, de cara, pode chocar, mas não existe outro caminho. Vejamos:

    a) Se pode ter todo o mundo vivendo igualmente na pindaíba ou se ter diferenças brutais com a base vivendo dignamente. Se é que, mesmo em regimes autoproclamados igualitários, sempre um estamento burocrático virou a elite econômica de um país ou mesmo passou a exercer uma simbiose com setores eleitos (via protecionismo, cartorialismo, empréstimos subsidiados… ).

    b) Diferenças surgem até mesmo entre irmãos criados sob o mesmo teto. Pessoas têm aptidões, talentos e aspirações diversas. Passando-se do micro para o macro, existem povos mais empreendedores do que outros, assim como há os mais poupadores, os mais 'estudiosos', os mais legalistas etc. Escolhas diferentes produzem resultados diversos.

    c) Com efeito, existem países paupérrimos mais igualitários do que as nações mais ricas da Terra, se levarmos em conta o tal do Coeficiente GINI.

    d) Se for para se tentar reparar injustiças históricas "na marra", então teríamos que adentrar em discussões acerca das guerras indígenas pré-colombianas; teríamos que identificar também que povos africanos subjugaram povos vizinhos ou mesmo averiguar que povos europeus dominaram outros europeus. A coisa se complica muito mais ainda entre povos miscigenados*. A questão que se impõe é o que se pode fazer para reduzir a pobreza daqui para frente. Há, portanto, dois caminhos que podem ser trilhados (com suas gradações – o diabo vive entre elas):

    d.1) O primeiro é liberar e potencializar a capacidade empreendedora de um povo, dar um choque de liberalismo, ficando o Estado nos cuidados de prover uma boa educação, de manter as relações jurídicas protegidas e, na proporção do grau de prosperidade, de algum sistema de proteção contra o desamparo (tudo ao lado das funções clássicas, como segurança, defesa e diplomacia). Isso permite que um país evolua de forma consistente e que os mais pobres vivam com dignidade e perspectiva de melhora (mas diferenças sempre haverá). Normalmente países que percorrem essa trilha, DEPOIS QUE ENRIQUECEM, passam a ter lá seus programas sociais mais generosos e restrições ambientais. É daqui que nasce o mito do "socialismo" escandinavo.

    d.2) O segundo meio é o que visa acabar com a desigualdade tirando dos 'ricos'. Seus métodos são mais do que previsíveis e podem até produzir bons efeitos no curto prazo. É A VIA CHAVISTA - TAÍ NO QUE DÁ!. Com desapropriações, tabelamentos, tributação escorchante, confiscos, nacionalizações, controles e mais controles. Não precisa ser exímio conhecedor dos fatos para lembrar que logo a economia de um país se atrasa ou colapsa, mas com líderes demagogos sendo alçados à condição de Deus.
    ________________
    *No Brasil, ainda tem aquela lenga-lenga esquerdista de "mesma-elite-de-500-anos". Ora, grandes fortunas do passado se perderam nas mãos de herdeiros perdulários ou relapsos, brigas de família, golpes e arrivismo; chegaram por aqui, de metade do sec. XIX em diante, levas de migrantes japoneses, alemães, italianos, libaneses, bem como novas ondas de portugueses que nada tinham a ver com os que por aqui já estavam. Em grande parte, especialmente no Centro-Sul do Brasil, é essa a elite do Brasil de hoje.

    Isso não quer dizer que o Brasil não tenha velhos vícios de natureza anti-liberal que condenam o lucro e o mérito, já que o senso comum por aqui é que todos podem viver sob as asas do Estado, desde os pobres com suas bolsas, quotas e pensões; passando pela classe média concurseira, até os ricos, beneficiados pelo protecionismo, cartorialismo, empréstimos de BNDES e regulações feitas sob encomenda.

    Outra baboseira da esquerda é teorizar sobre potências externas que pautam toda a sua conduta visando meros recursos minerais. Ora, com toda a gama de serviços e produtos industrializados que hoje existe, seria até ruinoso para esses países trocar a fonte de renda decorrente de um livre-comércio, para somente focar em alguns minerais. Outra. Advinha para quem os países ricos pretendem vender, se para quem tem dinheiro ou para quem não tem?
    ___________________
  • Fernando  18/05/2016 20:57
    A Venezuela foi sendo quebrada aos poucos. Lá atrás, quando já se falava no perigo do governo Maduro, diziam que isso era apenas conversa para desestabilizar o socialismo - coisa de capitalismo opressor estadunidense. Agora já estão comendo cachorro. Quando tem, claro, se não morrem de inanição.
  • Universitário da UFRJ  18/05/2016 21:16
    Caramba, deturparam novamente o socialismo.

    Quantas vezes mais esses agentes da CIA irão sabotar o sonho proletário?
  • Mr Citan  18/05/2016 21:39
    O triste disto é que, apesar da barbaridade que acontece no país vizinho, muitos ainda acreditam neste experimento macabro que é o Socialismo, e até os americanos querem isto para o ano que vem, se depender da maioria deles que querem como presidente o Bernie Sanders, de acordo com as últimas pesquisas.
    É como disse o Narloch: "O ser humano se agarra a uma convicção política como a ursinhos de pelúcia. Cuida dela, a protege, se ofende quando a desmerecem e custa a se desapegar, mesmo quando a crença já está encardida e malcheirosa."
  • Vander  18/05/2016 21:45
    Fora a vontade de chorar vendo genocídios como esses dos vídeos, confesso que ao mesmo tempo entendo que isso vale de valiosa lição à aquele povo.

    MAS ainda não tenho certeza de que realmente aprenderam a lição, mesmo porquê tenho tido relatos de que nas "colas" (nas filas), muita gente suspira de saudades do "comandante" (Chávez), afirmando que "ele (Chávez) jamais deixaria as coisas chegarem à este ponto".

    Enfim, sei o quanto é trágico e horrível presenciar isto, mas existem certas lições neste mundo que para serem aprendidas, somente dando-se o sangue em troca. E o sangue de milhões!

    Espero que as gerações futuras da Venezuela saibam diferenciar gato de lebre daqui para a frente (coisa que duvido muito!).

    Pior é saber que a Venezuela foi uma das 20 nações mais ricas do mundo.
  • Filósofo do Futuro  18/05/2016 21:51
    O que é Venezuela?

    No futuro não falamos dela. Não entendi nada do artigo.

    Existe um território vazio desabitado ao norte do Brasil e leste da Colômbia. Dizem que sua população foi exterminada pelo excesso de livre-mercado. Esse país era a Venezuela?

    Também não sei o que é Coréia do Norte. Nem Cuba. Nem imagino porque os professores do meu tempo, tendo vivido essa era, não falam deles. Dizem somente de que existiram triunfos socialistas quando as políticas foram adotadas integralmente mas que os EUA os erradicaram e que não vale o esforço estudá-los.
  • Matheus  18/05/2016 22:33
    Situação chocante; mais triste saber que no Brasil come-se gato há muito tempo.

    De um lado temos comunistas destruindo os meios de produção; de outro, a população crescendo e demandando bens e serviços.

    A conta não fecha; Malthus já avisou sobre isso há muito tempo.

    Foi a vontade de enriquecer e descobrir dos cientistas que levou à invenção do processo Haber-Bosch de síntese de fertilizantes nitrogenados, que permitiu (juntamente com muitos outros fatores) suportar um crescimento tão grande da população com qualidade de vida. Somente com competição o mundo progride.
  • Renato  18/05/2016 23:06
    ATENÇÃO!!!... Comprovação científica de que ESQUERDISTAS são retardados mentais!
    LEIA:
    www.diariodobrasil.org/psiquiatra-forense-analisa-os-esquerdistas-e-faz-comprovacao-cientifica-e-uma-doenca-mental/?
  • mauricio barbosa  19/05/2016 01:57
    A Venezuela não está sofrendo sanções comerciais por parte dos Estados Unidos e a cia não tem esse poder de destruir uma economia com atos de sabotagem e nem em uma guerra,sabotagem é uma estratégia eficiente,imagina em tempos de paz e os socialistas sempre caem nesse discurso de que quando tudo dá errado é intriga da oposição,é conspiração estrangeira e outras bobagens,mas quando tudo está dando certo ai eles são competentes,magnânimos,eficientes e heróis do povo com sua propaganda de culto a personalidade,esse endeusamento de homens mortais e pecadores.
    Esses esquerdistas me dão nojo,alias todo político me dá nojo,mas os socialistas\comunistas são os piores,afinal eles são fanáticos e com fanáticos é difícil dialogar,eles apelam para tudo quanto é argumento ou discurso tentando distorcer a realidade,enganando incautos,desavisados e desinformados e confesso que as vezes até eu fico com dó deles,mas ai eu venho aqui neste oásis de conhecimento para mim desintoxicar desta cambada de nojentos e mentirosos,esse lixo político,essa doutrina do atraso e da pobreza no longo prazo,pois no curto prazo eles surfam nos estoques cheios produzido pelos malvados capitalistas,mas ao irem eliminando os capitalistas gradualmente os celeiros começam a ficar vazios e ai vem o caos e a supressão deste regime fascista e terrorista para o bem de todos.
    Tudo o que eu desejo nessa vida é o fim destes regime de opressão em Cuba,Venezuela,Coréia do Norte e companhia ltda,adoraria ver com meus olhos o fim desta desgraça da face da terra.

    Viva a Liberdade e prosperidade para todos!!!
  • mauricio barbosa  19/05/2016 12:58
    "....A Venezuela não está sofrendo sanções comerciais por parte dos Estados Unidos e a cia não tem esse poder de destruir uma economia com atos de sabotagem e nem em uma guerra,sabotagem é uma estratégia eficiente,imagina em tempos de paz e os socialistas sempre caem nesse discurso de que quando tudo dá errado é intriga da oposição,é conspiração estrangeira e outras bobagens,mas quando tudo está dando certo ai eles são competentes,magnânimos,eficientes e heróis do povo com sua propaganda de culto a personalidade,esse endeusamento de homens mortais e pecadores".

    DESCULPEM-ME OS ERROS DE PORTUGUÊS,USEI A VÍRGULA DE FORMA ERRADA,ENTÃO A FORMA CORRETA É.

    A Venezuela não está sofrendo sanções comerciais por parte dos Estados Unidos e a CIA não tem esse poder de destruir uma economia com atos de sabotagem e nem em uma guerra a sabotagem é uma estratégia eficiente imagina em tempos de paz e os socialistas sempre caem nesse discurso de que quando tudo dá errado é intriga da oposição,é conspiração estrangeira e outras bobagens,mas quando tudo está dando certo ai eles são competentes,magnânimos,eficientes e heróis do povo com sua propaganda de culto a personalidade e esse endeusamento de homens mortais e pecadores.

    Sejam mais humildes e admitam seus erros seus ditadores enrustidos...
  • Professor Marxista da UNESP  19/05/2016 10:12
    Texto falacioso, novamente deturpa-se o socialismo.
    A situação venezuelana só está ruim pelo controle artificial do preço do petróleo orquestrado pelos EUA. Estados Unidos estes que o comandante Chavez, com toda sua visão de longo prazo, chegou a classificar como "o demônio". Assim como fizeram com Cuba durante anos, os EUA, por meio da CIA, estão interferindo na Venezuela e gerando escassez. Tudo fica ainda pior quando levamos em consideração a elite local, reacionária, aristocrata, que não quer ter seus privilégios redistribuídos, e os empresários que propositalmente escondem seus produtos para forçar aumentos de preços e tentar derrubar um governo eleito democraticamente e amado pelo povo.
    Mas Maduro terá serenidade para, ouvindo os conselhos de Chavez (que até hoje fala com ele emitindo mensagens por meio de pássaros), lidar com essa situação da melhor maneira possível.
    Viva a Venezuela. Viva o Socialismo do século XXI.
  • Marco Aurélio  19/05/2016 14:31
    Se esse seu texto for uma ironia, trata-se então, de uma ironia perversa e de mau-gosto. Mas se for sincero, ele peca, obviamente, por uma cegueira total diante dos fatos e da realidade. E a frase "que até hoje fala com ele emitindo mensagens por meio de pássaros" [sic] encaixa-se mais para um tema de psiquiatria do que os temas abordados neste site. Agora, de qualquer maneira, causa assombro e indignação o quadro trágico da Venezuela chavista. Lembro-me bem do fausto e riqueza deste país nos anos 80. Venezuela era um dos mais promissores países da América Latina em função da abundância do petróleo. Que triste decadência se instalou. Pobre povo venezuelano! Não tenho dúvidas de que o socialismo, seja lá qual for seu matiz, é uma das maiores pragas da humanidade!
  • Herbert Lopes  19/05/2016 15:55
    O Socialismo, seja na forma que for, não deu errado... ele sempre foi errado, desde Karl Marx.
    Se baseia em falácias monumentais (Marx não entendeu o conceito de "valor", muito menos a impossibilidade de se controlar o mercado, agindo com mais eficiência que ele - ou entendeu e o falsificou, já que era um farsante de carteirinha) e prevê uma "justiça social" que pune quem está bem de vida com a finalidade de agraciar quem esteja mal... mas no frigir dos ovos, só os líderes se locupletam na operação e o país e o povo vão à miséria.
    Foi assim em TODOS os países onde o Comunismo foi implantado, do primeiro ao último, isso nunca foi deturpação do marxismo, é a própria essência do mesmo.
    E todo novo líder comunista vem com a mesma cantilena: "Deturparam marx", e estranhamento o povo manipulável acredita.
    Na atualidade, não acredito em "marxistas honestos". Muito menos em "comunistas bem-intencionados". Ou não tem raciocínio lógico-dedutivo em teor mínimo para entender como o Comunismo funcionou desde 1917 - ou são maus mesmo! Caráter degenerado. Egoísmo exacerbado. Pergunte a qualquer socialista como funciona a caridade PESSOAL dele. Com quantas instituições de caridade ele contribuiu nos últimos dez anos. A quantas pessoas carentes ele acolheu e tentou imprimir alguma dignidade. A resposta será sempre a mesma: Zero!
    Só fazem propostas para fazer a distribuição da renda ALHEIA! E em quase todas as ocasiões que tive contato pessoal, se mostraram de uma aversão ao trabalho digno impressionante! Algo como uma alergia congênita... mas ainda acho que foi característica adquirida.
  • Nat - SSC  20/05/2016 18:56
    Por que é que anos de chavismo não permitiram que a população se qualificasse mais e que a economia se diversificase? Respondo: o esquerdismo é feito não para emancipar as pessoas, mas para torná-las cativas.
  • Limao  19/05/2016 11:21
    Sempre lembro do pessoal do Levante quando escuto da venezuela:

    https://www.youtube.com/watch?v=ZlOUE6yB6Jg
  • Ali Baba  19/05/2016 13:47
    Nossa! A situação do povo venezuelano está muito ruim mesmo. Será que eles não conseguem fugir para Cuba? Segundo consta, lá é o paraíso...
  • TuroKxwx  19/05/2016 18:25
    Krl...a situação é de completo caos, não se difere muito do que é contado em histórias pós-apocalípticas..uma pena o quanto muitas pessoas não quebram suas crenças no estado..
  • Amo-PT  19/05/2016 18:58
    Infelizmente a mídia golpista no continente não divulga realmente os fatos. A América Latina está sob ameaça. Forças internacionais poderosissímas querem se apossar das riquezas do continente já que seus países esgotaram todos os seus recursos. É hora de alerta. Observem os movimentos que estão ocorrendo. Macri ganhou na Argentina em um processo eleitoral bastante suspeito. No Brasil, nossa presidenta foi deposta por golpistas. A Venezuela que está sendo impactada por ações de agentes americanos e ingleses na tentativa de derrubar o presidente Maduro. Cuba, depois de intensas pressões sobre os irmãos Castro que não resistem, abre seu país para os EUA. O México está ameaçado pelo próximo presidente dos EUA, Donald Trump. O Equador e Bolívia até o final do ano terão os seus governos deposto e substituído por um governo de extrema direita. São inúmeros sinais de que perderemos nosso continente. Golpistas! Fascistas! Não passarão!
  • Nat - SSC  20/05/2016 18:51
    Ainda tem gente que em pleno século XXI achando que o grande fator de prosperidade
    de um país é ter minérios/petróleo (isso é tão Era Vargas, tão nacionalismo bananeiro). Aí se dá o exemplo da Noruega com a sua gigantesca população.

    Como se outras atividades econômicas não gerassem muito mais riqueza, beneficiando
    ambos os lados, mas fazer esse povo acreditar que não existe soma-zero.

    Culpados externos... sempre eles.

  • pilates-lapa  20/05/2016 14:49
    A condição da Venezuela é deplorável. Somente este ano a economia vai cair mais de 8%. Inflação altissíma. Acredito que tenha chegado a hora da esquerda fazer uma profunda reflexão. Por que em todos os países do mundo onde foram implantadas as suas políticas, são países em situação pré-falimentar? São vários exemplos: Cuba, Venezuela, Equador, etc... Chegou a hora da esquerda acordar do sonho e viver a realidade
  • Andre  20/05/2016 17:39
    "Acredito que tenha chegado a hora da esquerda fazer uma profunda reflexão.".

    Você é um iludido que acredita que esquerdistas possuem alguma boa intenção.
  • Guilherme Boulos  21/05/2016 23:25
    isso não é verdade a Midia Facista esta Manipulando tudo principalmente a GLOBO . não Acredite em tudo que a GLOBO poe no AR .. a Venezuela nunca esteve Melhor ..diga não ao GOLPE CONTRA a Venezuela Viva MADURO
  • Gustavo Guerra  21/05/2016 12:02
    Eu fico muito triste pelos venezuelanos, mas fazer o que se a maioria escolheu os socialistas consecutivas vezes seguidas.
  • Guilherme Boulos  21/05/2016 17:55
    isso é uma grande Farsa estão querendo derrubar o grande Presidente Nicolás Maduro ( GOLPE igual ao brasil )a Venezuela nunca esteve melhor agora que esta dando Certo querem Derrubar a Democracia venezuelana que é exmplo para toda á america latina . estes Facista sempre querem derrubar um Governo que esta dado certo tirando as Conquistas do povo . Ótimo exemplo da Venezuela da mais pura Democracia querem tirar até isso ..
  • mauricio barbosa  22/05/2016 01:03
    Engraçadinho você hein!A Noruega é socialista com uma política social muito mais sólida do que a da Venezuela e seus recursos provém do petróleo igual a Venezuela,agora a Noruega não está um caos por que será?...Sem falar em Arábia Saudita,Irã,Emirados Arábes...Todos produtores de petróleo.
  • Guilherme Boulos  25/05/2016 22:20
    mauricio barbosa estes Países que Você sitou são na verdade comandados pelo ( Império Americano ) . os Presidentes e os reis desses Países são Marioneta dos Americanos . tire os americanos desse Países é Você vera que estes Países vão ficar 1000% melhor que agora ..
  • mauricio barbosa  22/05/2016 21:21
    Guilherme Boulos o parasita fã da Venezuela,pegue o primeiro voo para Caracas com seu dinheiro,pois acredito que você tenha,pois se eu tivesse mudaria ou para Miami ou para Genebra,esse Brasil tá de mal a pior com uns energúmenos pensantes iguais a tu seu ridículo.
  • alexandre  08/03/2017 04:19
    vai morar lá...!! e verás de perto a tal prosperidade deles.
  • HIDERALDO  14/06/2016 18:40
    A Venezuela, esta dois passos a frente do Brasil na questão "socialista"...Se quisermos mergulhar de vez no CAOS, na FOME e na violência, basta deixar que esses "comunistinhas de boutique" tomem o poder novamente. Eles vão fazer com o Brasil o que o Fidel fez com CUBA, ou seja uma lata de lixo miserável e sem perspectiva NENHUMA de prosperidade.
  • Emerson Luis  27/06/2016 17:12

    É para o fundo desse abismo que o PT queria nos levar e estava nos levando. Felizmente parece que o processo foi interrompido no Brasil. E em parte isso se deve ao Roberto Jefferson

    * * *

  • Gustavo  27/07/2016 20:34
    Como explicar a queda acentuada nos índices (reais) da inflação Venezuelana desde o início de 2016?
  • Franco  27/07/2016 21:33
    Todos os índices de inflação para o ano de 2016 na Venezuela, tanto os do governo quanto os de organizações mundiais (como FMI e Banco Mundial), apontam uma forte disparada em relação a 2015.
  • Gustavo  27/07/2016 22:34
    Não é o que demonstra o gráfico contido nessa página:

    krieger.jhu.edu/iae/venezuela/index.html

  • Leandro  27/07/2016 23:03
    Esse gráfico, elaborado pelo professor Steve Hanke, é o gráfico da "inflação implícita": ele utiliza a variação do dólar no mercado negro para estimar qual seria a inflação de preços verdadeira na economia.

    www.cato.org/research/troubled-currencies?tab=venezuela

    Como o dólar parou de encarecer no mercado paralelo -- pois o dólar está se enfraquecendo mundialmente --, o cálculo da inflação estimada apresenta esta melhora.

    Trata-se de um defeito que ele ainda não corrigiu.

  • Gustavo  27/07/2016 23:31
    Ah agora sim!!

    Obrigado pelo resposta.
  • Anderson d'Almeida  30/07/2016 16:45
    Gulags à venezuelana...

    www.infomoney.com.br/carreira/noticia/5382374/crise-venezuelanos-serao-obrigados-trabalhar-campo-entenda
  • Andre  30/07/2016 20:54
    Daqui a pouco começam as execuções.
  • Marcos  20/08/2016 21:09
    A Venezuela é o futuro do mundo em breve. Deus queira que eu esteja errado. Cada um cuide de plantar o que puder no seu quintal e fazer seus estoques de suplementos para depender o menos possível dos supermercados, até que o Senhor Yeshua volte e encerre esse sistema de coisas. O nosso senhor Yeshua proteja a todos.?
  • HIDERALDO  26/10/2016 20:58
    ACHO QUE TÁ NA HORA DE COLOCAR O "PROFESSOR ALOPRADO" NUM ASSENTO EJETÁVEL E ALIJÁ-LO PARA O MEIO DO CARIBE ONDE ESTEJAM OS TUBARÕES MAIS FAMINTOS...KKK
  • Décio Correa  29/11/2016 11:07
    O socialismo venezuelano também mata nos ares. O avião da Chapecoense era de uma empresa venezuelana que estava em profunda crise financeira.

    "No website da empresa existe um alerta para a busca de sócios, demonstrando a falta de recursos da pequena companhia aérea. Atualmente a Venezuela não possui nenhuma empresa de aviação regular expressiva e as poucas que mantém sede no país sofrem com a falta de recursos e com a grave crise econômica."

    aeromagazine.uol.com.br/artigo/time-do-chapecoense-sofre-acidente-aereo_3018.html
  • José Jorge  06/12/2016 00:06
    Mulheres da Venezuela vendem cabelo para comprar comida

    Desesperadas e sem dinheiro para comprarem itens de necessidade básica, mulheres da Venezuela começaram a ir até a fronteira com a Colômbia para venderem seus cabelos. A tendência, que cresceu nas últimas semanas, se tornou mais uma fonte de renda para quem vive no país afundado em uma grave crise econômica.

    veja.abril.com.br/mundo/mulheres-da-venezuela-vendem-cabelo-para-comprar-comida/
  • Gabrielle  09/01/2017 02:16
    Todos aqueles que acreditam um pouco no espiritismo deve ler as obras de Robson Pinheiro sobre os verdadeiros pais das ideias comunistas e socialistas nos bastidores da vida extrafísica: "O Partido" e "A Quadrilha".

    Entenderam que não existe erro algum nos planos socialistas, tudo corre a risca, devidamente planejado, infelizmente.
  • Maduro  22/02/2017 14:08
    Pobreza aumenta na Venezuela e atinge mais de 80% dos lares, aponta estudo

    "A pobreza aumentou na Venezuela quase nove pontos de 2015 para 2016, atingindo 81,8% dos lares, segundo uma pesquisa que difere amplamente da cifra oficial de 22,7%.

    O porcentual de famílias em situação de pobreza saltou de 23,1% em 2015 para 30,26% em 2016. Enquanto isso, o de pobreza extrema passou de 49,9% para 51,51%, detalhou a Pesquisa sobre Condições de Vida na Venezuela (Encovi)".
  • Charlinho  22/02/2017 17:20
    "A única coisa que o socialismo já fez para as pessoas pobres foi dar-lhes bastante companhia"

    Lawrence W. Reed



Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.