Existe uma página específica para este artigo. Para acessá-la clique aqui.

Nunca se esqueça: golpista e fascista é você

Eles querem tudo dentro do estado, condenam a livre iniciativa e abraçam a Carta de Lavoro como base para a organização laboral. Mas você é o fascista que nunca leu um livro de história.

Eles compram jornalistas, criam uma rede de publicações governistas sustentadas com dinheiro público, pautam diariamente uma dezena de revistas, blogs e jornais. Mas você é o manipulado que só se informa pelos canais errados.

Eles diminuem o poder de consumo de 9 em cada 10 brasileiros, condenam 4 milhões de pessoas à pobreza, aumentam a desigualdade, defendem o interesse de alguns dos empresários e banqueiros mais ricos do país. Mas você é o coxinha que não gosta de ver pobre andando de avião.

Eles acusam opositores de tentar arrancar a comida do prato dos mais pobres, de planejar o genocídio da juventude negra, de espancar mulheres, de cheirar cocaína. Mas você é o intolerante que cria um clima de ódio no país.

Eles fingem que todo mundo que não é petista é tucano, que a corrupção de políticos de oposição justifica a corrupção do partido, que não há caminho possível longe de PT e PSDB. Mas você é o cínico sem consciência política que alimenta um cenário binário com falsas simetrias.

Eles compram o voto de parlamentares, usam dinheiro público para vencer eleições, alugam ministérios para distorcer o cenário político, praticam estelionato eleitoral, pressionam autoridades do judiciário, atrapalham as investigações da polícia, maquiam as contas públicas, assaltam as estatais. Mas você é o golpista que atenta contra a ordem republicana.


1 voto

SOBRE O AUTOR

Rodrigo da Silva
é o editor do site Spotniks.



OFF-TOPPIC: pessoal do IMB, seria possível vocês redigirem um artigo refutando as teorias conspiratórias sobre o Nióbio que abundam desde a época do Enéias? Quinta-feira o Instituto Liberal reiniciou o debate, e seria ótimo se vocês dessem continuidade. Eis o que comentei no website do IL, é o que resumidamente penso do assunto:

"Se há indícios concretos ou, ao menos, motivos para crer que as empresas autorizadas pelo Estado brasileiro a retirarem do solo e comercializarem este metal estão cometendo fraudes de qualquer natureza, em conluio com grupos estrangeiros ou não, a solução é, em se confirmando as irregularidades, rescindir os contratos de permissão em vigor e abrir este mercado para mais empresas interessadas no empreendimento - seja lá de onde elas forem. A que oferecer a melhor barganha leva as jazidas - e paga impostos sobre tudo o que produzir. Elevar o preço na marra? Claro, abusar desta condição de quase monopolista pode funcionar no começo, mas no médio prazo surgirão alternativas de melhor custo-benefício para atender a demanda daqueles insatisfeitos com a situação. Deixar de vender o Nióbio como comodittie e agregar valor ao mineral em nossa indústria da transformação? Seria ótimo, se nosso parque industrial não estivesse parado no tempo desde meados do século passado. Só falta criarem a estatal NIOBRÁS no Brasil, que dará origem ao escândalo do NIOBRÃO. O brasileiro não aprende mesmo: sempre achando que vai encontrar um bilhete premiado no chão e poderá passar o resto da vida bebendo e sambando."
"Tal afirmação nunca foi feita. Em ponto nenhum do artigo. E nem em nenhum outro artigo"

Não me refiro à uma frase ou texto escrito nos artigos do IMB. Estou questionando a percepção daqueles que defendem esse modelo de afrouxamento da terceirização proposto pelo governo, pois essa discussão toda é parte da realidade em que estamos vivenciando. Aliás, não creio que esse artigo seja uma mera exposição teórico-dissertativa acerca do que seria e quais os benefícios de uma terceirização segundo os liberais, muito menos um texto desvinculado da conjectura atual, como você transparece para quem lê. Logo, minha indagação é pertinente, ainda que, o que questiono, não esteja explicitamente escrito no artigo.

Em relação ao artigo linkado, em momento algum vi algo a mostra que abordasse diretamente o problema terceirização-corporativismo privado que eu levantei acima. O que mais se aproxima seria esse trecho:
"Em primeiro lugar, a ideia de que custos menores para empresas é algo ruim. Além do fato de que custos baixos permitem maior acúmulo de capital — o que possibilita mais investimentos e mais contratações —, falta explicar como que custos de contratação menores podem ser ruins para pessoas à procura de emprego."
Sim, não há problema algum em um empresário tentar reduzir seus custos para se adequar a concorrência e auferir maiores lucros. O entrave se encontra, como eu falei, no empresário monopolista que não possui um fator invísivel para motivá-lo à otimizar sua produção. A mão visível do Estado garante que seu produto inevitavelmente será consumido e, com isso, seu lucro será certeiro. Por conseguinte, não há a preocupação constante deste em inovar, melhorar a qualidade, aumentar a produtividade da sua mão de obra. Nesse sentido, a terceirização beneficia esse empresário, justamente por rebaixar seus custos com contratados (temporários ou não) à niveis abaixos daquilo que os empregados produzem, sabendo se que eles estão confortáveis em relação aos processos trabalhistas que enfrentarão (ajudinha estatal). Bem como, estagna ou retarda as inovações, tendo em vista que sua produção atual será adquirida pelos consumidores à um preço "monopolístico" durante um tempo maior que o de uma concorrência que existiria num livre mercado. Ademais, seu produto foi feito empregando mão-de-obra com um ônus muito abaixo daquilo que ela de fato produz. Desse modo, a margem de lucro é gigantesca, sendo que esse lucro pode sim ser revertido em capital para futuras melhoras, o que, na minha opinião, não aflinge ou preocupa de modo algum uma empresa monopolista, pois esta pode facilmente pegar crédito subsidiado de bancos estatais, ou ser empreendido em outros investimentos pessoais e, na minha percepção, fúteis e de pouco potencial de gerar valor no futuro.

ARTIGOS - ÚLTIMOS 7 DIAS

  • pensador radical  05/04/2016 00:46
    Esses petistas pensam que nós somos tontos,bando de safados salvos raríssimas exceções,os de bem e que têm vergonha na cara estão saindo de suas fileiras,enfim o PT está acabado e não é mais o partido da ética e dos bons costumes.
  • cmr  05/04/2016 15:43
    "...enfim o PT está acabado e não é mais o partido da ética e dos bons costumes."

    Algum dia foi ?.
  • pensador radical  06/04/2016 01:10
    Cmr

    O PT já foi igual a mulher de César que tem de parecer honesta...
  • Felix  05/04/2016 02:37
    E eles não conseguem entender nem que vc explique calmamente,
    e partem pra agressão com suas foices e martelos comunistas
  • Dr. Mundico  05/04/2016 11:46
    Esse discurso só existe porque o brasileiro médio acredita nele. É esse discurso rasteiro, simplório e maniqueísta que revela a mentalidade do brasileiro médio, que ainda vê a prática política como disputa entre times de futebol. Somos um país de torcedores, essa é nossa realidade cultural. Ou estamos contra ou a favor de personagens e caudilhos. Nossa mentalidade ainda rasteja entre a oligarquia de favores e o coronelismo esclarecido. O PT sabe o tamanho do brasileiro: é pequeno.
  • Erick  05/04/2016 12:59
    "Mas você é o coxinha que não gosta de ver pobre andando de avião."
    E mais: só que quem compra avião novo presidencial e anda de jatinho particular são eles.
  • Victor Mendonca  05/04/2016 14:59
    Assisti ao Roda Viva ontem que contou com a presença do Ministro Marco Aurélio e teve um ponto que se destacou dos demais.

    O ministro disse que as instituições estavam evoluindo dentro do Brasil. Até que um dos jornalistas, José Neumanne, lembrou-o de fatos atuais que comprovam justamente o contrário, muitos dos quais estão narrados no texto.

    Como podemos falar em evolução diante de tudo o que foi exposto. Uma Presidente da República que literalmente barganha ministérios em troca de voto. Uma Presidente que faz de seu advogado particular o Advogado Geral da União. Uma Presidente da República que nomeia um ex-presidente da República como ministro da Casa Civil para adquirir Foro Privilegiado.

    O que vivemos hoje é um escárnio escancarado.
  • Douglas  05/04/2016 16:17
    O Brasil é uma piada completa desde Getúlio Vargas.
  • Pobre Paulista  05/04/2016 16:19
    "...as instituições estavam evoluindo dentro do Brasil..."

    Tradução: O estado está mais forte e as pessoas confiando cada vez mais nele. Sem dúvida o PT acabou com o Brasil, saia ele vitorioso ou derrotado nos próximos meses.

  • Zezim  06/04/2016 21:10
    Não viu mais o tal Rodrigo Herrmann por aí?
  • Gustavo Nunes  05/04/2016 15:11
    O mais impressionante é ver pessoas defendendo o PT dizendo que pelo menos o partido está deixando investigar a sujeira feita na política. Ou na melhor das hipóteses de que o PT pelo menos dá dinheiro para pobre.

    Governos no mínimo devem dar poder de compra para a população e não dinheiro.
  • Viking  05/04/2016 15:11
    assim como o site do IMB, o Spotniks é leitura obrigatória para qualquer pessoa não estatista e não esquerdista.
    Parabéns pelo trabalho, Rodrigo e Felippe.
  • Ronaldo Pedroso  05/04/2016 15:25
    Artigo interessante, bom ver que tem vida inteligente na direita brasileira.
  • Lel   06/04/2016 02:40
    Glorioso PT.
  • Emerson Luis  08/04/2016 11:18

    Eles controlam a narrativa, que determina a percepção.

    Mas o encantamento tem limites e está acabando.

    * * *
  • Brendon Quintanilha  09/04/2016 02:26
    Parece até piada!Fico bobo como que nos EUA, os americanos tem um presidente como amigo! Batem palmas para o presidente! Somos uma grande PIADA mundial com esses políticos!
  • Fernando  10/04/2016 12:31
    Nós somos os facistas que pagam 2,78 trilhões de reais em impostos por ano.

    Somos a elite branca que trabalha no país com menos retorno sobre os impostos pagos.

    Somos os golpistas que sustentam os governos mais corruptos e vagabundos do mundo.

    Somos os nazifacistas que moram no país mais tributado do mundo.

    Enfim, somos canalhas, porque não gostamos de comunistas, socialistas e vagabundos.



  • edson  18/04/2016 15:53
    O grande problema na teoria capitalista livre e solta esbarra no core limitado dos recursos naturais.
  • Silva  18/04/2016 16:13
    Nem isso se sustenta.

    Se esse argumento fictício foi o único que restou, então, por definição, você já concedeu a vitória ao capitalismo.


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.