clube   |   doar   |   idiomas

Existe uma página específica para este artigo. Para acessá-la clique aqui.

A areia movediça da ingovernabilidade

Um status de ingovernabilidade se caracteriza pelo afastamento contínuo e crescente das elites — políticas, militares, empresariais, intelectuais e religiosas — em relação ao governo em questão.

Em meio a tantas notícias e ruídos, fica difícil perceber ou mensurar a velocidade desse afastamento. No caso da expansão do universo, mensura-se pelo grau de avermelhamento da luz das estrelas (efeito Doppler). No caso da ingovernabilidade brasileira, há um doppler ao contrário, todos fugindo do vermelho.

Um dos sinais reveladores da aceleração da ingovernabilidade é que os argumentos — ainda que dotados de algum fundamento — daqueles que ainda apoiam o regime não encontram eco algum; apenas servem como justificativa para que tais defensores sejam associados a uma causa perdida, como a defesa de um governante com pouca ética e sem futuro.

Ou seja, para os solitários apoiadores ainda corajosos o suficiente para fazer uma defesa pública, qualquer discurso de apoio ao regime tem um custo maior (e crescente) do que qualquer benefício. É a areia movediça da ingovernabilidade. Mexer-se e debater-se é pior, levando à morte.

Por conta deste efeito, são cada vez mais raros os votos de apoio públicos por membros de lideranças das diversas elites mencionadas acima (os formadores de opinião). Aqueles que ainda apoiam o governo passam a se calar. Só que isto também piora a sustentabilidade e governabilidade.

Usualmente, o governo tenta a cartada final de mobilizar os simpatizantes remanescentes entre o povo para ir às ruas. Porém, sem o apoio e intermediação dos formadores de opinião, e dada a baixa energia dos simpatizantes remanescentes, não há o efeito esperado.

A areia movediça da ingovernabilidade não perdoa.


0 votos

autor

Helio Beltrão
é o presidente do Instituto Mises Brasil.

  • Felipe  08/03/2016 20:55
    O que será que vai acontecer no futuro a curto prazo com o Brasil?
  • José Roberto  08/03/2016 21:19
    Minha aposta é: A Dilma não fará abertura das Olimpíadas, já terá caído antes disso.
  • Primo  08/03/2016 23:06
    E o mais engraçado é que ninguém está interessado em governar. Está todo mundo passando o bastão. O poder está vago. Ninguém está a fim de misturar seu trabalho a terra brasileira e legitimar a propriedade. É a destruição do poder pelo poder. Imagine se todas as acusasoes de caixa dois, propina e corrupção forem comprovadas, muitas pessoas envolvidas, imagine o entrelaçamento de pedido de dinheiro entre os envolvidos para manter silencio, imagine a destruição da expectativa de 'direito' adquirido de todo o assistencialismo público e privado. Está ingovernável, mas sem dúvida cutucaram o gigante adormecido. Agora não sei se o gigante vai com tudo para a esquerda ou para a direita ...
  • Almir  08/03/2016 23:55
    Quem sobreviverá, já que sobra pra todo o mundo, pra todos os setores do governo, do estado, para os três poderes, ninguém escapa, a corrupção é tamanha que não me arrisco a nada. O tempo há de mostrar se tem jeito ou vai piorar muito mais.
  • Emerson Luis  09/03/2016 10:05

    Agora está cada vez mais fácil apontar os erros do governo petista (ou pelo menos não apoiá-lo). Coragem para isso era necessária quando o Lula presidia com 80% de aprovação. Muitos "chutadores de cachorro morto" são ratos abandonando o navio afundando.

    * * *
  • Erick  09/03/2016 12:18
    Pois que a areia leve! Vá com Deus!
  • Capital imoral  09/03/2016 14:42
    Está é a prova viva que a democracia funciona.

    Vocês adoram falar que a democracia não funciona, veja por si só, uma presidente democraticamente eleita, que está quase deixando o poder por ingovernabilidade.


    Ela pode estar lá, mas praticamente não exerce o poder. Lógico que isso é culpa do capitalismo, que ajuda a deturbar a democracia, mas isso é questão para um outro artigo meu.

    O fato é: A ingovernabilidade da Dilma, é a prova viva que a democracia funciona.
  • Guilherme  10/03/2016 02:17
    A hilariedade não tem limites, obrigado pela gargalhada.
  • Luma  10/03/2016 13:04
    Esperançosa de que possa haver mudanças em nosso país a curto prazo. Infelizmente nosso país está sem essa governabilidade, é só jogo de interesses, a luta eterna pelo poder. Muito triste!


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.