clube   |   doar   |   idiomas

Existe uma página específica para este artigo. Para acessá-la clique aqui.

Questão tola de um tolo impertinente

Será que o mesmo Congresso que recentemente legalizou a violação à Lei de Responsabilidade Fiscal cometida pelo governo federal — e que, com isso, chancelou a perda do grau de investimento — será favorável a um pedido de impeachment da presidente desastrada que ele próprio ajudou a salvar?





0 votos

autor

Bruno Garschagen
é autor do best seller "Pare de Acreditar no Governo - Por que os Brasileiros não Confiam nos Políticos e Amam o Estado" (Editora Record). É doutorando e Mestre em Ciência Política e Relações Internacionais pelo Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa e Universidade de Oxford (visiting student), formado em Direito, coordenador e professor de Ciência Política da Pós-Graduação em Escola Austríaca (IMB-UniÍtalo), podcaster do Instituto Mises Brasil e membro do conselho editorial da MISES: Revista Interdisciplinar de Filosofia, Direito e Economia.


  • Rodrigo Pereira Herrmann  13/12/2015 16:23
    Depende das ruas. Uma mobilização maciça e agressiva forçaria o parlamento a autorizar o impeachment. A parcela hesitante do baixo clero não teria coragem de enfrentar as ruas votando contra.

    Já que isso não acontecerá, é provável que ela obtenha o 1/3 necessário na câmara para barrar o andamento do processo. e daí, o país chegará em 2018 liquidado.
  • Rhyan  13/12/2015 22:57
    Vai depender da vontade e da capacidade do Michael Temer.
  • Aldinilson Jr  16/12/2015 23:42
    Não consigo imaginar como o povo pode encontrar força para fazer realmente algo, se ficar grande, a esfera pública faria como a Venezuela e atiraria nos rebeldes em nome da "Democracia" e da "Liberdade".
    Que força o povo teria? Greves que seriam consideradas inconstitucionais e teriam repressões polícias, uma série de protestos só faria cair a máscara existente.
  • André Avelar  17/12/2015 03:27
    Acredito que vai depender mais da economia (empresários e investidores), eles serão "aquilo" que forçar a saída de Dilma. Não o congresso e nós os "representados", manifestantes.

    PS: Ou seja, as próprias merdas que ela fez na economia, fará com que ela perca o cargo.
  • Alfeu Rabelo  18/12/2015 16:46
    É possível que seja favorável ao impeachment, já que opinião de político muda bem rápido


Envie-nos seu comentário inteligente e educado:
Nome
Email
Comentário
Comentários serão exibidos após aprovação do moderador.